Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

o chá gelado que ajuda a emagrecer: chá verde com morangos e pepino

Cá em casa, estamos a tornar-nos ferozes adeptos do chá gelado. Desde que a minha querida Mulher Mistério intensificou o seu caminho para a barriga da Sara Sampaio que temos sempre chá gelado feito num frasco. O meu único consolo é que, de facto, um chá gelado nunca é apenas um chá gelado. Pode misturar fruta, ervas aromáticas e até vegetais, o que o torna quase numa sangria sem vinho.

Hoje descobri uma maravilhosa receita do fantástico blog Priya Kitchenette que se arrisca a ser a bebida mais fresca e fácil deste Verão. Além disso, é feita com chá verde, o que deixa a minha querida Mulher Mistério num estado de euforia semelhante à Júlia Pinheiro em dia de programa da tarde. E porquê? Porque o chá verde tem cafeína, o que ajuda a queimar gordura e estimula a vontade de praticar actividade física; depois, porque acelera o metabolismo e emagrece – basicamente tudo o que Ela quer ouvir num dia de Verão.

Para fazer este milagre do biquíni, só precisa de chá verde, morangos, pepino, folhas de hortelã, limão e água. Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, consulte a receita original aqui.

Strawberry-Cucumber-Iced-Green-Tea-recipe.jpg

 

limonada de chá verde com cubos de gelo de hortelã, a bebida detox que me vai salvar este verão

Nada como uma bebida original, fresca e saudável para me afastar dos maus caminhos. Do caminho da perdição e da desgraça como uma sangria ou um copo de vinho branco (ou dois ou três). Do caminho da bela da mini com uns caracóis e uns tremoços, enfim, de todos os caminhos que inevitavelmente percorro e que me desviam deste calvário que é a minha dieta.

Esta espetacular receita do blog Playful Cooking é ideal para fazer agora, durante o verão, e ir bebendo ao longo do dia. Pode tomar logo de manhã, ao pequeno-almoço, ou em vez da habitual sangria enquanto se delicia com o pôr do sol. Não se esqueça de que o chá verde é um dos melhores aliados de qualquer dieta, tal como uma limonada (sem açúcar, claro!). Por isso, esta receita é basicamente um dois em um.

Só precisa de folhas de hortelã frescas, gengibre e água para os cubos de hortelã. Para a limonada propriamente dita, precisa de limões, saquinhos de chá verde, água, mel, mais folhas de hortelã frescas e algumas rodelas de limão.

Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente espreite aqui a receita original.

IMG_1262-683x1024.jpg

 

 

o chá gelado que nunca deve deixar de levar para a praia (e que ajuda a emagrecer)

Porquê ir para a praia de garrafa de água atrás se pode levar um delicioso chá gelado? E que, ainda por cima, emagrece? Como é que é? Ah, pois é...

O chá verde está para a perda de peso assim como o Jorge Jesus está para o Sporting: mesmo que esteja num estado lastimável, ele faz milagres. Primeiro, porque tem cafeína (o chá verde, não o Jorge Jesus), uma substância que ajuda a queimar gordura e estimula a sua actividade física. Depois, porque é um dos chás com mais antioxidantes, um dos quais, da família das catequinas, acelera o seu metabolismo e leva à perda de peso. E, além disso, ainda previne vários tipos de cancro, combate o colesterol e tem outros benefícios demonstrados em estudos científicos.

É por isso que, este Verão, a minha querida Mulher Mistério raramente sai de casa sem uma garrafa de chá verde atrás. O que me levou a investigar, nas profundezas da Internet, as melhores receitas de chá verde gelado. E esta, do fantástico site Sunset, é uma das suas preferidas.

unnamed.jpg

 

os truques para fazer um chá de menta marroquino perfeito (o meu novo ritual pós-dieta)

E o resultado da minha dieta foi… o previsível. Nós somos o que nós comemos. Não tenho uma dúvida. Fosse eu esquisita, como muito boa gente que conheço, e era magra e estupenda. Mas não. Adoro comer e de tudo. Também não pensem que sou um batoque. Não. Podia era ser mais magra. Como diz o meu querido e adorável Ele, “mas não eras a mesma coisa”. Ele gosta tanto de cozinhar e de comer que prefere mil vezes uma mulher com uns quilos a mais do que uma chata que não come nada em casa. Estes 15 dias de dieta foram um suplício tanto para mim como para Ele. E compensou? Sim, perdi 2 kg. Não é mau, mas podia ter perdido muito mais se não tivesse cedido às inúmeras tentações que me apareceram pela frente.

O problema é que já não tenho 20 anos. Nessa altura, conseguia emagrecer 4 kg numa semana. Mas a verdade é que não fechei totalmente a boca. Dois quilos é melhor do que zero, certo? Por isso vou voltar a comer mas com alguns truques para me ir tirando a fome. Vou encher-me de chá durante o dia: não engorda, diminui o apetite, é diurético e é ótimo. E vou começar à grande e à marroquina: com o típico chá de menta. Se pensa que é só ferver água e atirar lá para dentro um saquinho de chá, está redondamente enganado. Esta receita do fantástico blog Honestly Yum tem todo um ritual e vários truques, por isso, é que é tão boa.

moroccan_mint__tea__3_1.jpg