Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

como fazer os ovos mexidos perfeitos, segundo anthony bourdain

Anthony Bourdain está para a minha vida assim como Lenine está para a vida de Jerónimo de Sousa. É um verdadeiro guru que eu sigo para todo o lado sem questionar. É por isso – e só por isso – que eu estou hoje aqui com mais uma dica sobre como fazer os ovos mexidos perfeitos. Eu sei que já falei sobre este assunto mais vezes do que António Costa falou sobre o Governo de Passos Coelho, mas não é todos os dias que temos o grande Anthony Bourdain a explicar, passo a passo, como faz os ovos mexidos perfeitos. 

As dicas foram dadas numa entrevista ao Tech Insider, da revista Business Insider, e são tão simples como isto:

Captura de ecrã 2017-03-23, às 19.25.30.png

 

o maior vendedor de trufas nos estados unidos é um miúdo de 24 anos que comprou o seu primeiro carregamento pela net

LAVIN-HowaTexasTeen-AgerBecameNewYorkCitysTopTruff

Os chefs Michelin chamam-lhe Truffle Boy. Na verdade, ele chama-se Ian Purkayastha, é filho de um índio e de uma texana e ganhou esta alcunha porque começou a vender um dos alimentos mais caros do mundo aos 15 anos.

Hoje Ian fornece 90% dos restaurantes Michelin de Nova Iorque e tem como clientes mais de 200 chefs de topo em todo o país. Em 2016, ganhou 5,6 milhões de euros a vender as comidas mais caras, deliciosas e exóticas do mundo. E sabe qual é que é um dos seus cinco produtos favoritos? Os leitões de três meses que importa de Portugal e Espanha.

 

 

o chef da roulotte de street food que ganhou uma estrela michelin (e onde um prato custa menos de €2)

4096.jpg

Não é gralha. E também não é loucura deste vosso casal amigo (quer dizer, pelo menos neste caso...). Não, senhor. O prestigiadíssimo Guia Michelin atribuiu mesmo este Verão, pela primeira vez na sua História, uma estrela a um restaurante de comida de rua. Na verdade, foram duas as roulottes premiadas com uma estrela Michelin. O impensável aconteceu em Singapura e os premiados foram uma tasca que vende arroz e noodles de porco e outra que se tornou famosa na cidade por fazer uns deliciosos noodles fritos de frango com molho de soja.

Ambos os balcões ficam em food courts sem ar condicionado (o que com o calor de Singapura é sinónimo de destilar três litros de água durante um almoço). Os clientes esperam em pé, numa fila, para fazer o seu pedido e depois podem sentar-se em mesas comuns que servem todos os restaurantes e onde o calor é quase insuportável.

 

os 6 alimentos que anthony bourdain tem sempre na cozinha

5811483337_02ba35e182_o.jpg

É um verdadeiro choque. Se achava que a cozinha de Anthony Bourdain era feita só de trufas, caviares, reduções de Vinho do Porto e outros alimentos especialíssimos, prepare-se para a desilusão. Numa entrevista à revista Adweek, depois de ter sido considerado um dos 30 nomes mais influentes do mundo na área da comida, o chef e apresentador de televisão confessou quais são os alimentos que tem de ter sempre na sua cozinha e...

...pausa...

...suspense...

...não há cá trufas – há massa de cotovelinhos. Eu sei o que é que está a sentir neste momento, eu já passei por isso mesmo. Mas o melhor é ler as justificações do chef.

 

 

a dieta que vai revolucionar a sua vida: um chef italiano perdeu 45 kg em sete meses a comer pizza todos os dias

Captura de ecrã 2016-02-04, às 21.48.10.png

Hoje é um grande dia para todas as pobres almas que estão em dieta por esse mundo fora. É possível fazer dieta e comer pizza. Peço desculpa, é possível fazer dieta e comer pizza todos os dias. E beber vinho. E comer cereais de manhã. A descoberta é da responsabilidade do chef italiano Pasquale Cozzolino que conseguiu perder 45 quilos em sete meses, a fazer esta dieta diariamente.

Cozzolino é cozinheiro numa pizzaria de Nova Iorque e, no início do Verão, pesava 167 kg. Hoje pesa 122 kg. Ao longo deste período, preparou uma dieta com base na comida de que gostava. Sempre foi viciado em pizzas e todos os dias faz a receita original da pizza margherita, que tem mais de 300 anos. Para a massa, junta apenas água, farinha, fermento e sal marinho e deixa assentar durante 36 horas (a maioria dos sítios só deixa seis a oito horas) para o glúten se tornar mais leve, os açúcares queimarem e a digestão ser mais fácil. Depois, coloca por cima molho de tomate, manjericão e mozzarella fresca. O resultado é uma pizza individual de 30 centímetros, com menos de 600 calorias, que foi o seu almoço diário ao longo dos últimos sete meses.

 

 

o doce que vai revolucionar este natal: sonhos de batata doce com creme de custarda (uma receita do chef nuno mendes)

Minhas senhoras e meus senhores, meninas e meninos, renas e caribus, Mães e Pais Natais, chegou a revolução natalícia a esta casa. A minha mãezinha vai ter uma sulipampa, o meu paizinho vai cair da cadeira, mas eu estou irredutível: este ano vou adoptar uma receita revolucionária.

A culpa é do fantástico Nuno Mendes. O chef mais famoso do momento em Londres, responsável pela elogiadíssima Taberna do Mercado e pelo ainda mais concorridíssimo Chiltern Firehouse, aceitou partilhar com o jornal britânico The Guardian as suas receitas preferidas para esta época. E, lá no meio, estão estes irresistíveis e divinais sonhos de batata doce. 

Eu não sou grande fã dos sonhos de Natal, mas a batata doce atira-os para um patamar equivalente à Vénus do Nilo. Por isso, cá estou, qual Alexandre, o Grande, à sua conquista.

5760.jpg

 

 

novidade! novidade! abriram dois novos restaurantes de dois óptimos chefs em lisboa

Captura de ecrã 2015-10-26, às 11.02.23.png

Temos boas notícias! Pode tirar essa cara de segunda-feira porque vêm aí excelentes notícias. Não, Portugal ainda não tem Governo. Mas Lisboa tem dois novos restaurantes – de dois dos melhores chefs portugueses. E comer um óptimo jantar é quase tão importante como acabar com uma crise política. 

 

 

mini bar, definitivamente um restaurante onde tem de ir pelo menos uma vez na vida (ou duas... ou três... ou quatro...)

11051862_10152946451118439_8685024343575988883_o (

José Avillez sempre foi uma figura que me indignou profundamente. Não posso aceitar que exista alguém que consiga cozinhar daquela maneira – e especialmente que esse alguém não seja eu. Imagino o que será um fim-de-semana em casa dos Avillezes: 

– Oh querido, já estou com uma certa fome.

– Não te preocupes, meu amor, dá-me só cinco minutinhos que te faço já aqui um lombinho de novilho corado, ligeiramente fumado com alecrim, legumes da estação, tutano e puré de alho. Ou será que preferes um rabo de boi com grão, foie gras, tendões de vitela e creme de cebola com queijo da serra? Também não me custa nada...

Não é justo Deus ter-se esquecido de mim na Papua Nova Guiné quando decidiu montar uma banca à porta de casa dos Avillezes, em Cascais, para distribuir pelo mundo o talento para cozinhar. E, ainda por cima, juntou-lhe também a simpatia, a humildade e a capacidade de trabalho. Irra, que é demais!

É por isso sempre com uma profundíssima inveja interior que eu entro nos restaurantes de José Avillez. E desta vez o escolhido foi o Mini Bar, o mais surpreendente e inovador restaurante do chef com duas estrelas Michelin.

 

 

a dica que vai revolucionar a sua vida na cozinha: ovos mexidos em água a ferver (com a garantia de um chef michelin)

2015-09-11-1441992447-9506809-poachedscrambledeggs

Quem é que um dia decidiu que os ovos mexidos deveriam ser fritos numa frigideira? Não foi seguramente a vítima que, a seguir, tem de lavar a frigideira com ovo agarrado até às entranhas. Nem foi o chef americano Daniel Patterson, orgulhoso detentor de duas honrosas estrelas Michelin, que resolveu revolucionar a forma como o mundo cozinha ovos mexidos. Patterson colocou em causa tudo o que se sabia até agora e criou uma nova técnica de cozinhar os ovos. Além de sujar menos, eles ficam mais macios, mais molhados e mais fofinhos. Ainda por cima, só demora 20 segundos a fazer. Tudo o que precisa é de seguir estes cinco simples passos reunidos pelo jornal online Huffington Post.

 

 

os 10 segredos para fazer os ovos mexidos perfeitos (segundo os melhores chefs)

Um pequeno-almoço sem ovos mexidos não é digno do nome que carrega. E para fazer uns bons ovos mexidos é preciso saber quais são os truques que os tornam fofinhos (que palavra tão querida!), soltos, molhados, saborosos. No ponto.

E é para isso que estamos aqui hoje. Não para dar a nossa sempre relevante e essencial opinião sobre o assunto. Mas para partilhar as dicas dos melhores chefs e foodies do Mundo. O trabalho original foi feito pelo maravilhoso The Kitchn, ao qual acrescentámos outras dicas. Estes deveriam ser os seus 10 mandamentos para fazer ovos mexidos.

shutterstock_267244394.jpg

1. Escolha ovos biológicos

Primeiro, o produto. Ovos biológicos não têm o mesmo sabor de ovos não biológicos. Por isso, escolha os ovos certos: de galinhas que passam pelo menos uma parte do dia ao ar livre. O conselho é de Marla Meridith, autora de um dos melhores blogs de cozinha de 2013, segundo a revista Saveur.

 

2. Use uma panela, não uma frigideira

Uma panela pequena, para fazer molhos, tem o fundo mais grosso do que uma frigideira, o que permite distribuir o calor de forma mais uniforme. Além disso, numa panela é mais fácil estar permanentemente a mexer os ovos, o que é essencial para ficar com um resultado cremoso e fofinho (que linda palavra!, já tinha dito?). O conselho é da chef e apresentadora de televisão norte-americana Ruth Reichl.

 

 

como fazer o arroz perfeito e solto em apenas cinco passos

É um dos mais recônditos mistérios da Humanidade. E um dos mais difíceis desafios para o Homem. Não, não estou a falar de mergulhar até ao epicentro do Triângulo das Bermudas. Nem de pescar o monstro do Loch Ness. Muito menos de tomar uma chávena de chá com o Abominável Homem das Neves. Este desafio é muito maior: cozinhar um arroz perfeito, solto, consistente e saboroso. Como qualquer pessoa que passa os seus dias com a barriga em cima do balcão da cozinha já seguramente saberá, estamos a falar de uma missão quase impossível.

Mas é exactamente para isso que está aqui este vosso amigo misterioso: para desvendar os mais profundos mistérios da Humanidade. E sempre com a preciosa ajuda dos mais consistentes especialistas que o Universo já conheceu.

O mais do que útil BuzzFeed pediu ao chef americano Dale Talde para explicar o truque de um arroz perfeito. E não é tão difícil como se poderia imaginar. O arroz usado por Talde nesta receita é arroz jasmim.

unnamed.110735.jpg

 

 

receita deliciosa para um fim de semana em dieta: peixe ao sal com molho vièrge e amêijoas à bulhão pato

IMG_5895.JPG

Aproxima-se a uma velocidade furiosa mais um fim-de-semana de austeridade gastronómica. É verdade! Hoje em dia Ela está para o meu sistema digestivo como o Passos Coelho está para a minha conta bancária. Mas eu não desisto. E todos os dias trabalho arduamente – não propriamente para aumentar a minha contribuição ao fisco mas para aumentar o meu prazer à mesa. Não há dieta que me deite abaixo. E para este fim-de-semana tenho uma sugestão light e deliciosa para partilhar com todas as amigas da Ágata Roquette que existem por esse mundo fora. 

 

o novo bastardo, um dos restaurantes mais divertidos e bem decorados de lisboa

palco41.jpg

Um restaurante num hotel é de desconfiar. Um restaurante chamado Bastardo é de duvidar. Um restaurante só com uma mesa ocupada é de bocejar. Quando entrei pela primeira vez no novo Bastardo, estava, portantos, a modos que com um estado de espírito com o nível de optimismo do Medina Carreira. Mas, à medida que nos vamos aproximando do Dia Internacional da Mulher, tenho de me transformar, ainda mais, num verdadeiro Ambrósio pronto para satisfazer todos os desejos da minha querida Ela. E se Ela queria experimentar o Bastardo, eu experimento o Bastardo.

É claro que – como sempre – todas as minhas dúvidas se revelaram absolutamente...

...descabidas.

Eu sei: começa a ser constrangedor Ela ter sempre razão e eu não acertar uma, mas a vida de um homem é dura.