Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

tostas de cogumelos com mozzarella, a entrada ideal para um dia especial

É sábado, é dia de me desgraçar e estou a sonhar com esta receita há meses. Passo a explicar. A minha querida e adorável sogra chegou-me um dia cá a casa com um presente gigante. Eu, que adoro receber presentes (quem não gosta?), desembrulhei-o com o entusiasmo de uma criança numa manhã de Natal. E qual não é o meu espanto quando me apercebo que a dileta progenitora do meu querido Marido Mistério ofereceu-nos um paralelepípedo descomunal de…terra.

- Obrigada, minha querida sogra. Não era preciso incomodar-se. Estava mesmo a precisar de um bloco gigante de…terra. Fica muito bem aqui na sala.

O meu querido Marido Mistério veio logo a correr em defesa da sua amorosa mãe.

- Obrigada, mãe. Finalmente!

A minha alma estava parva. Até que percebi o porquê de tanta felicidade. Daquele imenso bloco de terra iriam brotar dezenas, se não mesmo centenas de cogumelos. Só tínhamos de o deixar ao sol. Ah, bom! Que sorte! Cogumelos a nascerem-me em casa. Que alegria! Fungos! Bactérias! Que felicidade!

E não é que passado um tempo, começaram a crescer, pasme-se, como cogumelos. E de repente tinha o frigorífico repleto de fungos e respetivos familiares! Por isso, andei louca à procura de receitas diferentes e originais para despachar tanto cogumelo.

Foi assim que dei de caras com esta tentação que encontrei no excelente blog da Donna Hay.

Só preciso de fatias de pão (a receita original sugere uma baguette mas, a mim, quem me tira o pão alentejano tira-me tudo), azeite, flor de sal, pimenta preta moída, um dente de alho cortado ao meio, manteiga, cogumelos, alecrim, salva e mozzarella de búfala.

Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 4 pessoas, espreite aqui a receita original.

05c789dff902e3ea211477b30abfa248.jpg

 

 

spaghetti integral com molho de cogumelos, um jantar delicioso para fazer em 20 minutos

Desde que uma amiga me disse que o truque para uma dieta eficaz é nunca, em momento algum, misturar hidratos com proteínas, eu pensei cá para mim:

– Ah, então posso comer massa com cogumelos, por exemplo!

Erro. Fui investigar e descobri que os cogumelos afinal têm proteínas. Paciência. Estava cheia de desejos de fazer esta massa do ótimo blog Pinch of Yum para o jantar e vou fazer à mesma. Só que como num prato de sobremesa. Talvez resulte. Ou talvez não.

Enfim, quando digo que eu vou fazer é obviamente uma força de expressão. Eu vou sugerir delicadamente ao meu querido Marido Mistério que esta seria uma excelente receita para o jantar.

Ele só vai precisar de massa integral (pode ser spaghetti ou linguine, por exemplo), manteiga, alho, cogumelos frescos fatiados, farinha ou farinha integral, ervas de provence, leite, sal e pimenta, azeite, água (também pode usar caldo de legumes ou leite) e salsa fresca.

Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 4 pessoas, espreite aqui a receita original.

mushroom-spaghetti-3-600x975.jpg

 

 

frittata de cogumelos, queijo feta e espinafres, um jantar delicioso para fazer em 10 minutos

Sou fã desta invenção que se chama “frittata”, que basicamente é uma quiche sem base, logo sem massa folhada, logo engorda menos! Esta receita é ideal para quando chega a casa tarde e cansado e sem paciência para fazer o jantar. Demora 10 minutos a fazer. Leu bem: 10 minutos. A autora do blog Love Grows Wild sugere esta maravilha para o pequeno-almoço (e ainda dizem que eu como muito? Deus me livre!) mas eu acho que vou fazer hoje ao jantar! Sim, vou arriscar e vou dar uma folga ao meu querido Marido Mistério. Afinal esta receita é tão fácil de fazer como odiar o Donald Trump.

Só preciso de manteiga sem sal, espinafres baby, cogumelos frescos fatiados, ovos, leite, quejo feta, sal e pimenta.

Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 8 pessoas, espreite aqui a receita original.

Spinach-Mushroom-Feta-Frittata-1.jpg

 

 

ovos com cogumelos e queijo no forno, uma receita para ajudar a começar a semana

Eu sei que é segunda-feira e a preguiça é a palavra de ordem. Tive preguiça a levantar-me, tive preguiça a acordar os miúdos, a arranjar-me, a levá-los à escola, arrastei-me até ao trabalho, enfim pareço uma morta-viva, mas tem que ser. Infelizmente não dá para fugir à segunda-feira.

Mas dá para torná-la um dia melhor! Mais agradável, mais feliz! Como? Planeando uma ótima receita para o jantar! Vai ver que assim o dia vai passar mais depressa! Eu, por exemplo, estou a sonhar com esta delícia que descobri no fantástico site The Kitchn que, além de fácil, engorda (claro) mas pouco.

Só preciso de manteiga, azeite extra-virgem, chalotas picadas, uma mistura de vários cogumelos fatiados (com os talos cortados), tomilho fresco picado, ovos, leite, sal e pimenta preta moída e queijo mozzarella ralado. Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 4 pessoas, espreite aqui a receita original.

93a99c77200aabd32eff7ad2b90b32d9a4463b48.jpeg

 

 

o mundo está louco! um risotto de cogumelos para fazer em 10 minutos no microondas?!

Estou em choque! Profundamente abazurdido com o que acabei de encontrar. Tão obstúpido (por favor, não confunda com "estúpido"...) que nem sei bem o que dizer. Já ouviu falar de um risotto feito no microondas? Em 10 minutos? Pois... eu também não. Até ter encontrado esta surpreendente receita no site Brit+Co

Trata-se de um risotto totalmente cozido no microondas. E em menos de metade do tempo do risotto tradicional. Mais ainda: em vez de estar permanentemente a mexer, só tem de mexer de vez em quando. Por exemplo, para fazer um risotto de cogumelos e parmesão, vai precisar de manteiga, meia cebola picada, dois dentes de alho picados, arroz arbório, caldo de legumes, vinho branco, cogumelos, tomilho e parmesão. Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, ou para ver outras duas receitas de risotto no microondas, veja o texto original aqui.

Risotto-x-Main-645x429.jpg

 

 

peitos de frango com molho de cogumelos e vinho do porto, um jantar fácil para recuperar da vitória de trump

Os peitos de frango são tão importantes para esta Família Mistério assim como o penteado pós-calvície é fundamental para Donald Trump. Definitivamente, ainda não conseguimos usar a risca do cabelo colada à orelha, mas precisamos de uma solução igualmente criativa para aqueles dias em que chegamos a casa às oito da noite sem nada pronto para o jantar. E é aí que estes peitos de frango da fabulosa Donna Hay entram de rompante pela nossa vida adentro.

A receita consegue ser fácil, rápida, prática e deliciosa – tudo no mesmo prato. E será seguramente um dos próximos jantares semanais cá de casa. Tudo o que vai precisar é de peitos de frango, azeite, folhas de sálvia fresca, alho, cogumelos, leite de amêndoa, sal, pimenta preta moída no momento e Vinho do Porto (a receita original é com Marsala, mas eu acho óptimo adaptar).

Para acompanhar os peitos de frango, esta receita leva um molho cremoso feito com leite, manteiga, natas e sêmola de trigo. Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, veja a receita completa aqui.

IMG_2503.JPG

 

 

tem de ver este vídeo: palitos de pão com queijo derretido, um petisco estupidamente simples e incrivelmente delicoso

Pao07.jpg

Dia de futebol no estádio é dia de petiscos cá em casa. Mas não se prenda com a questão da bola. Esta maravilhosa e ultra-simples receita para picar também serve para acompanhar a novela, o The Voice ou as Tardes da Júlia. É indiferente. Só precisa de ter uma desculpa para juntar uns amigos em casa, à volta de uns copos de gin, de umas cervejas e de um pão destes.

O meu pretexto ontem foi o futebol. Já há uns anos que me apercebi de que Ela é ligeiramente mais hooligan do que eu no que toca à bola. Salta, grita, gesticula, ofende, mas, acima de tudo, come sempre que tem a televisão pintada de verde (é a cor da relva, não do clube...) à sua frente. Quando ontem me apercebi de que um pequeno grupo munido de cachecóis e bandeiras iria invadir a minha sala, para ver um jogo da Primeira Liga (vamos manter o mistério à volta do nome da equipa portuguesa...) tive de arranjar uma solução de recurso para alimentar esta mini-claque. E foi aí que me lembrei dos palitos de pão de queijo que vi, pela primeira vez, no blog Beantown Baker. Só fiz uma alteração: retirei os cogumelos para simplificar.

A receita é estupidamente fácil, parvamente deliciosa e idioticamente viciante. Não acredita? Então veja lá este vídeo de 30 segundos.

 

  

um jantar rápido e delicioso feito com cogumelos, queijo e vinho do porto

– Caflou.. o quê?

– Clafoutis, minha querida e adorada Mulher Mistério: é um doce francês, feito à base de uma fruta, normalmente são cerejas inteiras cozidas no forno, com um creme de farinha, ovos, leite e açúcar.

Os nervos que Ele me dá quando começa a explicar a origem das receitas com este ar de professor universitário da Wikipédia… mas o que é certo é que me esclareceu quando descobri esta ótima receita no site Food52. Só que, em vez de fruta, este clafoutis leva cogumelos com sherry (eu, que sou muito patriótica, prefiro Vinho do Porto) e é um ótimo prato principal e o jantar ideal para hoje que fui invadida por uma preguicite aguda. Ainda, por cima, adoro cogumelos de todas as maneiras e feitios, então salteados em manteiga é a loucura.

Para a base de cogumelos, só precisa dos propriamente ditos, bem limpos e fatiados, manteiga, sal, chalotas finamente picadas, e Vinho do Porto (a receita original sugere sherry, mas já sabe: “o que é nacional é bom”), tomilho picado, sal e pimenta. Para o clafoutis, vai precisar de ovos, sal, farinha, leite, queijo Gruyère ralado e pimenta preta. Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 4 pessoas (como prato principal), espreite aqui a receita original.

cb22c822-da80-43d2-9014-7ffdd2cbc877--2016-0517_sa

 

não lhe apetece chegar a casa e fazer o jantar? então veja esta deliciosa e facílima receita

Bem-vindo! Acabou de entrar no período mais bipolar do dia. Chegou a hora em que a asfixia do dia de trabalho acaba, e o sufoco da noite a fazer o jantar começa. Não é fácil, pois não?

É claro que é fácil, tão fácil como José Sócrates fazer o seu livro esgotar em poucos dias. A culpa é do fabuloso blog Brooklyn Supper, eleito no ano passado pela revista Saveur o blog de comida mais delicioso do Mundo. Esta verdadeira Bíblia da cozinha criou uma divinal, rapidíssima, ultra-fácil e razoavelmente saudável receita para aqueles dias de semana em que chega a casa a cronometrar os segundos até ao momento em que finalmente vai conseguir sentar-se no sofá.

São uns fabulosos ovos no forno com queijo, cogumelos e couves de Bruxelas. Ora, veja lá se não é rápido e delicioso.

Tudo o que vai precisar é de ovos, manteiga (não se enerve, que é só uma colher de sopa...), alho picado, chalotas picadas, cogumelos cortados às fatias, couves de Bruxelas também cortadas às fatias, natas (também é só uma colher de sopa, mas se estiver mesmo de dieta rigorosa, experimente usar leite), flor de sal, pimenta moída no momento e queijo Gruyère. Para saber as quantidades de cada ingrediente, veja a receita original aqui.

baked-eggs-with-brussels-sprout-and-mushrooms.jpg

 

cogumelos portobello recheados com caprese e manteiga de alho

Hoje foi Dia da Asneira na Mansão Mistério desde que acordámos até à hora que adormecermos cheios mas felizes. O meu querido Marido Mistério aproveitou a pausa que fiz na dieta para se apoderar do fogão. E não é que até fez uma receita quase light? Inspirado pelo blog Cafe Delites, fez estes espetaculares cogumelos recheados com mozzarella fresca, tomate e folhas de manjericão temperados com um molho balsâmico de chorar por mais. Para a manteiga de alho, só vou precisar de manteiga, alho e salsa picada. Depois, vou precisar de cogumelos (sem o pé, bem lavados e secos), queijo mozzarella cortado em fatias finas, tomates cherry cortados às fatias, e manjericão fresco. Para a redução de balsâmico, basta ter em casa vinagre balsâmico e açúcar mascavado. Se quiser saber as doses certas destes ingredientes para 5 pessoas, espreite aqui a receita original.

1.png

 

 

ovos cocotte, um brunch especial para este fim de semana

Hoje aconteceu um milagre nesta casa: acordei antes do resto da família. E pensei que, afinal, os elementos da nossa querida equipa de futsal são uns anjos. Por isso, decidi fazer-lhes uma surpresa e preparar-lhes um pequeno-almoço diferente. Descobri neste blog uma receita que me fez lembrar a minha avó e achei que era um ótimo pretexto para a recordar à mesa: ovos cocotte. Adoro o nome. É snob demais para ser verdade. 

 

 

sopa de setas e champignons com maçã, uma receita típica de outono

Outono é para mim a época das sopas por excelência. E um creme de setas e champignons com maçã parece-me uma fantástica receita para inaugurar a “saison”! O aveludado do creme e o tom da sopa fazem uma vistaça em qualquer jantar de cerimónia. E esta incrível receita da Marta Lombardia, da cocina y recetas, a comunidade de blogs do site da revista Hola, deu-me uma fome que nem vos conto. E o melhor de tudo? É facílima de fazer.

Crema-de-setas-y-manzana-2.jpg

 

 

como transformar uma simples massa com cogumelos num prato delicioso e surpreendente

Porque é que uma massa com cogumelos há-de ser um prato previsível e desenxabido? Porque Vossa Excelência não se chama Rachel Khoo e não é uma das mais famosas cozinheiras britânicas. Se se chamasse, olharia para um prato previsível e desenxabido e pensaria na melhor maneira de o transformar numa especialidade surpreendente e arrebatadora.

E foi isso que a autora do famoso livro Rachel Khoo's Kitchen Notebook fez com um reles rigatoni com cogumelos: virou-o ao contrário e transformou-o num prato capaz de desfilar na Moda Lisboa. Só tem um problema: não é fácil de fazer – é facílimo!

6bbbcfc0c543185761c41cada21d9b5f.jpg

 

cogumelos portobello recheados com ricotta, pesto, halloumi e pinhões, uma receita incrível com menos de 300 calorias

Antes que comece já a insultar-me, deixe-me esclarecer que halloumi é um queijo cipriota, muito popular na Grécia e ótimo para grelhar. Não é muito fácil de encontrar. Já o descobri uma vez no Jumbo, mas pode sempre substituir por qualquer queijo grego bom para grelhar, como o feta, por exemplo. Posto isto, quer surpreender a sua família com uma receita fantástica, super original e deliciosa? Pode ser uma espetacular entrada de um jantar de cerimónia ou simplesmente um ótimo almoço ou jantar. Cada cogumelo recheado tem apenas 284 calorias, o que significa que, ainda por cima, é light. Eu estou apaixonada por este prato, do blog not enough cinnamon, que foi aprovado por unanimidade por toda a Família Mistério. Demora 20 minutos a preparar e 20 minutos no forno.

Stuffed-Portobello-Mushrooms-with-Ricotta-Pesto-an

 

 

pizzas de cogumelos portobello, uma receita original para comer sem remorsos nem culpas

Tenho um problema com pizzas.

- Olá a todos, o meu nome é Ela e eu sou viciada em pizzas.

Pronto. Assumi. Desabafei. Confessei. Não sou aquela pessoa que possa dizer: vou ali comer só uma fatia de pizza e já venho. Porque não consigo. Dou a primeira dentada na fatia e só paro quando a pizza chega ao fim. É uma tragédia. Por isso, quando estou de dieta (ou seja, quase sempre) não me aproximo sequer de um forno de pizza para não cair em tentação. E quando descobri esta receita, do blog life as a strawberry, fiquei em delírio. Os cogumelos Portobello são um ótimo substituto da base da pizza. Além de demoraram 30 minutos a fazer, posso comer sem remorsos nem culpa.

IMG_30811-650x975.jpg