Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

feliz natal aos melhores leitores do mundo... alimentem-se bem e bebam melhor ainda!

bb2bf17f05b7f0667ab0af7396a8a098.jpg

Aqui estamos nós de malas feitas prontos para celebrar o Natal, a época preferida da Família Mistério. Este fim-de-semana vai ser passado de casa em casa, com os presentes a tiracolo, com muita alegria, comida e bebida à mistura! Por isso, não vos vamos maçar com os posts gigantes d'Ele nem com as loucuras habituais d'Ela. Vamos só desejar a todos os nossos queridos leitores um Natal feliz e uma mesa farta!

 

 

este texto é essencial para o seu natal e passagem de ano: estamos a falar da melhor loja de queijos do país!

15350594_805045146302490_737354196595345993_n.jpg

Hoje não vale a pena falar de restaurantes nem de hotéis. Nem de receitas ou pratos elaborados. Faltam menos de 24 horas para a véspera de Natal e já não há tempo para jantares fora nem para fins-de-semana tranquilos. As poucas horas que nos restam são para tratar daquele que para mim é um dos momentos mais importantes de qualquer jantar: a hora do queijo.

Aquele momento em que molhamos a colher no recheio amanteigado de um Queijo da Serra, ou que desfazemos em lascas um fabuloso Parmesão, ou que derretemos no forno um extraordinário Camembert com frutas secas e nozes.

Apetece, não apetece? Eu calculei… E é por isso que me tornei um peregrino da Queijaria, em Lisboa. Desde que descobri esta fabulosa loja especializada em queijos artesanais (foi aqui, nos idos de 2014) que não consigo dar um jantar em casa sem lá ir antes abastecer-me de maravilhosos exemplares: desde um forte e intenso Blue Cheese a uma cremosa e suave Burrata.

 

as 3 mais fáceis, deliciosas e surpreendentes receitas de bacalhau para este natal

Quem é que disse que o jantar de Natal tinha de ser um pesadelo de trabalho? Quem é que decidiu que as mães e as avós deste mundo tinham de andar numa correria desenfreada entre o fogão e a mesa para tudo correr bem? Quem? Não tem resposta, não é? Calculei... Cá em casa essa ditadura do avental acabou há muitos anos.

Primeiro, porque a mãe desta Família Mistério não sabe o que é um refogado, quanto mais andar numa corrida desenfreada entre o fogão e a mesa! Depois, porque o pobre pai, a vítima trabalhadora, o escravo do lar – sim, estou a falar de mim mesmo na terceira pessoa... – já há muito que se preparou para estes eventos em que batalhões de familiares distantes ocupam a nossa casa à procura de comida, muita comida.

E é por isso que nunca chego ao Natal sem três deliciosas e facílimas receitas de bacalhau que deixem toda a família a babar e o Marido Mistério a descansar (eu sei, continuo a falar de mim na terceira pessoa...). Este ano, o altruísmo natalício tomou conta de mim e decidi partilhar essas três preciosidades aqui no blog. Veja lá se adivinha qual delas vou fazer cá em casa.

 

Bacalhau Assado no Forno com Limão, Alho e Ervas Aromáticas (para fazer em 20 minutos)

18862072_Mjrq3.jpeg

Aqui o segredo está entre parêntesis: uma divinal receita de Natal que leva apenas 20 minutos a fazer é tão impressionante como o Jorge Jesus de cabelo à escovinha. Além disso, esta receita do blog Baker by Nature leva tudo aquilo que um jantar de Natal pede: lombos de bacalhau altos e suculentos, azeite, alho e salsa. E depois leva aquilo que a transforma num prato surpreendente e totalmente inesperado: um delicioso molho de iogurte grego com queijo parmesão, manjericão, paprika e sumo de limão. Para finalizar, ainda tem uma crosta crocante de pão integral por cima.

É ou não é uma tentação? Veja todos os detalhes da receita aqui.

 

 

as mesas de natal que poderiam ser a mesa da mansão mistério

802c7702fe14e56ba5b59cd74ffc76b3.jpg

Cá em casa, já se sabe, vive-se para comer… bem, de preferência. Por isso, cada vez que nos sentamos à mesa é um ritual. Então, nesta época nem se fala! Adoro comprar centros de mesa com espírito natalício, velas e azevinho, muito azevinho para decorar a mesa. Não estou propriamente a falar de toalhas e guardanapos encarnados e verdes nem de renas e pais natais a enfeitar a mesa. Estou a falar de pequenos detalhes que fazem mesas lindas e simples.

6f21bb203820f92eb5964900a477de4e.jpg

Eu tenho um gosto um bocado minimalista. O meu querido Marido Mistério queixa-se disso, diz que, por vezes, é demasiado, mas Ele não tem voto na matéria. Além disso, já lhe expliquei mil vezes que less is more. Por isso, uma toalha branca bonita com um ou outro pormenor natalício chega para deslumbrar os seus convidados. Ou uma mesa de madeira, com velas, pinhas e ramas de pinheiros. Não acredita? Espreite estas ideias onde eu própria fui buscar inspiração:

1dd7e58dbbfdf1f414486ac10d124d7b.jpg

 

tarte de manteiga de amendoim vegan: porque não ser original e saudável no natal?

Oito ingredientes. Dá para acreditar? Só tem oito ingredientes mesmo. Só podia ser uma receita do fantástico Minimalist Baker. É escandalosamente deliciosa e surpreendentemente saudável. E é uma sobremesa original para a sua noite de Natal. Demora no máximo 40 minutos a fazer e vai ver que não se vai arrepender!

Só precisa, para a base, de bolachas Graham Crackers (ou parecidas sem glúten) e manteiga derretida vegan ou óleo de coco. Para a tarte propriamente dita, vai precisar de tofu sedoso, manteiga de amendoim natural, geleia de agave ou xarope de ácer, leite ou creme de coco (guardado no frigorífico durante a noite e sem agitar a garrafa ou a lata para separar o creme da água). Para a ganache de chocolate, vai precisar de chocolate semi-amargo sem lactose e leite de coco ou de amêndoa. Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 10 pessoas, espreite aqui a receita original.

Vegan-Peanut-Butter-Cup-Pie-PB-Mousse-filling-choc

 

7 erros que tem de evitar quando cozinhar o seu peru de natal

Há duas coisas obrigatórias no Inverno: a Serra da Estrela é a única estância de ski que fecha cada vez que neva e nós somos a única família que come um peru por pessoa no Natal. Ok, é capaz de não ser todo esse exagero, mas adoro a pele estaladiça, o molho caramelizado, a carne tenrinha e o recheio suave. Um Natal sem peru é para mim tão grave como o Bruno Carvalho sem aquela voz de marialva ressacado.

E quando falo de peru tem de ser um peru delicioso, cozinhado mesmo no ponto. No ano passado, já aqui falei daquilo que deve fazer para cozinhar um peru perfeito; este ano vou falar daquilo que não pode fazer – nunca, jamais, em tempo algum. E para isso o fabuloso site The Kitchn juntou os sete erros que tem mesmo de evitar quando pegar num avental.

6cf07a53f8850c1071709272752ade51e780516f.jpeg

 

 

brie no forno com nozes caramelizadas, alecrim e mel, uma entrada muito fácil e divinal para a sua consoada

A frase que se segue é um conselho de amiga. De uma boa amiga. Não daquelas que nos dizem que estamos lindas e maravilhosas quando estamos uns trambolhos. Não. Daquela amiga de infância que quer o seu sucesso e a sua felicidade genuinamente. Aquela que quer que arrase na sua consoada. Aqui vai o conselho: Guarde esta receita para o seu Natal. Mesmo. Porquê? Porque além de fácil de se fazer, é sucesso garantido. Já escrevemos aqui no blog algumas receitas de Camembert ou Brie no forno, mas esta do blog Will Cook For Friends, é imbatível e perfeita para uma entrada na noite de Natal.

Só precisa, para as nozes caramelizadas, de nozes partidas ao meio, xarope de ácer e uma pitada de sal. Para o Brie, vai precisar obviamente do propriamente dito, mel, raminhos de alecrim, tostas para servir e, claro, das nozes caramelizadas. Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, espreite aqui a receita original.

11730580953_81ef3ecaea_z.jpg

 

 

manteiga de castanha, um presente irresistível e original para oferecer neste natal

Esta maravilha do blog A Tasty Love Story arrisca-se a ficar para a história da Família Mistério como a melhor de todos os tempos. Eu sou completamente fanática por castanhas. Amo. Venero. Claro que engordam e muito, só por isso é que não como mais. E, claro, adoro doce de castanha mas confesso que nunca me tinha lembrado de fazer manteiga de castanha. Que ma-ra-vi-lha!Além disso, é uma ideia genial para oferecer no Natal à tia, ao primo, à diretora de turma, à professora de matemática ou até ao seu PT. Como é saudável, até ele vai aprovar. Além de sair muito mais barato, é delicioso e tem muito mais valor porque é feito por si.

Só precisa de castanhas, nozes, óleo de girassol, sal e água. Só? Só. Se tenho a certeza? Absoluta. Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente espreite aqui a receita original.

DSC_01ch62-21-600x400.jpg

 

 

bolo ferrero rocher com nutella, a sobremesa que vai arrasar neste natal

Os nossos filhos são viciados em Ferrero Rocher, aliás, são viciados em chocolate de uma forma em geral. Já eu dava milhões de Ferreros Rocher para ter um Ambrósio à minha disposição. Era uma Ela tão feliz…Tinha tempo para tudo e nunca chegava atrasada que, admito, ser provavelmente (a par com o pecado da gula) o meu único defeito. Mas esta receita do blog Let the Baking Begin é qualquer coisa de irresistível e vou ter de implorar ao meu querido Marido Mistério para fazer esta tentação para a noite de Natal. Primeiro vou arrasar com a minha sogra, que é uma excelente cozinheira e sempre olhou para mim de lado por infelizmente não ter nascido com talento para a cozinha. Já a minha dileta mãe tem tantos ou mais dotes culinários do que eu, por isso, no Natal, é mais do género de encomendar…

Ele vai precisar, para o bolo, de ovos, açúcar, farinha de avelã ou avelãs trituradas, farinha, cacau em pó e fermento… e ainda bolachas wafers esmagadas. Para a cobertura, só precisa de manteiga sem sal, chocolate cortado aos pedaços e de Nutella. Finalmente, para decorar, precisa de bombons Ferrero Rocher e avelãs picadas e mais bolachas wafers esmagadas. Só os ingredientes são de enlouquecer! Se quiser saber as quantidades certas de cada um espreite aqui a receita original.

IMG_0821_thumb.jpg

 

 

queijo gouda com massa folhada no forno: adoro o advento!

Bendita seja esta época de partilha, de família, de solidariedade, de generosidade e de muito alimento. Já estamos em contagem decrescente para o Natal e aqui em casa já se experimentam receitas para a consoada. Digamos que inaugurámos uma espécie de Advento Gastronómico. Em vez de abrirmos uma janelinha de um calendário, todos os dias, ensaiamos um novo prato para o Natal, de preferência fácil e original. Ontem, experimentámos esta maravilha que encontrei no blog Savory Simple. Demora meia hora a fazer e é facílima, até para mim. Só precisa de massa folhada, farinha, dois queijos Gouda e um ovo ligeiramente batido. Depois, para servir, tenha à mão fatias de maçã e amêndoas laminadas e tostadas. Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente espreite aqui a receita original.

Savory-Simple-Recipe-Baked-Gouda-27.jpg

 

 

croquetes de queijo cabra e beterraba: um aperitivo delicioso e original para a sua consoada

Senhoras e senhores, preparem-se para entrar noutra dimensão. Esta receita que encontrei no blog He Needs Food é de outro mundo: é linda, é deliciosa e até consegue ser quase saudável. Infelizmente sou viciada em croquetes. Em bons croquetes: adoro os da pastelaria Mexicana e os da Versailles, em Lisboa, os da Delícia, em Bicesse, os com crosta de amendoim do chef Vítor Sobral, os de alheira do Páteo do Petisco, em Cascais, enfim, a lista é fatidicamente longa. Por isso quando descobri esta receita que ainda, por cima, é fácil de fazer, senti-me a entrar na twilight zone.

Só precisa de queijo de cabra, uma beterraba cozida e descascada, ovos batidos, pão ralado panko, óleo de amendoim ou de canola e salmorejo para molhar.

Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 8 a 10 croquetes, espreite aqui a receita original.

Beetroot-goat-cheese-croquettes-05.jpg

 

 

pasta de ricotta com trufa branca: quem já está a pensar nos aperitivos para o natal?

"Ai e tal, lá está Ela com a mania das grandezas. As trufas são caríssimas. Este aperitivo custa uma fortuna".

Pois está redondamente enganado/a! O segredo desta receita facílima e deliciosa, do blog Honest Cooking, está precisamente no nome chiquérrimo da propriamente dita. Qualquer receita com a palavra "trufas" no seu nome eleva-a para outro nível, mas, cá entre nós, ninguém precisa de saber que, neste caso, as trufas estão no azeite, o que coloca esta receita no patamar do "delicioso a um preço bastante aceitável".

Em menos de meia-hora, prepare este ótimo aperitivo para servir na sua consoada. Só precisa de queijo ricotta, raspas de limão, azeite de trufa branca, flocos de pimenta vermelha, pimenta preta moída, sal e, claro, tostinhas ou pão alentejano para acompanhar! Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente espreite aqui a receita original.

IMG_2552.JPG

 

 

feliz natal para as nossas pessoas preferidas (os nossos leitores, claro!)

e703cd6fea6db862ee4d620d1f6353fc.jpg

  

 

qual o vinho ideal para acompanhar cada receita de natal nesta consoada

Cá em casa, o Natal tem dois momentos altamente delicados: um é o da abertura dos presentes, o outro é o da abertura das garrafas. Qual o melhor vinho para começar a refeição? O que é que deve acompanhar o bacalhau? O que beber com as sobremesas? Enfim, perguntas que nos atormentam durante dias e dias, que nos tiram o sono e que nos obrigam a provas diárias até chegar a uma conclusão que satisfaça toda a família.

Este ano, a minha tarefa ficou bastante mais facilitada depois de ter descoberto este fabuloso guia do site Wine Folly. É uma verdadeira Bíblia da gastronomia, um autêntico Corão da vitivinicultura. Tudo para percebermos que tipo de vinho é mais indicado para acompanhar cada tipo de comida. 

wine-and-food-pairing-chart.png

 

húmus de beterraba, o espetacular aperitivo que vai deixar a sua família de boca aberta na consoada

Desde que começámos o blog e esta aventura de descobrir receitas boas e originais, houve duas coisas que entraram definitivamente na nossa vida: a batata doce e a beterraba. Adoro o sabor da primeira e não resisto à cor da segunda. Nas sopas ou nas saladas, a beterraba assume sempre o papel principal. Por isso, não tenha dúvidas, se decidir fazer esta fabulosa receita do blog Beard and Bonnet na sua consoada, vai ver que o bacalhau e o peru vão roer-se de inveja porque este húmus de beterraba vai retirar-lhes todo o protagonismo. Vai precisar de beterrabas, iogurte grego, um dente de alho, azeite, xarope de ácer, cominhos, coentros, sal e pimenta e sumo de limão. Para decorar, use queijo de cabra esmagado, cebolinho picado, nozes tostadas e salsa picada. Se quiser fazer duas taças de húmus, espreite aqui, na receita original, as doses certas dos ingredientes.

beet_dip_winter-2-of-9.jpg