Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

salmão no forno com abóbora e cuscuz, um jantar saudável para fazer em meia hora

Eu sei que começa a desconfiar que esta família tem um negócio de pesca de salmão. Já parece uma obsessão. Mas não, infelizmente não temos. Além de ser um peixe consensual na Mansão Mistério (toda a gente adora, o que dá muito jeito), é fácil de fazer e tem inúmeras vantagens para a saúde, porque é uma boa fonte de proteínas e de ómega 3, vitaminas e sais minerais. Basicamente faz bem a tudo. E por isso, temos sempre vários lombos de salmão no congelador para qualquer eventualidade, eventualidade essa que ocorre pelo menos duas vezes por semana cá em casa, no mínimo.

E hoje os nossos Filhos Mistério vão babar com esta receita que eu descobri no blog B.Britnell e que o meu querido Marido Mistério vai fazer o favor de confecionar com a perícia a que já nos habituou. Ao todo, são 5 minutos a preparar e 30 no forno, por isso, não dá trabalho nenhum!

Só precisa de cuscuz, abóbora manteiga descascada e cortada em pequenos cubos, azeite, tomate cortado em cubos, caldo de legumes, sal, pimenta preta moída, paprika, gengibre, açafrão, cominhos, canela, cravinho, pimenta caiena, dentes de alho, grão, espinafres baby, lombos de salmão e coentros picados.

Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 4 pessoas, espreite aqui a receita original.

salmon-squash-and-couscous-bake-7.jpg

 

 

cuscuz com pesto de espinafres e camarão, um jantar incrível para fazer em 20 minutos

Com o que é que uma pessoa sonha quando está a caminho de casa, depois de uma segunda-feira de trabalho? Com uma massagem, um mordomo ou uma governanta (não sou esquisita), crianças prontas e direitas quais anjinhos a estudarem e longe dos telemóveis, um jantar saudável e delicioso à mesa à nossa espera… enfim, uma pessoa pode sonhar no trânsito, não é verdade?

Mas a realidade é que, para variar, vou chegar tarde e a más horas e preciso de um jantar fácil e delicioso para toda a família. Valha-me o meu querido Marido Mistério que é um ás na cozinha e eu, modéstia à parte, uma exímia ajudante: corto alho e cebola, lavo a loiça, enfim, o trabalho pesado, que ninguém quer fazer. Por isso, esta dupla imbatível vai fazer esta maravilha que descobri no blog My Kitchen Love em 20 minutos.

Só vamos precisar de espinafres baby, folhas de manjericão, pinhões, um dente de alho, azeite, meio limão, sal, cuscuz pérola (encontra nos supermercados e é mais grosso do que o cuscuz normal), água fria, camarões crus e piripíri. Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 4 pessoas, espreite aqui a receita original. 

IMG_2361.jpg

 

camarão com feijão manteiga e cuscuz de limão: um jantar fácil, saudável e delicioso

Estou cada vez mais viciada em cuscuz. A minha querida mãezinha faz um ar enjoado cada vez que a tento convencer a provar. É preciso uma paciência de Job. Já a iniciei, a muito custo, no sushi e nas maravilhas da comida japonesa, se bem que só come tempuras, gyosas e de garfo e faca em punho, claro. Nem se atreve a tentar manusear os pauzinhos. Agora, quando lhe sugiro cuscuz e lhe explico que é um prato árabe com origem no Magreb, revira-me os olhos e diz:

- Santa paciência, quem me tira o arroz e a massa tira-me tudo!

É nestas alturas que a minha paciência se esgota e desisto de trazer algum exotismo à vida da minha querida e amada progenitora. A minha querida Mãe Mistério nem sabe o que perde, porque esta receita, por exemplo, do site Food and Wine, tem os 3 adjetivos que gostamos para um jantar num dia de semana: fácil, saudável e deliciosa.

Só preciso de cuscuz, azeite extra-virgem, camarão médio com casca, piripíri, manteiga sem sal, feijão-manteiga em lata, alcaparras, sumo de limão fresco e salsa picada. Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 4 pessoas, espreite aqui a receita original.

enhanced-buzz-29995-1368037474-22.jpg

 

 

salmão com pasta harissa e cuscuz, o nosso exótico jantar

O meu querido Marido Mistério adora dar-me lições de história da gastronomia. É uma espécie de José Hermano Saraiva da cozinha. Pior. É o Nuno Rogeiro da culinária porque tem a mania que sabe tudo. E adora fazer-me pequenos testes de “cultura geral”. Ontem chegou a casa com um boião e, com aquele ar enorme que Deus lhe deu, perguntou:

- Sabes o que é esta maravilha?

- Sei. Claro que sei. Deixa-me só acabar de mandar esta mensagem.

(O meu truque infalível para ganhar tempo enquanto vou ao Google pesquisar o que raio o homem trazia na mão.)

- É pasta harissa. Sei perfeitamente. É uma mistura de temperos típica do Magreb (bendita wikipédia!).

Desiludido por eu não lhe dar a miníma hipótese para perorar sobre o tema, guardou a pasta harrisa na despensa. E não é que hoje abro o computador e deparo-me com esta incrível receita do site the happy foodie? Que coincidência extraordinária! Por isso, sou eu que vou brilhar lá em casa ao jantar fazendo uso do exótico boião do meu querido Marido Mistério. Esta fantástica e saudável receita leva a famosa pasta harissa, sementes de coentros, raspa e sumo de um limão, um bom filete de salmão, caldo de galinha ou de vegetais, cuscuz, azeite extra-virgem, salsa, hortelã e coentros picados e, claro, sal e pimenta. Se quiser saber as doses certas destes ingredientes para 4 pessoas espreite aqui a receita original.

roast_harissa_salmon_s1500x0_q80_noupscale.jpg

 

 

salada grega com couscous numa caneca: o almoço ideal para levar para o escritório

Repita comigo:

"É segunda-feira e eu estou doida para ir trabalhar!"

"É segunda-feira e tudo o que eu quero é chegar ao escritório"

"É segunda-feira e apetece-me saltar da cama aos saltos de alegria"

"É segunda-feira e vou dar um beijo repenicado na bochecha do meu querido e adorado chefe"

Vai ver que funciona. O que é facto é que, por estes dias, tenho dado graças a Deus por ter uma rotina. Por ter uma vida normal. E cada vez dou mais valor às pequenas coisas da vida e até já dou por mim a apreciar a beleza de uma segunda-feira. E esta segunda-feira tem tudo para ser espetacular. Sabem porquê? Porque vou fazer este incrível almoço no meu escritório. Eu estou um bocado obcecada com receitas em canecas no microondas, mas são de facto a minha cara: fáceis, rápidas e deliciosas. E ainda por cima esta receita do site spoon university é original. Demora 10 minutos a fazer. Se quiser saber as doses certas dos ingredientes para uma pessoa, espreite aqui

15848067566_46ff1aaa76_b.jpg

 

as 9 melhores comidas para levar para a praia

Crianças aos saltos, crianças aos gritos, crianças a correr, crianças a atirar areia, crianças com fome. Enfim, um dia de praia hoje em dia não é fácil. E pior: não é curto. O que quer dizer que tem de incluir almoço, lanche, snack a meio da manhã e às vezes um pré-jantar. E desde que Ela decidiu proibir toda e qualquer reminiscência de pão na nossa vida, que a missão ficou drasticamente mais complicada.

Aqui estão as oito soluções que costumamos adoptar para a praia cada vez que a Família Mistério toma conta do areal.

 

Wraps

ZB0307H_grilled-chicken-caesar-wrap_s4x3.jpg

Podem ser feitos em casa ou comprados no supermercado. Eu já os fiz, mas confesso que é muito mais prático comprá-los. Além disso, são infinitamente mais light do que uma sanduíche de pão e muito mais práticos de comer: como são enrolados, não há cá fatias de fiambre a saírem esguichadas pelas bordas.

 

 

 

saiu uma nova pirâmide dos alimentos que aconselha a comer quinoa, cuscuz e leite de soja – e proíbe o açúcar

É a grande novidade do ano. Não, não estou a falar da forma correcta de pronunciar o nome Lopetegui. Estou a falar da actualização da Pirâmide dos Alimentos, que, pela primeira vez em 15 anos, foi alterada na Austrália. E porque é que isso lhe pode interessar tanto? Porque é esta pequena imagem que lhe dá as indicações essenciais para ter uma alimentação saudável. E porque, pela primeira vez, a pirâmide prevê alimentos como quinoa, cuscuz, tofu ou leite de soja. E retira outros como o açúcar ou as gorduras saturadas.

Veja aqui as novidades:

piramide.jpg

Açúcar e sal nem ver. Já estão naturalmente na comida e, por isso, não devem ser acrescentados quando cozinha. A Nutrition Australia, que elaborou a nova Pirâmide dos Alimentos, recomenda mesmo que toda a gente confirme os rótulos nos alimentos embalados que compra no supermercado – e evite aqueles que têm sal ou açúcar adicionados. O sal e o açúcar são responsáveis pelo aumento do risco de doenças cardíacas, diabetes tipo 2 ou alguns tipos de cancro. 

 

 

cuscuz de frango, tomate, orégãos e cajus para levar para a praia (e só demora 7 minutos a fazer)

Estava eu calmamente a planear mais uma salada para levar para a praia este fim-de-semana quando levei com a notícia de chapa: vêm aí mais uns dias que vão transformar Portugal numa pequena Lapónia. Até sábado, despeça-se emotivamente de 5 graus celsius que decidiram deixar-nos a caminho do Norte de África.

Perante esta hecatombe meteorológica, guardei a alface e a rúcula no frigorífico e decidi preparar alguma coisa leve, portátil, para levar para a praia quando o tempo está de Outono. Cuscuz. É rápido, é fácil, é saudável e não é tão leve que nos deixe com frio ao fim da tarde. Aproveitei um resto de frango da véspera e coloquei o avental. Depois fui buscar uma embalagem de cuscuz médio (é importante a grossura do cuscuz porque os muito pequenos ficam mais empapados). A partir daqui, foi rápido.

Piquei uma cebola e fiz um refogado com azeite (não coloque muito para não ficar enjoativo quando o comer frio). Quando a cebola estava dourada, deitei o frango lá para dentro e temperei com sal e pimenta em grão. Depois despejei dois copos de água a ferver para dentro da panela. Quando a água levantou fervura, desliguei o lume e deitei quatro tomates em cubos e dois copos iguais de cuscuz. Mexi duas ou três vezes, tapei a panela e fui olhar para o céu para ver se via no horizonte o anticiclone dos Açores. Dois minutos depois voltei à cozinha. Mexi mais uma vez e tirei o cuscuz da panela para uma taça onde arrefeceu ao ar livre. Antes de servir, pus por cima umas folhas de orégãos e uns cajus partidos. É um óptimo almoço para um dia de praia. E os miúdos adoram.

Quando preparo a lancheira, ponho seis copos de plástico e seis colheres de sopa. Na praia, sirvo o cuscuz nos copos e misturo os cajus e os orégãos no momento. Eu sei que tudo isto dá um ar um bocado cromo – a família numerosa à volta da lancheira a comer cuscuz de copos de plástico... – mas já há uns anos que desisti dos hambúrgueres hiper-calóricos e das sanduíches mega-gordurosas que se vendem na praia. Prefiro levar de casa alguma coisa saudável e rápida de fazer. Este cuscuz levou sete minutos a preparar. E não sobrou um grão para contar a história. Nem deste prato que preparei (e devorei) antes de sair de casa.

 

Ingredientes para 6 bocas famintas 

- 2 copos grandes de cuscuz

- 2 copos iguais de água a ferver

- 1 cebola picada

- 3 bifes de frango

- 4 tomates aos cubos

- Azeite

- Cajus

- Orégaos

- Sal

- Pimenta em grão

 

Um bom fim-de-semana de praia para si onde quer que esteja,

Ele