Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

9 alimentos que tem de ter em casa para fazer uma dieta sem glúten

Não há volta a dar. Não preciso de estudos científicos. Não preciso de saber que a Victoria Beckham e a Gwyneth Paltrow seguem uma dieta sem glúten. Sempre foram escanzeladas, cá para mim cortam no glúten e em todos os alimentos. Mas a verdade é que a proteína que encontra no trigo e no centeio transformou-se no inimigo público número 1 de quem, como eu, quer emagrecer. Dizia eu que não preciso de estudos científicos porque vi com os meus próprios olhos. Tenho vários amigos meus que cortaram o glúten da alimentação e os resultados são de facto impressionantes. Alguns estão metade do que eram. Que inveja!

Vai-me custar horrores, porque adoro pão, por exemplo, mas o que tem de ser tem muita força e eu vou conseguir.

Para compensar o glúten, há alimentos fundamentais, com todos os nutrientes e vitaminas necessários, para garantir o bom funcionamento do seu organismo. A Marie Claire britânica consultou vários nutricionistas e fez uma lista essencial do que deve ter em casa se quiser iniciar uma dieta sem glúten.

alimentos_2.jpg

 

 

os 5 erros que não pode cometer quando começar uma dieta

flat-lay-2583212_960_720.jpg

A minha querida Mulher Mistério diz que este texto é totalmente descabido. Segundo a Ela, ninguém começa uma dieta no dia 28 de Junho. Nesta altura do mês, ou a dieta está já no auge ou o melhor é esquecer. Mas a verdade é que, quando eu comparo as 125 dietas que Ela já fez este ano com os conselhos essenciais dados por respeitados nutricionistas à revista Women's Health, rapidamente percebo que a minha querida Mulher Mistério tem feito tudo ao contrário. Por isso, se calhar, o melhor é recomeçar a dieta mais uma vez e não cometer os erros do costume.

 

pequenos-almoços com menos de 100 calorias para uma dieta até ao verão (parte 2)

E aqui estou eu com a segunda parte desta lista que se tornou a minha Bíblia nos últimos dias. Se não viu a primeira parte, clique aqui. A tentar desesperadamente emagrecer a contra-relógio, agora de manhã não entram mais de 100 calorias nesta boca. Como diz a minha querida mãezinha, “o que tem de ser tem muita força”, por isso, aqui estou firme e hirta a planear estes pequenos-almoços sugeridos pelo site britânico Good to Know. E resistir, mantendo-me de boca fechada até à hora de almoço.

plate-2567303_1280.jpg

 

 

os alimentos ideais para comer antes e depois do ginásio

Não é que este post seja para mim, já que gosto tanto de ginásios como do Bruno de Carvalho mas, enfim, sou magnânima e gosto de ajudar as minhas amigas e os meus amigos magros e que se esfalfam no ginásio. Por isso, meus amigos, imprimam este post e levem-no para todo o lado, porque está ao nível dos 10 Mandamentos.

E estou a falar obviamente de alimentos reais, comida propriamente dita, não são cá batidos de proteínas e ingredientes em pó, porque francamente ninguém merece.

smoothie-1427436_1280.jpg

 

 

6 dicas para escolher as melhores sardinhas nos santos populares

Está oficialmente aberta a época da sardinhada. É sexta-feira, começou o mês de Junho e está a aproximar-se vertiginosamente esse fatídico dia 12, quando são consumidas umas impressionantes 13 sardinhas por segundo nas ruas de Lisboa (pelo menos 10 serão minhas).

Eu, por mim, não dispenso uma grande sardinhada, com as sardinhas gordas e anafadas a largar gordura por todos os poros para cima de uma boa fatia de pão saloio, e acompanhadas por uma incrível salada de pimentos assados. No fim da noite, é comer aquele pão carregado de gordura até rebentar. Eu sei, há coisas mais dietéticas, mas eu não consigo resistir. Amanhã prometo que corro a meia maratona para compensar.

A grande dúvida é como escolher as melhores sardinhas. Seja para assar, seja para comer. Tente sempre ver o peixe antes de este ser cozinhado. E repare nestes seis detalhes:

17085271_mBiTf.jpeg

 

 

os 5 melhores chás para emagrecer

31334237_l.jpg

Dieta de Verão sem chá gelado é como o Bruno de Carvalho sem Facebook – não conseguem viver um sem o outro. É claro que a dieta de Verão não mantém relações privilegiadas com Mustafás e outros membros da Juventude Leonina, o que a torna bastante menos agressiva do que qualquer Bruno de Carvalho. No entanto, não deixa de ser um pesadelo para todos nós. E é por isso que entra em campo o chá gelado: além de ser delicioso e refrescante, é prático de levar para todo o lado.

Só precisa é de escolher o chá ideal para o ajudar a perder peso. Sim, porque há chás que emagrecem: quanto mais os bebe, mais o ponteiro da balança desce.

Para o guiar ao longo das próximas semanas de dieta, aqui fica a eleição dos 5 melhores chás para perder peso, feita por Kelly Choi, autora do bestseller internacional The 7 Day Flat Belly Tea Cleanse. No seu livro, Choi fez uma experiência com vários chás e vários voluntários e concluiu que é possível perder até quase 5 quilos numa semana. É tentador, não é?

 

 

como fazer um cremoso risotto no forno sem precisar de estar sempre a mexer

Está a ver aquela chatice de ter de ficar sempre a mexer o risotto enquanto ele cozinha? Não, não está – estava! Esta receita do fabuloso site The Kitchn é um pequeno passo para a panela, um gigante salto para a Humanidade.

Se tiver uma daquelas panelas de ferro que podem ir ao forno, consegue acabar com aqueles 20 a 30 minutos de musculação forçada no bícep. Não há cá mexidelas. O arroz cozinha tranquilamente no forno enquanto Vossa Senhoria vê uma série, refastelado à frente da televisão. Mas o melhor é ler a receita completa.

Tudo o que vai precisar é de arroz para risotto (arbório, carnaroli ou violane), pancetta ou bacon picado, cebola cortada às fatias, um copo de vinho branco, caldo de galinha ou de vegetais, manteiga, queijo parmesão e o que mais gostar – a receita original é com ervilhas e pesto, mas eu vou usar cogumelos e estragão. Se tiver um fio de azeite de trufas em casa, vai ver que também fica delicioso.

Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, consulte a receita original aqui.

4894d6db66ddcc46a430765b7c51de31984f6a89.jpeg

 

 

o que se deve colocar primeiro: o leite ou os cereais?

screen-shot-2017-03-16-at-14-43-00-1489675540.jpg

É por causa de temas fracturantes como este que eu e a minha querida Mulher Mistério criámos este blog. É preciso sensibilizar a sociedade para o certo e o errado, é necessário lutar por uma sociedade mais justa, é fundamental construir um mundo melhor. E isso pode começar por uma simples e inofensiva taça de cereais ao pequeno-almoço.

Desde que o vegetariano James Caleb Jackson inventou a "granula", em 1863, que a sociedade se divide: o que é que deve ser colocado primeiro dentro da taça – o leite ou os cereais? Sinceramente, não percebo como é que pode haver tanta polémica à volta de uma resposta tão evidente, mas enfim... aqui estou eu, alegre e misteriosamente imbuído da missão de acabar com a polémica.

 

 

como fazer a omelete perfeita segundo um dos melhores chefs franceses

Acha que é simples? Que é abrir uns ovos para dentro de uma frigideira, esperar um bocadinho e já está? Por amor da santa! A cozinha é uma ciência e a omelete merece uma verdadeira tese de doutoramento. 

Vamos lá às controvérsias: costuma bater os ovos com uma batedeira antes de os colocar na frigideira? Hmmm... Usa azeite como gordura? Hmmmm.... Não mexe em nada enquanto a omelete está a cozinhar? Hmmmmm... Usa uma frigideira normal? Hmmmmmm...

Não vale a pena continuar aqui com as perguntas e com os gemidos desconfiados. O melhor é passar directamente para as respostas. E essas são dadas por Jacques Pépin, um dos melhores cozinheiros do planeta. Além de ser francês, Pépin foi o chef pessoal de três Presidentes da República, entre os quais Charles de Gaulle, e é uma das maiores referências da cozinha americana, país para onde foi viver em 1959. Para Anthony Bourdain, "se Pépin diz que é assim que se faz, então o assunto está arrumado".

Jacques Pépin ensina, neste vídeo, a fazer dois tipos de omelete francesa: a omelete típica do campo e a omelete clássica. Eu cá prefiro a omelete campestre: além de ser menos lisinha, é feita com a manteiga acastanhada, o que lhe dá um toque tostado maravilhoso. Quer aprender?

omelete.jpg

 

as duas palavras mágicas que lhe podem valer um upgrade para executiva na sua próxima viagem de avião

É a notícia do mês. Esqueça os Óscares, esqueça as investigações ao Benfica, esqueça o novo penteado da Georgina. Esta é a informação de que precisamos até ao Verão. 

Está a ver aquelas viagens de avião que faz, esmagado entre a senhora que se lembrou de trazer oito sacos de Queijos da Serra para a família e o ex-jogador de basquetebol do Benfica com um filho de 2,10 m ao colo? Eu infelizmente consigo invariavelmente lugares destes quando viajo na TAP...

Pois bem, agora a escritora britânica Tilly Bagshawe revelou qual o segredo para conseguir sempre um upgrade para classe executiva. Natural do Reino Unido e a viver em Los Angeles, ela viaja mais de 15 mil km por ano, o que a torna numa verdadeira especialista na matéria. E consegue viajar constantemente em executiva sem nunca ter pago um bilhete de primeira classe na vida. Tudo o que precisa é de ligar para a companhia e dizer duas palavras mágicas: "revenue management".

Qantas-Airways-first-class.jpg

 

os 5 melhores alimentos para combater a gripe

muesli-3091299_960_720.jpg

Sim, estamos doentes. A gripe começou num Mini-Misterioso não identificado, propagou-se pela nova geração, apanhou a minha querida Mulher Mistério e chegou a mim, o garante da alimentação familiar. Basicamente, o que eu quero explicar é que, quando eu estou doente, a Família Mistério não come. É assim. O mundo tem destas coisas.

No primeiro dia, o nosso querido Mini-Misterioso com pretensões a chef ainda fez o jantar. No dia seguinte, a minha querida Mulher Mistério tentou desesperadamente cozinhar um bife grelhado que acabou cozido porque Ela ainda não percebeu que não se pode grelhar a carne em lume brando. No terceiro dia, entrámos em jejum. Geral. Sem intermitências.

É para acabar com situações calamitosas como esta que resolvi compilar os melhores alimentos para prevenir e combater a gripe. Isto é tudo o que deve comer entre Novembro e Março. E que eu tenho de comer já. E muito.

 

ideias para decorar a sua mesa de natal e arrasar no instagram

7c39ec22e22d4094aa22e6c2dc184600.jpg

Já contei aqui que o meu querido Marido Mistério adora o Natal. Aliás, todos nós adoramos o Natal cá em casa, mas digamos que o nosso patriarca eleva o seu espírito natalício a todo um outro nível. Compra decorações em barda, luzes de todas as cores e feitios, tanta vela que a nossa casa mais parece uma igreja na Idade Média e distribui azevinho e folhas de pinheiro por todos os cantos. O que vale é que os nossos Filhos Mistério estão do meu lado nesta guerra anti-excesso natalício (este ano até camisolas iguais comprou para todos, é o medo!), mas numa coisa ele cede e não palpita: na nossa mesa de Natal.

 

 

quanto tempo deve manter a comida no seu congelador? descubra aqui o prazo de validade de todos os alimentos

Tenho boas e más notícias. Qual é que quer ler primeiro?

Então vou começar pelas más: o mais provável é que metade dos alimentos que tem no congelador pode já estar estragada. A boa notícia é que está na hora de limpar o seu congelador para ter espaço para o Natal (OK, estou a exagerar. Ainda faltam dois meses para o Natal, mas não tenho culpa, ainda hoje vi lojas já com montras de Natal! Está tudo maluco?).

Todos nós deixamos comida tempo demais no congelador. Eu falo por mim, mas sei que acontece em muitas casas… Quantas vezes, desesperamos e rogamos pragas quando descobrimos que o nosso redon (palavra chique que a minha mãe usa para se referir aos “restos de ontem”) apodreceu no congelador?

feature-header11.jpg

 

 

como fazer o melhor gin tónico segundo jamie oliver

Tenho uma relação ligeiramente obsessiva com o Jamie Oliver. Cada vez que ele fala, eu cozinho. Cada vez que ele espirra, eu assoo-me. Cada vez que ele pega num copo, eu bebo. E é exactamente isso que vou fazer este fim-de-semana. Com um olho no gin e outro no YouTube.

Depois de ter descoberto um vídeo em que o chef inglês revela a sua receita para fazer o gin tónico perfeito, não me resta outra alternativa senão abrir a goela e deliciar-me com esta maravilha. Primeiro, porque Jamie Oliver é britânico – a terra onde se vendem 1,12 mil milhões de gins por ano, cerca de 28 doses por cada cidadão maior de idade. Depois, porque Jamie Oliver ainda consegue bater largamente este recorde – todos os sábados, às sete da tarde, bebe um gin tónico refastelado no sofá, o que dá, pelo menos, 52 gins por ano.

E se isso o torna um especialista, a sua receita torna-se obrigatória.

gin (1).jpg

 

a nova técnica para escorrer a massa que está a deixar toda a gente em êxtase

sub-buzz-22914-1466797507-1.jpg

Confesso que é um dos momentos stressantes da minha vida na cozinha: aquele instante em que a massa está no ponto certo e em que é preciso pegar na panela cheia de água apenas com uma mão (como somos uma família numerosa chega a pesar mais de dois quilos), pegar com a outra mão no passador (que não dá para pousar porque, com o fundo redondo, não se aguenta em pé) e tentar virar a panela lentamente para dentro do passador sem nos queimarmos com a água a ferver nem enchermos o lava-loiças de esparguete.

Tudo isto, claro, tem de ser feito rapidamente porque cada segundo a mais com a massa mergulhada na água a ferver é um spaghetti mais empapado e menos al dente. Invariavelmente, acabo a pedir energicamente a algum dos Mini-Misteriosos que me acuda e agarre no passador enquanto eu despejo a panela com as duas mãos.

Pois bem, agora, em mais um daqueles movimentos que está a deixar a Internet em euforia, descobri uma nova dica que promete facilitar definitivamente a minha vida. E, se em vez de deitar a massa para o passador, encaixar o passador na panela? A dica foi publicada primeiro no Facebook e, nesta segunda-feira, no Twitter. Só nesta última rede social já tinha tido mais de 26 mil partilhas em menos de 48 horas. O sucesso foi tão grande que a ideia já foi referida em vários sites internacionais.