Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

queijo feta e tomate cherry assados no forno, uma receita de inspiração grega para aquecer este dia de inverno

Fim-de-semana de frio e chuva é sinónimo de ficar em casa à lareira e fazer receitas deliciosas e quentinhas. Os miúdos têm de estudar, eu tenho de os controlar, a Ele só lhe resta… cozinhar. E como mulher querida e atenciosa que sou, tratei de tudo.

Encontrei esta fantástica receita (do blog com o apropriadíssimo nome A Couple Cooks) para o meu amor, aliás, o amor da minha vida (técnica infalível! Como é que acham que eu consigo pô-lo a cozinhar?) fazer para o nosso almoço. Tratei de tudo.

Primeiro, encontrei a receita e, depois, coloquei os ingredientes todos em cima da bancada da cozinha: tomates cherry, um dente de alho, salsa fresca, um bloco de queijo feta, azeitonas, azeite, orégãos secos e flor de sal. Se quiser saber as quantidades certas destes ingredientes para 4 pessoas (só se servir como entrada, se for prato principal dobre as quantidades) espreite aqui a receita original.

Feta-in-the-oven-003.jpg

 

noodles light com frango, legumes e molho de sésamo, o almoço ideal para levar para o trabalho

Esta maravilhosa receita do não menos maravilhoso blog Pinch of Yum é fácil de fazer, tem um molho de sésamo com manteiga de amendoim de chorar por mais e é saudável. Sabe porquê? Porque tem apenas 326 calorias. Sim, leu bem. 326 calorias. Estou tão feliz que era capaz de fazer como a Teresa Guilherme e vestir-me de Ana Malhoa e “ficar toda turbinada”.

Como diria o meu filho mais velho: “Noção? Cadê você?” Por isso, como feliz ou infelizmente a noção ainda abunda por esta Mansão Mistério, em vez de me vestir de Ana Malhoa, vou mas é vestir o avental e preparar esta receita deliciosa. OK. Quem vai vestir o avental é o meu querido Marido Mistério, mas eu vou dar-lhe apoio moral e antes vou comprar-lhe os ingredientes.

Para o molho de sésamo, Ele vai precisar de óleo de sésamo, vinagre de arroz, alho, gengibre fresco, sal, manteiga de amendoim, água, sementes de sésamo e flocos de pimenta vermelha. Depois, claro, vou ter de comprar peitos de frango, noodles de trigo sarraceno (há no El Corte Inglés e são bem mais saudáveis), um pepino, cenouras e coentros. Se quiser saber as quantidades certas destes ingredientes para 4 a 6 pessoas, espreite aqui a receita original.

sesame-noodles-8.jpg

 

pipocas de couve-flor? estará tudo doido? será que vou conseguir enganar as crianças?

É ou não é uma ideia genial? Será que os miúdos vão gostar destas pipocas super saudáveis? Vou dizer-lhes que vou fazer umas pipocas especiais e originais, com um ingrediente secreto. Porque se lhes digo que, em vez de milho, vou usar couve-flor, sou capaz de enfrentar um motim ou então internam-me à força… Por isso, vou dar-lhes a provar e esperar para ver a reação deles. Além de saudável, esta receita do Cooking Channel TV é fácil de fazer. Só preciso de duas cabeças de couve-flor (cortadas em pequenos bouquets do tamanho de uma pipoca), óleo de coco ou azeite, levedura nutricional, manjerona e tomilho secos, cebola ou alho em pó, pimenta-caiena (opcional) e sal e pimenta preta.

Se quiser saber as quantidades certas destes ingredientes para transformar duas couves-flor gigantes em pipocas exóticas espreite aqui a receita original.

cq5dam.web.616.462.jpeg

 

mousse de chocolate com menta, uma receita vegan e saudável

Eu sei o que está a pensar. Este casal é ligeiramente esquizofrénico. Um dia Ele partilha uma receita com Nutella e bolachas Oreo, no dia seguinte Ela ataca com uma mousse de chocolate saudável e vegan. Mas é precisamente por isso é que nos damos bem. Os opostos atraem-se. Ele só pensa em receitas hipercalóricas, eu penso em receitas de preferência com calorias negativas. Ele come e não engorda, eu respiro e já estou a engordar. Pior, se o Descartes me tivesse conhecido, no seu tempo, teria mudado a sua máxima para: ”Penso, logo engordo”.

Enfim, é a minha sina. Daí, a minha luta insane por receitas maravilhosas e saudáveis. E foi assim que me deparei com esta mousse vegan do site Vegan Family Recipes. Demora 5 minutos a preparar, e só preciso de leite de coco, cacau em pó, extrato de menta e chips de chocolate vegan (opcional e, se não for vegan, pode comprar os chips normais). Se quiser saber as quantidades certas destes ingredientes para duas pessoas, espreite aqui a receita original.

Vegan_Mint_Chocolate_Mousse-9.jpg

 

panquecas de banana incrivelmente deliciosas só com 3 ingredientes (sem leite, nem farinha, nem açúcar!)

Estou feita. Os miúdos decretaram que sábado é o Dia da Panqueca cá em casa.

- Mas… e a minha dieta?

- Oh mãe… Francamente. Voltaram as ilusões?

Pior do que a minha recorrente falta de força de vontade para conseguir fazer dieta é ser humilhada sistematicamente pelos meus próprios filhos. Nem eles me levam a sério. É uma tristeza. Bem, mas de facto não os posso obrigar a fazer dieta como eu, muito menos ao fim-de-semana, quando temos tempo para apreciar condignamente um bom pequeno-almoço.

Por isso, lá cedi, porque no fundo, no fundo, sou um amor de mãe, e aceitei fazer panquecas para o pequeno-almoço de hoje, mas impus uma condição: vamos fazer a receita do blog  Zoom Yummy. Pelo menos não tem nem açúcar nem farinha ou leite. Só tem três ingredientes: bananas, ovos e canela. As bananas dão-lhes o toque doce necessário e, além disso, estas panquecas são ricas em proteínas, baixas em calorias (yupi!), sem glúten e, o melhor de tudo, são deliciosas. Se quiser saber as quantidades certas destes três ingredientes para quatro panquecas espreite aqui a receita original.

3-Ingredient-Pancakes-recipe-1-wm.jpg

 

a dieta que vai revolucionar a sua vida: um chef italiano perdeu 45 kg em sete meses a comer pizza todos os dias

Captura de ecrã 2016-02-04, às 21.48.10.png

Hoje é um grande dia para todas as pobres almas que estão em dieta por esse mundo fora. É possível fazer dieta e comer pizza. Peço desculpa, é possível fazer dieta e comer pizza todos os dias. E beber vinho. E comer cereais de manhã. A descoberta é da responsabilidade do chef italiano Pasquale Cozzolino que conseguiu perder 45 quilos em sete meses, a fazer esta dieta diariamente.

Cozzolino é cozinheiro numa pizzaria de Nova Iorque e, no início do Verão, pesava 167 kg. Hoje pesa 122 kg. Ao longo deste período, preparou uma dieta com base na comida de que gostava. Sempre foi viciado em pizzas e todos os dias faz a receita original da pizza margherita, que tem mais de 300 anos. Para a massa, junta apenas água, farinha, fermento e sal marinho e deixa assentar durante 36 horas (a maioria dos sítios só deixa seis a oito horas) para o glúten se tornar mais leve, os açúcares queimarem e a digestão ser mais fácil. Depois, coloca por cima molho de tomate, manjericão e mozzarella fresca. O resultado é uma pizza individual de 30 centímetros, com menos de 600 calorias, que foi o seu almoço diário ao longo dos últimos sete meses.

 

 

importa-se de repetir? tarte de maçã saudável (com a base feita de flocos de aveia e amêndoa)

É isso mesmo que leu. Esta receita do site Camille Styles é daquelas que me põe um sorriso na cara. E daqueles que ficam o resto do dia ao ponto de ir para a cama e adormecer de sorrisinho. Tipo pateta alegre. Mas porquê tanta alegria? (deverá estar vossa excelência a questionar-se) Porque é pura e simplesmente deliciosa e inacreditavelmente saudável. Primeiro, não leva farinhas refinadas – a base é feita de flocos de aveia. Depois, não tem açúcar – é só xarope de ácer e o açúcar da maçã.

Tanto pode ser um fantástico pequeno-almoço como uma maravilhosa e saudável sobremesa. Vou precisar, para a base: de flocos de aveia sem glúten, farinha de amêndoa, óleo de coco, xarope de ácer, manteiga de amêndoa e sal. Para o recheio, preciso de maçãs cortadas em fatias muito finas, sumo de meio limão, xarope de ácer, farinha de tapioca, canela, cardamomo, gengibre e uma pitada de sal. Se quiser saber as quantidades certas destes ingredientes para 6 pessoas, espreite aqui a receita original.

Healthy-Apple-Tart4.jpg

 

os 10 alimentos que deve ter sempre no frigorífico para comer de forma mais saudável

Não, não vamos falar de espinafres nem de frutas nem de iogurte grego. Vamos falar de 10 alimentos que raramente estão no frigorífico e que foram eleitos pelo site da apresentadora de televisão Oprah Winfrey como essenciais para a sua saúde. Não vamos oferecer carros, como ela faz no programa, mas vamos dar boas notícias. Não acredita?

 

Cavalinha do Atlântico

56a664de1a00001001ab1445.jpeg

É uma cavala pequena, que costuma ser encontrada com facilidade nos mares de Cabo Verde.

Porque é que devia comer mais?

Além de ser rica em proteínas, ferro, cálcio e antioxidantes, tem níveis baixos de mercúrio, ao contrário, por exemplo, da cavala ou do atum que não deve ser comido mais de três vezes por mês. 

 

 

bolachas detox de chocolate preto com sementes e frutos secos, o meu mais recente vício

Quando uma alma iluminada junta na mesma receita a palavra chocolate e a palavra detox, eu acendo uma velinha à Nossa Senhora dos Famintos e digo “Aleluia Irmãos!”. Que maravilha de receita! Obrigada ao blog The View From Great Island por ter mudado a minha vida. Se é detox é saudável, certo? Se é saudável posso comer, não é? Obviamente. Só vou precisar de chocolate preto (quanto maior a percentagem de cacau melhor!) e vários frutos secos e sementes diversas. Se quiser saber as quantidades certas para fazer 24 bolachas espreite aqui a receita original.

dark-chocolate-detox-bites-10.jpg

 

um pequeno-almoço com menos de 200 calorias para aproveitar a última obsessão da nossa filha adolescente

A nossa filha adolescente está obcecada por sementes. As amigas que vivem em dietas disseram-lhe que sementes é a melhor coisa do mundo e não há nada que a convença do contrário, porque, nestas idades, tudo o que as amigas dizem tem força de lei.

As adolescentes de hoje enfrascam-se em sementes, já eu, com a mesma idade, enchia-me de Snickers, Mars e M&Ms. Ainda esta semana fui ao supermercado com ela e, quando cheguei à caixa, tinha 12 sacos de sementes de que eu nem sabia da existência, dentro do carrinho. Depois dos habituais gritos, tive um rebate de consciência e pensei: “Do mal o menos, se ela me tivesse enchido o carrinho de pizzas e gelados era mais grave. Não posso recusar uma alimentação saudável à minha filha, senão ainda tenho a Segurança Social à perna”. Lá deixei trazer metade dos sacos mas com a condição de ela comer aquilo tudo.

Por isso, agora temos uma nova saga em casa: encontrar receitas deliciosas com sementes de girassol, linhaça, chia, entre outras. A boa notícia é que as sementes de chia, por exemplo, incham quando misturadas com um líquido, o que nos dá uma sensação de saciedade até à hora de almoço. Assim, sim, já estamos a falar a mesma linguagem. Por isso, decidi fazer para a minha filha mais velha e para mim esta receita do blog Fit Foodie Finds, que ainda por cima tem menos de 200 calorias por porção: 198 para ser mais precisa.

1.png

 

5 receitas de batatas fritas que não são batatas nem fritas

São batatas fritas? São. Levam batata? Não. Mas chamam-se batatas fritas? Sim. Mas são fritas? Não. Sinto-me ligeiramente como o Marcelo Rebelo de Sousa, versão comentador, a tentar explicar uma teoria e o seu contrário. No entanto, não é fácil falar destas cinco maravilhosas receitas que vão alegrar os seus dias dietéticos. 

De facto, o fabuloso site The Kitchn chama-lhes batatas fritas. Mas, de facto também, não levam batatas nem são fritas. São feitas com vegetais light e saudáveis e sempre no forno, sem óleos nem outras invenções do Belzebu das Gorduras.

Tudo o que vai precisar para fazer estas fantásticas batatas fritas sem batata do site The Kitchn é cortar os vegetais em palitos com cerca de 1 centímetro. Depois, tenha à mão um pouco de azeite para pincelar os vegetais antes de cozinhar e sal fino para espalhar por cima. Coloque os vegetais num tabuleiro, por cima de uma folha de papel vegetal, e leve ao forno pré-aquecido a 220º C durante 20 a 25 minutos. E já está.

Bom, já está é força de expressão. O The Kitchn aconselha a misturar queijo parmesão e ervas aromáticas, dependendo dos vegetais usados, para fazer um upgrade de sabor a estas receitas. Por isso, é melhor ver as sugestões uma a uma ou então ver as receitas originais aqui.

 

Cherovia com Alecrim

veggie-fries2.jpg

Transformou-se numa obsessão cá em casa. Já fiz em palitos no forno, em puré ou em sopa e é uma delícia – um sabor que consegue juntar o adocicado da cenoura com um toque de avelã e noz. Coloque no forno com sal e alecrim espalhado por cima. O alecrim vai ficar estaladiço e com um sabor muito mais seco (parecido com o amendoim) do que o do alecrim fresco (que sabe quase a pasta de dentes).

 

 

rolinhos de lasanha de courgette, uma receita saudável e deliciosa para a minha dieta

Os nossos filhos já não podem ver a minha dieta à frente. Já não me aguentam. Compreendo-os perfeitamente. Já nem eu própria me aguento. Só o santo do meu querido Marido Mistério é que me atura. Por isso, tenho de os calar mas sem destruir por completo a minha dieta. Estou eu neste eterno dilema quando me deparo com esta incrível receita do blog Recipe Runner: rolinhos de lasanha deliciosos feitos com courgette em vez de massa. Uma alternativa light e saudável mas com todo o sabor da versão tradicional. Hoje à noite, quando os miúdos me perguntarem o que é o jantar, vou responder-lhes, triunfante:

- Lasanha. Alguma coisa contra?

Já estou a imaginar as lágrimas de emoção, tal a felicidade coletiva.

Vou precisar de queijo ricotta (magro, claro!), queijo cottage e parmesão, salsa, manjericão fresco, sal, alho em pó, flocos de pimenta vermelha e pimenta preta para o recheio. Depois, só preciso das courgettes, do molho marinara (pode fazê-lo em casa, é facílimo: espreite a receita aqui) e de queijo mozzarella picado light. A receita original inclui salsichas mas eu vou dispensá-las para fazer um prato mais saudável e até vegetariano (ainda bem que os miúdos não leem o blog!). Se quiser saber as quantidades certas destes ingredientes, para 4 pessoas, espreite aqui a receita original.

ZucchiniLasagnaRolls.jpg

 

a mistura mais maravilhosa do mundo dos acompanhamentos: batata doce assada no forno com molho de iogurte grego

Juntar batata doce e iogurte grego na mesma receita é como juntar o Tino de Rans e a Marisa Matias no mesmo candidato presidencial – só pode ser um estrondoso sucesso. Mas, como felizmente as eleições presidenciais já passaram, o melhor é concentrarmo-nos na comida. E esta comida é digna de toda e qualquer concentração que lhe consiga dedicar.

A fabulosa receita foi publicada no jornal The New York Times e é da autoria do chef do restaurante Franny's, em Brooklyn, Nova Iorque. O segredo deste estrondoso sucesso culinário está na simplicidade do prato. Em vez de fazer um acompanhamento com uma simples e desenxabida batata assada no forno, por que não juntar-lhe um fabuloso molho frio feito com iogurte grego, azeite, cebola e alho picado? Hã? Por que não? Não há motivo, não é assim? Nem sequer a dieta, porque a receita original leva iogurte grego gordo, mas pode sempre substituí-lo por iogurte grego magro.

12eat1-articleLarge-v2.jpg

 

salada de camarão e abacate com molho miso, um almoço saudável e delicioso para levar para o trabalho

Depois das loucuras dos últimos dias (pão recheado e bolo de manteiga de amendoim?! Oh meu Deus, o que é que que fui fazer?!) está na altura de voltar à triste realidade. E qual é a minha triste realidade? Fechar a boca, evitar as tentações e tentar fazer uma alimentação saudável. E já comecei a seguir estas dicas espetaculares, até comprei uns tupperwares chiquérrimos para levar para o trabalho. Agora só me falta encher os tupperwares com receitas incrivelmente deliciosas e, ao mesmo tempo, inacreditavelmente light. Sou a melhor motivadora de mim própria. Sou perita em autocoaching. Agora ninguém me segura!

Acabei de descobrir no irrepreensível blog Pinch of Yum a receita ideal para acabar com a pose das gurus saudáveis no meu trabalho (que, não sei porquê, olham para mim de lado sempre que meto uma bolacha à boca): salada de camarão e abacate com molho miso. Vou precisar de alho picado, camarão cru (sem as caudas), manteiga, malagueta em pó, pimenta caiena, 2 abacates pequenos fatiados, um pepino, espinafres, coentros picados e amendoins para decorar. Para o molho, vou precisar de gengibre fresco descascado, azeite, sumo de lima, geleia de agave, miso claro, alho picado e sal. Se quiser saber as doses certas destes ingredientes para 4 pessoas espreite aqui a receita original.

Shrimp-and-Avocado-Salad-2.jpg

 

esta vai ser a grande receita de 2016: pão sem hidratos de carbono (tão genial quanto fácil de fazer)

Acabou o pesadelo. Vai começar o deboche nesta casa. Já ouviu falar de pão sem hidratos de carbono? Feito com quatro ingredientes? Fácil, fácil de fazer? Pois, Ela já ouviu falar e não quer outra coisa. O exílio do pão terminou nesta casa graças a esta fantástica receita do site Food. Agora só comemos pão de nuvens. São 20 minutos de trabalho e zero gramas de hidratos de carbono. Vale ou não vale a pena conhecer esta revolução civilizacional?

Calculei. Então aqui vai.

Tudo o que precisa é de três ovos, requeijão ou queijo creme, cremor tártaro (costuma haver no El Corte Inglés) e adoçante natural (se preferir a versão adocicada) ou uma pitada de sal (se preferir o pão normal). Para confirmar as quantidades certas de cada ingrediente, veja a receita completa aqui.

LuFDGBqTDSI7HC5KQGtU_095 cloud bread.jpg