Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

crostini de batata doce: um aperitivo saudável para uma festa de fim-de-semana

Quando se está de dieta (quase) rigorosa como eu, o pão é apenas uma miragem, uma visão num deserto sem oásis à vista. Mas nem tudo está perdido. Meus amigos, que como eu estão em sofrimento e de boca fechada, há luz ao fundo do túnel. E se, em vez de pão, usarmos fatias de batata doce assada e fizermos uma espetacular festa de crostini? A ideia é da extraordinária Camille Styles e depois de a provar nem me vou lembrar do sabor do pão. Pão? Pão, para quê?

Esta maravilha é facílima de fazer. Só preciso de uma batata doce grande com pele, cortada em discos muito fininhos, azeite, sal e cominho em pó ou canela em pó. Para os toppings, vou precisar de queijo de cabra com ervas, salmão fumado, cebolinho cortado (com um comprimento de cerca de 2,5 cm), uma pera cortada em fatias fininhas, mel, tomilho fresco, sementes de romã e nozes pecan caramelizadas. Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 8 pessoas, espreite aqui a receita original.

AP_5589.jpg

 

 

papas de aveia com sementes de chia e banana caramelizada para celebrar a chegada de mais um fim-de-semana

É o meu maior truque para enfrentar as minhas inúmeras dietas: optar por pratos que nos alimentam mais os olhos do que a boca, pratos tão bonitos, com tão bom aspeto que nos saciam só de olhar. E não é que a técnica resulta? Fico tão feliz a olhar para o prato que basta-me dar duas garfadas (ou colheradas, neste caso) e tenho uma sensação de… absorção imediata. Exemplo disso é esta maravilhosa receita do infalível Half Baked Harvest que vai ser o meu pequeno-almoço este fim-de-semana.

Só preciso de flocos de aveia (se precisar, também há sem glúten), leite de coco e de amêndoa, água, sementes de chia, extrato de baunilha, uma pitada de sal, raspas de chocolate preto, mel, e para decorar: amêndoas laminadas, coco tostado, raspas de limão ou de laranja, sementes de cânhamo e sementes de chia. Para as bananas caramelizadas, preciso das propriamente ditas maduras e cortadas às rodelas, óleo de coco e açúcar de coco ou mascavado… Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 2 pessoas, espreite aqui a receita original.

Coconut-Chia-Oats-with-Caramelized-Bananas-2.jpg

 

 

5 receitas de brownies de chocolate sem açúcar refinado (para sobrevivermos à dieta de ano novo)

Conhece alguém que não goste de chocolate? Pois... E de brownies de chocolate? Calculei... Este texto é dedicado a todos esses amantes de chocolate que estão a sofrer com a privação das dietas neste início de ano. Eu sei por experiência própria: sou um chocólatra anónimo.

Tenho uma verdadeira obsessão por chocolate. Mas tenho também uma autêntica obediência à minha querida e estimada Mulher Mistério. Especialmente quando ela está nessa temível fase da sua vida que dá pelo nome de Época da Dieta. E durante essa altura – que ocupa quase todo o ano, mas que no mês de Janeiro assume proporções descontroladas – Ela não admite a entrada de um único grama de açúcar refinado na sua cozinha. Por isso, resta-me descobrir alternativas saudáveis aos meus doces preferidos. E no topo da lista estão os bolos de chocolate.

A primeira coisa que fiz este ano foi reunir as melhores e mais saudáveis receitas de brownies de chocolate – todas sem açúcar refinado, claro. Aqui ficam as minhas 5 preferidas, que me vão acompanhar ao longo dos próximos dias.

 

Brownies Saudáveis sem Glúten nem Lactose

19639088_Qg0GM.jpeg

Nesta maravilhosa receita do blog Ambitious Kitchen, o açúcar refinado é substituído por açúcar de coco e a farinha por farinha de amêndoa, o que torna este um bolo à prova de dietas e de alergias. Leva ainda óleo de coco, extracto de baunilha, um ovo, cacau em pó, bicarbonato de sódio, sal e framboesas. Para o molho delicioso que tem por cima, só precisa de pepitas de chocolate (a autora recomenda vegan ou sem lactose) e óleo de coco.  

O resultado final é uma verdadeira delícia – e um passaporte para me libertar da tirania dietética da minha querida e temível Mulher Mistério. Para ver a receita, clique aqui.

 

taça de quinoa com pesto e ovos escalfados: sim, eu posso... e estou de dieta rigorosíssima!

Quem me viu e quem me vê! É por estas e por outras que os nossos amigos nunca vão descobrir a nossa identidade! Quem diria que eu, a Ela, iria render-se à quinoa? Logo eu, que só gosto de coisas-que-engordam-e-fazem-mal. Estou uma mulher nova graças a este blog e ao meu querido Marido Mistério. Eu descubro as receitas e compro os ingredientes, Ele cozinha. E esta delícia saudável que encontrei no blog The Iron You vai ser o meu almoço. A receita original sugere um pesto de couve mas quem me tira o manjericão tira-me tudo, por isso, vou fazer com pesto normal.

Só preciso de quinoa, pesto, raspas de um limão, sumo de meio limão, ovos, nozes picadas, salsa fresca picada e flocos de pimenta vermelha.

Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 4 pessoas, espreite aqui a receita original.

Quinoa-Kale-Pesto-Bowls-(2).jpg

 

 

bolachas de sementes de linhaça com limão e alecrim: o snack à prova de qualquer dieta

Não há santo nutricionista que não adore umas sementes: chia, girassol, linhaça, abóbora, cânhamo, todas elas são quase tão idolatradas como a balança e a fita métrica no consultório de qualquer nutricionista que se preze.

Mas de facto as sementes de linhaça, constituídas por proteínas, fibras alimentares, ómega-3 e ómega-6, são quase milagrosas, porque têm inúmeras qualidades: são benéficas para os intestinos e para o coração (ajudam a baixar os níveis de colesterol), e até são importantes para prevenir alguns tipos de cancro, como mama, próstata, cólon e pulmão.

Mas onde elas são mesmo imbatíveis é na minha eterna luta para emagrecer, porque as fibras atenuam a libertação da glicose no sangue ao mesmo tempo que reduzem gorduras acumuladas.

Por isso, esta espetacular receita que descobri no blog Physical Kitchness vai ser a minha melhor amiga nesta dieta de ano novo. Só vou precisar de sementes de linhaça, água, sal rosa dos Himalaias, alecrim fresco picado e sumo de limão. Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente espreite aqui a receita original.

lemon-rosemary-flaxseed-crackers-1-2.jpg

 

iogurte de coco com granola caseira, um pequeno-almoço vegan para começar o dia de forma saudável

Tenho uma confissão a fazer: estou a tornar-me um verdadeiro fanático do iogurte de coco. E quando digo iogurte de coco, não estou a falar de iogurte com coco – é mesmo um iogurte feito à base de leite de coco, sem lactose nem outras tentações que a minha querida Mulher Mistério baniu desta casa em estrita obediência à sua temível dieta de Ano Novo.

Mas voltando ao iogurte de coco. Adoro a textura cremosa, amo o sabor a coco, idolatro a leveza de tudo. Foi, por isso, com profunda satisfação e alegria que descobri esta fabulosa receita do fantástico site The Kitchn: um pequeno-almoço vegan e saudável capaz de o deixar cheio e feliz até à hora do almoço.

Tudo o que vou precisar é de iogurte de coco (eu costumo comprar, mas o The Kitchn também dá a receita aqui) e granola caseira de macadâmia sem açúcar, claro. Para fazer a granola, preciso de flocos de aveia, sementes de abóbora, sementes de girassol, nozes macadâmia cortadas, óleo de coco, xarope de ácer e extracto de baunilha. Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, veja a receita original aqui.

d25647be6d98cc8966147f85985fbb15f4ab6cb5.jpeg

 

taça de açaí com manteiga de amendoim, a rima perfeita para o meu pequeno-almoço

Não se preocupe porque as aparências enganam. Esta receita linda de morrer do infalível blog Half Baked Harvest é facílima de fazer. Demora dez minutos a preparar, zero a cozinhar e cinco a decorar. Contra factos não há argumentos, e esta é uma receita imbatível para o Instagram. É irresistível, é deliciosa e se a fizer e publicar naquela rede social vai garantir um recorde absoluto de likes. Não há erro! Além disso, é o pequeno-almoço ideal para quem, como eu, está de dieta e quer fugir do pão como do diabo da cruz.

Só precisa de açaí congelado ou em pó, leite de coco, morangos, framboesas, bananas maduras, manteiga de amendoim natural, mel e, para decorar, tenha à mão granola, sementes, frutos vermelhos, flores comestívels e mais manteiga de amendoim. Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para fazer 2 taças, espreite aqui a receita original.

Peanut-Butter-Acai-Bowl-3-1.jpg

 

 

8 alimentos para começar o ano de forma saudável (e limpar os excessos do natal e ano novo)

Ano novo, promessas velhas. Comigo, já se sabe, é assim. E qual é a minha resolução de ano novo? A mesma do ano passado, de há dois anos, de há três anos, a do costume: fazer dieta. Mas desta é que vai ser. Nem os risinhos trocistas da minha querida Família Mistério me vão demover. Estou motivada. E vou entrar em 2017 a emagrecer como a Olívia Palito.

Para começar, encontrei um fantástico artigo na revista Women's Health com os 8 alimentos que podem apagar as loucuras de um dia de comida pouco saudável. Como eu já venho de vários dias de loucuras do Natal, Ano Novo e vários jantares que o meu querido Marido Mistério insiste em fazer, acho que vou precisar de passar janeiro inteiro só a comer isto.

 

Salmão Selvagem 

01-foods-that-repair-unhealthy-eating.jpg

Um estudo recente da Universidade da Califórnia, em Los Angeles, (UCLA), concluiu que os alimentos ricos em DHA, um ácido gordo ómega-3, podem ajudar a reduzir os efeitos provocados pelo excesso de frutose no organismo (saiba mais aqui). E o salmão selvagem está no topo da lista das comidas com mais DHA: tem entre 10 a 100 vezes mais este ácido do que vegetais, cereais ou frutos secos.