Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

os maravilhosos gelados de iogurte natural com leite magro da weeel (acho que a minha primavera vai ser passada aqui)

1560614_717153235037088_3750067343912458323_n.png

Há coisa mais azucrinante do que um ser humano que se passeia por um centro comercial aos "esses"? Não, não estou a falar de criaturas alcoolizadas. Nem abananadas por terem visto o eclipse solar sem óculos. Não. Estou a falar de pessoas no seu estado de sobriedade absoluta, porém absorvidas por uma magia provocada pelo contacto de um telemóvel com a sua orelha. Quando estão sem telefone, estas pessoas comportam-se com normalidade. Mal encostam o aparelho ao ouvido, parece que começam a planar acima de todos. Focam o olhar no infinito e vão tocando as montras dos dois lados do corredor como se estivessem a fazer um slalom de ski. 

Ontem, andava eu com alguma pressa a passar pelo El Corte Inglès, quando me aparece à frente um destes espécimes. Mal o identifiquei, abrandei o passo para o tentar passar na altura certa. Logo que o vi virar para a direita enquanto sorria com uma piada que ouvia do outro lado da linha, acelerei pela esquerda. Mas parece que estas pessoas fazem de propósito para não serem ultrapassadas. No momento em que eu ia a passar por ele, mudou bruscamente de sentido e chocou comigo.