Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

o pão é carcaça, a maionese não é caseira, o ambiente é caótico – então o que faz deste um dos restaurantes mais famosos do algarve?

20170730_200632 3.jpg

Nunca julguei possível poder gostar de um couvert composto por umas torradas de carcaças cortadas ao meio, barradas com uma manteiga de qualidade duvidosa e acompanhadas por uma maionese Hellmann's com alho. Só a ideia de misturar manteiga e maionese no mesmo pedaço de pão já deixa a minha querida e pseudo-saudável Mulher Mistério à beira de um colapso nervoso. E então se esse pedaço de pão for a velha e desenxabida carcaça que acompanhou anos e anos dos meus lanches de infância, o cenário ainda se torna mais improvável. Mas, no entanto...

...no entanto, assisti verdadeiramente abasurdido ao aspirar de torres de carcaças torradas mergulhadas em maionese. Não só por parte da minha querida Mulher Mistério, mas de toda a família em peso (e aqui a palavra peso aplica-se com todo o seu significado).

Na verdade, aquelas torradas tornam-se irresistíveis exactamente por me lembrarem da minha infância, quando os lanches eram feitos de carcaças com manteiga sem qualquer tipo de peneiras. Quando não havia hipermercados Continente nem dezenas de marcas de manteiga para comprar. Quando uma simples maionese de alho era o supra-sumo da gourmesice nacional.

 

 

novidade! novidade! o vila joya abriu um restaurante de praia com mini hambúrgueres a €11

19884167_359913301093126_3980533675803764181_n.jpg

Estou em transe com esta novidade! Acabou de abrir um restaurante que foi feito a pensar em mim. Aliás, se eu abrisse um restaurante seria exatamente assim: lindo, em cima do mar e com uma ementa de luxo. Mas como só tenho jeito para comer e não para cozinhar, vou massacrar tanto, mas tanto, o meu querido Marido Mistério que vou conseguir convencê-lo a abrir os cordões à bolsa e irmos ao Vila Joya Sea.

19601421_357259801358476_2823868304836332473_n.jpg

 

 

esqueça tudo o que já viu até aqui: a noélia é um restaurante do outro mundo e fica no algarve

20170527_213653.jpg

Está com fome? Antes de qualquer outra coisa, é melhor ter fome porque hoje não lhe vou falar de comida – vou falar-lhe de muita comida. E de óptima comida. Este restaurante é uma das maiores preciosidades do Algarve. Chama-se Noélia & Jerónimo (ou só Noélia, para os mais íntimos), fica em Cabanas de Tavira e é lá que come alguns dos mais fabulosos, originais e criativos petiscos de peixe e marisco.

Os ingredientes são fresquíssimos, muitos deles vindos directamente da Ria Formosa, mesmo à frente da esplanada. E todos são tratados com um toque de originalidade que consegue juntar a tradição a que estamos habituados com a surpresa mais inesperada. 

 

 

pombos, vendedores de óculos escuros, turistas e umas ostras divinais: o nosso almoço no novo restaurante do chef kiko

18216426_1855095054741929_9162009113426731835_o.jp

Não tenho qualquer tipo de escapatória. Estou verdadeiramente sitiado por bandos de turistas que falam com o tom de voz da Cristina Ferreira em dia de entusiasmo supremo. E mesmo que tivesse escapatória, a alternativa não seria muito melhor: uns passos mais à frente, uma condutora de tuk tuk discute audivelmente com um arrumador de carros, de jornal em punho, que a repreende por ter parado a mota no meio da estrada para mostrar um mapa a um grupo de turistas.

Atrás de si, quase dez carros começam a apitar desenfreadamente em sinal de protesto contra a fila. O condutor de um camião do lixo sai para a rua para se juntar à confusão. Entretanto, sou abordado por um vendedor de óculos escuros. Digo-lhe que não quero. Insiste em inglês. Digo que sou português. Insiste em português. Volto a recusar. Enquanto ele se afasta, um pombo aproxima-se e voa para cima da minha mesa. Meu Deus, onde é que eu me vim meter?!

Na esplanada do novo restaurante O Surf & Turf, no Mercado da Ribeira, em Lisboa.

 

 

será que este é o restaurante com a melhor vista de lisboa?

11703108_524344034379789_981083679001987912_n.jpg

Estou orgulhoso de mim mesmo (já que mais ninguém está, pelo menos resta-me o auto-orgulho): consegui resistir estoicamente a mais um ano sem jantar fora no Dia dos Namorados. É verdade: sou um ferveroso adepto do não-jantar de Dia dos Namorados. Não aguento aquele ambiente de noivas de Santo António em que todos os empregados dos restaurantes olham para si a contabilizar quantas vezes é que dá a mão durante a refeição.

E por isso é que estou aqui hoje com uma maravilhosa sugestão para o jantar de Dia Seguinte ao Dia dos Namorados. Ou quinta-feira seguinte. Ou fim-de-semana seguinte. É indiferente a data. O importante é aproveitar aquela que é uma das mais deslumbrantes vistas de Lisboa para um jantar romântico e sossegado sem balões cor-de-rosa pendurados nos tectos nem corações de papel espalhados pelas mesas.

 

wish, um dos novos melhores restaurantes para jantar no porto (e não, não tem só sushi)

13501745_1231881730155343_3376957023167467784_n.jp

Tenho de fazer uma confissão séria e genuína: não sei bem por onde começar. Estou aqui sentado à frente do computador, triste e nostálgico, a pensar se comece por falar do pudim abade de priscos caramelizado que vem acompanhado por uma bola de gelado de Queijo da Serra deliciosa e por uma telha de amêndoa crocante. Ou se fale dos finíssimos raviolis de pato desfiado, com molho de foie gras e uma redução de Vinho do Porto por cima. Ou se descreva o carpaccio de veado, com um molho de queijo creme e raiz de rábano e umas bolachas de queijo crocantes. Ou se refira o deslumbrante sushi com manteiga de amendoim. Ou os cogumelos com trufas. Ou o sashimi de vieiras. Ou o paté de atum. Ou...

 

sheraton cascais, o brunch com o ambiente mais espectacular para um dia de sol

Sheraton_Cascais_Brunch_7.jpg

Um brunch servido num jardim, em cima de um relvado, à sombra de uns pinheiros, e com um carrinho de pipocas a saltitarem ao lado já me faria subir aos Himalaias duas vezes seguidas sem respirar. Agora se juntar a tudo isto um carrinho de gelados da Artisani, então, meus amigos, estou disponível para atravessar o Triângulo das Bermudas a nado só para poder lá estar. O mais incrível é que não precisei de nenhum sacrifício físico para conseguir ter tudo isto no recentemente remodelado Hotel Sheraton, em Cascais. Mas antes de falarmos das pipocas, dos gelados, dos croissants, dos bolos, dos ovos mexidos, das panquecas, das gomas, das saladinhas de tomate cherry e mozzarella e do gigantesco buffet, temos mesmo de falar do jardim.

 

o gin mais caro (e mais surreal) do ano

– Boa noite.

– Boa noite, eu vou querer um gin. Tem meias doses?

– Ha, ha... como nós costumamos dizer, nesta área meias só nos pés.

Bem-vindo ao Hotel Grande Real Villa Itália, em Cascais. Tal como o nome pomposo indica, estamos perante um hotel de luxo, com uma piscina fantástica e uma vista deslumbrante para o mar. O terraço tem serviço de bar e a carta de gins é prometedora com uma oferta de águas tónicas que vai da Fever Tree Premium Indian à 1724. A própria ementa sugere as melhores combinações entre as marcas de gin e as marcas de tónica. E propõe uma requintada selecção de botânicos para cada gin. Tudo aqui é do mais profissional e exclusivo que existe. Até que...

Belvedere-Ristorante-Grande-Real-Villa-Italia-Hote

 

já fomos à novíssima esplanada no chiado, ideal para um almoço leve de verão

13680791_1824430401109299_2201483273091035823_n.jp

Apesar do calor abrasador dos últimos dias, não resistimos a ir espreitar o recentíssimo Topo Chiado. E temos de assumir com toda a frontalidade: ficámos absolutamente rendidos aos magníficos 1500 metros quadrados de terraços com uma vista deslumbrante: com o castelo de São Jorge em frente, o elevador de Santa Justa à direita e a Sé e a Graça ao fundo, é, sem sombra de dúvidas, uma das melhores vistas de Lisboa.

IMG_8492 (1).jpg

 

 

um dos restaurantes com mais charme do algarve: pizzas, ceviches e petiscos feitos com produtos da horta

10268439_707588315949126_9006329272073939266_n.jpg

Este é um restaurante de detalhes. Primeiro a localização: estamos no meio de um pinhal, rodeados de árvores, pinhas e caruma, uma das paredes é totalmente feita de vidro – nos dias de vento está fechada, nos dias de calor está toda aberta, é como se estivesse a jantar no meio do pinhal. Depois a decoração: tudo foi pensado, desde a manteiga embrulhada em papel vegetal aos talheres entregues dentro de baldes de latão, passando pelas latas de conservas onde é servido o couvert. Finalmente a comida: o atum vem do mercado de Olhão, o patê é caseiro, a focaccia é cozida num forno a lenha à nossa frente e alguns dos ingredientes vêm da horta do hotel.

Mas há mais.

 

novidade! novidade! abriu ontem o novo terraço da moda em lisboa, o topo chiado

13669622_852166481580243_6150756833578078499_n.jpg

Abriu ontem e eu já estou doida para lá ir. O espaço é maravilhoso e tem uma vista incrível. O irmão mais novo do Topo do Martim Moniz abriu em soft opening no dia 25 de julho às quatro da tarde e é simplesmente lindo.

 

e quando um dos melhores hambúrgueres de lisboa se junta a uma das melhores esplanadas de lisboa, isso é...

13339610_520593914799637_2405695578904028687_n.jpg

Vem uma pessoa, num lindo dia de sol, preparada para esplanadar e acaba a abarrotar. E porquê? Porque não é fácil resistir aos encantos da Wagyu. Não estou propriamente a falar da última ninfa da mitologia grega, mas sim da melhor e mais saborosa carne do mundo. E é esta carne que pode encontrar dentro de duas fatias de pão de hambúrguer, na magnífica esplanada do Atalho Real, no meio de um jardim cheio de árvores, num lindo dia de sol.

Mas antes de falarmos de carne, vamos ao sol.

 

uma esplanada em cima do mar, com óptimo sushi, um fantástico prego de atum e uma televisão para ver o euro

IMG_6144 (1).jpg

Caros concidadãos, tenho um importante anúncio a fazer à Nação.

Pausa...

Silêncio...

Suspense...

Bocejo...

Ups, é melhor acabar com a expectativa senão corro o risco de chegar à sétima linha de texto com a concidadania a dormir profundamente.

 

 

este é um dos melhores restaurantes do porto (e tem um dos melhores bolos de chocolate do país): chega para o fazer ler este texto?

13177246_1213513578661913_4681491030137366550_n.jp

Há alguma coisa melhor do que um restaurante onde se come maravilhosamente? Há! Um restaurante onde se come maravilhosamente por um preço simpático. E, neste caso, quando falamos de simpático não falamos de sorrisinhos na cara – falamos de sorrisinhos na carteira.

A Casa de Pasto da Palmeira, em plena Rua do Passeio Alegre, no Porto, é isso tudo: um restaurante com uma comida maravilhosa e surpreendente, com uma esplanada mesmo de frente para o Douro e com preços tão baixinhos como a perna esquerda do Marques Mendes. O culpado de tudo isto chama-se João Pupo Lameiras e, aos 30 anos, é já, para mim, um dos melhores chefs portugueses.

 

 

novidade! novidade! o sushic já abriu no altis belém e nós fomos lá provar um niguiri de bacalhau e um ceviche alentejano

18206802_7Wu4n.jpeg

O Sushic está para o mundo dos restaurantes japoneses assim como o Cristiano Ronaldo está para a Selecção Nacional: pode já ter sido melhor do que é hoje, às vezes pode desiludir-nos, pode até deixar-nos furiosos – mas continua a ser espectacular. E então se conseguirmos teletransportar toda essa espectacularidade para uma esplanada com vista para o rio, em plena Primavera, o cenário melhora ainda mais.

Pois bem, esse teletransporte aconteceu há uns dias e o Sushic chegou directamente de Almada para a fantástica esplanada da Cafetaria Mensagem, no Hotel Altis Belém. É claro que este vosso prestável amigo não perdeu muito tempo para preparar a sua trouxa e rumar empenhadamente até lá com o único objectivo de relatar a experiência a vossas senhorias (saborear a comida não era evidentemente uma prioridade...).