Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

os 7 mais geniais presentes de natal da guerra das estrelas para ter na sua cozinha

P0079736-017_1.jpg

Este post é o mais descarado acto de rebeldia dentro do Casal Mistério. É um verdadeiro golpe de Estado misterioso, quase uma guerra intergaláctica. É melhor parar com as considerações e passar às explicações: eu tenho uma relação com a saga Guerra das Estrelas que está no mesmo nível de fanatismo da relação do Macaco com o FC Porto – o novo filme ainda não estreou e eu já tenho sonhos com o Chewbacca; nos antípodas do Casal, Ela gosta tanto da Guerra das Estrelas como o Cavaco Silva gosta do António Costa – nunca viu um filme até ao fim e recusa-se a entrar na mesma sala em que estiver o boneco do Han Solo.

E foi neste nível de perigo que eu me sentei hoje ao computador para escrever este texto: cheio de orgulho em mim, mas sem o conhecimento Dela. Espero que a ousadia não acabe com o blog, mas eu tinha de partilhar com o mundo esta magnífica lista do Huffington Post com os melhores presentes da Guerra das Estrelas para oferecer neste Natal – presentes para usar na cozinha, como é evidente. 

 

abriu o restaurante de sonho de todos os homens deste mundo: a hamburgueria da guerra das estrelas!

11401086_116792021988578_6505361714454397127_n.jpg

Tenho de confessar: este post foi escrito à revelia da minha querida Mulher Mistério. Tal como qualquer outro casal moderno, nesta casa eu não estou autorizado a fazer nada sem aprovação superior da minha estimada Ela. É a vida. Mas, neste caso, foi a única forma de levar até si esta espectacular novidade do mundo desenvolvido, culto, inteligente e cinéfilo: abriu uma hamburgueria totalmente inspirada na saga da Guerra das Estrelas.

 

 

3 cocktails das 50 sombras de grey para fazer no dia dos namorados (sim, há um gin tónico especial!)

Lemon-Drop-Martini-title.jpg

Depois de meses de sofrida espera, a aguardar pelo filme que vai revolucionar a vida de todos os casais por esse mundo fora, estreou. Já está. Aconteceu. Foi. As nossas vidas estão revolucionadas. Perante tamanho feito, há que comemorar. E qual a melhor maneira de comemorar a estreia de As 50 Sombras de Grey? Com um brinde feito com as bebidas que apareceram no livro As 50 Sombras de Grey. (Eventualmente também poderão aparecer no filme, mas ainda não consegui ir ver, visto que tenho 47 mil pessoas à minha frente já com um bilhete na mão...)

Felizmente, a nossa querida E. L. James tem bom gosto para bebidas. E, além de uma impressionante lista de óptimos vinhos franceses, seleccionou alguns cocktails que me fariam dar quatro voltas ao mundo à procura da minha Anastasia Steele. A começar, claro, por aquele que tem gin.

 

 

conheça o hotel onde christian grey e anastasia steele estiveram pela primeira vez nas 50 sombras de grey (sim, o tal da cena do elevador!)

50-shades-of-grey-soundtrack-2015-republic-billboa

Ponto prévio: não li o livro (ou, pelo menos, recuso-me a admitir publicamente que li os três livros de seguida mal Ela terminou cada um dos volumes). Portanto sou relativamente novo nesta história. Mas quem leu os livros, e se prepara para ver o filme que estreia esta quinta-feira, sabe seguramente onde é que tudo começou. Não, não estou a falar da entrevista no escritório de Christian Grey nem da sessão fotográfica a seguir. Estou a falar do primeiro encontro, a primeira saída à noite ou, como se dizia no meu tempo, o primeiro "date". Exactamente, a noite que acabou com um tórrido convívio a dois dentro do elevador de um hotel.

 

 

chegámos ao ano do regresso ao futuro: veja as previsões do filme e a realidade hoje em dia (a começar pela comida, óbvio)

10645234_10152785786126079_2885394731818842816_n.j

424871_10151348920481079_343471559_n.jpg

Este é o post que eu sonho publicar há três anos, quando, pela primeira vez, vi na Internet a notícia de que Marty McFly tinha regressado ao futuro no ano de 2012. Infelizmente era um desavergonhado boato a aproveitar-se da honestidade de todos os bem-intencionados que, como eu, cresceram a sonhar que eram o Michael J. Fox com um colete de penas no dorso (sim, ainda tenho o meu Duffy encarnado embalsamado em naftalina dentro do armário). O boato repetiu-se em 2013. E em 2014. E desapareceu em 2015.

Sabem porquê?

Porque 2015 é verdadeiramente o ano em que, no dia 21 de Outubro, Marty McFly aterra o seu DeLorean para salvar o filho de ser preso. E que mundo é que ele encontra?

Carros a voarem pelo ar, bombas de gasolina em que robôs lhe atestam o depósito, matrículas em código de barras, binóculos do tamanho de um cartão de crédito e o Tubarão 19 a estrear no cinema. Mas será que tudo é assim tão absurdo? O melhor é vermos, uma a uma, as novas modas e tecnologias que existiam no 2015 do Regresso ao Futuro II e quais é que existem hoje. A começar pela comida, claro.

 

o melhor filme sobre comida (para ver este fim-de-semana)

Olhe bem para esta fotografia: é impressionante, não é? O tostado por fora, o mal passado por dentro, o tamanho, a consistência, o cheiro... Se calhar, cheiro através de fotografia é capaz de ser algum exagero, mas apetece trincar o computador e devorar o ecrã, não apetece? Foi isso que eu senti quando ontem me sentei na sala de cinema para ver O Chef. Não é que seja o novo E Tudo o Vento Levou. Não é. É simplesmente o melhor filme sobre comida desde Ratatouille. E isso, para mim, é quase tão bom como sentar-me à mesa do Tromba Rija com um estômago insuflável.

Muitíssimo bem filmado, O Chef é um filme divertido, com um óptimo elenco (Jon Favreau, Dustin Hoffman, Scarlett Johansson, Sofia Vergara, Robert Downey Jr.) e uma história engraçada. Mas isso é o habitual. O que distingue este filme dos outros é a comida. E o cuidado com que ela é tratada aqui. Desde Favreau a escolher os alimentos no mercado, a cortar os legumes, a preparar a carne, a cozinhar um spaghetti com alho e salsa, a arranjar um prato, a virar cuidadosamente uma tosta, tudo aqui é saboroso. Os planos da câmara são aproximados, os sons são maravilhosos, as luzes são perfeitas. Ouvir o actor a passar uma faca com manteiga por cima de uma tosta e depois trincar delicadamente o pão com o som do estaladiço a ser esmagado pelos dentes é uma experiência única. São 115 minutos de "foodporn": alimentos fantásticos a serem cozinhados de uma forma única.

Jon Favreau é um fanático por comida e cozinha. Está agora até a construir um forno para pizzas em casa. Por isso, deu atenção a todos os detalhes gastronómicos neste filme que ele próprio escreveu, realizou e protagonizou. Para o aconselhar durante as filmagens, contratou um chef profissional, Roy Choi, um dos mais famosos cozinheiros dos Estados Unidos. Choi fez apenas uma exigência: a cozinha que aparecesse no filme tinha de ter todos os pormenores de uma cozinha de restaurante.

A partir daqui, tudo é uma reprodução milimétrica de um ambiente gastronómico, saboroso e delicioso. Começando por aquele naco de carne que está no início deste post e que aparece no filme. Chama-se brisket e é uma parte da vaca próxima do peito que só é cortada assim nos Estados Unidos. Está envolvida em músculo, por isso precisa de ser cozinhada com muito cuidado. No Texas, o brisket é fumado num forno a lenha com os fumos da madeira e do carvão durante 10 a 14 horas. O resultado é uma carne que se desfaz na boca.

Não aguento mais: das duas uma, ou vou para a mesa ou volto para o cinema.

 

Um bom filme para si onde quer que esteja,

Ele 

'bora ajudar o nuno markl a fazer um filme

Ao fim de três meses online, aconteceu-nos um fenómeno estranhíssimo. Certo dia, numa calma manhã de sol, abateu-se sobre nós uma súbita consciência social.

- Precisamos de fazer alguma coisa para melhorar o Mundo, dissemos os dois em coro como se o espírito da miúda do "Exorcista" tivesse acabado de descer sobre esta casa.

Depois de uma tarde de intensa reflexão chegámos a dois caminhos para transformar radicalmente a face do planeta. Primeira hipótese, emigrarmos para a ilha de Kaffeklubben, na Gronelândia, e fundarmos o culto do Casal Mistério, que se alimentaria apenas de gelo e sol. Segunda hipótese, apoiarmos a produção do filme "Por Ela", do Nuno Markl.

Não é que eu não ache a vida em Kaffeklubben muitíssimo divertida, mas Ela optou pelo filme. (Acha que o título pode ser dedicado a Ela, o que é que se há-de fazer...)

E foi assim que nas últimas semanas, montámos uma complexa teia financeira, com vários intermediários que só conhecem a identidade da personagem que os contactou, por onde circulou o dinheiro, até chegar a uma conta bancária de alguém que não sabe quem somos e que fez a transferência ontem. O resultado foi uma generosa doação de 0,03% do orçamento do filme, acto tão nobre que até daria direito a receber em troca uma caneca a dizer "Sou produtor do POR ELA". No entanto, como para nós seria tão complexo e arriscado remontar a teia para receber a caneca, abdicámos do presente.

Mas está feito. Para Nuno Markl conseguir produzir o filme que escreveu e que será interpretado por César Mourão, Ana Bacalhau e Tónan Quito, precisa de conseguir juntar 100 mil euros até às 19h do próximo dia 18 de Abril. Se não, o projecto vai para o lixo. Os interessados podem doar a quantia que quiserem, a partir de €1. E têm várias recompensas: a partir de €1, o seu nome aparece na lista de produtores do filme, a partir de €15 recebe um cartaz, €30 uma caneca, €40 uma T-shirt, €100 um poster autografado, €1000 pode participar na rodagem, €1500 um jantar com Nuno Markl, €2000 um Cabaz Senhor Produtor, e se doar €5000 aparecerá como produtor executivo. Mas, acima de tudo, o importante é contribuir para que se produza um filme espectacular, escrito por um dos mais geniais humoristas portugueses e que está a tentar safar-se sozinho.

Até ao momento em que estava a escrever este texto, Markl tinha conseguido angariar €11.062. Faltam €88.938. De que é que está à espera? Clique aqui e cumpra a sua missão social.

 

O teaser do filme
A participação de Ricardo Araújo Pereira
O sacrifício que Nuno Markl fez quando conseguiu chegar aos 8 mil euros

 

Por um mundo com uma cultura Markliana, onde quer que ela esteja,

Ele