Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

português foi eleito um dos 10 melhores fotógrafos de arquitectura do mundo: veja só estes hotéis fotografados por ele

Captura de ecrã 2015-11-02, às 15.41.05.png

A única coisa que se pode comparar com um bom hotel é um bom fotógrafo de hotéis. O hotel é ideal para passar umas férias de sonho, o fotógrafo de hotéis é fundamental para nos levar até essas férias de sonho quando o carro avariou ou quando a conta bancária gripou.

 

 

os lugares mais surreais e inacreditáveis do planeta

Fontes naturais que atiram água colorida para o céu, grutas que ardem sem parar há mais de 40 anos, árvores que nascem em cima de telhados de templos antigos, rios com água cor-de-rosa. O site Abduzeedo elegeu os sítios mais surreais do mundo. Aqui fica o top do Casal Mistério.

surrealplaces_1.jpg

Fly Geyser, Nevada, Estado Unidos 

É um fenómeno único. Há vários anos, foram feitas perfurações do terreno à procura de minerais. O problema (ou a vantagem) é que uma fonte de águas termais rebentou e começou a libertar cá para forta uma mistura de água e minerais dissolvidos, num incrível repuxo permanente. São esses mineirais que provocam esta variedade impressionante de cores.

 

surrealplaces_2.jpg

A Onda, Arizona, Estados Unidos 

Esta rocha de areia em forma de onda foi criada pela erosão durante o período jurássico. É uma das principais atracções turísticas junto à fronteira entre os estados norte-americanos do Utah e do Arizona. 

 

surrealplaces_3.jpg

Lago Retba, Senegal 

Parece uma gigantesca piscina de batido de morango, mas é um lago de água salgada separado do Oceano Atlântico por um finíssimo corredor de dunas. Em alguns pontos, a água do Lago Retba, também conhecido por Lago Cor-de-Rosa, tem cerca de 40% de concentração de sal, podendo as pessoas flutuar à superfície com a mesma facilidade com que se flutua no Mar Morto. A extraordinária cor da água é provocada pela alga dunaliella salina que produz um pigmento encarnado, mais visível fora da época das chuvas.

 

surrealplaces_5.jpg

A Porta para o Inferno, Derweze, Turquemenistão 

Enquanto faziam perfurações no meio do deserto de Karakum, no Turquemenistão, geólogos soviéticos descobriram uma gruta de gás natural. Durante os trabalhos, o terreno por cima da gruta desabou, abrindo uma cratera com 70 metros de diâmetro. Para evitarem a contaminação do ar com gás venenoso, as autoridades decidiram queimar todo o gás da gruta. A previsão era que o fogo durasse apenas uns dias, mas durou até hoje. Isto passou-se em 1971, há 43 anos, e a gruta ainda continua a arder.

 

surrealplaces_23.jpg

Monte Roraima, América do Sul 

Calcula-se que tenha sido formado há quase dois mil milhões de anos e que esteja entre as formações geológicas mais antigas do planeta. O monte está na fronteira entre Brasil, Venezuela e Guiana, mas o seu ponto mais alto fica na Venezuela. A vista lá de cima é impressionante quando o céu fica coberto de nuvens.

 

surrealplaces_20.jpg

Túnel do Amor, Kleven, Ucrânia 

É uma linha de comboio abandonada, à volta da qual cresceram enormes árvores que formam um gigantesco arco com mais de três quilómetros de extensão. Durante a Primavera, as árvores ganham uma cor verde única e o túnel é procurado por milhares de casais apaixonados.

 

surrealplaces_18.jpg

article-0-1A2CE9E0000005DC-259_964x665.jpg

Praia Escondida, Ilhas Marieta, México 

Acredita-se que esta praia dentro de uma enorme cratera, à qual se tem acesso apenas através de um buraco numa rocha pelo qual entra o mar, tenha sido formada na sequência de uma explosão controlada pelo governo mexicano. Estas ilhas desertas eram usadas no início do século XX para a realização de testes militares. Durante anos, o local permaneceu desconhecido e só recentemente, com a partilha de imagens nas redes sociais, se tornou famoso em todo o mundo. Hoje, a Praia Escondida é uma reserva natural, com golfinhos, tartarugas e baleias.

 

surrealplaces_15.jpg

Angkor, Cambodja 

É a maior cidade pré-industrial do mundo, com uma área que se estende por mais de mil quilómetros quadrados de complexas infraestruturas. Criada entre os séculos IX e XIII, foi pela primeira vez encontrada por um homem ocidental em 1586. Esse homem foi o português António da Madalena, um frade capuchinho. Em 1431, a cidade foi saqueada por invasores tailandeses e a população fugiu para Phnom Penh, tendo os enormes e lindos templos de Angkor ficado abandonados. Hoje, uma parte dos templos foi recuperada, outra continua integrada no meio da natureza, com gigantescas árvores a crescerem por cima dos telhados.

 

surrealplaces_9.jpg

Deadvlei, Sossusvlei, Namíbia 

Era um oásis cheio de acácias, mas o curso de água que por ali passava foi alterado por fenómenos naturais. Hoje as árvores secas e o chão esbranquiçado pelo sal provocam esta paisagem arrepiante.

 

Um abraço surreal para si onde quer que esteja,

Ele

 

fotos: abduzeedo

a europa vista do céu

Chama-se Amos Chapple e é um dos novos grandes fotógrafos do Mundo. Nascido na Nova Zelândia, tornou-se fotógrafo ambiental e depois dedicou-se a captar as melhores imagens dos locais escolhidos como património Mundial pela Unesco. Hoje é freelancer e percorre o planeta a fotografar cidades, paisagens ou vistas deslumbrantes.

Este mês o jornal britânico The Guardian publicou um trabalho de Chapple com vistas aéreas incríveis de cidades europeias, fotografadas com um drone.

 

 

estas fotografias vão fazê-lo começar a rir

Segunda-feira, 1 de Setembro. Princípio de semana, fim de férias, regresso ao trabalho. Neura, depressão, pesadelo. Anime-se e pare lá com as lamúrias. Sorria e pense no lado bom das coisas. Para se animar, desta vez não temos uma receita, nem um restaurante, nem um hotel. Temos sorrisos. E um projecto extraordinário.

 

 

o post que se segue não é aconselhável a menores de 18 anos

O famoso restaurante 34, em Londres, resolveu fazer uma homenagem erótica à top model britânica Kate Moss. Para celebrar os 25 anos de carreira da modelo, o restaurante criou uma taça de champanhe inspirada no peito esquerdo de Kate Moss. E por que não no direito?, perguntam os adultos mais difíceis de convencer. Porque a lenda diz que a primeira taça de champanhe do Mundo foi inspirada na maminha esquerda de Maria Antonieta. E as tradições são para manter.

 

 

qual é o erro desta fotografia de downton abbey?

A quinta série de Downton Abbey está a poucas semanas de se estrear no Reino Unido. E, se para nós isso é uma grande notícia, para os britânicos é um movimento nacional revolucionário. Há conferências de imprensa para anunciar o acontecimento, há debates sobre o enredo, há capas de jornais, há trailers, há notícias, há fugas de informação – e há fotografias. Como esta.


São fotografias das personagens, que são divulgadas à imprensa e aos fãs. E deveriam ser fotografias pacíficas. Mas, neste caso, há um ligeiro problema. Uma ligeiríssima falha que não tem nada a ver com os anos 20, a época em que a série se vai passar. Olhe melhor e veja lá se descobre o que é que está fora de época nesta fotografia.


Quer uma ampliação?


Ainda não descobriu?


Exactamente, uma pequena garrafa de água que alguém da equipa de produção deixou esquecida em cima da lareira. Nós preferíamos que fosse um gin tónico, mas a garrafa de água também serve. A fotografia gerou uma onda de chacota no Twitter e já foi retirada pela ITV, que produz a série. O site Buzzfeed mostrou mesmo a reacção que Mary teria a um disparate destes.


“Vocês só têm uma função, malta. UMA FUNÇÃO!”

 

Um abraço para os fãs de água engarrafada, onde quer que eles estejam,

Ele

quer ter muitos likes no facebook ou no instagram? então leia este post

Chegou o sol e com ele a loucura desenfreada das fotografias típicas da época estival. Pés na areia, praias desertas, caipirinhas, pratos de amêijoas e camarões, bebés na piscina ou no mar, tudo na busca insane de likes mas sobretudo na ânsia de provocar o mais baixo sentimento numa pessoa: a inveja. Está ali aquela lambisgóia no bem-bom enquanto você e o resto da humanidade se roem de inveja a ver fotos de paraísos perdidos. Pois bem: chegou a hora da vingança. Eis uma lista de fotos imbatíveis para vencer esta guerra sem tréguas pelos likes no facebook e no instagram:

 

1 - Pôr-do-sol no mar. Qualquer mar serve desde que o sol se ponha na linha do horizonte.

2 - Stand up paddle. De preferência você em cima da prancha com o remo no ar, estilo vencedor.

 

3 - Paisagens reflectidas no mar, num rio ou num lago. Tudo serve: montanhas, nuvens, árvores, desde que brilhe na água.  

4 - Na cama com uma chávena de capuccino ao lado, de preferência acabadinho de acordar.

5 - Uma posição de ioga, e arrisque... porque quanto mais difícil mais likes.  

6 - Ski na neve, se conseguir fazer um salto, ui! Sucesso garantido.

7 - Qualquer gelado Santini, cone ou copo, com um, dois ou três sabores, ninguém lhe resiste. 

8 - Selfies ao espelho. As adolescentes recorrem a todos os truques de photoshop para parecerem mais giras e mais magras.

 

9 - Chocolates: barra, bolo, mousse, tablete, brigadeiro, qualquer que seja a forma, é imbatível.  

10 - Pequenos-almoços saudáveis. Outro sucesso entre adolescentes e miúdas obcecadas com a linha, ok e entre algumas mulheres "maduras" que querem desesperadamente emagrecer! 

Boa sorte, boa semana e bons likes,

Ela

o maravilhoso mundo de elena

Crianças, animais e paisagens bucólicas. Uma talentosa fotógrafa russa juntou estes três ingredientes, fez deles o seu projeto de vida e criou uma receita de sucesso. Quem consegue resistir a crianças lindas de morrer a brincar com animais numa quinta que mais parece um cenário de um filme? Elena Shumilova comprou a sua primeira máquina fotográfica em 2012 e começou a captar os momentos mágicos protagonizados pelos seus dois filhos, Yaroslav, de 5 anos, e Vanya, de 2, e pelos animais da quinta onde vivem em Moscovo. O resultado? Imagens deslumbrantes que não deixam o maior grunho indiferente.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Se quiser ver o trabalho de Elena, espreite o site:

http://500px.com/ElenaShumilova

 

Por Ela

 

e agora algo completamente diferente...

 

Alguém me pode responder a uma pergunta simples e directa? Porque é que em todos os concertos em Portugal as meninas que sentam as pessoas passam o espectáculo inteiro, histéricas, a correr de um lado para o outro da sala a impedir as pessoas de tirarem fotografias com os telemóveis? Eu compreendo o drama dos direitos de autor e percebo perfeitamente que se combata a pirataria ilegal. Mas alguém acha que uma pessoa com um telemóvel, sentada na última fila da sala, vai recolher imagens para as vender? Alguém acredita que os minivídeos gravados da plateia com um smartphone servem para produzir DVDs piratas do espectáculo que depois serão vendidos por fortunas no mercado negro? Alguém está convencido que as fotografias têm qualidade para reprodução na imprensa?

Durante anos foi proibido filmar e fotografar nos concertos para defender os direitos de autor. E durante anos isso fez sentido. Mas entretanto o mundo mudou, o Steve Jobs inventou o iPhone, o Mark Zuckerberg criou o Facebook e toda a gente tem um telemóvel, uma câmara fotográfica e uma conta numa rede social. Tudo no mesmo aparelho. Isso não transforma os espectadores de concertos em perigosos assassinos dos direitos de autor. Transforma-os apenas em clientes que estão a gostar de um espectáculo e que gostariam de partilhar uma fotografia desse momento com os amigos. É assim tão difícil de perceber?

 

Ele

“follow me” vai ser editado em livro

Há mais de um ano que descobri este casal russo e fiquei fascinada com o seu projeto: Murad Osmann, de 28 anos, conhece o mundo pela mão da namorada, Nataly Zakharova, de 27. O fotógrafo regista imagens únicas dos quatro cantos do planeta sempre de mão dada com Nataly, que se apresenta de costas, vestida com as roupas e os trajes típicos de cada país. E nunca lhe vemos a cara. O projeto começou durante umas férias a dois em Barcelona, em outubro de 2011, quando Nataly, farta de ver o namorado a tirar fotografias a tudo, lhe deu a mão e puxou-o para continuar em frente, só que ele não parou de disparar... Uma ideia original e romântica que vai ser editada em livro.

 

Ora veja:

 

Kremlin, Moscovo, Rússia

 

 

Bali, Indonésia

 

Alhambra, Granada, Espanha 

 

Mesquita Azul, Istambul, Turquia 

 

La Pedrera, Barcelona, Espanha 

 

 

Miami Beach, Florida, EUA

 

Mónaco

 

Nova Iorque, EUA  

 

 

Se quiser seguir o casal, não perca o perfil do fotógrafo no instagram:

 

http://instagram.com/muradosmann

 

Por Ela