Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

qual é o melhor caldo-verde: o de jamie oliver ou o de maria de lourdes modesto?

É uma das melhores sopas para nos aquecer em dias de frio e de chuva como hoje. A incontornável Maria de Lourdes Modesto diz que é das sopas que mais conservam o calor e que é uma das suas duas preferidas, a par da açorda alentejana. Já o incontestável Jamie Oliver chama-lhe um dos mais tradicionais pratos portugueses, habitualmente servido em casamentos e festas de anos.

Resumindo: estes dois verdadeiros monstros da culinária adoram caldo-verde. Até aqui, tudo bem. O problema é que cada um faz esta delícia da "soparia" nacional à sua maneira. E se Maria de Lourdes Modesto gosta de seguir a receita típica do Norte, em particular de Marco de Canaveses; Jamie Oliver prefere juntar-lhe paprika e cebola. 

E foi assim que nasceu um dos mais relevantes duelos da sociedade moderna: quem faz o melhor caldo-verde? O ideal é comparar as duas receitas e decidir por si.

JM5WKND3-soep-caldo-verde.jpg

 

 

5 deliciosas sopas sem batata para aquecer este dia de frio

Por favor, não me peça para escrever muito porque estou com os dedos entorpecidos do frio que está na rua. Eu sei que é Inverno, mas 8º C de máxima é de mais para mim. A temperatura em Lisboa está quase tão gelada como o clima no Sporting. É preciso tomar medidas urgentes. E, como felizmente não tenho um Bruno de Carvalho em casa, preciso de me desenrascar com um óptimo e escaldante prato de sopa ao jantar.

Estas são as cinco receitas finalistas para o jantar de logo à noite. Agora cabe à Família Mistério e a si votar em qual prefere que eu faça. Todas, claro, sem um único grama de batata porque estamos em época da mais rígida e intransigente dieta. (Algo me diz que esta época será interrompida no fim-de-semana, mas até lá há que incentivar a minha querida e empenhada Mulher Mistério a vencer a balança...).

 

Sopa de Raiz de Aipo e Marmelo

CuZcNVHXEAARYmh.jpg

Sempre que eu preciso de uma receita de sopa deliciosa e saudável viro-me para o imprescindível Jamie Oliver. E foi lá que encontrei esta divinal sopa de raiz de aipo e marmelo com apenas 140 calorias por dose. Tudo o que leva é raiz de aipo (encontra à venda em alguns supermercados), marmelo, chalotas, alho, azeite, um caldo de galinha, cominhos, canela e açúcar. 

Descasque e corte em pedaços a raiz de aipo, o marmelo, as chalotas e o alho. Coloque tudo numa panela com bastante azeite e deixe cozinhar, em lume médio, durante cerca de 20 minutos, juntamente com os restantes ingredientes. Vá mexendo de vez em quando para não deixar a comida agarrar-se ao fundo. Quando os legumes começarem a ficar macios, encha a panela com água a ferver até 2 centímetros acima destes. Coloque a tampa e deixe cozinhar em lume brando durante mais cerca de 25 minutos. 

Agora só tem de bater tudo até ficar com um creme suave. Sirva com nozes salteadas em manteiga, um fio de crème fraîche e um pouco de endro picado. Eu já comia esta maravilha. Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, veja a receita completa aqui.

 

 

chocolate quente com manteiga de amendoim, o remédio santo para nos aquecer este fim-de-semana

Cheguei à triste conclusão de que o frio é um dos grandes inimigos da minha eterna dieta. Pelo menos para mim. Claro que, quando fico gelada, deveria enfrascar-me em litros de chá muito quente que, além de me aquecer, não engorda, antes pelo contrário, é diurético. Mas, para isso, era preciso eu ser uma pessoa com força de vontade, característica que infelizmente não consta na minha interminável lista de qualidades. Por isso, em vez de fazer um chazinho, faço um chocolatinho quente com manteiguinha de amendoim (será que ao reduzir estas calóricas palavras ao seu diminutivo vou fazer com que fiquem mais light? Não custa tentar!)

Esta incrível receita do blog Chocolate Moosey é facílima de fazer. Só precisa de leite, cacau em pó, açúcar, sal, chocolates de leite com manteiga de amendoim da Reese’s partidos em pedaços e, claro, manteiga de amendoim.

Para o chantilly de manteiga de amendoim, só precisa de natas, açúcar, manteiga de amendoim e extrato de baunilha. Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 2 canecas, espreite aqui a receita original.

Peanut-Butter-Hot-Chocolate-0185.jpg

 

 

o chá milagroso que vai acabar com a minha tosse e salvar a família mistério da ameaça da fome

Sou a única que estou com uma tosse cavernosa há semanas, correndo o risco de ser expulsa do nosso "leito matrimonial" por um desesperado Marido Mistério que não consegue dormir? Pois bem, Ele hoje fez-me um ultimato: se eu não parar de tossir, Ele pára de cozinhar. E isso seria uma tragédia na Mansão Mistério. Por isso, decidi tratar-me, dando-lhe uma chapada de luva branca. Como? Em vez de me encharcar em anti-histamínicos e brufens, como costumo fazer, o que o deixa à beira de um ataque de nervos, vou fazer como Ele gosta: de forma natural (Ahhhh... devem estar a pensar: este casal é mesmo ao contrário, é Ele que gosta de tudo natural? OK. Mas juro que Ele é muito macho, só é... sensível). A receita que descobri no site Joylicious é, de facto, natural mas não é para qualquer um. Espreite lá:

transferir (2).jpg

 

 

duas bebidas para aquecer a época de natal (e uma delas é um doce de leite quente com chocolate!)

Parece que o inverno chegou de vez. Agora sim já está frio. E o que é que apetece num final de tarde de segunda-feira (quase fim-de-semana, porque amanhã é feriado!!!)? Bebidas quentes à lareira. E foi neste maravilhoso blog que encontrei duas receitas inacreditavelmente deliciosas: um doce de leite quente com chocolate e um latte de chai (que é como quem diz meia de leite com chá picante!). Vou fazer a primeira para as crianças e para Ele e a segunda para mim (maldita dieta!). 

15957957306_9757320e11_o.jpg

 

 

os dois melhores gins tónicos para beber no outono (e preparar-se para a mudança da hora que está aí)

Hoje muda a hora, mas nós cá em casa não vamos mudar de bebida: bebemos gin tónico no Verão, bebemos gin tónico no Outono e vamos continuar a beber gin tónico no Inverno. A única coisa que muda é a marca, porque há gins melhores para o calor e outros mais apropriados a estes dias de frio, chuva e aulas de José Sócrates sobre Justiça em Vila Velha de Ródão.

O jornal britânico The Guardian publicou há uns dias um texto sobre os melhores gins tónicos para o Outono. Primeiro, recomendou o fantástico Opihr, destilado com especiarias quentes e ligeiramente picantes. Depois, aconselhou o excêntrico Jinzu, lançado este ano em Inglaterra com uma forte inspiração japonesa: é cremoso como o sake e tem aromas de zimbro, flor de cerejeira e yuzu, um citrino japonês parecido com o limão.

É por isso que estamos aqui hoje com duas óptimas sugestões para beber estes deliciosos gins. Seja para brindar à hora de Inverno ou para esquecer que amanhã às seis da tarde já vai ser noite. Neura? É pegar no copo de gin que isso passa...

 

Gin Jinzu com Maçã Verde

MT_Jinzu-620x620.jpg

  • 50 ml de gin Jinzu
  • 200 ml de água tónica Fever Tree Premium Indian
  • 1 lâmina de maçã verde

 

Encha um copo de balão com grandes pedras de gelo e rode-as para refrescar. Coloque o gomo de maçã verde laminado dentro do copo, despeje o gin e mexa com a colher torcida. Finalmente, deite a água tónica lentamente pelas costas da colher e mergulhe-a cuidadosamente no copo para envolver tudo.

  

 

o melhor sítio para manter as bebidas geladas quando o seu frigorífico está cheio

Ontem foi dia de festa cá em casa. Normalmente costumamos fazer um almoço anual de fim de Verão (eu sei, foi um bocado precipitado, visto que ainda faltam quase 20 dias para o fim do Verão, mas Ela insiste que Setembro já não é mês de praia...). Todos os anos é o mesmo drama: entre amigos dos pais e dos filhos, o frigorífico fica cheio com comida, bolos, doces, etc.. E as sacrificadas são sempre as minhas queridas e estimadas garrafas de cerveja, vinho branco e rosé, que têm de ser colocadas à pressa no congelador antes de irem para a mesa. Resultado: apesar de Ela teimar que Setembro já não é Verão, as bebidas nunca ficam suficientemente geladas.

52801234dbfa3f4ef30029ca._w.540_s.fit_.jpg

Pois, este ano a minha vida mudou graças a esta genial dica do sempre útil site The Kitchn: a máquina de lavar roupa virou arca frigorífica. Na véspera, enchi o frigorífico com todas as garrafas. No sábado, retirei-as do frio logo de manhã, quando fiquei sem espaço no frigorífico, e coloquei-as dentro da máquina de lavar roupa com três poderosos sacos de gelo comprados na bomba de gasolina. Primeiro, a máquina mantém relativamente bem o frio. Segundo, deixa o gelo derretido escorrer para o cano sem me obrigar a deitar fora água ou a lavar arcas ou outros recipientes. À medida que precisar de bebidas, só tem de as ir tirando lá de dentro. No fim do dia, fecha a máquina e já está. É ou não é prático?

 

Uma boa festa para si onde quer que as bebidas estejam,

Ele

 

foto: the kitchn

gaspacho de melancia, uma entrada deliciosa para este tempo quente (para mim é uma entrada e uma saída)

Adoro gaspacho no verão. É delicioso e refrescante. O gaspacho tradicional é normalmente uma sopa fria feita com tomate, manjericão, pepinos e pimentos. Quando descobri esta receita com melancia, no fantástico blog a couple cooks, primeiro estranhei, depois entranhei totalmente a ideia, imaginando a combinação perfeita entre o picante do gaspacho tradicional com o doce da melancia. Este gaspacho é uma ótima entrada para um jantar com convidados, já para mim será seguramente uma entrada e uma saída, porque a minha malfadada dieta obriga-me a fechar a boca depois de um simples prato de sopa à noite (sou tãaao infeliz!).

4Y0A5724-5.jpg

 

 

os truques para fazer um chá de menta marroquino perfeito (o meu novo ritual pós-dieta)

E o resultado da minha dieta foi… o previsível. Nós somos o que nós comemos. Não tenho uma dúvida. Fosse eu esquisita, como muito boa gente que conheço, e era magra e estupenda. Mas não. Adoro comer e de tudo. Também não pensem que sou um batoque. Não. Podia era ser mais magra. Como diz o meu querido e adorável Ele, “mas não eras a mesma coisa”. Ele gosta tanto de cozinhar e de comer que prefere mil vezes uma mulher com uns quilos a mais do que uma chata que não come nada em casa. Estes 15 dias de dieta foram um suplício tanto para mim como para Ele. E compensou? Sim, perdi 2 kg. Não é mau, mas podia ter perdido muito mais se não tivesse cedido às inúmeras tentações que me apareceram pela frente.

O problema é que já não tenho 20 anos. Nessa altura, conseguia emagrecer 4 kg numa semana. Mas a verdade é que não fechei totalmente a boca. Dois quilos é melhor do que zero, certo? Por isso vou voltar a comer mas com alguns truques para me ir tirando a fome. Vou encher-me de chá durante o dia: não engorda, diminui o apetite, é diurético e é ótimo. E vou começar à grande e à marroquina: com o típico chá de menta. Se pensa que é só ferver água e atirar lá para dentro um saquinho de chá, está redondamente enganado. Esta receita do fantástico blog Honestly Yum tem todo um ritual e vários truques, por isso, é que é tão boa.

moroccan_mint__tea__3_1.jpg

 

bem-vindo à cidade mais fria do planeta (é para aqui que ela quer vir de férias – não, não estou a brincar)

Siberia3+copy.jpg

Se acha que tem estado frio, então este post é para si. Se não consegue sair à rua com o seu cachecol, então este post também é para si. Se sonha com os fantásticos dias nas praias da Caparica, então este post é a sua cara.

No início deste ano, Ela acordou com um objectivo: conhecer as zonas mais desbravadas do planeta. Eu pensei que fosse uma loucura passageira. Mas, na semana passada, depois de amadurecer um pouco essa ideia peregrina, Ela decidiu: gostava de ir à localidade mais quente e à mais fria do Mundo. Ou seja, Ela quer ir para aqui.

 

 

chá com whisky e mel?! é isso mesmo: a terapia mais agradável contra a gripe em três deliciosas receitas

Está um frio de rachar, a gripe vai ser mais forte este ano, o pico do surto chega nos próximos dias e...

...e chega de más notícias! Precisamos urgentemente de uma boa-nova associada à temível actividade gripal e à não menos temível figura de Francisco George (que só aparece na televisão para nos falar de desgraças).

É por isso que nós estamos aqui. Para lhe dar três eficazes receitas anti-espirro que contêm o habitual chazinho e o simpático whikyzinho. Neste caso, um bourbon. Mas se preferir um scotch ou um irish também ninguém leva a mal.

Agora pegue no lenço, fungue uma última vez e ponha a água ao lume.

 

Chá de Laranja 

8414039633_1009345434_z.jpg

 

5 receitas deliciosas de chocolate quente para aquecer os dias gelados que estão aí

IMG_5239-3-0.jpg

A Serra da Estrela desceu até nós. As temperaturas caíram 5 a 6 graus, o vento deu cabo das árvores e a chuva inundou as estradas. Mas antes que comecem a dizer que o Casal Mistério vai abrir uma estação meteorológica, vou já passar para os finalmentes: nós temos a solução para a massa de frio polar. Não é um cachecol de lã; são cinco deliciosas receitas de chocolate quente. E quando digo deliciosas estou a dizer, por exemplo, chocolate quente de Nutella. É isso mesmo: prepare-se que este post vai aquecer. 

 

 

pão de alho com alecrim e tomilho, um petisco perfeito para um dia de frio

Fim de semana de frio e o que é que apetece? Estar à lareira, claro. A fazer o quê? A comer, evidentemente. E a beber, óbvio. E hoje o que é que me apetece? Uma das minhas entradas preferidas. Costumo pedir muitas vezes nos restaurantes mas é facílima de se fazer em casa: senhoras e senhores, apresento-vos o… pão de alho. Esta receita que descobri no delicioso site Sunday Suppers leva alecrim e tomilho e é isto mesmo que eu vou fazer e depois, comer à lareira.

2L0A0730.jpg