Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

a maneira mais saudável de comer massa (e não vou falar de espiralizadores)

Cá em casa adoramos o spaghetti de courgette ou de batata doce espiralizados. Mas é preciso reconhecer que pegar numa courgette, lavá-la, descascá-la e espiralizá-la não é propriamente a coisa mais rápida do mundo. Além disso, o sabor é delicioso, mas não é massa. É muito mais leve e muitíssimo mais aguado do que um spaghetti normal.

Pois bem, meus caros senhores e minhas prezadas senhoras, tenho um anúncio a fazer: há uns dias, descobri a massa que vai tornar a minha querida Mulher Mistério na Gisele Bündchen da Madragoa e a barriga deste pobre rapaz que lhes escreve nos abdominais de um autêntico Ronaldo da Mouraria.

Estão preparados? Então vamos a isso: este pobre casal está encantado com as maravilhas do spaghetti de feijão preto. Trata-se de uma massa fininha e elegante feita exclusivamente com feijão preto transformado em farinha. Depois acrescentam água para formar os fios de massa. Só estes dois ingredientes, mais nada. E, além disso, encontrei um spaghetti de feijão preto que é de produção orgânica. 

Outra grande vantagem: este spaghetti vem pronto e embalado e só precisa de seis minutinhos de cozedura, como se fosse uma massa fresca normal.

30706917_2013149282239067_1794658127652585472_n.jp

 

 

tomates recheados com salada de grão, pepino e molho tahini

Confesso que sou muito mais tomate do que alface. Como alface, claro. Aliás, infelizmente, há pouca coisa que eu não como mas não sou propriamente fã número 1. Detesto quando vou a restaurantes, peço uma salada e aparece-me um prato com quilos de alface e duas míseras e impercetíveis fatias de tomate lá pelo meio. Por isso, esta receita do blog oh my veggies encheu-me as medidas. Tem tomate e não tem alface. É light e deliciosa. Para comer sem culpas e sem remorsos.

cucumber_chickpea_salad_with_lemony_tahini_dressin