Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

húmus de abóbora para acompanhar uma tarde de sonho

Hoje vamos celebrar o feriado em família com um dos meus programas preferidos: uma maratona de séries e filmes pela tarde fora. Adoro. Quero tanto. O problema é que temos sempre grandes debates e discussões até chegarmos a acordo sobre o primeiro filme que vamos ver. A ala feminina da família adora comédias românticas, eles gostam de ação. Acabamos por optar por thrillers ou policiais, que acabam por ser mais ou menos unânimes. A verdade é que não sou esquisita, gosto de tudo. De tudo menos de filmes de terror. Isso, o meu frágil coração já não aguenta.

Agora maratonas de filmes e séries sem um prato de húmus à frente é que é impensável. Por isso, hoje vou fazer esta maravilha que descobri no blog Wholefully, já com um cheirinho a outono, apesar deste calor surreal nesta época do ano.

Demora 5 minutos a fazer e é tão fácil que, sim, vou eu para a cozinha e fazer uma surpresa a toda a família. Eles nem vão acreditar que fiz sozinha esta obra de arte da gastronomia.

savory-pumpkin-hummus-4-800x1200.jpg

 

 

húmus de amendoim, o nosso novo vício à frente da televisão

Ela está a chegar e a Família Mistério em peso já nem dorme com a ansiedade. E quem é que está a chegar, quem é? Consegue adivinhar? Pois é, acertou em cheio. A segunda temporada do This is Us, a nossa série preferida para ver em família. Quem não gosta de derramar uma lágrima ou outra em uníssono? Quem? Uma lágrima é como quem diz… Sim, os nossos filhos derramam uma lágrima ou outra, já eu, pareço uma torneira, chego a precisar de um balde aos meus pés cada vez que começo a ver um episódio desta série. Ainda por cima, os nossos filhos acham que o meu querido Marido Mistério é igual ao Jack, o que me comove ainda mais… Já eu, estou longe de me parecer com a Rebecca. Pensando bem, até nem canto nada mal… Adiante. Desta vez, quando estrear a segunda temporada, além do balde aos meus pés, vou ter este maravilhoso húmus de amendoim à mão. A receita é do blog Fooduzzi e é muito fácil de fazer.

Só preciso de uma lata de grão, manteiga de amendoim, molho Sriracha, gengibre ralado, dentes de alho picados, mel ou xarope de ácer, sal e pimenta, azeite, água gelada, amendoins picados, cebolinho e coentros picados e sumo e raspas de limão.

Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente espreite aqui a receita original.

2.jpg

 

 

crocante de húmus com tomate seco, espinafres e pesto: o snack ideal para enfrentar este mau tempo

Estou cada vez mais viciada em húmus. Desde que meti na cabeça que é saudável e que provavelmente engorda pouco (sim, porque, a mim, basta-me abrir a boca, entrar um bocadinho de ar e já engordei) que peço ao meu querido Marido Mistério para fazer húmus para termos sempre cá em casa para comermos como aperitivo ou como snack, acompanhado de palitos de cenoura crua.

Mas esta receita do blog The Roasted Root eleva o húmus a todo um outro nível. Não se pode dizer que seja muito compatível com a minha dieta porque tem pão. É naan, é certo, mas é pão. Indiano, é certo. Mas não deixa de ser pão. Mas é irresistível e facílima de fazer. Além disso, é tudo o que me apetece para enfrentar esta neura de tempo...

Só precisa de pão naan, húmus (pode comprar ou então fazer esta receita caseira), espinafres baby, tomates secos, pinhões, molho pesto e queijo feta.

Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 6 pessoas, espreite aqui a receita original.

hummus_flatbread_sun_dried_tomato_spinach_pesto.jp

 

mini quesadillas com abacate, queijo fresco e húmus, um ótimo snack ou um saudável almoço (com apenas 66 calorias cada)

O segredo deste snack está no prefixo “mini”. Pois é, cada mini quesadilla destas tem apenas 66 calorias. É ou não é uma boa notícia? O truque é pegar nas tortilhas ou nos wraps de trigo e subdividi-las em 3 circunferências. Passam a ser mini quesadillas, logo, mais saudáveis.

A ideia é do blog Cookin' Canuck e demora menos de 20 minutos a fazer.

Só precisa de wraps ou tortilhas de trigo, húmus (se não conseguir encontrar no supermercado, espreite aqui esta receita caseira), cominhos em pó, coentros picados, um abacate fatiado e queijo fresco esmagado. Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 12 mini quesadillas, espreite aqui a receita original.

14172558974_ca94e47fb9_b.jpg

 

húmus de tomate seco e manjericão para enganar a fome ao fim da tarde

Nos últimos dias tenho tido tanto trabalho que nem tenho tempo para almoçar. A correria é tanta que como uma sanduíche a correr, uma fatia de quiche a guiar, um wrap à frente do computador… uma desgraça. Resultado: chego ao fim da tarde, a casa, esfomeada. E o que fazer para não comer o frigorífico e a despesa de uma só vez? Deliciar-me com este saudável húmus, que aprendi a fazer no blog Cooking Classy, que além de ser muito fácil, não engorda. Na verdade, o que não engorda é manter a boca fechada mas engorda pouco, vá…

Só preciso de uma lata de grão (a ideia é escorrer o grão mas guardar o líquido), tomates secos, azeite, sumo de limão, tahini, um dente de alho, sal e folhas frescas de manjericão. Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente espreite aqui a receita original.

sundried-tomat-hummus3-srgb.jpg

 

húmus de espinafres, feta e endro com pinhões (o meu mais recente vício)

Podia passar o dia inteiro a comer esta maravilha. Esta receita do incrível blog Donna Hay até é saudável, o problema é o que se come a acompanhar. É que húmus sem umas tostinhas ou uns grissini é a mesma coisa que feijoada sem feijão, ou um bitoque sem ovo, ou uma bifana sem pão.

Podia continuar aqui o dia todo, mas calculo que tenha mais do que fazer. Já deve ter percebido a ideia. O que para aqui interessa é que esta receita é um excelente aperitivo. Pensando bem, também pode ser um digestivo. É um ótimo substituto de pipocas durante uma sessão de cinema em casa, por exemplo.

Só precisa de grão cozido, molho tahini, sumo de limão, espinafres baby, queijo feta, pinhões tostados, endro picado, sal e pimenta preta, azeite extra-virgem, e grissini para servir. Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, espreite aqui a receita original. 

Spinach_Feta_and_Dill_Hummus.jpg

 

húmus de beterraba, o espetacular aperitivo que vai deixar a sua família de boca aberta na consoada

Desde que começámos o blog e esta aventura de descobrir receitas boas e originais, houve duas coisas que entraram definitivamente na nossa vida: a batata doce e a beterraba. Adoro o sabor da primeira e não resisto à cor da segunda. Nas sopas ou nas saladas, a beterraba assume sempre o papel principal. Por isso, não tenha dúvidas, se decidir fazer esta fabulosa receita do blog Beard and Bonnet na sua consoada, vai ver que o bacalhau e o peru vão roer-se de inveja porque este húmus de beterraba vai retirar-lhes todo o protagonismo. Vai precisar de beterrabas, iogurte grego, um dente de alho, azeite, xarope de ácer, cominhos, coentros, sal e pimenta e sumo de limão. Para decorar, use queijo de cabra esmagado, cebolinho picado, nozes tostadas e salsa picada. Se quiser fazer duas taças de húmus, espreite aqui, na receita original, as doses certas dos ingredientes.

beet_dip_winter-2-of-9.jpg

 

 

dez deliciosas receitas de húmus para servir antes do jantar

A primeira vez que experimentei húmus estava aterrorizada. Era um jantar de cerimónia, não queria dar a parte fraca, e um dos aperitivos era uma pasta cor de camelo com um ar pouco apelativo. Ele (que é enervantemente doutorado em comidas estranhas e exóticas) deliciava-se com aquilo.

– Prova. É ótimo. É húmus – dizia-me enquanto devorava uma espécie de hóstias cheias daquilo. 

Eu, que sou tudo menos esquisita, estagnei perante o nome da coisa. Como?

– Húmus não é terra, matéria orgânica resultante da decomposição de animais e plantas mortas? Que nojo! – sussurrei-lhe discretamente. 

– Não, inteligência suprema. É um alimento típico dos árabes feito a partir de grão-de-bico cozido. Experimenta. É mesmo bom.

Arrisquei a medo. E... não é que adorei? (também contam-se com os dedos de uma mão as coisas que eu não gosto).

É um ótimo aperitivo e muito fácil de fazer. E agora descobri dez variantes deliciosas e não sei por onde começar. 

 

1. Húmus de Couve com Alho Tostado 

enhanced-25424-1412769268-1.jpg

Recheada de sabor em tons de verde, a receita original está aqui.