Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

como comer sushi como um verdadeiro japonês

2016-01-06-1452093473-6355660-sushimain.jpg

Más notícias: o wasabi não pode tocar no molho de soja. Péssimas notícias: o arroz também não deve ser mergulhado na soja. Terríveis notícias: o sushi não se come com pauzinhos – ou, pelo menos, algum tipo de sushi. 

Eu sei que é informação a mais para um post só, mas depois de anos e anos a ver a minha querida Mulher Mistério a entrelaçar os pauzinhos nos dedos para tentar pegar numa peça de sushi que acaba invariavelmente desfeita em centenas de bagos de arroz espalhados pela mesa, resolvi investigar o assunto: não propriamente o que provoca a descoordenação motora que faz Dela um Eduardo Mãos de Tesoura à mesa, mas antes as mais elementares regras de etiqueta nipónica que a podem ajudar a comer sushi decentemente.

Mas antes que feche os olhos e que imagine uma Paula Bobone de olhos em bico aqui deste lado do computador, deixe-me esclarecer que não se trata apenas das regras de boas maneiras à mesa – mas também da melhor forma de saborear o sushi.

Os conselhos são dados por Naomichi Yasuda, um chef japonês com um restaurante em Tóquio, neste vídeo do Munchies, e por três artigos: um do jornal online Huffington Post, outro da Matador Network e um último do site Gaijin Pot, dedicado ao Japão. Agora abra o caderno de notas e comece a apontar. Mas antes de começarmos, o melhor é lavar as mãos, porque os makis devem ser pegados com os dedos. 

 

novidade! novidade! os ex-chefs do sushic acabaram de abrir um novo restaurante japonês em lisboa

Captura de ecrã 2016-08-16, às 11.57.58.png

É a última grande novidade do mundo da restauração no sul do país: o chef executivo do Sushic deixou o famoso restaurante de Almada (que entretanto também abriu no Palácio Chiado, no Hotel Altis Belém e no Mercado de Algés) para inaugurar o seu próprio restaurante de sushi. E se isto já eram grandes notícias, então espere pelo resto: consigo levou o sub-chef do Sushic (que é sócio no novo restaurante), a chefe de sala e o consultor de vinhos. 

 

quer ver como é fácil fazer um donut de sushi? é a nova febre na internet

Captura de ecrã 2016-06-22, às 20.14.34.png

Calma. Respire fundo. Tome um Valdispert se for preciso (pronto, já vem aí o Infarmed protestar...). Não só para o acalmar da nervoseira do jogo de Portugal, mas também para o tranquilizar sobre esta nova receita que está a deixar a Internet no nível de agitação da agenda de Marcelo Rebelo de Sousa. Depois dos hambúrgueres de sushi (que pode conhecer aqui) e dos burrito de sushi (para ver aqui), chegaram os donuts de sushi.

 

 

espere até ver esta omelete japonesa por dentro

449c9db6dda1ada5fecc12b2e110ec79e49f3562.jpeg

Chama-se Omurice e é das coisas mais espectaculares que eu já vi nos últimos tempos. Esta omelete japonesa é uma conjugação das palavras "omelette" e "rice" e está a tornar-se viral na Internet graças a um vídeo publicado pelo site Insider Food.

Tradicionalmente, a omurice é uma omelete recheada com arroz frito com ketchup e frango, o que está longe de ser alguma coisa de especial. A novidade é a variação criada pelo chef do restaurante Yokoshuya Eat, em Quioto, no Japão, e que é considerada a melhor receita de omurice alguma vez feita. 

 

 

uma sobremesa que é uma gota de água e que tem zero calorias

enhanced-17467-1459533090-2.png

Minha querida, prezada e quiçá amada Mulher Mistério, 

Está encontrada a solução para todos os teus problemas dietéticos. Acabou o pesadelo da dieta. Terminou a Via Sacra até ao Verão. E porquê? Porque foi criada uma sobremesa que está a ser a grande sensação da Primavera nos Estados Unidos. Tem zero calorias e, ainda por cima, é vegan. 

Eu sei que é difícil acreditares que as palavras zero, calorias e sobremesa podem conviver felizes e contentes na mesma frase, mas é bom fazeres um esforço porque convivem mesmo. Este milagre travestido de Fernando Póvoas dá pelo nome de gota de água e parece-se exactamente com uma gota: transparente, reluzente e natural.

 

 

novidade! novidade! a miss jappa chegou este fim-de-semana ao príncipe real (não se assuste, é o novo restaurante japonês com a assinatura da chef anna lins)

12719364_1575058606152962_1415779021299214763_o.jp

Se o peixe aqui for tão fresco como esta notícia, temos o dia ganho. O Miss Jappa acabou de abrir na sexta-feira, no Príncipe Real, em Lisboa, e tem tudo para ser um grande restaurante japonês. 

 

sashimi de salmão, uma entrada de luxo ou um almoço super light: a escolha é sua!

Esta é provavelmente uma das receitas que mais fazemos cá em casa. Os miúdos adoram sashimi. Eu, além de ser viciada, devoro quantidades astronómicas, porque, lá está, não engorda. Ele, além de ser fã, adora preparar esta delícia oriental porque basicamente é a receita mais fácil do mundo. E assim cai por terra o mito de que o bom sashimi só se come em bons restaurantes japoneses. A Mansão Mistério é a prova viva de que esta tese não se confirma, porque o sashimi preparado pelo meu querido Marido Mistério é dos melhores que o meu cada vez mais exíguo estômago já experimentou. É tão fácil como delicioso e o segredo está... na qualidade dos ingredientes. O sucesso desta receita passa sobretudo por um ótimo e fresquíssimo salmão, como este do blog Le Parfait.

untitled.png

 

uma receita como nunca viu antes: ovos marinados em molho de soja

Ter uma mulher em dieta que concorda com este prato é quase tão excêntrico como ter um peru que concorda com o Natal. Mas é esta imprevisibilidade que faz da minha querida Mulher Mistério um ser especial. E, quando ontem eu cheguei a casa com esta fabulosa receita que encontrei no sempre útil Food52, os olhos Dela brilharam de emoção. Juntar no mesmo prato ovos e molho de soja é o Jardim do Éden de qualquer gastrónomo: irresistível no sabor, mas um convite ao pecado.

A receita original é do livro Milk Bar Life, de Christina Tosi, e tem tanto de surpreendente como de simples e fácil.

053eb065-eed3-42ff-beea-b352627b83a5--2015-0421_ge

 

 

um delicioso almoço de sushi de fusão?! à descrição?! por €12,90?! é isso mesmo! só é pena a barulheira à volta

946207_675981515750134_55364945_n.jpg

Entrar no Sushisan do Saldanha, em Lisboa, é como embarcar num avião de uma companhia low cost. Não é que tenha uma hospedeira à sua espera à entrada, mas tem a expectativa tão baixa como o investimento em manutenção de um avião da Ryanair.

 

os divinais crocantes de salmão do sushic no mercado de algés (o quê, já foram ao mercado de algés?! ah, pois é! e contamos tudo aqui)

Já fomos ao mercado de Algés! Confesso que cada vez gosto mais desta ideia de reabilitarem os mercados e criarem food courts. Fui recentemente com uma amiga minha e os meus olhos saltaram de órbitras quando vislumbrei a palavra Sushic. Acelerei o passo e debrucei-me por cima do balcão, tal era a expectativa.

- Não me diga que este é o mesmo Sushic de Almada!

- Digo, digo!

- Que maravilha! Fico já aqui!

A minha amiga ainda olhou em redor mas perante a minha excitação, nem tentou sugerir outra coisa. E por ali ficámos. Ainda bem. Mal olhei para a lista, fixei-me no crocante de salmão. Perguntei o que era e o senhor apontou-me para um tabuleiro que já estava pronto. Quando vi que era um cone com uma bolacha muito fininha, tipo massa filo, recheado de salmão, não hesitei.

- É isso mesmo.

10957534_469658629882837_7169771168098341523_n (1)

Mas antes, deixem-me cumprir as regras que o meu querido Marido Mistério impõe no que toca a críticas de restaurantes. Falemos do... 

 

novidade! novidade! abriu um novo restaurante japonês no centro de lisboa e já lá fomos

Chama-se Tsubaki, que significa “camélia” e abriu no início do mês no Turim Saldanha Hotel, perto da maternidade Alfredo da Costa. E a melhor notícia é que tem como consultor um dos mais conceituados chefs nacionais de gastronomia asiática, o incrível Paulo Morais (ex QB e ex-Umai). E melhor ainda: já lá fomos!

Restaurante Tsubaki 1.jpg

 

 

vai uma mini-sanduíche de sushi para fazer esquecer a desgraça do sushi fest?

Depois da hecatombe que foi o primeiro dia do Sushi Fest, tínhamos de demonstrar publicamente a nossa solidariedade para com as vítimas do desastre. E como é que nós nos solidarizamos? Com uma receita fácil de sushi para fazer em casa. Vamos lá admitir: o mais difícil é o momento de enrolar, não é? Quando vemos os japoneses a enrolarem as algas como se estivessem a passar o rolo da massa... e quando percebemos que não somos japoneses – definitivamente. 

Pois bem, acabou o drama. Agora deixou de ser preciso enrolar o sushi graças a esta fantástica receita de mini-sanduíches de sushi do blog Not Quite Nigella.

 

Ingredientes

  • 1,5 chávenas de arroz para sushi
  • 1/4 de chávena de mirin
  • 1 colher de sopa de açúcar
  • 1 colher de chá de sal
  • 2 folhas de algas nori
  • 1 pepino
  • 3 colheres de sopa de maionese japonesa Kewpie
  • 100 gramas de lombo de salmão fresco cortado fininho (a receita original é com salmão fumado, mas...)
  • 1/4 de abacate grande
  • 1 colher de sopa de sementes de sésamo tostadas
  • Wasabi
  • Molho de soja
  • Gengibre em pickle

__sushi-bites-6.jpg

 

 

a melhor surpresa do porto: o terraço mesmo de frente para o douro onde se come um sushi divinal

10934058_706621436103786_7475031412260936190_n.jpg

Há momentos de pânico que nos deixam gelados: cruzar-me na rua com dois rottweilers do Mário Machado; cruzar-me na rua com dois amigos do Mário Machado; cruzar-me na rua com o Mário Machado; ou ligar para um restaurante a confirmar uma reserva e perceber que ela não foi feita.

- Mas como não tem qualquer registo da reserva?!

- De facto, não encontro...

- Mas eu falei com uma senhora que até nem percebeu bem o meu nome... tive de soletrar e tudo...

- Ah, deve ter sido a dona... se calhar esqueceu-se de tomar nota...

Neste momento, o meu coração batia à velocidade da bateria dos Xutos & Pontapés durante um concerto de Verão. Até que...

- Mas não se preocupe. Nós temos mesa disponível na esplanada e eu guardo-lhe uma.

 

 

burritos de sushi: a nova moda nos estados unidos vai ser a nossa refeição preferida este verão

final.jpg

Cá em casa há dois dias verdadeiramente importantes por ano: o dia de Natal e o primeiro dia de Verão. No Dia de Natal, come-se perú; no primeiro dia de Verão, come-se um prato surpreendente – e que se possa levar para a praia. E, este ano, a tendência do Verão vai ser o burrito de sushi. A moda está a transformar-se numa verdadeira epidemia nos Estados Unidos. No fundo, trata-se de um temaki cilíndrico, muito maior e grosso do que o sushi, cortado e compacto nas pontas, e enrolado num wrap de burrito.

Depois há variações: pode enrolar numa alga em vez de enrolar num wrap ou pode enrolar numa alga e depois numa folha de crepe de arroz daquelas muito fininhas, quase transparentes (consegue encontrar facilmente em qualquer supermercado asiático). No recheio, valem todas as combinações de ingredientes japoneses e mexicanos. E o melhor de tudo é que é fácil de fazer e perfeito para levar para a praia. O site Huffington Post ensina a fazer o burrito de sushi em apenas cinco passos.

 

 

sushi light sem arroz para se preparar para o verão

O Kim Jong-un cá de casa decretou este fim-de-semana que o sushi tinha sido banido das nossas vidas. A tirania da dieta está a consolidar-se aos poucos nesta família. Acho que vou chegar ao Verão a comer plantas e a beber água – mas só destilada para engordar menos.

Eu sei, já está aí desse lado com uma lágrima no canto do olho, a chorar de pena de mim. Aceito a sua solidariedade. E agradeço. Mas, antes de começar a estudar quais as melhores plantas para fazer no churrasco, resolvi procurar sushi light, o que é o mesmo que dizer sushi sem arroz. E foi assim que encontrei esta salvadora receita do blog The Clothes Make the Girl

makiroll.jpg