Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

lasanha vegetariana, um jantar saudável para os amigos dos nossos filhos

A nossa casa transformou-se numa autêntica biblioteca escolar. Os nossos filhos insistem que estudam melhor com amigos do que sozinhos. Claro que não é verdade, mas já que têm de passar o fim-de-semana com a cabeça mergulhada nos livros, prefiro ceder um dia e, no outro, estudam sozinhos. É claro que quando dei por mim, hoje tinha uma pequena multidão de mochila às costas à porta de casa. E o que deveria ser uma tarde de estudo termina invariavelmente com um:

- Mãe, o X, o Y e o Z podem jantar cá em casa?

- Podem…

E é assim que o meu pobre Marido Mistério acaba na cozinha num final de tarde de sábado. É senso comum que quase todas as crianças gostam de lasanha mas, desta vez, achei por bem dar-lhe um toque mais saudável e sugeri ao meu querido Ele fazer esta incrível e irresistível receita do blog Half Baked Harvest: uma lasanha vegetariana.

Ele só precisou de azeite, uma courgette cortada em pedaços, cogumelos picados, um pimento vermelho sem sementes e picado, dois dentes de alho picados, molho de tomate, leite de coco, piripiri, tomates secos, lentilhas, massa de lasanha, espinafres frescos, manjericão fresco, mozzarella fatiada, provolone e parmesão ralados, e molho pesto para servir.

Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 6 pessoas, espreite aqui a receita original.

Simple-Vegetarian-Skillet-Lasagna-1.jpg

 

 

lasanha de ricotta e courgette para uma família desesperada

Hoje enfrentei uma revolução na Mansão Mistério. Os nossos filhos e o meu querido Marido Mistério estão em ebulição.

Vive-se um clima de PREC e eu, mais uma vez, sou a principal visada:

- Abaixo as dietas, fora com as saladas, queremos comida a sério!

Tive de me render e ceder (não é que tenha sido um grande sacrifício) e escolher uma receita ligeiramente mais consistente para o jantar. E anunciei:

- Ai, é assim? Estamos em clima de revolução? Então hoje temos  lasanha.

Já tinha uma na manga: tinha visto esta fantástica receita do sempre útil blog da Donna Hay que, no fundo, é uma lasanha mas não parece, porque até tem um ar super light. E eu adoro enganar-me a mim própria.

Só preciso de folhas de massa para lasanha, cortadas em tiras de 6 cm de comprimento, ervilhas, courgette ralada, malaguetas pequenas picadas, azeite, sumo de limão, molho de pesto, sal e pimenta, queijo ricotta, folhas de hortelã e parmesão ralado. Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 4 pessoas, espreite aqui a receita original.

zucchini_ricotta_summer_lasagne.jpg

 

 

rolinhos de lasanha de courgette, uma receita saudável e deliciosa para a minha dieta

Os nossos filhos já não podem ver a minha dieta à frente. Já não me aguentam. Compreendo-os perfeitamente. Já nem eu própria me aguento. Só o santo do meu querido Marido Mistério é que me atura. Por isso, tenho de os calar mas sem destruir por completo a minha dieta. Estou eu neste eterno dilema quando me deparo com esta incrível receita do blog Recipe Runner: rolinhos de lasanha deliciosos feitos com courgette em vez de massa. Uma alternativa light e saudável mas com todo o sabor da versão tradicional. Hoje à noite, quando os miúdos me perguntarem o que é o jantar, vou responder-lhes, triunfante:

- Lasanha. Alguma coisa contra?

Já estou a imaginar as lágrimas de emoção, tal a felicidade coletiva.

Vou precisar de queijo ricotta (magro, claro!), queijo cottage e parmesão, salsa, manjericão fresco, sal, alho em pó, flocos de pimenta vermelha e pimenta preta para o recheio. Depois, só preciso das courgettes, do molho marinara (pode fazê-lo em casa, é facílimo: espreite a receita aqui) e de queijo mozzarella picado light. A receita original inclui salsichas mas eu vou dispensá-las para fazer um prato mais saudável e até vegetariano (ainda bem que os miúdos não leem o blog!). Se quiser saber as quantidades certas destes ingredientes, para 4 pessoas, espreite aqui a receita original.

ZucchiniLasagnaRolls.jpg

 

a lasanha mais saudável de sempre: courgette, tomate cherry e queijo creme de amêndoa (não, não tem massa)

E eis-nos aqui, perante o único fim-de-semana do ano com 49 horas. É verdade: mais uma hora para o António Costa fazer amizade com o Jerónimo de Sousa, mais uma hora para o Jorge Jesus mascar quatro pacotes de pastilhas elásticas e mais uma hora para nós comermos um prato delicioso, surpreendente e saudável, muito saudável.

Zucchini-Lasagna-9.jpg

 

o melhor remédio para uma segunda-feira: uma lasanha para fazer em 15 minutos numa caneca

Cá em casa segunda-feira é um dia de depressão gastronómica. Não estou a falar das depressões associadas ao anticiclone dos Açores, estou a falar das depressões de início de semana, início de trabalho, início de aulas e início de despertadores insuportáveis a tocarem às 7h da manhã. É este o meu estado de espírito, já para não falar de que, daqui a 30 dias, estaremos com as folhas das árvores a cair e castanhas a assar na rua (esta parte das castanhas não é má de todo...). Isto tudo para dizer que segunda-feira é aquele dia em que prefiro ser atropelado pelo abdómen do novo comentador do Benfica, na TVI24, do que passar mais de 16 minutos enfiado na cozinha. E digo 16 minutos porque descobri esta maravilhosa receita do ainda mais maravilhoso blog Healthy Nibbles and Bits que está pronta em apenas 15 minutos. Com outra vantagem: suja só uma caneca por pessoa.

Spinach-Ricotta-Lasagna-In-A-Mug-3.jpg

 

osteria: um restaurante barato, alegre e surpreendente para este fim-de-semana

Esqueça tudo o que sabe sobre restaurantes italianos e, especialmente, esqueça tudo o que já ouviu falar sobre lasanhas. Isto é completamente diferente. Os nomes e as noções podem ser as mesmas, mas o que vai sentir quando se sentar na Osteria (que abriu no ano passado na Madragoa, em Lisboa) é uma verdadeira revolução cultural, financeira e gastronómica.