Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

linguine com camarão, alho e parmesão, o jantar ideal para alimentar muitas bocas esfomeadas

Cá em casa, qualquer receita que misture camarão com massa é receita vencedora: boa disposição garantida e felicidade generalizada. Por isso, para animar estas almas que ainda estão a sofrer com a síndrome do início da semana, decidi pedir ao meu querido Marido Mistério para fazer esta fabulosa receita que descobri no blog My Incredible Recipes. É fácil, é rápida e é de facto incrível, tudo o que se quer num jantar durante a semana. Só não é a receita mais apropriada para a dieta mas não se pode ter tudo.

Só precisa de linguine, piripíri, tempero cajun (uma mistura de várias especiarias como paprica, tomilho, alecrim, orégãos, sal, pimenta, alho, etc.), azeite, caldo de galinha, sumo de limão, manteiga com sal, camarão médio, dentes de alho esmagados, sal e pimenta preta, raspas de um limão, salsa picada e queijo parmesão ralado.

Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente espreite aqui a receita original.

scamp6.jpg

 

 

linguine com ervilhas e vieiras salteadas, a receita ideal para um jantar a dois

Preciso de confessar aqui publicamente uma coisa: tenho um marido fantástico. O meu querido Marido Mistério é atencioso, generoso, um ótimo pai e cozinha lindamente. Ainda por cima é, como diria a minha avó, “um bonito rapaz”. Claro que não tem jeito nenhum para fazer a cama, deixa a roupa espalhada pelo quarto e vive a assoar-se mas ninguém é perfeito, não é? Por isso, hoje vou eu fazer-lhe uma surpresa: vou para a cozinha! Descobri esta receita fácil, no sugestivo blog Skinny Taste, e vou arriscar. Também sou amorosa, não sou? Ele vai adorar porque ele é completamente apaixonado por vieiras (receio que goste mais delas do que de mim) e eu estou feliz da vida porque ainda por cima só tem 374 calorias por pessoa!

Só vou precisar de linguine (integral de preferência), ervilhas congeladas, salsa picada, azeite extra-virgem, manteiga, vieiras limpas, flor de sal e pimenta moída.

Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 2 pessoas, espreite aqui a receita original.

linguini-with-scallops-and-peas.jpg

 

 

linguini com sumo de limão, parmesão e manjericão: mas que belo jantarão!

Esta última semana de férias das crianças tem sido particularmente agitada. Eles estão naquela fase em que ficam a “bezerrar” em casa, esparramados no sofá a ver séries, a discutir se vêem Massa Fresca ou Pretty Little Liars, com amigos que vão chegando aos poucos e por lá vão ficando.

E chegar a casa e ter de alimentar a prole e respetivos amigos que se vão acumulando é tarefa hercúlea para uma mãe trabalhadora e sem imaginação como eu.

Ontem, por exemplo, cheguei tarde e a más horas, e só tive tempo de recorrer ao imprescindível blog da fantástica Donna Hay que me salvou a noite com a descoberta deste linguini. Só precisei de uma embalagem de linguini, sumo de limão, azeite, parmesão ralado, natas, uma gema de ovo, manjericão fresco, sal e pimenta preta. Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 4 pessoas, espreite aqui a receita original.

linguini.jpg

 

nove minutos + uma panela = uma massa deliciosa: será que esta é a receita mais simples do mundo?

Está visto: o homem voltou de férias e com ele voltaram os exageros. É isso que está a pensar neste momento, não é? Calculei. É por isso que cá em casa me chamam Maya, o Vidente Mistério. Pois, devo dizer-lhe que, se não é a receita mais simples do mundo, é pelo menos uma das mais famosas em toda a Internet.

O fenómeno viral à volta desta deliciosa massa feita em nove minutos, com todos os ingredientes colocados ao mesmo tempo dentro de uma panela nasceu em 2011 quando a chef e apresentadora americana Nora Singley visitou a pequena aldeia piscatória de Peschici, a norte de Puglia, em Itália. Foi aí que Nora conheceu Mateo Martella, o chef de um modesto restaurante, que lhe contou a forma rápida e deliciosa como a sua mãe cozinhava a pasta: primeiro usava uma frigideira, depois colocava todos os ingredientes lá para dentro ao mesmo tempo, juntamente com uma pequena quantidade de água. Quando a água evaporava, a massa estava pronta. Mateo foi para a cozinha e preparou a massa em poucos minutos. "Estava perfeita", contou Nora à revista Slate. E com uma consistência incrível al dente.

Há dois anos, Nora publicou a receita na revista Martha Stewart Living e esta tornou-se rapidamente um fenómeno universal, com milhões de partilhas na Internet. Hoje, existem centenas de variações para fazer esta pasta al dente. Mas eu não abdico da original. São nove minutos, meus senhores!

14592305158_5a4471ba3e_b.jpg

 

 

linguini preto com camarão e molho de sherry e cebolinho (um prato feito com o presente de natal de há seis anos)

IMG_5367.JPG

Confesso que esta receita nasceu no momento em que olhei para o bar cá de casa e vi uma garrafa de sherry que estava ali acampada há uns cinco ou seis natais. É daqueles presentes amorosos que recebemos do tio da mãe do sobrinho do irmão do pai daquele nosso primo em 12.º grau que vemos uma vez por ano no dia de Natal e de quem nunca nos lembramos do nome. No entanto, há sempre o tal momento constrangedor em que ele nos entrega um presente e nós não sabemos bem o que fazer porque... não comprámos nada.

Eu tenho uma técnica infalível. Olho para Ela e pergunto, com um ar incrédulo:

- Então, Ela, onde é que puseste o presente que comprámos tão carinhosamente aqui para o primo que não víamos há tanto tempo? E para o tio da mãe do sobrinho do irmão do pai dele, que nos comprou esta deliciosa garrafa de sherry? Não me digas que deixaste no carro... O quê?! Deixaste em casa?! Oh, minha santa Efigénia, como é que te pudeste esquecer?!

Costuma resultar. Pelo menos, ele finge que acredita. E eu volto sempre para casa com uma garrafa nova de alguma coisa que invariavelmente não costumo beber (devo ter cara de quem gosta de pinga...). Daquela vez, foi um sherry. Que esta semana terminou em cima de um delicioso linguine nero com camarão. Os astros gastronómicos conjugaram-se: no congelador estava uma embalagem de camarão e na despensa estava um delicioso linguine nero comprado no Lidl. Posto isto…

IMG_5374.JPG

Os ingredientes 

  • 500 g de linguine nero
  • 350 g de camarão médio
  • 80 g de manteiga
  • 50 ml de sherry
  • 2 dl de natas
  • Um molho de cebolinho
  • Azeite
  • Sal
  • Pimenta

 

…comece por ferver o linguine com água e sal até ficar al dente – menos um minuto do que o tempo previsto na embalagem. Enquanto isso, coloque a manteiga a derreter numa panela média. Acrescente metade do cebolinho e os camarões e deixe fritar em lume brando um minuto ou dois, sem ferver para não queimar a manteiga. Junte as natas e o sherry e vá mexendo. Assim que os camarões estiverem prontos, retire-os. Tenha atenção para não os cozinhar demais – os camarões devem ficar mal passados, caso contrário secam. Continue a cozinhar o molho por uns minutos enquanto mexe, até reduzir um pouco a quantidade.

Retire o linguine, passe-o por água fria para tirar a goma e coloque-o numa frigideira com um fio de azeite durante um minuto ou dois para ficar húmido. Sirva a massa numa taça e junte o molho e o camarão. Ou, se preferir, junte apenas no prato. Tempere agora com sal grosso, pimenta e o resto do cebolinho. Assim, fica menos salgado e vai sentir as pedras do sal ao trincar.

IMG_5373.JPG

Quem é que deu um bom presente de Natal, quem foi?

 

Um abraço para o tio da mãe do sobrinho do irmão do pai do nosso primo em 12.º grau, onde quer que ele esteja,

Ele

 

fotos: casal mistério