Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

jantares com amigos: quais os melhores restaurantes em lisboa e porto

1.jpg

Entrámos naquela perigosa época dos jantares de Natal. Aquela época em qua as dietas se eclipsam da nossa vida à mesma velocidade a que as filhoses desaparecem da mesa da Consoada. Aquela época em que temos de celebrar com os amigos, com os actuais colegas do trabalho, com os ex-colegas da escola, com os futuros colegas do ginásio e até com aquele grupo que conhecemos na praia, no Verão de 1987.

É verdade, de agora até ao dia 24, a nossa vida está transformada na agenda do Marcelo Rebelo de Sousa – não há dia sem programa. E por isso foi com um enorme sorriso que recebemos o desafio do Novo Banco: eleger os melhores restaurantes para ir jantar fora com os amigos. Em grupo, em grupeta ou em multidão. Restaurantes animados, divertidos e com mesas grandes, onde possamos estar todos à vontade sem os olhares reprovadores do casal romântico do lado a cada gargalhada estridente da minha querida Mulher Mistério.

Estes são os nossos quatro restaurantes preferidos para jantar em grupo.

 

 

o jantar mais louco e sensual do ano (atenção: este texto tem bolinha vermelha no canto)

69340_fm2017_-_34.jpg

Pare! Não leia nada! Desligue o computador e volte para a missa de domingo da TVI. Este texto é interdito a menores de 18 anos. E mesmo os maiores deviam pensar duas vezes antes de continuarem.

Aqui vamos falar de prostitutas, meretrizes, pornografia e sexo hard core. Eu avisei… É claro que também há algumas passagens sobre comida. Mas isso não é o mais importante. A Alice no País dos Bordéis é muito mais do que um simples restaurante pop up escondido num andar quase secreto da Pensão do Amor, em Lisboa. É uma experiência que inclui um teatro imersivo onde até a Cicciolina seria capaz de corar – pelo menos nesta fase ligeiramente mais madura da sua vida dedicada ao cinema porno alternativo.

 

quer vir provar uma das receitas do nosso novo livro?

pagina1.jpeg

Este convite é para si. Para si que nos acompanha desde o primeiro dia ou que descobriu hoje o blog por acaso. Para si que gosta de cozinhar ou que não tem jeito nenhum para a cozinha. Para si que está de dieta ou que só come sobremesas para a desgraça. No fundo, é um convite para todos os nossos queridos e maravilhosos leitores que nós adoramos do fundo do coração. 

Como infelizmente não podemos revelar a nossa identidade e sentar-nos a conversar consigo durante um bocadinho, resolvemos convidá-lo a vir comer o nosso novo livro, 50 receitas com apenas 5 ingredientes (ou menos, claro!). E, por isso, desafiámos a mais simpática e divertida apresentadora da televisão portuguesa – também ela autora de um espetacular livro de receitas, O Meu Plano do Bem – a testar uma das nossas receitas. E a si a vir prová-la. A fantástica Isabel Silva, conhecida pelo sorriso mais contagiante da televisão portuguesa, vai estar esta quinta-feira, dia 16 de Novembro, às 18h30, na Praça Central do Amoreiras Shopping Center, em Lisboa, para cozinhar uma deliciosa...

Convite-50-receitas-Casal-Misterio.png

 

vinho branco quase morno e bombas de empadão: a desilusão do tapisco, o novo restaurante de henrique sá pessoa

20376163_338802519894850_7648822024218547082_n.jpg

– Desculpe, o vinho branco não está muito fresco.

– Pois, aqui é normal. O nosso frio não funciona muito bem.

Estamos em Lisboa, numa noite com cerca de 30º C, no novo restaurante do chef Henrique Sá Pessoa, e o vinho branco veio quase à temperatura de um banho nas termas. Podia ser por acharem que aquele vinho devia ser servido à temperatura de um vinho tinto. Podia ser por mania ou por inovação. Mas não. No Tapisco, pelos vistos, é "normal" "o frio" não funcionar muito bem.

 

 

novidade! novidade! abre segunda-feira no príncipe real um restaurante de brunches e almoços saudáveis

É já na próxima segunda-feira, dia 25, às 10h, que o novíssimo Naked abre as portas na Rua da Escola Politécnica, onde estão as nascer restaurantes como cogumelos. Para já, abre em regime de soft opening (que é o conceito a que todos os novos espaços recorrem para justificarem ou anteciparem eventuais desgraças nos primeiros dias) das 10h às 18h, mas a ideia é também servir jantares num futuro próximo.

naked.png

 

novidade! novidade! o novo restaurante de diogo noronha abre já para a semana com peixe, marisco e comida biológica

Chama-se Pesca e é a grande novidade do dia. Na próxima terça-feira, dia 26 de Setembro, o chef Diogo Noronha, ex-Rio Maravilha e ex-Casa de Pasto, vai abrir o seu novo restaurante no Príncipe Real, em Lisboa. Para já, sabe-se que a ementa vai andar à volta do peixe e do marisco cozinhados de forma criativa. A acompanhar, haverá ingredientes biológicos: cogumelos, couves, batata doce, espinafres selvagens ou beringelas, por exemplo.

Há meses que Diogo Noronha está a trabalhar na nova carta e, na sua página de Instagram, tem revelado algumas experiências que fez, como este tentador prato.

1.png

 

 

aquele lugar que não existe, o restaurante mais secreto e misterioso de lisboa

Não existe no Facebook, não existe no Instagram, não existe no Zomato e mesmo na rua só existe se for com muita atenção, porque não há qualquer placa à porta a identificar o local. Chama-se Aquele Lugar Que Não Existe, abriu no ano passado e os donos querem mantê-lo assim: discreto, misterioso, quase familiar – frequentado apenas por amigos, conhecidos e pessoas próximas a quem for passada a palavra.

Nós fomos lá parar por acaso, depois de termos ouvido falar deste espaço em Marvila, que para mim é um dos bairros mais criativos e surpreendentes de Lisboa. 

20170707_154847.jpg

 

é bar, é restaurante, está na moda e é um dos sítios mais espectaculares de lisboa

Captura de ecrã 2017-06-21, às 14.59.55.png

Tem música alta, tem mesa de DJ, tem clientes que passaram mais tempo no cabeleireiro do que a dormir na noite anterior e, se ainda tem dúvidas de que estamos no último sítio da moda em Lisboa, então tome atenção ao aviso colocado à porta de cada casa-de-banho individual: "1 only".

Chama-se JNcQUOI e abriu no final de Abril, no edifício do Teatro Tivoli, em Lisboa. Mas, em menos de dois meses, já se transformou no local mais in da noite. E do dia também. No andar de cima, fica o restaurante, mais caro e formal (pelo menos cerca de €50 por pessoa), onde encontra a taxa de políticos e empresários por metro quadrado mais elevada da capital. Aí tem um ambiente que mistura a arquitectura clássica do teatro com alguns detalhes modernos, como um esqueleto gigante de dinossauro no meio da sala.

No andar de baixo, fica o DeliBar, ligeiramente menos caro e bastante mais descontraído, que é uma mistura de bar e balcão de petiscos sofisticados. Pelo meio, o JNcQUOI ainda tem uma mercearia gourmet (tudo o que come no DeliBar pode comprar para levar para casa), a loja masculina da marca de roupa Fashion Clinic, um cantinho onde se vendem os bolos e macarons da famosa Ladurée e uma mini-livraria com os livros da Assouline, a mais importante editora de luxo do mundo. 

 

 

depois da polémica sobre o nome, vamos ao que realmente interessa: come-se bem no café colonial?

15025351_1749519361976206_2560313783368089226_o.jp

Não sei exactamente o que é que pode levar alguém lúcido a chamar Café Colonial a um restaurante em pleno século XXI. Mas também não perco mais de 20 segundos a pensar se o proprietário do restaurante tem uma colecção de chapéus do Mouzinho de Albuquerque em casa.

O nome é infeliz? É. Mas não é por causa de um nome infeliz que depreendo que o proprietário gostaria mesmo era de estar a beber um gin tónico, na baía de Luanda, enquanto era abanado por meia dúzia de indígenas com folhas de bananeira nas mãos. Tal como não depreendo pelo nome que os donos da Casa das Ratas são feministas convictos. Ou que os sócios do Querido, o Jantar Está Pronto são perigosos machistas que defendem que as mulheres nunca deviam ter saído da cozinha. Também não acredito que a tasca Larga a Velha nasceu para perseguir a terceira idade. Ou que o Restaurante do Alívio é um urinol público. 

 

 

vídeo: já imaginou como é lisboa vista pelos olhos de uma criança de 1 ano?

 

Captura de ecrã 2017-05-30, às 18.01.02.jpg

Alguma vez pensou como é olhar para um eléctrico a 80 centímetros do chão? Ou como o arco da Rua Augusta lhe parece do tamanho da Torre Eiffel se estiver tão lá em baixo? Provavelmente já não se lembra, mas o mundo é um sítio radicalmente diferente quando se tem apenas alguns centímetros de altura.

Foi exactamente por isso que, este ano, resolvemos comemorar o Dia Mundial da Criança de uma forma especial. Este vosso querido e amigo casal resolveu convidar um bebé de um ano e meio para nos mostrar Lisboa através dos seus olhos. E como é que fizemos isso? Simples. Ao longo de uma tarde, a Caetana, de 18 meses, andou a passear pela cidade com uma câmara à altura da cabeça, que fica a uns rigorosíssimos 80 centímetros do chão. 

Ela passou por baixo do arco da Rua Augusta, que é 56 vezes mais alto do que ela, passeou pelas estreitas ruas da Mouraria, que lhe pareceram avenidas, e viu a vista do Castelo de São Jorge, onde teve de subir para o colo da mãe para não esbarrar na muralha. Tudo isto ficou gravado num vídeo maravilhoso que teve o apoio da Momondo e que pode ver aqui em baixo.

 

Lisboa Vista pelos Olhos de uma Criança de 1 Ano

Já imaginou como é uma cidade vista pelos olhos de um bebé? A 80 centímetros do chão? No Dia Mundial da Criança, o Casal Mistério deu uma câmara a uma criança de um ano e meio e andou uma tarde a passear por Lisboa. Um vídeo com o apoio da momondo para ver, rever e partilhar. Afinal, não é todos os dias que pode viajar por uma das cidades mais bonitas do mundo como se tivesse 1 ano outra vez. Veja tudo aqui: https://goo.gl/xjqBmO #diadacriança #video #lisboa #casalmisterio

Publicado por Casal Mistério em Quarta-feira, 31 de Maio de 2017

 

pombos, vendedores de óculos escuros, turistas e umas ostras divinais: o nosso almoço no novo restaurante do chef kiko

18216426_1855095054741929_9162009113426731835_o.jp

Não tenho qualquer tipo de escapatória. Estou verdadeiramente sitiado por bandos de turistas que falam com o tom de voz da Cristina Ferreira em dia de entusiasmo supremo. E mesmo que tivesse escapatória, a alternativa não seria muito melhor: uns passos mais à frente, uma condutora de tuk tuk discute audivelmente com um arrumador de carros, de jornal em punho, que a repreende por ter parado a mota no meio da estrada para mostrar um mapa a um grupo de turistas.

Atrás de si, quase dez carros começam a apitar desenfreadamente em sinal de protesto contra a fila. O condutor de um camião do lixo sai para a rua para se juntar à confusão. Entretanto, sou abordado por um vendedor de óculos escuros. Digo-lhe que não quero. Insiste em inglês. Digo que sou português. Insiste em português. Volto a recusar. Enquanto ele se afasta, um pombo aproxima-se e voa para cima da minha mesa. Meu Deus, onde é que eu me vim meter?!

Na esplanada do novo restaurante O Surf & Turf, no Mercado da Ribeira, em Lisboa.

 

 

será que este é o melhor gelado de lisboa?

10389595_935034053194750_295847162330191598_n.jpg

Está oficialmente aberta a época do gelado. Com estes 30 graus à sombra das seis da tarde, já não sei o que fazer para tentar arrefecer este meu corpinho de Adónis. Ou melhor, até sei – o problema é a tirania dietética da minha querida Mulher Mistério que, depois de ter sobrevivido à dieta das modelos da Victoria's Secret, acha-se uma top model em potência.

Por mim, refrescava-me com gelados ao pequeno-almoço, ao almoço, ao lanche, à ceia e ao jantar. E especialmente depois de ter provado os divinais gelados artesanais da Davvero, no Cais do Sodré.

 

5 piqueniques especiais para fazer uma surpresa original no dia da mãe

920856_555033787874586_337831149_o.jpg

Está desesperado porque não sabe que surpresa original há-de fazer para o Dia da Mãe? Eu bem sei o que isso é. Cada vez é mais difícil surpreender uma mulher, não é verdade? Nestas situações de emergência, não há nada como recorrer a verdadeiros especialistas na arte de surpreender e, cá em casa, os especialistas são os meus queridos Filhos Mistério.

Este ano, os Mini-Misteriosos tiveram uma ideia genial: fazer um piquenique em família. Como são várias mães entre Mãe Mistério, Sogras Mistério, Noras Mistério e Cunhadas Mistério, decidimos fazer um piquenicão. Não vamos ter feijoada nem o Tony Carreira a cantar, mas vai ser um programa divertido.

É claro que não posso dizer onde nem quando vamos piquenicar para não liquidar sumariamente o mistério deste vosso querido casal, mas posso mostrar-lhe os piqueniques mais tentadores que descobri na minha busca, com tudo já preparado, claro. Aqui fica um verdadeiro guia do piquenique – do Douro ao Alentejo.

 

 

um almoço saudável em lisboa: os deliciosos e viciantes pokes do sea by local, no palácio chiado

O Palácio Chiado, na rua do Alecrim, abriu há um ano e o conceito mantém-se com alguns ajustes e pequenas alterações. Uns restaurantes abandonaram o espaço como a Espumantaria, no andar de cima, e o Páteo do Palácio, no piso de baixo, mas multiplicaram-se as mesas e as cadeiras (com costas, graças a Deus, porque a idade já não perdoa) e o serviço melhorou consideravelmente. 

16832061_1287903677962425_9134374114287936877_n.jp

 

a nossa aventura no beco cabaret gourmet, o restaurante mais surpreendente de josé avillez

Beco2_CreditoBrunoCalado.jpg

À minha esquerda um grupo de quatro homens comenta e ri-se com o nervoso miudinho típico de quem acha que acabou de entrar no Elefante Branco dos restaurantes Michelin; à minha direita, um grupo de casais cinquentões, de camisa branca e blazer azul escuro, fala espalhafatosamente como se tivesse acabado de sair directamente do T-Clube, em 1992; à minha frente, um homem totalmente careca, de fato escuro e barba hipster, olha para toda a gente com um ar sério e impenetrável – é o anfitrião do Beco Cabaret Gourmet, o novíssimo restaurante de José Avillez.

Na verdade, o Beco não é bem um restaurante. É um espectáculo de música e dança com um óptimo jantar a acompanhar. Por isso, se espera vir para aqui conversar calmamente, num tête-à-tête romântico, o melhor é cancelar já a reserva e tentar poupar os €260 do jantar duplo sem bebidas incluídas.

O Beco não é barato, o que significa que convém perceber muito bem o que isto é, antes de se atirar para esta experiência de cabeça fresca e carteira cheia.