Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

novidade! novidade! brunch literário em cascais (toma o pequeno-almoço enquanto compra um livro e ainda ajuda crianças com trissomia 21)

11412154_980531961968855_3244948334118971257_n.jpg

Eu gosto quase tanto de ler como gosto de comer...

Ai, Jesus, que já vem aí a Edite Estrela dizer que estou a menosprezar a literatura...

Ok, gosto tanto de ler como de comer...

Está bem, gosto mais de ler do que de comer... O que para aqui interessa é que gosto muito das duas coisas e agora Cascais tem um espaço que vai dar comida e literatura juntas e ao vivo logo pela manhãzinha. Esta novidade fresquinha (e já vamos com dois diminutivos seguidos...) chama-se brunch literário e vai acontecer todos os sábados e domingos na Taberna da Praça, na Cidadela de Cascais, entre o meio-dia e as 16h. Infelizmente, não é buffet, esse tipo de brunch que está para a comida como o Guerra e Paz está para a literatura. Mas não deixa de ser tentador.

 

 

os maravilhosos, divinais e fabulosos bolos da marta

Este devia ser um post mudo. Sem palavras. Sem adjectivos. Sem descrições.

Só fotografias assim.

E assim.

E assim.

E já agora assim.

E, porque não, também assim.

Mas não resisto a dizer qualquer coisinha (aliás, sempre brilhante, como tudo o que sai desta cabeça em permanente greve geral). É que O Bolo da Marta não tem só sobremesas maravilhosas. Tem também um sítio maravilhoso. E uma decoração maravilhosa. E objectos maravilhosos. E um bom gosto... vocês sabem o quê.

O café fica na livraria Ler Devagar, no LX Factory, e acabou de abrir outro spot, no passado dia 8 de Abril, no edifício dos CTT, nos Restauradores, em Lisboa. Mas o que para nós interessa ainda é O Bolo da Marta no LX Factory. E porquê? Porque fica na Ler Devagar, um dos locais mais bonitos de Lisboa. Herdeira do barracão de uma antiga gráfica, a livraria tem as velhas máquinas rotativas, as escadas de ferro e tudo o que possa dar charme ao lugar e que fique bem ao lado de livros e estantes.

E é no meio de tudo isto que surge O Bolo da Marta, onde as cadeiras são de ferro, as mesas são de jardim e tudo tem bom gosto: as chávenas têm cores gastas, como bege ou rosa velho, e desenhos naïfs, como arranjos florais ou frutas; e as flores do campo, os baldes de latão e as caixas dos chás fazem lembrar o tempo da sua bisavó. Este é um sítio onde apetece estar e, acima de tudo, apetece comer.

Todos os bolos têm uma base de suspiro - normal ou de chocolate - e depois levam por cima uma variedade extraordinária de maravilhas da natureza: morangos, amoras, mirtilos, framboesas, manga, maracujá, amêndoa, doce de leite, bolacha Oreo, Nutella, Ferrero Rocher, After Eight, doce de ovos e até gelados de iogurte ou do Santini. Mas neste café que precisa mesmo de visitar também tem outras hipóteses para experimentar: sumos naturais deliciosos e uma mistura imperdível de suspiro desfeito, iogurte natural, frutos vermelhos e amêndoa laminada. 

E o melhor é não dizer mais nada. Limite-se a aproveitar uma manhã ou uma tarde de fim-de-semana e passe por lá. Ou então, encomende os bolos aqui. Dieta? Quem é que quer saber de dieta quando há sítios destes?

Um enorme beijo para a Marta, onde quer que ela esteja,

Ele