Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

salmão escalfado com massa de pesto e ervilhas, o almoço ideal para levar para o trabalho

Esta receita consegue ter tudo o que eu gosto: um salmão a desfazer-se em lascas, um delicioso molho pesto, umas ervilhas mais verdes do que o coração do Jorge Jesus e até aquelas massinhas em forma de concha que os nossos filhos adoram. É ótima para levar para o trabalho ou para fazer para o jantar. Eu estou doida para provar! A receita é do blog The Brick Kitchen e vou já pedir ao meu querido Marido Mistério para fazer.

Ele só vai precisar de folhas de louro, pimenta em grão e lombos de salmão com pele. Para o molho de pesto, Ele vai ter de comprar ervilhas, um dente de alho, folhas de hortelã e manjericão, pinhões ou amêndoas, parmesão ralado, raspas e sumo de meio limão, sal e pimenta, azeite extra virgem e massa conchas.

Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente espreite aqui a receita original.

Pea-mint-and-poached-salmon-pasta-The-Brick-Kitchen-14.jpg

 

 

porque é que não deve deitar fora a água onde coze a massa (nunca, jamais, em tempo algum!)

Confesse lá: acaba de cozer a sua massa e a primeira coisa que faz é deitar a água toda para o lava loiças, não é? E, às vezes, até deixa a massa dentro do passador a repousar durante um bocadinho, certo?

Pois bem, esse é um dos grandes erros que pode cometer quando está a cozinhar um bom spaghetti. Ou um tagliatelle. Ou qualquer outra massa. A água onde a massa é cozida é aquilo a que os chefs italianos chamam o líquido de ouro. Apesar de ficar turva e com um ar meio sujo, aquela água é essencial para fazer um molho cremoso e saboroso.

5ab166782000007d06eb27bb.jpeg

 

massa de queijo só com 2 ingredientes para fazer em 9 minutos, o jantar ideal para segundas-feiras

Está de neura com a chuva? Com o vento? Com a trovoada? Com o facto de ser segunda-feira? Com o Óscar para a Forma da Água? Tenha calma! Não vale a pena enervar-se...

Qualquer que seja a sua neura, nós temos a solução para o animar: o jantar mais fácil que alguma vez já passou por estas goelas escancaradas. A receita é do fantástico blog Made by Monique e é o cúmulo do minimalismo: só leva três ingredientes – e um deles é água.

Para mim, na verdade são só dois ingredientes: massa de cotovelinhos e queijo à sua escolha. Mais nada. Para saber as quantidades certas, consulte a receita original aqui.

macandchees.jpg

 

 

noodles de pepino com molho de abacate e sashimi de atum, um jantar fácil com apenas 187 calorias

É um jantar do outro mundo. Delicioso, híper saudável e viciante. E não engorda nada. Juro que não! Esta receita do blog Inspiralized que tem dezenas de dicas para usar o espiralizador (aquele utensílio mágico da cozinha que transforma legumes e frutas em deliciosos noodles) é ótima para a minha dieta. Só tem 187 calorias, não é genial? Espere. As boas notícias ainda não acabaram: demora 20 minutos a fazer.

O meu querido Marido Mistério já se convenceu a fazer esta maravilha para o nosso jantar. Ele só vai precisar de lombos de atum para sashimi cortados em pequenos cubos, um abacate bem maduro descascado e cortado também em cubos, um pimento jalapeño pequeno picado (sem sementes), coentros picados, sumo de lima, sal, pimenta e pepinos descascados sem sementes. Para o molho poke, vai precisar de sementes de sésamo tostadas, óleo de sésamo, molho de soja, vinagre de arroz e cebolinho picado.

Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente espreite aqui a receita original.

IMG_2793-copy.jpg

 

 

a massa preferida de anthony bourdain só leva 4 ingredientes e é facílima de fazer em casa

– A melhor coisa na História do Mundo!

– Sublime!

– Estaria disposto a sacrificar a minha primeira experiência sexual só para poder experimentar esta maravilha!

Acho que não precisava de tantos elogios de Anthony Bourdain para experimentar em casa aquela que é a sua receita preferida de massa. Mas se a isso tudo ainda juntar o facto de ser uma massa servida dentro de uma taça de queijo parmesão crocante... E que só demora uns minutinhos a preparar... E que só leva 4 míseros ingredientes... E que um dos ingredientes é pimenta preta...

Oh, meu Deus! O que é que nós estamos a fazer aqui à frente do computador quando podíamos estar na cozinha a deliciar-nos com este estrondoso tagliolini com queijo e pimenta?!

pasta.jpg

O famoso chef falou, pela primeira vez, desta delícia no seu programa No Reservations dedicado à cidade de Roma. Foi lá que Bourdain provou o fabuloso e hiper-simples tagliolini cacio e pepe, no fantástico restaurante Roma Sparita.

Trata-se de uma massa servida com um incrível molho de queijo e pimenta. Mais nada. Só que, em vez de vir espalhado no prato, vem servido numa taça crocante de queijo parmesão, que vai trincando à medida que come a massa. O segredo da receita está no mirabolante molho de queijo, feito só com Pecorino, manteiga e com a água onde coze a massa.

Felizmente, a chef Kathy Ayer foi a Roma investigar como se faz esta delícia e publicou a receita no seu blog Food Lover's Odyssey.

 

 

linguine com camarão, alho e parmesão, o jantar ideal para alimentar muitas bocas esfomeadas

Cá em casa, qualquer receita que misture camarão com massa é receita vencedora: boa disposição garantida e felicidade generalizada. Por isso, para animar estas almas que ainda estão a sofrer com a síndrome do início da semana, decidi pedir ao meu querido Marido Mistério para fazer esta fabulosa receita que descobri no blog My Incredible Recipes. É fácil, é rápida e é de facto incrível, tudo o que se quer num jantar durante a semana. Só não é a receita mais apropriada para a dieta mas não se pode ter tudo.

Só precisa de linguine, piripíri, tempero cajun (uma mistura de várias especiarias como paprica, tomilho, alecrim, orégãos, sal, pimenta, alho, etc.), azeite, caldo de galinha, sumo de limão, manteiga com sal, camarão médio, dentes de alho esmagados, sal e pimenta preta, raspas de um limão, salsa picada e queijo parmesão ralado.

Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente espreite aqui a receita original.

scamp6.jpg

 

 

acredita que estes deliciosos noodles de coco e camarão ficam prontos em 25 minutos?

O coco está para a minha vida assim como o gel está para o cabelo do Pedro Santana Lopes. (Por falar em Santana Lopes e cabelo, é de mim ou aquele topo central da cabeça está mais composto? Dá-me ideia que nasceu ali uma ilha de cabelo preto quando antes rareava algum cabelo branco...) Mas seja como for, como ainda não troquei a minha cozinha pelo salão da Isabel Queiroz do Vale, estou aqui para falar de coco e não de cabelo.

O coco é capaz de transformar qualquer receita simples e rápida numa séria candidata a jantar de Downton Abbey. E, como hoje é quinta-feira, aquele dia que está na fronteira entre o desespero dos dias de semana e o capricho dos fins-de-semana, vou fazer estes fantásticos noodles de coco para o jantar. A receita é do incrível blog Eat Live Travel Write e consegue ser rápida, fácil e ainda fazer uma vistaça.

Tudo o que vou precisar é de noodles chineses cozidos, cogumelos laminados (nós gostamos de shimeji, mas pode fazer uma mistura com vários tipos), malagueta picada, alho picado, gengibre fresco ralado, raspas de lima, sumo de lima espremido no momento, molho de peixe tailandês, caldo de galinha, camarão descascado, coentros frescos picados e leite de coco. Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, veja a receita original aqui.

DSC_7090.jpg

 

e que tal uma massa feita só numa panela para começar a semana descansado?

Não há cá panelas para cozer a massa nem frigideiras para preparar o molho. À segunda-feira, preciso desesperadamente de um jantar fácil, rápido e que não suje muita loiça. Por isso é que hoje vou fazer esta milagrosa receita do blog Damn Delicious: uma massa de salsichas feita só numa panela.

Tudo o que vou precisar é de penne, salsicha toscana (pode substituir por alheira, outro tipo de salsicha ou um resto de carne que tenha em casa), alho picado, piripíri a gosto, um frasco de tomate triturado, parmesão ralado, natas e mozzarella. Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, consulte aqui a receita original.

IMG_2938edit.jpg

 

a nova técnica para escorrer a massa que está a deixar toda a gente em êxtase

sub-buzz-22914-1466797507-1.jpg

Confesso que é um dos momentos stressantes da minha vida na cozinha: aquele instante em que a massa está no ponto certo e em que é preciso pegar na panela cheia de água apenas com uma mão (como somos uma família numerosa chega a pesar mais de dois quilos), pegar com a outra mão no passador (que não dá para pousar porque, com o fundo redondo, não se aguenta em pé) e tentar virar a panela lentamente para dentro do passador sem nos queimarmos com a água a ferver nem enchermos o lava-loiças de esparguete.

Tudo isto, claro, tem de ser feito rapidamente porque cada segundo a mais com a massa mergulhada na água a ferver é um spaghetti mais empapado e menos al dente. Invariavelmente, acabo a pedir energicamente a algum dos Mini-Misteriosos que me acuda e agarre no passador enquanto eu despejo a panela com as duas mãos.

Pois bem, agora, em mais um daqueles movimentos que está a deixar a Internet em euforia, descobri uma nova dica que promete facilitar definitivamente a minha vida. E, se em vez de deitar a massa para o passador, encaixar o passador na panela? A dica foi publicada primeiro no Facebook e, nesta segunda-feira, no Twitter. Só nesta última rede social já tinha tido mais de 26 mil partilhas em menos de 48 horas. O sucesso foi tão grande que a ideia já foi referida em vários sites internacionais.

 

 

5 jantares saudáveis para fazer só com 5 ingredientes

É quase o número perfeito. É a quantidade de dedos de uma mão, de dias de trabalho numa semana, de pessoas dentro de um táxi, de neurónios no cérebro do Donald Trump. O cinco é o único número que tem a quantidade de letras correspondente ao número que representa. Mas, mais importante de tudo, é o número que vem a seguir ao quatro. E antes do seis.

É por tudo isto que hoje tenho aqui 5 receitas com apenas 5 ingredientes para resolver o nosso jantar. Com cinco ingredientes, conseguimos fazer uma receita fácil e prática, rápida e simples, deliciosa e maravilhosa. Se calhar, também conseguiríamos fazer com seis ingredientes, mas não seria a mesma coisa.

 

Noodles de courgette com camarão

courgette.jpg

É uma moda que entrou por esta casa como a Hilda Furacão (tenho de parar com estas referências a novelas dos anos 90 senão ainda começam a pensar que sou velho). Os noodles de courgette agradam a toda a gente nesta família – além de não engordarem, são deliciosos. Para fazer esta fantástica receita do blog Just a Taste, só vai precisar de camarão descascado, alho picado, vinho branco, sumo de limão espremido no momento e duas courgettes.

Depois, é cortar as courgettes em noodles com um espiralizador e saltear os camarões com o alho e um fio de azeite. Coloque os camarões de parte, mantendo o molho na frigideira. Acrescente o vinho branco e sumo de limão e aqueça enquanto raspa o fundo da frigideira para soltar todos os sabores. Finalmente, coza lá os noodles de courgette durante dois minutos e junte tudo. Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, consulte a receita original aqui.

 

 

como transformar uma salada de atum numa refeição que o alimenta durante o dia inteiro

Ao olhar para esta fabulosa salada de atum com macarrão, sinto-me como um membro do Governo a olhar para um bilhete de avião oferecido pela Huawei: é uma tentação forte demais para mim. Eu sei que o macarrão engorda, eu sei que a maionese é calórica – mas não consigo resistir quando vejo este prato à minha frente.

Especialmente porque costumo ficar com fome se almoçar só uma salada de atum, mas, neste caso, a massa vai transformar esta salada num almoço para o dia todo. Além disso, a receita do New York Times é fácil de fazer e deve ser comida fria, o que, no Verão, é tudo aquilo com que um homem sonha. E, quando um homem sonha, a receita pula e avança.

Tudo o que vou precisar para fazer esta maravilha é de massa de cotovelinhos, atum em lata, aipo cortado às fatias, queijo cheddar em cubos, cebolinho picado, picles de pepinos laminados e maionese. Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, consulte a receita original aqui.

22COOKING-TUNAMACARONISALAD1-articleLarge.jpg

 

3 jantares frescos e light para fazer em menos de 20 minutos

Cada vez que vejo receitas tão fáceis e saudáveis como estas, começo a sentir-me num estado de euforia incontrolável: o meu coração palpita, as minhas mãos tremem e até a minha voz adquire aquele tom beto-entusiasmado da rapariga da gravação sobre o exame de Português. Todo eu me transformo num verdadeiro Ljubomir Stanisic da cozinha caseira.

A grande vantagem destas receitas é que conseguem juntar uma verdadeira poupança calórica (que acalma a minha querida Mulher Mistério) a uma tresloucada rapidez na cozinha (o que me tranquiliza a mim, o eterno escravo do lar nesta temível Mansão Mistério). E, ainda por cima, são pratos frescos, o que é uma bênção para os dias de calor. Mas o melhor é pegar na colher de pau porque isto vai começar.

 

Salada de Vieiras com Courgettes e Espargos Laminados

13520700643_1d8bd40dc9_o.jpg

 

 

spaghetti integral com molho de cogumelos, um jantar delicioso para fazer em 20 minutos

Desde que uma amiga me disse que o truque para uma dieta eficaz é nunca, em momento algum, misturar hidratos com proteínas, eu pensei cá para mim:

– Ah, então posso comer massa com cogumelos, por exemplo!

Erro. Fui investigar e descobri que os cogumelos afinal têm proteínas. Paciência. Estava cheia de desejos de fazer esta massa do ótimo blog Pinch of Yum para o jantar e vou fazer à mesma. Só que como num prato de sobremesa. Talvez resulte. Ou talvez não.

Enfim, quando digo que eu vou fazer é obviamente uma força de expressão. Eu vou sugerir delicadamente ao meu querido Marido Mistério que esta seria uma excelente receita para o jantar.

Ele só vai precisar de massa integral (pode ser spaghetti ou linguine, por exemplo), manteiga, alho, cogumelos frescos fatiados, farinha ou farinha integral, ervas de provence, leite, sal e pimenta, azeite, água (também pode usar caldo de legumes ou leite) e salsa fresca.

Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 4 pessoas, espreite aqui a receita original.

mushroom-spaghetti-3-600x975.jpg

 

 

massa de courgette e molho de abacate, um jantar tão light que emagrece só de olhar

OK. Esta receita do espetacular blog Pinch of Yum pode ser saudável ou super saudável. O que é que prefere? As duas? Está bem, então, eu explico-lhe as duas. A diferença basicamente está (como diria o anúncio) na massa. Pode optar por fazer a receita com esparguete integral ou não usá-lo pura e simplesmente e fazer só com a courgette espiralizada. Fica ótima na mesma mas não garanto que duas horas depois o seu estômago não esteja a dar horas. Mas para quem está de dieta é a receita ideal.

Só precisa de tomates cherry encarnados e amarelos, courgette espiralizada, esparguete integral e parmesão. Para o molho de abacate, precisa do propriamente dito, azeite, sal, salsa, cebolinho, alho, sumo de um limão e pimenta. Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 4 pessoas, espreite aqui a receita original.

Zucchini-Spaghetti-6-600x900.jpg

 

a massa preferida na mansão mistério: noodles de arroz ultra fininhos sem glúten, com frango e chalota crocante

Tenho uma confissão a fazer. Ainda não é desta que vou desvendar a identidade da minha querida e ilustre Mulher Mistério, mas preparo-me solenemente para fazer uma revelação ainda mais grave: estou a ficar viciado em massa de arroz vermicelli. Mais do que viciado, estou a ficar verdadeiramente obcecado.

Está a ver aquela massa fininha, branca, leve e macia que quase se perde na boca? Aquela massa divinal que a minha querida Mulher Mistério aspirou no restaurante do Henrique Sá Pessoa, no Mercado da Ribeira, em Lisboa, a acompanhar um tataki de salmão? É essa mesmo. E, ainda por cima, é das coisas mais fáceis de fazer: só precisa de despejar água a ferver por cima e esperar uns cinco minutos. E não tem glúten. Nem gordura.

Hoje, vou aproveitar uma fantástica receita do site Bon Appétit para fazer uns fabulosos noodles de arroz vermicelli para o jantar. Tudo o que vou precisar é dos noodles de arroz vermicelli (que consegue encontrar, por exemplo, no El Corte Inglés), peitos de frango (de preferência, ainda com osso e pele), uma chalota grande, óleo vegetal, um pimento jalapeño picado (se gostar de picante), alho picado, sumo de lima espremido no momento, molho de peixe sem glúten, açúcar mascavado, nabo e rabanetes laminados muito fininhos e manjericão. Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, consulte a receita original aqui.

efb426b849df2cd1cc2717a5615ccca0.jpg