Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

restaurante: o paraíso da massa fresca está escondido no estoril

Tem menos de dez mesas. Se juntássemos todos os jogadores que o Bruno de Carvalho quis suspender do Sporting, alguém teria de ficar em pé.

Lamassa quase não é um restaurante – é uma pequena e simpática sala de estar, perdida no meio de uma rua escondida em São João do Estoril, onde come alguma da melhor massa fresca que encontra nas redondezas. Aqui não há esparguetes empapados e mergulhados em litros de natas. Aqui não há raviolis que se desfazem ao primeiro contacto com o garfo. Aqui não há gnocchis que parecem croquetes.

17358941_991103677687152_9173615546669614599_o.jpg

Todos os dias, a massa fresca é cuidadosamente preparada à mão, numa minúscula cozinha. Depois é esticada e transformada nuns delicados raviolis, num consistente spaghetti ou num delicioso tagliatelle. A acompanhar a massa, encontra saborosos produtos italianos ou frescos e biológicos legumes nacionais.

Mas o que mais me delicia neste minúsculo restaurante é a consistência quase perfeita da massa. Aquela consistência que se sente ao trincar mas não incomoda ao mastigar. Aquele ponto único da cozedura que faz da massa al dente um prato verdadeiramente viciante.