Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

vem aí a segunda brunchcon, a maior feira de brunches do mundo

03bc12164c98d329c74a0fc9339e1eebb75ce61b.jpeg

De certeza que já ouviu falar na ComicCon, não já? Pois bem, agora chegou a BrunchCon, uma feira totalmente dedicada aos brunches. A primeira edição decorreu em Agosto, em Los Angeles, e foi um sucesso tão grande que o evento já se está a expandir para nove outras cidades. Em Março, chega já a segunda edição, em Nova Iorque.

 

 

a nova zona de restauração do cascaishopping é um dos espaços mais originais para almoçar (até tem carrinhas de street food nos corredores)

Cascais-Kitchen-2.jpg

Foi um autêntico tsunami aquilo que passou pela zona de restauração do CascaiShopping. No lugar de sítios como o antigo Mesón Andaluz nasceram roulottes de street food, bicicletas penduradas no tecto, caixotes de fruta empilhados no chão, balcões cheios de presuntos, plantas a saírem de todo o lado...  Aqui parece que está num mercado de rua, numa feira ou num espaço de tapas... o que quiser... mas nunca na zona de restauração de um centro comercial.

O novo espaço do CascaiShopping chama-se Cascais Kitchen e é provavelmente o espaço mais criativo e agradável que já vi por cá. Abriu na semana passada e eu não consegui esperar muito até me meter no carro e ir até Cascais para almoçar. Infelizmente, a minha querida e prezada Mulher Mistério estava atolada com a sua agenda de compromissos inadiáveis e preferiu ir comprar o 11.º biquíni deste Verão em vez de acompanhar o seu dilecto marido – por isso, levei a minha Mãe Mistério nesta viagem de reconhecimento.

 

 

conhece o eduardo das conquilhas? então apresento-lhe o eduardo dos petiscos no mercado de carcavelos

12717748_524145077745757_3324591561433805960_n.jpg

Chegar ao Mercado de Carcavelos pode ser tão difícil como descobrir as Ilhas Kerguelen no mapa. Primeiro, o Google Maps mandou-nos para São Domingos de Rana. Depois, a minha querida Mulher Mistério decidiu que o caminho mais próximo seria por Matarraque. Até que, finalmente, uma simpática senhora na rua resolveu elucidar-nos sobre o trajecto correcto:

– É além.

– Mas... além, onde?

– É além.

– Mas será que me podia explicar o caminho um pouco mais detalhadamente?

– Ah, sim, claro! Segue em frente na rotunda e depois vira à direita. Passa por baixo da linha do comboio e está além.

Finalmente, consegui vislumbrar no horizonte uma ténue esperança de encontrar o Mercado de Carcavelos, mais de uma hora depois de ter saído de Lisboa – por sorte, decidimos ir no fim-de-semana, por isso tivemos tempo para nos perdermos.

 

provámos os petiscos da taberna do mercado, a última aposta do chef português mais famoso de londres

Captura de ecrã 2016-01-14, às 12.58.36.png

Quando entramos num restaurante em pleno mercado de Shoreditch e somos atendidos por um ex-manequim português famoso isso é... uma grande excitação... mas não será propriamente uma grande surpresa já que a Taberna do Mercado é a última aposta do português Nuno Mendes.

 

 

os mercados de natal que não pode perder este fim de semana

fd0287a48509453e262f94e1e85cdbb6.jpg

Já estou totalmente imbuída do espírito natalício. No carro, oiço o “Last Christmas” dos Wham em loop, os nossos filhos mistério e Ele já decoraram a árvore de Natal devidamente instruídos por mim, e já cheira a consoada cá em casa. Só falta uma coisa: a saga dos presentes, o pesadelo das compras. Mas eu este ano fiz uma promessa: não me vou enfiar na loucura dos shoppings. Vou comprar todos os presentes em mercados e feiras, de preferência, de solidariedade, mas já agora, com coisas giras e sobretudo, com boa comida. E este fim de semana, a coisa promete, em Lisboa e no Porto.

 

 

a incrível tarte de caramelo salgado do mercado dos bolos em algés

Desgracei-me toda no Mercado de Algés. Tentei, tentei mas não consegui resistir a uma incrível fatia de tarte de caramelo salgado que olhava para mim de uma das prateleiras do balcão do Mercado do Bolos, a suplicar: “Prova-me, prova-me”. E o pior é que eu provei mesmo. E não há descrição possível para a maravilha que é esta tarte.

1956942_1013162278702515_1933581611344118945_o.jpg

 

o mais arrebatador tártaro de salmão dos últimos tempos (com gema de ovo por cima!)

IMG_1719.jpg

Estava eu aqui profundamente dividido entre publicar um longo texto sobre a vida e obra de Pedro Passos Coelho ou a obra e vida de António Costa, quando de repente se me fez luz: e se escrevesse antes sobre o novo restaurante do Mercado da Villa, em Cascais? Não será ligeiríssimamente mais interessante? Modestamente mais útil para quem está prestes a começar mais uma dura semana de trabalho e vai precisar de um sítio para almoçar? Sensivelmente mais apelativo para dar aqui um saltinho no próximo fim-de-semana?

Hmm... deixe cá pensar... se calhar... ok, não vale a pena responder.

O novo restaurante do Mercado de Cascais chama-se Stockholm Market e é um oásis de comida fresca e saudável no meio de um deserto de calorias. 

12032084_482006628646875_8319703141103037766_n.jpg

 

os divinais crocantes de salmão do sushic no mercado de algés (o quê, já foram ao mercado de algés?! ah, pois é! e contamos tudo aqui)

Já fomos ao mercado de Algés! Confesso que cada vez gosto mais desta ideia de reabilitarem os mercados e criarem food courts. Fui recentemente com uma amiga minha e os meus olhos saltaram de órbitras quando vislumbrei a palavra Sushic. Acelerei o passo e debrucei-me por cima do balcão, tal era a expectativa.

- Não me diga que este é o mesmo Sushic de Almada!

- Digo, digo!

- Que maravilha! Fico já aqui!

A minha amiga ainda olhou em redor mas perante a minha excitação, nem tentou sugerir outra coisa. E por ali ficámos. Ainda bem. Mal olhei para a lista, fixei-me no crocante de salmão. Perguntei o que era e o senhor apontou-me para um tabuleiro que já estava pronto. Quando vi que era um cone com uma bolacha muito fininha, tipo massa filo, recheado de salmão, não hesitei.

- É isso mesmo.

10957534_469658629882837_7169771168098341523_n (1)

Mas antes, deixem-me cumprir as regras que o meu querido Marido Mistério impõe no que toca a críticas de restaurantes. Falemos do... 

 

sugestão para o fim-de-semana: beber um bom vinho ao fim do dia no mercado de cascais

1959402_692654084183235_1410940700749208348_n.jpg

Mas também pode comer um óptimo marisco. Ou dividir uns fantásticos petiscos. Ou refrescar-se com umas magníficas tostadas. Ou provar uma salada caprese totalmente diferente daquilo que já comeu até hoje. O Mercado da Vila está remodelado. E vale a pena. Veja só algumas das razões para lá ir este fim-de-semana.

 

 

novidade! novidade! o gulli abriu no mercado de cascais com óptimas entradas e um serviço... (bem, o melhor é ler)

11238965_748658661918057_3924637063071322756_n.jpg

Não há coisa mais stressante do que ir jantar fora com amigos. Primeiro, é o problema da gestão de expectativas: uns são fanáticos por japonês, outros são alérgicos a arroz; uns adoram sítios animados, outros têm enxaquecas com o barulho de uma borboleta; uns querem vinho branco, outros até fazem tratamentos de spa com vinho tinto. 

Depois, é o problema da gestão de segredos: é pacífico passar um tête-a-tête inteiro de telemóvel em punho a tirar notas sobre a refeição como se fôssemos dois pós-adolescentes que comunicam entre si exclusivamente via WhatsApp; mas é muito mais suspeito ter um jantar de amigos desde que arranjámos uma vida dupla – como ninguém sabe que à noite nos transformamos em perigosos lobisomens da restauração, é preciso tirar notas discretamente, provar os pratos dos outros inconvenientemente e impor restaurantes despudoradamente.

 

 

fomos comer uma pizza à última novidade do porto: food corner, cinco restaurantes num único espaço

10407479_762768640479386_3921528904864939218_n.jpg

Com o início do ano, tinha uma de duas opções a tomar na minha já longa vida de terráqueo: ou deixava crescer um cavanhaque e adoptava o estilo burguês anos 80 da família Queiroz na novela Mar Salgado (em que todos os varões precisam de usar o mesmo tipo de barba); ou rapava o cabelo e começava a ir todas as sextas-feiras para o Urban com os amigos do meu filho mais velho. Entre esta indefinição de rejuvenescer (a beber litradas na rua) ou envelhecer (com uma pêra no queixo) optei por uma solução ligeiramente mais moderada: começar a frequentar os restaurantes sub-21 e ver se entro um pouco mais jovem no ano do Regresso ao Futuro.

Foi nessa onda que levei a minha pequena equipa de futsal a jantar no Munchie e na semana passada almocei no novo Food Corner, no Porto.

 

 

mercado do bom sucesso, um sítio para comer, beber e comprar presentes originais no porto

10632598_823515301022269_73391839728607297_n.pngNão conhecíamos o edifício histórico do Porto antes da polémica recuperação. Por isso, para nós, foi uma estreia absoluta. E adorámos o que vimos. Amplo, arejado e luminoso, o espaço está bem dividido. Onde antes ficavam os vendedores de peixe, fruta e legumes, hoje estão quiosques de restauração, petiscos, bebidas e produtos gourmet. O conceito é basicamente o mesmo do Mercado de Campo de Ourique e do Mercado da Ribeira, mas com algumas diferenças.

1601366_905526216143917_2822983983322620943_n.jpg

1488193_726523604044180_717658739_n.jpg

10419473_838792209483985_2286597117543760605_n.jpg

Todo o espaço cheira a novo, não só porque é recente (reabriu no ano passado) mas sobretudo porque aqui, ao contrário dos mercados de Lisboa, os frescos foram colocados numa ponta do mercado. Mais resguardados, é certo, mas também não são difíceis de encontrar. E aqui é que o Bom Sucesso surpreende: o bom aspeto das bancas, a apresentação sofisticada dos produtos, o ar fresco e delicioso de tudo o que ali está à venda é demasiado tentador para ser verdade. 

18995_652209181475623_663230764_n.jpg

970439_652209351475606_1587559723_n.jpg

536583_652209391475602_953854077_n.jpg

O mesmo já não se aplica aos quiosques e restaurantes espalhados pelo mercado. Uns têm um ótimo aspeto, outros nem tanto. Espaços como A Leitaria da Quinta do Paço, El Tomate, Quinta das Lamelas – Tapas & Destapas ou o Quay True Sushi são convites a entrar e pedir qualquer coisa. Mas nem todos são assim. 

BomSucesso_AdV-1.jpg

1558500_616926931675754_1018866419_n.jpg

10593205_850861771620955_5859991533942106115_n.jpgEste fim de semana, há ainda outro motivo para ir ao Bom Sucesso: está a decorrer mais uma edição do Mercado Portobelo, no andar de cima, uma oportunidade fantástica para começar a comprar presentes de Natal. Desde roupa a bijuteria, livros antigos e t-shirts com desenhos à mão, passando por presépios feitos dentro de caixas de fósforos ou latas de atum, a dificuldade é escolher. À medida que vamos avançando pelas bancas, deparamo-nos com uma loja simplesmente maravilhosa, com blocos, estojos, dossiers muito giros e que dão presentes originais: a Make Notes. Irresistível. 

MN_13.jpgE com esta "note" me despeço. Se estiver pelo Porto, não deixe de ir ao Mercado do Bom Sucesso e aproveitar o último dia do Mercado Portobelo. 

 

Um ótimo domingo,

Ela

 

fotos: mercado do bom sucesso e el tomate