Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

a nossa aventura no beco cabaret gourmet, o restaurante mais surpreendente de josé avillez

Beco2_CreditoBrunoCalado.jpg

À minha esquerda um grupo de quatro homens comenta e ri-se com o nervoso miudinho típico de quem acha que acabou de entrar no Elefante Branco dos restaurantes Michelin; à minha direita, um grupo de casais cinquentões, de camisa branca e blazer azul escuro, fala espalhafatosamente como se tivesse acabado de sair directamente do T-Clube, em 1992; à minha frente, um homem totalmente careca, de fato escuro e barba hipster, olha para toda a gente com um ar sério e impenetrável – é o anfitrião do Beco Cabaret Gourmet, o novíssimo restaurante de José Avillez.

Na verdade, o Beco não é bem um restaurante. É um espectáculo de música e dança com um óptimo jantar a acompanhar. Por isso, se espera vir para aqui conversar calmamente, num tête-à-tête romântico, o melhor é cancelar já a reserva e tentar poupar os €260 do jantar duplo sem bebidas incluídas.

O Beco não é barato, o que significa que convém perceber muito bem o que isto é, antes de se atirar para esta experiência de cabeça fresca e carteira cheia.

 

 

novidade! novidade! vai abrir um novo restaurante com os melhores tártaros de lisboa

20170118_140312.jpg

Primeiro, vamos lá esclarecer essa dúvida que lhe atormenta a cabeça desde que leu este título sensacionalista aqui em cima: como é que este maduro sabe que estes são os melhores tártaros se o restaurante ainda não abriu? Boa pergunta. Ainda bem que se lembrou de a fazer porque eu estava mesmo a pensar nisso agora. Na verdade, os tártaros já existem, o espaço é que vai ser novo.

Estou a falar da Tartar-ia, esse paraíso da comida saudável, fresca, requintada, biológica e semi-Michelin de Lisboa. O restaurante, idealizado pelos responsáveis do Vila Joya (Dieter Koschina incluído), já existe no Mercado da Ribeira, em Lisboa, com uma ementa de magníficos tártaros que me deixa de boca escancarada cada vez que passo lá à porta. Agora os proprietários anunciaram, na sua página de Facebook, que vão abrir um novo espaço em Lisboa. Ainda não se sabe onde será, como será ou quando será. Sabe-se apenas que o local já está escolhido, que os preparativos estão a andar e que a ementa vai assentar em deliciosos e criativos tártaros preparados por alguns dos melhores chefs que o mundo já conheceu.

O conceito do espaço no Mercado da Ribeira é um verdadeiro santuário de quem gosta de comer bem e de forma leve. E enquanto o novo espaço não abre, o melhor é ficarmo-nos pelo que já existe para ir abrindo o apetite.

 

novidade! novidade! abriu um hotel no largo do intendente com um restaurante irresistível

4F9A6833.jpg

Chama-se 1908 Lisboa Hotel, tem quatro estrelas e não vou descansar enquanto não for lá jantar e dormir uma noite, ouviste meu querido Marido Mistério? Eu sei que somos de Lisboa, mas não há nada melhor do que variar de cenário de vez em quando, não concordas? Eu sabia que sim…

4F9A7123.jpg

 

 

gioia food lab, o novo restaurante onde quase toda a comida é biológica, sem glúten ou sem trigo

Captura de ecrã 2017-03-07, às 18.13.44.png

Os ingredientes são preferencialmente biológicos, não há açúcares refinados nem farinhas de trigo, o glúten é evitado e até a água "é filtrada e depois energizada ao ponto de se tornar antioxidante, mais alcalina e muito mais amiga do seu corpo". Eu sei, parece a carta de apresentação da Clínica do Tempo, mas não se assuste. É o Gioia Food Lab, o novo restaurante de comida saudável (e, já agora, deliciosa, o que também ajuda) de Lisboa. 

Antes que me confunda com a Ágata Roquette, deixe-me esclarecer o seguinte: eu também fiquei assustado com a conversa da água energizada, antioxidante e alcalina. Mas não há razões para isso. Apesar deste susto inicial, o Gioia está longe de ser um restaurante fundamentalista: prefere ingredientes biológicos; se não houver, usa não-biológicos.

 

 

novidade! novidade! o chef kiko abre um novo restaurante no mercado da ribeira

17310112_1831192483798853_3531574508948642980_o.jp

O homem não pára. Depois do Talho, depois da Cevicheria, depois do Asiático e depois de ter protagonizado um duelo de sobremesas com uma avó para este vosso Casal Mistério (veja aqui), Kiko Martins abre um novo restaurante, a 15 de Março, no Mercado da Ribeira, em Lisboa.

Chama-se O Surf & Turf (eu sei, o artigo definido não joga muito bem, mas é o que se arranja) e vai ter uma zona com lugares exclusivos, o que, no Mercado da Ribeira, é cada vez mais um bem tão essencial quanto a água no deserto do Atacama. O restaurante fica no corredor lateral do mercado e terá um espaço próprio, com lugares sentados ao balcão, e uma esplanada exclusiva para o exterior, bem longe da confusão da zona central.

15442137_1043967195730836_3540679498297487476_n.jp

 

 

adivinhe quanto tempo esperámos para provar uma tapioca da rita pereira

15621795_352885301756835_5435533766185620018_n.jpg

Quando alguém me falava de tapioca eu lembrava-me sempre dos maravilhosos pequenos-almoços que experimentámos em Trancoso, no Brasil, com esta espécie de crepe fininho e crocante recheado com as melhores maravilhas que a Natureza já produziu: fruta fresca acabada de apanhar, goiabada divinal ou um queijo coalho único. No entanto, as minhas fabulosas memórias gastronómicas foram esmagadas, em Dezembro passado, por uma espera de 43 longos minutos a olhar para uma fotografia da Rita Pereira sorridente, numa televisão.

Eu confesso que tenho uma enorme simpatia pelo talento e pelo sorriso contagiante da Rita Pereira, mas 43 minutos a olhar para uma fotografia sua enquanto esperava por uma tapioca é um pouco demais – até para um fã incondicional.

 

chegou o sushi de kit kat e não é nada mau – mesmo!

170201120850-sushi-kitkat-32222881190-o-exlarge-16

Calma, respire fundo. O mundo já esteve melhor, eu sei. Donald Trump já foi apenas a estrela de um reality show e o sushi já foi simplesmente peixe e arroz. Mas não se exalte, porque não há motivos para isso. O título deste post é bastante mais alarmista do que o resultado final. De facto, a Kit Kat resolveu lançar um sushi de chocolate. De facto, parece uma mistura horripilante. Mas, na verdade, é bastante mais delicioso do que possa imaginar ao ler o título tabloidista aqui em cima.

Apesar de parecer um rolo de sushi, estas novas invenções que foram lançadas ontem no Japão são feitas com uma divinal base de arroz tufado envolvido em chocolate branco com um invejável toque de wasabi. Não há cá o verdadeiro arroz de sushi, há um maravilhoso e estaladiço arroz tufado que poderia estar em qualquer doce de alta pastelaria. Além disso, a cobertura de chocolate branco dá-lhe uma consistência crocante irressistível e o sabor a wasabi fica sempre bem quando combinado com um chocolatinho.

 

loco, um restaurante michelin onde lhe trazem uma frigideira com molho de bife para molhar o pão

Captura de ecrã 2016-11-25, às 16.24.28.png

Quando o telefone tocou, percebi definitivamente o perigo desta vida dupla que levamos:

– Estou? Temos um problema. Já chegámos ao restaurante e afinal, não temos mesa marcada!

A voz de pânico do casal de amigos que ia jantar connosco ao Loco, o novíssimo restaurante do chef Alexandre Silva, acabadinho de ser premiado com uma estrela Michelin, deixou-me à beira da apoplexia.

– Como não?! Ainda hoje me ligaram do restaurante a confirmar a reserva.

– Nada! Já dei o teu nome, já dei o nome da... (lamento, mas não posso reproduzir o nome) e nada.

Foi neste momento que uma luz desceu do céu para me iluminar.

– Ah… pois… A reserva deve estar noutro nome.

De facto, a ideia inicial era um jantar a dois. E, por isso, resolvi fazer a reserva num nome falso para não levantar suspeitas. Até aqui, brilhante. O problema foi ter deixado os nossos amigos chegarem antes de nós e perceberem que eu marco mesas em nome de Ermengardo Afonso.

 

já alguma vez imaginou jantar numa colorida cabana de pescadores, no centro de lisboa? então tem de conhecer o isco

13096271_1188802894493715_3066019097205778780_n.jp

Primeiro, um aviso: se tem mais de um metro e setenta, pense duas vezes antes de se sentar num destes banquinhos castiços à frente de uma destas mesas de escola primária; se for o Luís Marques Mendes, então seja bem-vindo ao Isco, este restaurante foi feito a pensar em si. 

Agora, vou desfazer um dos grandes mistérios que acompanharam a sua vida ao longo dos últimos três anos: infelizmente, eu não sou o Luís Marques Mendes e por isso passei todo o jantar a tentar encontrar um sítio onde arrumar confortavelmente as minhas pernas de Cristiano Ronaldo. Levantei as pernas, estiquei as pernas, encolhi as pernas e não consegui encontrar uma única posição adequada ao meu alto e espadaúdo metro e oitenta e quatro.

Não se pode dizer por isso que tenha tido uma refeição extraordinariamente confortável. Em compensação, pode dizer-se com toda a segurança que tive uma refeição deliciosa de peixe e marisco que me custou menos de 30 euros.

Mas antes da comida, vamos às cadeiras.

 

o novíssimo armazém luxury housing, um dos hotéis mais espetaculares do porto

14102718_1165105830198112_3918103782261299733_n.jp

Meu querido e prezado Marido Mistério, eu sei que às vezes te falta a imaginação para fazeres uma surpresa a esta sofrida e esforçada mulher que tanto te atura no limite das suas forças. Estou segura de que, se surgisse uma oportunidade, uma ideia, um novo destino, tu estarias permanentemente a marcar viagens surpresa, a oferecer presentes, a chegar a casa com ramos de flores na mão.

 

 

novidade! novidade! o chef kiko abre um novo restaurante asiático esta terça-feira em lisboa (mas não tem sushi)

Captura de ecrã 2016-10-25, às 19.32.25.png

Chama-se O Asiático e é o mais recente projecto do responsável pelo Talho e pela Cevicheria. Vai ter pratos do Nepal ao Japão, mas não vai ter sushi. "Vamos deixar isso para quem sabe fazê-lo", disse-nos Kiko Martins, através de uma intermediária, claro, que o mistério não permite contactos directos.

A notícia foi avançada este sábado à noite, na página de Facebook do chef. Já há alguns meses que se sabia que Kiko Martins ia abrir um novo restaurante no Bairro Alto, durante o Verão. Agora, finalmente, foi anunciada a inauguração para esta terça-feira, dia 18, às 19h30.

 

novidade! novidade! acabou de abrir o memmo príncipe real com uma vista deslumbrante sobre lisboa

13615112_299481937068481_7879038980228840680_n.jpg

É o mais recente boutique hotel de Lisboa. Tem 41 quartos e fica no topo de uma colina com uma vista fantástica para a cidade. Dos mesmos donos do Memmo Baleeira, em Sagres, e do Memmo Alfama, também em Lisboa, o Memmo Príncipe Real abriu as portas ontem, depois de vários dias em testes, e só ainda em regime de soft opening, que é como quem diz tenha paciência porque ainda não está tudo a 100%.

 

novidade! novidade! o páteo do petisco vai abrir um novo restaurante junto à praia do guincho, em cascais

image.jpeg

Começou com um pequeno pátio no bairro da Torre, em Cascais, depois expandiu-se para o Mercado de Cascais, logo a seguir para o Palácio do Chiado, em Lisboa e, agora, vai chegar à Areia, perto da praia do Guincho.

O quarto espaço do Páteo do Petisco vai ocupar o lugar do antigo Rola na Areia, no Clube D. Carlos, ao lado do Parque de Campismo, perto do Guincho. Com uma simpática esplanada e um espaço agradável, ideal para as crianças correrem e brincarem, o novo restaurante vai chamar-se Páteo do Guincho e tem tudo para ser mais um sucesso.

 

chama-se el clandestino e é um dos mais surpreendentes restaurantes de lisboa (então os churros com doce de leite...)

1797363_191550921184167_6852656135133351019_n.jpg

Há restaurantes para onde convém levar sempre uma camisolinha às costas por causa do frio; outros onde não se pode entrar sem um leque por causa do calor. No El Clandestino, não se esqueça de levar o megafone. Isto se quiser conviver verbalmente com os seus companheiros de mesa sem mal-entendidos. Entre música, gritos e gargalhadas das mesas à volta, fica difícil proferir qualquer palavra sem acabar a noite a falar como o Marlon Brando, no Padrinho.

Desde que abriu, em Novembro de 2015, que o El Clandestino se tornou um dos restaurantes mais procurados do Bairro Alto, em Lisboa. E isso tem consequências – o barulho e a confusão – mas também tem causas. E é para falar delas que estamos aqui hoje.

 

novidade! novidade! os ex-chefs do sushic acabaram de abrir um novo restaurante japonês em lisboa

Captura de ecrã 2016-08-16, às 11.57.58.png

É a última grande novidade do mundo da restauração no sul do país: o chef executivo do Sushic deixou o famoso restaurante de Almada (que entretanto também abriu no Palácio Chiado, no Hotel Altis Belém e no Mercado de Algés) para inaugurar o seu próprio restaurante de sushi. E se isto já eram grandes notícias, então espere pelo resto: consigo levou o sub-chef do Sushic (que é sócio no novo restaurante), a chefe de sala e o consultor de vinhos.