Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

ovos mascarados com queijo derretido dentro de um pão, a receita ideal para comemorar o carnaval

Hoje tive de fazer uma escolha difícil na minha vida: ou me mascarava de matrafona e ia desfilar para as ruas de Loulé; ou descobria uma receita mascarada e ficava sossegadinho em casa a comemorar o Carnaval à mesa. Depois de pensar muito seriamente no assunto, acabei por prescindir de Loulé e fazer estes ovos com queijo mascarados de pão do fantástico site Pure Wow.

E porque é que estes ovos são mascarados?, pergunta Vossa Senhoria. Porque estão cobertos de queijo e escondidos dentro de um delicioso pão estaladiço acabado de sair do forno. Eu sei, não tem muito a ver com máscaras. Mas como estamos na terça-feira de Carnaval, ninguém leva a mal. No fundo, a única coisa importante é que este prato é irresistível. E tanto dá para o pequeno-almoço, para o almoço ou para o jantar. O importante é comer.

Tudo o que vou precisar é de um pão comprido, quatro ovos, natas light, flor de sal, pimenta preta moída no momento e Queijo da Ilha ralado (a receita original é com parmesão, mas eu vou fazer com Queijo da Ilha). Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, consulte a receita original aqui.

Bacon549.jpg

 

bolinhas de queijo, um lanche especial para animar as tardes de estudo dos nossos filhos mistério

Eu sei que não é propriamente um lanche muito saudável mas ultimamente tenho enfrentado uma revolta da nossa equipa de futsal contra a minha insistência em dar-lhes sementes, iogurtes naturais e fruta desidratada ao lanche. Por isso, hoje vou ser uma mãe estremosa e vou dar-lhes estes deliciosos pães de queijo que descobri no site Rasa Malaysia para lhes animar as tardes de estudo. Um dia não são dias, e eu faço tudo para ver aquelas almas felizes concentradas nos livros. Eu sei que sou uma otimista, porque dificilmente lhes arranco um sorriso quando estão a estudar, mas uma mãe tenta, não desiste, não é verdade?

Só vou precisar de água, manteiga, sal, pimenta preta moída, farinha, ovos, queijo mozzarella, salsa picada e queijo parmesão ralado. Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para fazer 16 a 18 bolinhas, espreite aqui a receita original. 

cheese-puffs-gougeres-2.jpg

 

 

tem de ver este vídeo: palitos de pão com queijo derretido, um petisco estupidamente simples e incrivelmente delicoso

Pao07.jpg

Dia de futebol no estádio é dia de petiscos cá em casa. Mas não se prenda com a questão da bola. Esta maravilhosa e ultra-simples receita para picar também serve para acompanhar a novela, o The Voice ou as Tardes da Júlia. É indiferente. Só precisa de ter uma desculpa para juntar uns amigos em casa, à volta de uns copos de gin, de umas cervejas e de um pão destes.

O meu pretexto ontem foi o futebol. Já há uns anos que me apercebi de que Ela é ligeiramente mais hooligan do que eu no que toca à bola. Salta, grita, gesticula, ofende, mas, acima de tudo, come sempre que tem a televisão pintada de verde (é a cor da relva, não do clube...) à sua frente. Quando ontem me apercebi de que um pequeno grupo munido de cachecóis e bandeiras iria invadir a minha sala, para ver um jogo da Primeira Liga (vamos manter o mistério à volta do nome da equipa portuguesa...) tive de arranjar uma solução de recurso para alimentar esta mini-claque. E foi aí que me lembrei dos palitos de pão de queijo que vi, pela primeira vez, no blog Beantown Baker. Só fiz uma alteração: retirei os cogumelos para simplificar.

A receita é estupidamente fácil, parvamente deliciosa e idioticamente viciante. Não acredita? Então veja lá este vídeo de 30 segundos.

 

  

ovos cocotte em béchamel com “soldadinhos” de pão torrado, o pequeno-almoço ideal para este fim de semana

Já partilhei aqui que o meu querido Marido Mistério acha que lhe corre sangue britânico nas veias. Lá porque já leu as mil e uma biografias do Churchill, encarnou toda uma personagem. Por isso, ao fim de semana, Ele insiste em comermos ao pequeno-almoço ovos quentes com os famosos “soldiers” que terá aprendido com a avó, enquanto profere uns termos muito snobs num inglês muito british. Claro que é invariavelmente a chacota da Família Mistério. Mas, enfim, tenho de admitir que estes palitos de pão torrado são de facto uma delícia para molhar nesta receita maravilhosa do blog Renée Kemps, ideal para uma manhã de fim de semana, sem pressas.

Só preciso de ovos, molho béchamel, natas, folhas de manjericão, pão para os “soldadinhos”, azeite, alho, sal e pimenta preta moída. Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 2 pessoas, espreite aqui a receita original.

MG_3021-500x750.jpg

 

 

uma deliciosa festa de crostini para fazer este fim-de-semana

Aqui está uma ótima ideia para um jantar de verão ou um almoço na piscina. Encha um frapé gigante com gelo, garrafas de vinho branco e rosé e minis e ponha num lugar de destaque, acessível a todos os convidados. Depois faça uma ementa só de crostini. Crostini significa "pequenas tostas" em italiano. São uns deliciosos aperitivos servidos numa fatia de pão torrado com variadíssimos ingredientes por cima. Aqui a imaginação é o limite. Queijos, carnes, fruta, peixe, legumes, o que quiser... Fiquei rendida a estas maravilhosas sugestões do site Honestly Yum. Com uns aperitivos destes, quem fica com fome para almoçar ou jantar? São fáceis, práticos e originais. 

 

 

pão recheado no forno com queijo, fiambre e ovo, um brunch perfeito para dias como hoje

DSC01537 (1).jpg
Quem gosta de lavar a loiça ponha o dedo no ar! Quem gosta de passar o dia na cozinha ponha do dedo no ar! Bem me parecia que ninguém se acusa. Hoje é dia de descanso, não é dia de trabalhos forçados, sobretudo em frente a um fogão. É dia de receitas que não sujem nem loiças nem panelas, que alimentem um pelotão e já agora que sejam em conta, com ingredientes baratinhos e, o melhor de tudo, que sejam facílimas de fazer.
Enfim, encontrei todos estes milagres reunidos numa só receita, do incrível e absolutamente extraordinário blog RecipeTin Eats. Só precisa de um pão redondo alto (tipo brioche), uma fatia de fiambre, um ovo, queijo mozzarella ralado e um pouco de cebolinho picado – a receita original (que pode ver aqui) sugere que ponha salsa, mas eu prefiro cebolinho. E foi isso que usei em casa, como pode ver no vídeo em baixo.

 

  

pão saudável e sem glúten? só podia ser de banana, pois claro!

Parece um bolo, mas não é. Parece que engorda mas, olhe que não… ao contrário: é saudável, não tem glúten e entrou diretamente para o Top 10 dos meus pequenos-almoços preferidos. Primeiro porque é delicioso, depois porque fiquei rendida à autora da receita: chama-se Josefine e é uma jovem dinamarquesa de 19 anos que criou o Sprouted Fig, um maravilhoso blog vegetariano com ótimas receitas e muitíssimo bom gosto.

O mais extraordinário é que começou o primeiro blog aos 15 anos! Por isso, não me surpreendeu que aos 19 tenha inventado esta incrível receita que, ainda por cima, é facílima de fazer – demora, ao todo, 30 minutos: 10 a preparar e 20 no forno. Só precisa de mel, azeite, iogurte, duas bananas grandes, 2 ovos, extrato de baunilha, amêndoas, flocos de aveia, e avelãs para o topping. Se quiser saber as quantidades certas destes ingredientes para o equivalente a um pão de forma, espreite aqui a receita original.

DSC_00432-680x1024.jpg

 

umas tostas deliciosas para dar as boas-vindas ao fim-de-semana: abacate, pera, queijo gorgonzola e nozes

Sabem porque é que a minha dieta é e será eterna para todo o sempre? Porque eu adooooro pão. Não vivo sem pão. E não conheço ninguém, nenhuma alma, que consiga emagrecer a comer pão. Claro que existem aqueles seres enervantes que comem tudo e não engordam, mas dessa gente não reza a história.

Por isso, quando descobri no fantástico blog How Sweet Eats estas maravilhosas tostas com abacate, queijo gorgonzola e nozes, pensei: não penses, come. E Ele faz. No fundo, é uma dupla invencível: Ele cozinha, eu como.

avocado-toast-I-howsweeteats_com-4.jpg

 

esta vai ser a grande receita de 2016: pão sem hidratos de carbono (tão genial quanto fácil de fazer)

Acabou o pesadelo. Vai começar o deboche nesta casa. Já ouviu falar de pão sem hidratos de carbono? Feito com quatro ingredientes? Fácil, fácil de fazer? Pois, Ela já ouviu falar e não quer outra coisa. O exílio do pão terminou nesta casa graças a esta fantástica receita do site Food. Agora só comemos pão de nuvens. São 20 minutos de trabalho e zero gramas de hidratos de carbono. Vale ou não vale a pena conhecer esta revolução civilizacional?

Calculei. Então aqui vai.

Tudo o que precisa é de três ovos, requeijão ou queijo creme, cremor tártaro (costuma haver no El Corte Inglés) e adoçante natural (se preferir a versão adocicada) ou uma pitada de sal (se preferir o pão normal). Para confirmar as quantidades certas de cada ingrediente, veja a receita completa aqui.

LuFDGBqTDSI7HC5KQGtU_095 cloud bread.jpg

 

 

pão recheado no forno com ovos, bacon e mozzarella: é hoje que me desgraço toda!

Não dá. Eu tento, tento resistir, mas é mais forte do que eu. E hoje vou dar o grito do Ipiranga. Estou farta da minha dieta. Por isso, decretei o Dia da Asneira na Mansão Mistério. É a grande vantagem de ser a matriarca. Eu decreto e o resto da família obedece. E não sei porquê, pressinto que este meu decreto vai ser aplaudido e aprovado por unanimidade. Quem consegue dizer que não a esta maravilha da culinária que descobri no blog jo cooks? É uma delícia, demora meia hora a fazer e só tem um defeito: engorda. Mas, paciência. Amanhã recomeço a dieta.

Só preciso de pães redondos, ovos, fatias de bacon, bolinhas de mozzarella, tomates cherry cortados ao meio, sal e pimenta, e cebolinho para decorar. Se quiser saber as doses certas destes ingredientes para 4 pessoas, espreite aqui a receita original.

Eggs-and-Bacon-Bowls-1.jpg

 

 

3 maneiras deliciosas de animar uma torrada de pão integral

Vamos lá aqui admitir uma coisa simples: o pão integral não é propriamente a coisa mais saborosa do mundo, pois não? Calculei. Antes dele, temos o pão alentejano, o pão de Mafra, a broa de milho, a broa de Avintes, o pão de leite, o brioche, o fofinho e todos os outros pães que eu devorava já aqui, neste preciso momento, sem pensar dois segundos nas consequências.

Mas o pão integral faz parte dos sacrifícios essenciais de quem aspira a ter uma barriga que se consiga sentar ao volante de um Smart. E foi por isso num estado de profunda euforia que eu encontrei esta indispensável lista do sempre útil Buzzfeed: 14 receitas de tostas e sanduíches que tornam o pão integral num sacrifício ligeiramente menos penoso. Eu escolhi as três melhores para começar a adoptar urgentemente cá em casa.

 

Torrada de Pão Integral com Ovo Escalfado

ovo-poche-torrada-integral_0.jpg

Pão, manteiga light e ovo escalfado com sumo de limão. Se preferir, substitua a manteiga light por abacate – também fica delicioso. A receita, tal como a foto, é do site M de Mulher e só tem 80 calorias. Veja o modo de preparação aqui.

 

 

 

o incrível brunch do conceito food store (ou o dia em que dei cabo da minha dieta de vez!)

Escondido nas profundezas de Bicesse, na Rua Pequena, ao lado de um típico cabeleireiro de bairro, tememos o pior quando estacionámos o carro no meio de uma espécie de praceta rodeada de prédios, depois de curvas e contracurvas por estradas que nem sabíamos que existiam.

478953_362689100431679_1669773048_o.jpg

10857307_951355841564999_815089758556168236_o.jpg

 

 

a receita ideal para fazer uma surpresa no dia da criança: pão de banana e nozes

Falta menos de uma semana para esse dia mágico em que a minha querida Mulher Mistério distribui presentes pelos nossos quatro filhos – e outro por mim. Sim, estou a falar do Dia da Criança (e ainda não consegui perceber porque é que Ela me inclui entre os presenteados...). Mas este ano tenho uma resposta à altura: enquanto Ela compra presentes, eu faço pão. E não é um pão qualquer. É um pão próprio para crianças – e para mulheres fanáticas por bananas também. E, já agora, para homens que gostem de comer.

Cá em casa somos todos bananófilos convictos, por isso vou fazer um pão de banana e nozes para o pequeno-almoço de segunda-feira. O melhor de tudo é que, além de deliciosa, esta receita da Food Network é facílima de fazer.

FO1D17_22819_s4x3.jpg.rend.snigalleryslide.jpeg

 

 

ovos gratinados com parmesão, um pequeno almoço tão fácil que até uma criança consegue fazer

Estive uma semana inteira a ouvir quatro vozes enérgicas a pedirem:

– Pai, queremos fazer o pequeno-almoço!

– Pai, queremos fazer o pequeno-almoço!

– Pai, queremos fazer o pequeno-almoço!

– Pai, queremos fazer o pequeno-almoço!

Eu sei, vida de pai pode ser repetitiva. Mesmo a vida de um Pai Mistério. Para tentar evitar ouvir esta frase mais 758 vezes nos próximos sete dias, resolvi procurar uma receita simples e deliciosa que qualquer criança conseguisse fazer. Ok, qualquer criança talvez não. Mas muitas crianças, sim. E encontrei estes fantásticos ovos naquele que é cada vez mais um dos meus blogs de comida favoritos, o Pinch of Yum.

image.jpeg

 

conheça o mundo através das sandwiches típicas de cada país (francesinha e tudo)

Sabe como é que nasceram as sandwiches? Não, não estou a falar das sandes de courato. Nem das mais requintadas sanduíches de rosbife. Estou a falar das sandwiches com "w", à inglesa snobish, como só o Carson saberia pronunciar. 

Não sabe como é que nasceram?

Nós também não. Na verdade, ninguém sabe ao certo. Mas a lenda é maravilhosa. Por isso, para mim já virou verdade absoluta. Conta-se que um dia, durante um jogo de cartas, John Montagu, 4º Conde de Sandwich, pediu ao seu valet para lhe trazer um pouco de carne fria entre duas fatias de pão. E porque será que o lorde inglês se terá lembrado de comer a carne assim? Em primeiro lugar, porque era viciado em cartas e não queria interromper o jogo para comer com um garfo. Em segundo lugar, porque era um aristocrata e não queria sujar as cartas com a gordura da carne – por isso pediu duas fatias de pão para segurar o bife.

Ultrapassado este pequeno momento Canal História, vamos ao que interessa: uma sandwich é igual em qualquer país do Mundo? É claro que não, meu caro Watson. E é por isso que está aqui o seu querido Casal Mistério para o levar nesta deliciosa viagem pelas sandwiches típicas de 15 países do Mundo. A ideia original é do inestimável Buzzfeed.

Pegue nas cartas, a degustação vai começar.

 

Cuba

Captura de ecrã 2015-02-19, às 17.57.28.png

O nome medianoche dá-lhe alguma pista? Exactamente, esta sandwich foi feita para ser devorada depois de uma noite de copos. Pegue em duas fatias de pão doce cubano e coloque lá dentro carne de porco assada, fiambre, queijo, mostarda e pickles. Leve a tostar e fica à prova de qualquer ressaca.