Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

panqueca de mirtilos numa caneca para fazer no micro-ondas em 6 minutos

Quem disse que durante a semana não há tempo para fazer panquecas ao pequeno-almoço? Quem disse? Quem disse? Pois está redondamente enganado: esta receita do blog Bigger Bolder Baking vai mudar as suas atarefadas manhãs. A versão original tem recheio de mirtilos mas, se quiser, pode juntar a sua fruta preferida, como bananas ou morangos, por exemplo. E pode fazer ainda hoje antes de sair: demora 5 minutos a preparar e cerca de 1 a cozinhar.

Só precisa de farinha, bicarbonato de sódio, xarope de ácer (ou mel ou geleia de agave), leite, óleo vegetal, um ovo e mirtilos. Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 1 caneca, espreite aqui a receita original.

IMG_9077-682x1024.jpg

 

vídeo: panquecas saudáveis e deliciosas só com 3 ingredientes (sem farinha, nem leite, nem açúcar)

Captura de ecrã 2017-01-08, às 22.58.08 2.jpg

Esta receita é tão fácil quanto surpreendentemente saudável. Sabe porquê? Porque não tem farinha, nem leite, nem açúcar. E só leva três ingredientes: banana, ovos e canela. Por isso, têm um tom ligeiramente mais escuro.

Descobrimos esta maravilha da culinária no início do ano passado e foi uma das receitas surpreendentemente saudáveis que publicámos nessa obra que fica para a história da literatura mundial e que dá pelo nome de As Escolhas do Casal Mistério. Sim, estou a falar do nosso livro que já vai na terceira edição.

Para ver como fazer esta maravilha, pode espreitar este post que publicámos no ano passado ou ver este vídeo de apenas 30 segundos.

 

 

panquecas com recheio de maçã caramelizada: a melhor invenção para 2017

Não comece já a olhar de lado para mim. Eu sei que o país inteiro está de dieta, mas – francamente! – hoje é Dia de Reis! É dia de festa! E é dia da primeira excepção do ano à dieta! E nem sequer estamos a falar de uma excepção assim tão grande, porque cada panqueca só tem 195 calorias, o que não é propriamente uma tragédia.

Esta divinal receita do blog Pinch of Yum, um dos meus blogs de comida preferidos, tem uma particularidade verdadeiramente irresistível: dentro da massa de cada panqueca estão enxertadas (sempre sonhei poder usar esta palavra numa receita) deliciosas rodelas de maçã. É isso mesmo que acabou de ler: as fatias de maçã estão inteirinhas dentro da própria massa, por isso são muito menos hidratos de carbono que vai ingerir. Além disso, metade da farinha usada é de trigo integral. Eu não disse que a receita não era dramática para a sua dieta?

Tudo o que vai precisar é de farinha normal, farinha de trigo integral, fermento, sal, mel, manteiga derretida, leite e um ovo. Para as fatias de maçã caramelizadas, vai precisar de duas maçãs, açúcar mascavado, farinha e canela. Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, consulte a receita original aqui.

apple-pancakes-on-plate1-600x900.jpg

 

as melhores panquecas de 2016 estão no porto, num brunch que custa 6 euros

11074926_877642455633560_5442719963160359938_o.jpg

Aviso prévio: este texto não é recomendado a cardíacos. Primeiro, por causa das panquecas. Umas panquecas que juntam banana, Nutella e mel não são propriamente o mais aconselhável para quem sofre do coração. Nem outras que juntam morango, chantilly e um topping de chocolate. Ou ainda mais umas com caramelo, bolachas Oreo e frutos silvestres. Ou até com maçã, mel e canela. Enfim, a escolha é grande, o coração é pequeno.

Em segundo lugar, o preço é impróprio para quem não esteja habituado a emoções extremas: pagar €6 por um brunch com panquecas, ovos mexidos com bacon, um latte e um sumo é de fazer palpitar qualquer coração mais fragilizado.

Finalmente, o serviço também o pode deixar à beira de uma taquicardia, mas isso por motivos menos honrosos: esperar 32 minutos por umas panquecas e uns ovos mexidos dá direito a entrar directamente para o top 3 dos melhores brunches em slow motion.

No entanto, eu sou capaz de esperar o tempo que for preciso para poder comer as maravilhosas panquecas do Diplomata, na Baixa do Porto. E agora que chegámos ao final de 2016, há que dedicar uns minutos a analisar este que é verdadeiramente um dos temas do ano.

 

o brunch com os ovos mexidos gelados do casinha boutique café

14079681_1162777520446271_9166172577367112484_n.jp

– Eu vou querer um galão escuro, se faz favor.

– Galão não temos. Temos meia de leite.

– Mas eu queria mais quantidade. Não pode servir num copo ou numa chávena maior do que essa?

– Posso fazer um latte que é servido num destes copos de cartão maiores.

– Fantástico! É isso mesmo que vou querer.

– Mas o latte leva mais leite e menos café.

– E não é possível fazer o latte com mais café e menos leite? 

– Com mais café é a meia de leite.

– Mas eu queria mais quantidade...

– ...de leite? Então é o latte.

– Não. Mais quantidade de tudo. Queria um copo ou uma chávena maior.

– Então é o latte. Mas leva menos café.

Nesta fase da conversa, já tinha o batimento cardíaco ao nível da pulsação do Jorge Jesus em dia de derby. Ainda pensei que o facto de o empregado ser parecido com o Borat pudesse indiciar que eu estava a ser a estrela do próximo programa de apanhados da CMTV. Mas não. Estava simplesmente a pedir um brunch na Casinha Boutique Café, na Avenida da Boavista, no Porto.

 

panquecas holandesas: quem sabe o que são estas maravilhas feitas no forno?

Parece um post d’ Ele mas olhe que não. Sou eu, a Ela, que vos escreve, porque não resisti a partilhar aqui esta incrível receita do blog In My Red Kitchen. Mas sou obrigada a concordar com o meu querido Marido Mistério que um bocadinho de cultura gastronómica não mata ninguém. As chamadas panquecas “Dutch Baby” surgiram pela primeira vez, na primeira metade do século XX, num café familiar de um senhor chamado Victor Manca, em Seattle, nos EUA.

Na verdade, estas panquecas são de origem alemã e o seu nome terá sido uma interpretação de uma das filhas de Victor que em vez de “deutsch” terá dito “dutch”. E terão sido precisamente aqui que nasceram as “dutch babies”, umas fantásticas panquecas feitas no forno e muito leves e fofinhas. Depois deste pequeno momento José Hermano Saraiva, passo a explicar a receita.

Só precisa de ovos, leite, farinha, extrato de baunilha, sal e manteiga. Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente espreite aqui a receita original.

Perfect-Dutch-baby-pancake-2-inmyredkitchen.jpg

 

 

panquecas de ricotta, uma receita de inspiração russa, para fazer este fim-de-semana

Como infelizmente não sei escrever russo, peço-lhe que leia este post em voz alta com pronúncia de… russo. Leia comigo: “Esta receita inspirou-se nas tradicionais syrniki”, mas imagine que é o Valdimir Putin a dar ordens, naquele tom autoritário que, ao mesmo tempo, parece que se está sempre a engasgar. Pronto. Era isto. Não tenho mais nada de interessante para partilhar consigo hoje.

(…)

Estou a brincar! Esta receita, do blog Let the Baking Begin, é de facto inspirada nas deliciosas syrniki, é facílima de fazer e é uma excelente ideia para este fim-de-semana.

Só precisa de queijo ricotta, um ovo, açúcar, farinha, fermento, extrato de baunilha e azeite.

Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para cerca de 25 panquecas, espreite aqui a receita original.

RicottaPancakesMoistcheesecakelikepancakesthatwill

 

 

 

panquecas de abóbora com gengibre e pepitas de chocolate (mas sem açúcar, claro!)

Fim-de-semana sem panquecas é como Donald Trump sem polémica. Não dá, não é a mesma coisa. E entre passar o dia a ouvir as coisas profundamente inteligentes que Trump tem para partilhar com o mundo ou preparar umas divinais panquecas feitas com um cremoso puré de abóbora, não tive como duvidar. Panquecas 1 – Trumpecas 0.

Esta maravilhosa receita vem do fabuloso blog Half Baked Harvest e é qualquer coisa de sobrenatural, porque consegue misturar o sabor adocicado e a textura cremosa da abóbora com o toque levemente picante do gengibre. Por cima, ainda leva uma indescritível manteiga de xarope de ácer. Tudo o que vai precisar é de farinha, fermento, bicarbonato de sódio, canela, gengibre ralado, noz-moscada, sal, leitelho, puré de abóbora, ovos, manteiga derretida, xarope de ácer, baunilha e pepitas de chocolate. Para a cobertura, só vai precisar de manteiga e xarope de ácer. Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, consulte a receita original aqui.

Chocolate-Chip-Pumpkin-Pancakes-with-Whipped-Maple

 

 

 

o brunch mais saudável para este fim-de-semana: panquecas sem glúten feitas com iogurte grego e flocos de coco tostados

Acabou. Atingi todos os objectivos que tinha na vida: já tive um filho (na verdade, foi um pouco mais do que um), já plantei uma árvore e agora também já cozinhei uma panqueca com iogurte grego. É difícil encontrar alguma coisa melhor do que esta fabulosa combinação de iogurte grego, farinha de sorgo (é um cereal, não tem nada a ver com o sogro) e flocos de coco tostados. Ainda por cima, não leva açúcar refinado.

Esta maravilhosa invenção do blog Heartbeet Kitchen foi a estrela do nosso brunch de ontem e até teve direito à aprovação régia da guru das dietas, a minha querida e estimada Mulher Mistério. 

Tudo o que vai precisar para fazer esta maravilha é de farinha de sorgo, fermento, iogurte grego, leite, um ovo, sal, extracto de baunilha e vários toppings opcionais: kiwi, manteiga de coco (veja aqui como fazer), flocos de coco tostados e sementes de chia. Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, consulte a receita original aqui.

Fluffy-Gluten-Free-Pancakes-6-1.jpg

 

 

o pequeno-almoço mais delicioso (e talvez mais calórico...) do planeta: panquecas de bolachas oreo

Juntar na mesma receita panquecas e bolachas Oreo é como juntar na mesma sala a Gisele Bundchen e a Sara Sampaio. Não é fácil lidar com esta combinação dos deuses, no entanto é um crime não tentar.

E neste fim-de-semana não há cá desculpas: a Mansão Mistério vai encher-se de calorias para celebrar aquela que é a receita de pequeno-almoço mais deliciosa do planeta – talvez até da galáxia, quem sabe do Universo? São panquecas de bolachas Oreo com cobertura de chantilly de bolachas Oreo. Antes de começar a pensar que eu estou a repetir-me por causa da idade avançada, deixe-me já esclarecer: as bolachas Oreo estão mesmo em dois sítios diferentes – na massa das panquecas e na cobertura de chantilly. A ideia genial é do maravilhoso blog Granbaby Cakes.

oreo-pancakes-cookies-and-cream-pancakes-1-683x102

 

 

como fazer as panquecas mais surpreendentes do mundo em apenas 10 minutos

Estou completamente esmagado. Sinto o chão a fugir-me debaixo dos pés. Estou a perder o controlo. Não sei o que fazer. Eu, o guru gastronómico desta modesta casa, o líder espiritual da comida mistério, aquele a quem toda a família vinha pedir conselhos, eu mesmo, Ele Mistério de seu nome, fui completamente ultrapassado pela temível prole de filhos que criei. Sinto-me o pai do Édipo a ser esfaqueado no coração.

Então não é que a minha prezada Mulher Mistério fez anos por um destes dias que não podemos revelar e teve direito a uma surpresa por parte dos filhos que me deixou reduzido à minha insignificância? Os petulantes tiveram o atrevimento de se juntar para preparar um presente para a mãe e, nesta casa, presente digno desse nome tem de exercitar pelo menos dois dos músculos do aparelho digestivo. Resultado: quando Ela acordou de manhã, no seu dia de anos, tinha prontas, à sua frente, as panquecas mais espectaculares e surpreendentes que estes olhos já viram na vida. Ainda por cima facílimas de fazer. E mais ainda: sem precisarem de qualquer tipo de ajuda ou conselho meu.

lace_pancakes_20045_16x9 (1).jpg

 

 

o pequeno-almoço mais surpreendente do mês: panquecas de milho, directamente saídas da maçaroca

Este fim-de-semana, vai haver festa na Mansão Mistério. É a celebração do último fim-de-semana de Agosto. Que, por acaso, também é o primeiro fim-de-semana do fim das férias. E o 35.º do ano. Que, por acaso, é o número preferido do mini-misterioso mais novo. Eu sei, tudo é um bom pretexto para celebrar, não é? E cá em casa celebra-se sempre com uma receita deliciosa. 

Nesta festa improvisada, o mini-misterioso mais novo teve a honra de escolher a ementa. E, na impossibilidade de optar por um pequeno-almoço de Nutella acompanhada com um pouco de Nutella, teve de encontrar uma alternativa. A sua escolha foi revelada ontem à noite: umas fabulosas panquecas de milho. E quando digo de milho, não digo de farinha de milho, mas de milho verdadeiro, em grãos frescos e suculentos, acabados de sair da maçaroca, que lhe dá um toque adocicado e uma textura mais estaladiça. A receita é da sempre genial Martha Stewart.

Tudo o que vai precisar é de farinha, leite, óleo de canola, uma maçaroca, um ovo e sal grosso. Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, consulte a receita original aqui.

05edf10_e_vert.jpg

 

panquecas de ricotta e limão, o meu pequeno-almoço para quando eu for magra (ou seja, no dia de são nunca à tarde)

Sou completamente viciada em panquecas, desde que me lembro de existir. Aliás, os nossos queridos filhos mistério admitem que é a única coisa que sei fazer de jeito na cozinha… e ovos mexidos também, e… mais nada, mesmo. De facto, como desde pequenina que as faço, tenho praticamente um doutoramento em panquecas. E estas que descobri no blog Half Baked Harvest estão a enlouquecer-me... Já nem durmo a sonhar com elas: o queijo ricotta torna estas panquecas mais fofinhas e as raspas de limão dão-lhes um ligeiro sabor cítrico e fresco.

Só preciso de 3 ovos (com as claras e as gemas separadas), açúcar, casca de dois limões ralada, extrato de baunilha, manteiga derretida, leite, mistura para panquecas e queijo ricotta. Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, espreite aqui a receita original.

image.jpeg

 

 

panquecas de batata doce, a minha mais recente perdição saudável (até em férias!)

Tenho uma confissão a fazer. O verão já começou, as nossas férias também, tenho ido todos os dias à praia e mantenho-me uma fraca figura nos meus biquínis novos. O meu querido Marido Mistério, que é um amor e nunca usa a expressão "gorda" para se referir à minha pessoa, diz amoroso:

- Não te preocupes. Se fizeres ginástica, ficas ótima.

Não, não fico. Porque nem sou mole, sou mesmo cheiinha. Só lá vou fechando a boca mesmo. E até nas férias, não desisto da minha eterna dieta. Pelo menos de manhã. Por isso, hoje o meu pequeno-almoço vai ser esta maravilha saudável que descobri no blog Smile Sandwich. Estas panquecas de batata doce, além de serem uma delícia, são fáceis de fazer e pode aquecê-las no microondas ou na tostadeira. O truque, nesta receita, é colocar a batata doce no microondas até ficar macia o suficiente para a conseguir esmagar.

IMG_3024.jpg

 

 

panquecas de maçã, o brunch perfeito para as férias

Quando estou de férias, o que mais gosto é de acordar tarde. Mas tarde mesmo, quase à hora de almoço. E, por isso, em vez de um pequeno-almoço, tomar um brunch. É uma grande maçada... E um brunch digno desse nome tem de ter o quê? Panquecas, obviamente! Eu sei, eu estou de dieta. Mas não é para mim. Tenho uma prole de férias para alimentar. E eles vão adorar esta original receita do site brasileiro Bolsa de Mulher. Só preciso de 2 ovos bem batidos, leite, farinha de trigo, fermento em pó, sal, açúcar, 3 maçãs médias raladas, óleo vegetal e açúcar refinado para polvilhar. Se quiser saber as doses certas destes ingredientes, espreite aqui a receita original.

Receita de panquecas de maçã.jpg