Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

hoje é dia de brunch – e destes croissants divinais (e dos capuccinos e dos iogurtes e dos bolos do choupana caffe)

11209596_901638483213477_6208641941403558277_n.jpg

Olá, o meu nome é Ele e sou pastelariómano.

Pronto. Já assumi. Agora vou começar a desintoxicação.

Nas últimas semanas, fui tomado por uma forte dependência de pastelarias, bolos, pastéis, croissants, bolachas, biscoitos e tudo o que seja tão doce quanto calórico. E desde então a minha vida tem sido passada em cafés, lojas de bolos e casas de chá a aguar pelo próximo doce que vou devorar.

Há uns dias a coisa piorou bastante. Especialmente desde que resolvi ir lanchar ao Choupana Caffe. Agora, pense bem antes de continuar a ler este texto. Hoje é dia de brunch, de pequeno-almoço alargado e este sítio é a perdição do pequeno-almoço. Tem mesmo a certeza de que quer continuar?

  

 

está aberta a discussão: será que provei os melhores pastéis de nata de lisboa? (o melhor é voltar lá para confirmar...)

10363336_666293130124728_8559188593685118034_n.jpg

Um preto de cabeleira loira?! Um branco de carapinha?! Uma manteigaria que não faz manteiga?! Não venho aqui, a esta hora da manhã, para falar do saudoso restaurador Olex que tantos cabelos ressuscitou por esse país fora. Estou aqui para falar da manteigaria que não faz manteiga. Mas, em compensação, faz alguns dos melhores pastéis de nata que esta placa dentária já mastigou.