Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

guia de emergência para o seu natal

Está desesperado e ainda não sabe como é que vai surpreender a sua família e arrasar a sua sogra este Natal? Não se preocupe: chegou o Casal Mistério para o salvar!

Este é um post S.O.S. com todas as dicas, receitas e truques de última hora para preparar a melhor consoada de sempre.

Comecemos pelos aperitivos: por que não inovar e fazer um fantástico húmus de beterraba para abrir as hostilidades? Com umas tostinhas, é um vício ainda por cima saudável (veja aqui)! Mas há mais...

19120567_h0WiD.jpeg

 

 

o que os portugueses comiam no natal há 100 anos

1920s-photography-history-christmas-visits-to-pre.

Está a ver aquela posta alta e deliciosa de bacalhau cozido com couves, cenouras, batatas e muito azeite por cima? No início do século XX, isso era coisa que só existia no Norte do país. Do Porto para baixo, a véspera de Natal era passada no mais rígido e rigoroso jejum. A partir do início do Advento, as famílias faziam jejum de carne e, na véspera de Natal, no Sul do país, era jejum total até à Missa do Galo.

A tradição é recordada por Maria de Lourdes Modesto num artigo publicado no jornal Público, em 2009. A maior especialista em comida portuguesa lembra-se que, na década de 30, depois da missa tinha finalmente direito a comer qualquer coisa – e normalmente os pais serviam um doce para quebrar o jejum. No dia 25, então, era servido um almoço completo e, no Alentejo, onde vivia com a família, era sempre porco – peru nem vê-lo. 

No Funchal, a tradição também era a do jejum na véspera e a do porco no Dia de Natal. De madrugada, depois da Missa do Galo, era servida uma canja e um cálice de vinho. Na verdade, a festa só começava depois da missa.

IMG_2618.JPG

Hoje em dia, a ceia da véspera de Natal tem tanta importância como o almoço de dia 25. Mas, há 100 anos, era coisa que existia essencialmente no Norte do País, acima do Porto. Aí, sim, havia uma tradição de jantar em família, com bacalhau – cozido ou em pastéis –, polvo guisado, arroz de polvo ou outros pratos sem carne. Na véspera de Natal, a família reunia-se à mesa para celebrar a festa em conjunto. E Missa do Galo não existia na região.

 

 

7 erros que tem de evitar quando cozinhar o seu peru de natal

Há duas coisas obrigatórias no Inverno: a Serra da Estrela é a única estância de ski que fecha cada vez que neva e nós somos a única família que come um peru por pessoa no Natal. Ok, é capaz de não ser todo esse exagero, mas adoro a pele estaladiça, o molho caramelizado, a carne tenrinha e o recheio suave. Um Natal sem peru é para mim tão grave como o Bruno Carvalho sem aquela voz de marialva ressacado.

E quando falo de peru tem de ser um peru delicioso, cozinhado mesmo no ponto. No ano passado, já aqui falei daquilo que deve fazer para cozinhar um peru perfeito; este ano vou falar daquilo que não pode fazer – nunca, jamais, em tempo algum. E para isso o fabuloso site The Kitchn juntou os sete erros que tem mesmo de evitar quando pegar num avental.

6cf07a53f8850c1071709272752ade51e780516f.jpeg

 

 

ainda tem restos do natal? então não perca este delicioso panini de peru, brie, maçã e maionese de mostarda de mel

Esta é provavelmente a semana em que se come melhor durante todo o ano. É a altura em que temos o frigorífico cheio de restos que sobraram do Natal, seja de sua casa seja daquilo que conseguimos subtrair de casa da família. Além disso, a comida repousou, os sabores intensificaram-se e as combinações apuraram. 

Perante esta combinação astral, só precisamos de saber responder a uma pergunta: o que é que vamos fazer com os restos?

Os ingleses juntam-se em casa dos amigos com caixas cheias de sobras de comida para fazerem uma festa pós-Natal, o Boxing Day. O Casal Mistério junta a sua pequena equipa de futsal para fazer esta maravilhosa receita do blog Nutmeg Nanny: panini de peru com maçã, brie e maionese de mostarda de mel. Dá para um brunch ou para um fantástico almoço no trabalho.

panini.jpg

 

qual o vinho ideal para acompanhar cada receita de natal nesta consoada

Cá em casa, o Natal tem dois momentos altamente delicados: um é o da abertura dos presentes, o outro é o da abertura das garrafas. Qual o melhor vinho para começar a refeição? O que é que deve acompanhar o bacalhau? O que beber com as sobremesas? Enfim, perguntas que nos atormentam durante dias e dias, que nos tiram o sono e que nos obrigam a provas diárias até chegar a uma conclusão que satisfaça toda a família.

Este ano, a minha tarefa ficou bastante mais facilitada depois de ter descoberto este fabuloso guia do site Wine Folly. É uma verdadeira Bíblia da gastronomia, um autêntico Corão da vitivinicultura. Tudo para percebermos que tipo de vinho é mais indicado para acompanhar cada tipo de comida. 

wine-and-food-pairing-chart.png

 

o melhor perú de natal é também um dos mais fáceis de fazer (e a receita é do jamie oliver)

E eis-nos chegados ao momento mais delicado e sensível deste período pré-natalício: o perú, esse passarão gigante que afugenta grande parte das crianças da mesa de Natal quando é servido seco e sem graça. Pois bem, meus caros e respeitosos concidadãos, tenho uma notícia fundamental para lhes dar: o perú pode facilmente ser o prato mais delicioso, saboroso e airoso da sua mesa de Natal. E não precisa de passar um dia enfiado na cozinha, só tem de seguir esta ultra-simples receita do Jamie Oliver.

O segredo está em separar a pele da carne do peru e encher essa zona com uma deliciosa manteiga de ervas. Enquanto o peru vai cozinhando no forno, a manteiga vai derretendo e entranhando na zona mais seca da carne: o peito do peru. Por outro lado, a pele solta tornar-se-á muitíssimo mais leve e estaladiça. O próprio Jamie Oliver garante que esta é a melhor receita de perú assado no forno que existe no mundo. E se ele garante, eu já estou na cozinha.

F28KByMjaOAB9_kUN4I1od.jpg