Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

hoje é dia de fazermos uma verdadeira sangria espanhola (e por isso temos aqui a receita do ferran adriá)

20180615_160321.jpg

Não podia resistir a uma oportunidade destas! Em dia de Portugal-Espanha, há alguma coisa melhor do que fazermos uma verdadeira "sangria espanhola"? Calculei... Então a combinação é a seguinte: caros conterrâneos da Selecção Nacional, Vossas Excelências tratam de fazer a sangria em campo, nós, adeptos devotos, encarregamo-nos de fazer a sangria em casa.

E, para um momento solene como o de hoje, precisamos dos melhores conselhos para fazermos a sangria mais eficaz. É por isso que tenho aqui a receita do melhor chef espanhol de sempre: Ferran Adriá, tão-só o antigo responsável pelo prestigiadíssimo El Bulli. Tenho a certeza de que, se usarmos a receita dele para fazer uma sangria, não vai sobrar nenhum espanhol em campo.

 

camarão com molho de manteiga e alho para celebrar a chegada do calor

Está oficialmente inaugurada a época do petisco na Mansão Mistério. A temperatura não pode subir um bocadinho que o meu querido e dileto esposo saca logo da mini do frigorífico e começa a querer petiscar. Só para me desgraçar! Ele faz de propósito para ninguém olhar para mim. Tenho a certeza. É a estratégia mais baixa e mais rasteira que tenho visto! Por isso, tenho de me antecipar e descobrir petiscos light. Este que descobri no ótimo blog Foodie Crush é ideal, desde que eu consiga resistir à tentação de molhar o pão no molho.

Só preciso de camarão grande (com casca e cauda), manteiga, alho, chalotas picadas, sal e pimenta preta moída, cerveja, limão, salsa, e pão, claro, para quem pode. Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 4 pessoas, espreite aqui a receita original.    

Peel-n-Eat-Shrimp-foodiecrush.com-105.jpg

 

 

o segredo para fazer umas batatas fritas estaladiças e crocantes no forno

Seguramente, já experimentou fazer uns divinais palitos de batata doce ou normal no forno, não já? E alguma vez ficaram moles e sem graça? Calculei... acontece a todos. Pois bem, hoje tenho aqui a solução para fazer sempre umas batatas crocantes e estaladiças. E não, não precisa de as mergulhar numa piscina de óleo para as deixar a crepitar na boca.

aabf143f6b5707f67e2a1cec73b542e238ec479c.jpeg

 

 

o vídeo ideal para um dia de mau tempo: pão alentejano recheado com queijo derretido no forno

DSC00063.jpg

Há coisas que nasceram para existir em conjunto: o Egas nasceu para estar com o Becas, o Jorge Jesus nasceu já com uma pastilha elástica na boca e o mau tempo nasceu para ter um queijo derretido no forno. E então se esse queijo for acompanhado por um magnífico pão alentejano quentinho e ainda a estalar, estamos perante a mais perfeita união que este universo já produziu.

É por isso que desafio toda a gente que não esteja agora nas Maldivas: veja este vídeo de 40 segundos e vá para a cozinha porque o seu dia está prestes a mudar.  

 

 

 

o melhor spot para umas férias na neve: uma esplanada gourmet no meio das pistas de ski

Ok, o ski é muito giro e divertido, é desporto, é saudável, queima calorias, toda a família participa e toda a gente cá em casa adora. Isso não tem discussão. No entanto... 

nomad1

...No entanto, o que seria de umas férias de ski se tivessem também um magnífico spot gourmet mesmo no meio das pistas? Costuma ir para Andorra? Prepara-se para passar lá as suas mini-férias de Carnaval? Ou da Páscoa? Então, não pode deixar de procurar o Nomad Gourmet Food Ratrack. 

 

os ceviches são óptimos, as ostras deliciosas, as sobremesas divinais e o serviço magnífico! (uma pista: estamos a falar do porto)

abertura.jpg

– Adoro a música! Parece a do hotel do Rafael, de Jane the Virgin!

Tenho de confessar: o nível de cultura musical dos nossos queridos e prezados Filhos Mistério esgota-se nos primeiros acordes das bandas sonoras das novelas venezuelanas. E, por isso, não perderam muito tempo a analisar a música ambiente do novo restaurante do Porto. Saltaram directamente para a deliciosa lista de criativos ceviches, fantásticas sobremesas e fabulosas ostras do Panca.

Aqui tudo tem a ver com a América Latina: desde a música à comida, passando por...

 

jantares com amigos: quais os melhores restaurantes em lisboa e porto

1.jpg

Entrámos naquela perigosa época dos jantares de Natal. Aquela época em qua as dietas se eclipsam da nossa vida à mesma velocidade a que as filhoses desaparecem da mesa da Consoada. Aquela época em que temos de celebrar com os amigos, com os actuais colegas do trabalho, com os ex-colegas da escola, com os futuros colegas do ginásio e até com aquele grupo que conhecemos na praia, no Verão de 1987.

É verdade, de agora até ao dia 24, a nossa vida está transformada na agenda do Marcelo Rebelo de Sousa – não há dia sem programa. E por isso foi com um enorme sorriso que recebemos o desafio do Novo Banco: eleger os melhores restaurantes para ir jantar fora com os amigos. Em grupo, em grupeta ou em multidão. Restaurantes animados, divertidos e com mesas grandes, onde possamos estar todos à vontade sem os olhares reprovadores do casal romântico do lado a cada gargalhada estridente da minha querida Mulher Mistério.

Estes são os nossos quatro restaurantes preferidos para jantar em grupo.

 

 

pão recheado com camembert e nozes caramelizadas no forno, uma receita divinal para preparar em 10 minutos

Ainda não decidi bem o que é que gosto mais nesta receita: se o facto de eu só precisar de passar dez minutos na cozinha a fazê-la, se aquela consistência viciante do queijo derretido, se a combinação do queijo salgado com as nozes caramelizadas... O que é que acha? Não sei bem... Nem sei se vou conseguir saber sem a voltar a provar...

É isso mesmo! O melhor é fazer uma pequena incursão até à cozinha e voltar a fazer esta maravilha para tentar decidir de uma vez por todas. E convém despachar-me porque quando a minha querida Mulher Mistério descobrir que este pequeno vulcão calórico ostenta uns orgulhosos 37 gramas de gordura por pessoa, exila-me no gulag da dieta.

A fantástica invenção é do delicioso blog The Cookie Rookie é só leva um pão redondo, um queijo camembert, manteiga derretida, alho em pó, nozes caramelizadas (se não conseguir encontrá-las no supermercado, pode ver como fazê-las aqui ou substituí-las por outros frutos secos caramelizados), bacon picado e mozzarella ralado. Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, consulte a receita original aqui.

candied-walnuts-bacon-baked-brie-bread-bowl-2-of-8.jpg

 

 

o queijo derretido mais fácil de sempre: camembert em massa folhada só com 4 ingredientes

Todos os anos, há duas coisas obrigatórias no primeiro dia de chuva, depois do Verão: os semáforos de Lisboa não trabalham e eu faço um fantástico queijo derretido no forno para o jantar. É quase uma tradição: com o mesmo empenho com que o Fernando Medina inferniza a vida dos condutores, eu infernizo a dieta da minha querida Mulher Mistério.

Hoje vou preparar um fantástico camembert envolvido em massa folhada. A receita é do fabuloso site The Kitchn e é facílima de fazer. Só vou precisar de massa folhada, queijo camembert, doce de frutos silvestres e um ovo batido. Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, consulte a receita original aqui.

777609b67c396c7f00c35eec63ec931a03f34992.jpeg

 

 

vinho branco quase morno e bombas de empadão: a desilusão do tapisco, o novo restaurante de henrique sá pessoa

20376163_338802519894850_7648822024218547082_n.jpg

– Desculpe, o vinho branco não está muito fresco.

– Pois, aqui é normal. O nosso frio não funciona muito bem.

Estamos em Lisboa, numa noite com cerca de 30º C, no novo restaurante do chef Henrique Sá Pessoa, e o vinho branco veio quase à temperatura de um banho nas termas. Podia ser por acharem que aquele vinho devia ser servido à temperatura de um vinho tinto. Podia ser por mania ou por inovação. Mas não. No Tapisco, pelos vistos, é "normal" "o frio" não funcionar muito bem.

 

 

demora menos de 10 minutos a fazer e fica tão cremoso como uma mousse: é um divinal húmus de abacate!

– Ela, acabei de descobrir uma receita espectacular no blog Cooking Classy: húmus de abacate! Como é que eu nunca me lembrei disto antes???

– Húmus de abacate?! Mas qual é a diferença entre isso e guacamole???

Está a ver o que eu sofro em casa cada vez que a minha querida Mulher Mistério decide perorar sobre culinária?! Como é que é possível comparar um cremoso húmus feito com grão, abacate e um exótico molho tahini com um consistente guacamole, feito com cebola, tomate e coentros, em que ainda se sentem alguns pedaços de abacate por esmagar?

Não tem nada a ver, minha doce e prezada Mulher Mistério! É o mesmo que comparar uma omelete com um pão de ló só porque os dois levam ovos.

Esta receita consegue entrar directamente para a lista dos húmus mais cremosos e aveludados de sempre porque o abacate batido dá-lhe uma irresistível suavidade que mais parece uma mousse. Depois, demora menos de dez minutos a preparar. E fica divinal com uns chips de batata doce no forno a acompanhar. Que mais é que podíamos querer para uma sexta-feira à noite?

avocado.jpg

 

 

tiras estaladiças de queijo só com 3 ingredientes (e sem farinha, claro!)

A minha vida é uma negociação permanente. Só preciso de me aproximar da cozinha para começar o massacre. 

– O que é que vais fazer? Queijo?! Isso engorda! Que absurdo! Nem penses!

Pode derramar uma lagriminha com pena de mim que eu bem mereço. Pior do que aturar a minha querida Mulher Mistério de dieta só mesmo aturar a minha querida Mulher Mistério de dieta. Espere lá, estou a repetir-me? Deve ser da pressão.

Qualquer receita que eu faça para o lanche tem de ter sempre um detalhe saudável. Nem que seja só aparentemente saudável. O que interessa é convencer a Poderosa Chefona Mistério de que um prato de queijo não é tão mau assim. E, no caso desta fantástica receita do blog Kirbie Cravings, Ela já está convencida: só precisei de anunciar que não levava farinha nem glúten, a sua última obsessão dietética.

No fundo, vai precisar apenas de queijo mozzarella, ovos e uma mistura de especiarias italianas secas (orégãos, manjericão, salsa, tomilho e alecrim). Para saber as quantidades certas de cada ingrediente consulte a receita original aqui.

low-carb-cheese-crust-breadsticks-6c

 

este jantar é amor à primeira vista: tostas de queijo brie com framboesas e mel

Há receitas que me fazem suspirar e tremer como se estivesse a protagonizar aquelas típicas cenas de amor à primeira vista das comédias românticas. Uma pessoa parece que fica tonta, corada, sem saber o que dizer e fazer... enfim, é o amor em todo o seu esplendor. E a mim já me aconteceu duas vezes: quando conheci o meu querido Marido Mistério (sim, foi amor à primeira vista apesar dele ostentar uma camisola de gola em bico aos losangos e uns óculos escuros antiquados que eu fiz um esforço titânico para ignorar) e quando descobri esta receita do espetacular blog Half Baked Harvest. Pensando bem, acho que suspirei mais quando vi esta delícia. Tem basicamente 3 dos meus ingredientes preferidos: queijo brie, framboesas e molho pesto. Demora 15 minutos a fazer e vai ser hoje o nosso jantar. Ah, que chatice, também tem pão. Não faz mal, instituo mais um Dia da Asneira esta semana!

Só preciso de pão alentejano cortado às fatias, azeite, queijo brie cortado às fatias, framboesas frescas, mel e rúcula ou canónigos para decorar. Para o molho de pesto, preciso de azeite, manjericão fresco, raspas e sumo de um limão, sal e pimenta.

Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 6 pessoas, espreite aqui a receita original.

Honey-Raspberry-Brie-Crostini-with-Basil-Oil-4.jpg

 

 

é bar, é restaurante, está na moda e é um dos sítios mais espectaculares de lisboa

Captura de ecrã 2017-06-21, às 14.59.55.png

Tem música alta, tem mesa de DJ, tem clientes que passaram mais tempo no cabeleireiro do que a dormir na noite anterior e, se ainda tem dúvidas de que estamos no último sítio da moda em Lisboa, então tome atenção ao aviso colocado à porta de cada casa-de-banho individual: "1 only".

Chama-se JNcQUOI e abriu no final de Abril, no edifício do Teatro Tivoli, em Lisboa. Mas, em menos de dois meses, já se transformou no local mais in da noite. E do dia também. No andar de cima, fica o restaurante, mais caro e formal (pelo menos cerca de €50 por pessoa), onde encontra a taxa de políticos e empresários por metro quadrado mais elevada da capital. Aí tem um ambiente que mistura a arquitectura clássica do teatro com alguns detalhes modernos, como um esqueleto gigante de dinossauro no meio da sala.

No andar de baixo, fica o DeliBar, ligeiramente menos caro e bastante mais descontraído, que é uma mistura de bar e balcão de petiscos sofisticados. Pelo meio, o JNcQUOI ainda tem uma mercearia gourmet (tudo o que come no DeliBar pode comprar para levar para casa), a loja masculina da marca de roupa Fashion Clinic, um cantinho onde se vendem os bolos e macarons da famosa Ladurée e uma mini-livraria com os livros da Assouline, a mais importante editora de luxo do mundo. 

 

 

como fazer as melhores e mais fáceis gambas al ajillo

As sardinhas estão para Portugal assim como as gambas al ajllo estão para Espanha. Por mim, não me importava nada que os arraiais desta época servissem também esta especialidade espanhola. Adoro. Sou viciada. Só tem um único problema: é que é impossível deliciarmo-nos com gambas al ajillo sem uma fatia de pão ou uma torradinha. Aquele molho é completamente irresistível. E é aí que o caldo se entorna todo, que é como quem diz é quando me desgraço toda. É como um pacote de batatas fritas: só paro quando fica vazio. Neste caso, não o pacote mas o prato.

Descobri esta receita no site PBS. O autor chama-se Marc Matsumoto, um conceituado chef que colabora com o New York Times, o Wall Street Journal, o USA Today e o Food Network e fiquei rendida à simplicidade da receita. É tão fácil que decidi fazer sozinha, sem marido nem filhos a palpitar. Só vou precisar de azeite, alho picado, paprika, gambas descascadas, sal e pimenta, e salsa para decorar.

Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para duas pessoas, espreite aqui a receita original.

garlic-shrimp-3.jpg