Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

vinho branco quase morno e bombas de empadão: a desilusão do tapisco, o novo restaurante de henrique sá pessoa

20376163_338802519894850_7648822024218547082_n.jpg

– Desculpe, o vinho branco não está muito fresco.

– Pois, aqui é normal. O nosso frio não funciona muito bem.

Estamos em Lisboa, numa noite com cerca de 30º C, no novo restaurante do chef Henrique Sá Pessoa, e o vinho branco veio quase à temperatura de um banho nas termas. Podia ser por acharem que aquele vinho devia ser servido à temperatura de um vinho tinto. Podia ser por mania ou por inovação. Mas não. No Tapisco, pelos vistos, é "normal" "o frio" não funcionar muito bem.

 

 

novidade! novidade! acabou de abrir o memmo príncipe real com uma vista deslumbrante sobre lisboa

13615112_299481937068481_7879038980228840680_n.jpg

É o mais recente boutique hotel de Lisboa. Tem 41 quartos e fica no topo de uma colina com uma vista fantástica para a cidade. Dos mesmos donos do Memmo Baleeira, em Sagres, e do Memmo Alfama, também em Lisboa, o Memmo Príncipe Real abriu as portas ontem, depois de vários dias em testes, e só ainda em regime de soft opening, que é como quem diz tenha paciência porque ainda não está tudo a 100%.

 

chama-se el clandestino e é um dos mais surpreendentes restaurantes de lisboa (então os churros com doce de leite...)

1797363_191550921184167_6852656135133351019_n.jpg

Há restaurantes para onde convém levar sempre uma camisolinha às costas por causa do frio; outros onde não se pode entrar sem um leque por causa do calor. No El Clandestino, não se esqueça de levar o megafone. Isto se quiser conviver verbalmente com os seus companheiros de mesa sem mal-entendidos. Entre música, gritos e gargalhadas das mesas à volta, fica difícil proferir qualquer palavra sem acabar a noite a falar como o Marlon Brando, no Padrinho.

Desde que abriu, em Novembro de 2015, que o El Clandestino se tornou um dos restaurantes mais procurados do Bairro Alto, em Lisboa. E isso tem consequências – o barulho e a confusão – mas também tem causas. E é para falar delas que estamos aqui hoje.

 

e quando um dos melhores hambúrgueres de lisboa se junta a uma das melhores esplanadas de lisboa, isso é...

13339610_520593914799637_2405695578904028687_n.jpg

Vem uma pessoa, num lindo dia de sol, preparada para esplanadar e acaba a abarrotar. E porquê? Porque não é fácil resistir aos encantos da Wagyu. Não estou propriamente a falar da última ninfa da mitologia grega, mas sim da melhor e mais saborosa carne do mundo. E é esta carne que pode encontrar dentro de duas fatias de pão de hambúrguer, na magnífica esplanada do Atalho Real, no meio de um jardim cheio de árvores, num lindo dia de sol.

Mas antes de falarmos de carne, vamos ao sol.

 

hoje é dia de pizza, de presuntos e de queijos tostados a derreter à sua frente – é dia de falar da nova pizzaria zerozero

12670760_1063766330328135_9003354352485317904_n.jp

Não é fácil ir hoje em dia ao Príncipe Real, no epicentro do furacão turístico de Lisboa. Especialmente se for ao fim-de-semana. E mais especialmente ainda se levar um carro familiar para transportar uma família numerosa. É claro que tudo isto se conseguiu juntar na nossa visita à nova pizzaria ZeroZero. E o resultado foi sermos recebidos de forma semi-violenta por alguém de guarda-chuva em punho.

Depois de mais de meia-hora às voltas, a tentar estacionar na zona do Príncipe Real, encontrámos finalmente um lugar quase à porta. Quando a minha querida Mulher Mistério estava a começar a arrumar, ouvimos alguma coisa a bater no carro: era uma mulher, aos gritos a martelar com o chapéu-de-chuva no capô. A senhora (que, depois de confirmarmos, podemos garantir não se tratar de João Soares) estava em pé, há mais de cinco minutos, no meio da rua, a guardar o lugar para o marido, do qual não havia o mínimo sinal no horizonte. Qualquer carro que se aproximasse era tratado à guarda-chuvada.

Com a sua paciência de freira de clausura, a minha querida Mulher Mistério evitou a discussão e continuou em busca de um estacionamento que apareceu 15 minutos depois, a 800 metros de distância.

Mas as esperas não acabam aqui. Depois de conseguir estacionar o carro, é preciso esperar à porta porque o restaurante não aceita reservas. E essa é a grande vantagem do ZeroZero.

 

novidade! novidade! a miss jappa chegou este fim-de-semana ao príncipe real (não se assuste, é o novo restaurante japonês com a assinatura da chef anna lins)

12719364_1575058606152962_1415779021299214763_o.jp

Se o peixe aqui for tão fresco como esta notícia, temos o dia ganho. O Miss Jappa acabou de abrir na sexta-feira, no Príncipe Real, em Lisboa, e tem tudo para ser um grande restaurante japonês. 

 

novidade! novidade! os fantásticos cheesecakes americanos chegaram ao príncipe real

1779723_1487967784808020_4082583778768995546_n.jpg

Senhoras e senhores, ponham a vossa cara mais consternada, arrebitem a marreca e fixem o olhar no chão porque eu tenho uma péssima notícia para dar. Não estou a brincar. É sério. E grave. Se tinham qualquer aspiração a manter a linha até ao Natal, esta é a pior informação que poderiam receber.