Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

massa chinesa com queijo da serra e alecrim (ou como aproveitar a casca do queijo da serra)

serra 3.jpeg

O momento em que nos despedimos pela última vez de um Queijo da Serra é sempre um momento triste e difícil de ultrapassar nas nossas vidas. Esta semana, foi com alguma pena que olhei pela última vez para uma raquítica casca de queijo amanteigado que durou apenas uma semana no prato – cá em casa acho que as crianças aprenderam a gostar de queijo antes de terem aprendido a falar. E foi no momento que que me preparava para começar as cerimónias fúnebres, junto ao caixote do lixo, que parei e olhei para o meu lindíssimo seminovo tacho que a minha querida Mulher Mistério fez a delicadeza de me oferecer. 

– Alô, Terra chama Ele! Acorda, homem! Olha para as infinitas oportunidades que existem ao juntares estas duas preciosidades: um tacho e uma casca de queijo da Serra! Não deites isso fora, seu cérebro de perú!

A voz segura do meu neurónio esquerdo soou-me como uma premonição nos ouvidos. Parei a dez centímetros do saco do lixo e recuei lentamente em modo rewind até ao balcão da cozinha. Parecia o Michael Jackson a dançar o Thriller para trás.

 

 

já provámos o novo pastel de bacalhau com queijo da serra e... (até tenho medo de dizer isto)

slider-2-2.jpg

Finalmente, o país decidiu discutir um tema verdadeiramente importante para o nosso futuro enquanto nação valente e imortal. Estava cansado de ver jornais e televisões cheios de notícias fúteis sobre o default da Grécia, a venda da TAP ou a crise do euro. O importante, o relevante, o determinante é o pastel de bacalhau com queijo da serra. Isso, sim, tira-me o sono. E é por isso que estou aqui hoje, qual Judas a caminho do lavatório, para me confessar publicamente perante vós: eu, Ele Mistério, provei o pastel de bacalhau com queijo da Serra. 

Quando Maria de Lourdes Modesto fala, eu levanto-me da cadeira para ouvir em sentido. Quando Maria de Lourdes Modesto grita "obscenidade" e "pornográfica figura", eu transformo-me no Diácono Remédios, de bazuca ao ombro. No entanto, desta vez não resisti à tentação. Eu sei que é uma traição nacional, mas provei. Chamem-me pornógrafo, chamem-me Animatógrafo do Rossio, chamem-me o que quiserem... Mas eu fui lá, entrei por aquela porta de pecado, peguei num pastel de bacalhau carregado de queijo da Serra e trinquei. Devo mesmo confessar que degluti. Pior: até digeri.