Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

o jantar ideal de domingo: taça de arroz com sashimi de salmão, ovo escalfado e abacate

Esta receita é o que se pode chamar a perfeição numa taça. Quem resiste a uma taça de arroz com sashimi de salmão, um ovo escalfado e um abacate por cima? Eu adoro. E gosto ainda mais de me imaginar a deliciar-me com esta maravilha, esparramada no sofá, a ver novelas e a Casa dos Degredos, pequenos guilty pleasures que o autoritário e o intelectual do meu querido Marido Mistério não me deixa ter. É certo que os nossos filhos também não me dão espaço para me esparramar onde quer que seja, mas enfim, posso sempre servir esta maravilha à mesa, com a televisão desligada, que, diga-se, é o que uma mãe de família que pretende passar a mensagem correta aos seus filhos deve fazer. Mas é tão bom abandalhar e quebrar as regras de vez em quando... Mas isso só acontece quando Ele não está em casa...que é praticamente...nunca.

image.jpeg

 

 

sashimi de salmão, uma entrada de luxo ou um almoço super light: a escolha é sua!

Esta é provavelmente uma das receitas que mais fazemos cá em casa. Os miúdos adoram sashimi. Eu, além de ser viciada, devoro quantidades astronómicas, porque, lá está, não engorda. Ele, além de ser fã, adora preparar esta delícia oriental porque basicamente é a receita mais fácil do mundo. E assim cai por terra o mito de que o bom sashimi só se come em bons restaurantes japoneses. A Mansão Mistério é a prova viva de que esta tese não se confirma, porque o sashimi preparado pelo meu querido Marido Mistério é dos melhores que o meu cada vez mais exíguo estômago já experimentou. É tão fácil como delicioso e o segredo está... na qualidade dos ingredientes. O sucesso desta receita passa sobretudo por um ótimo e fresquíssimo salmão, como este do blog Le Parfait.

untitled.png

 

um delicioso almoço de sushi de fusão?! à descrição?! por €12,90?! é isso mesmo! só é pena a barulheira à volta

946207_675981515750134_55364945_n.jpg

Entrar no Sushisan do Saldanha, em Lisboa, é como embarcar num avião de uma companhia low cost. Não é que tenha uma hospedeira à sua espera à entrada, mas tem a expectativa tão baixa como o investimento em manutenção de um avião da Ryanair.

 

novidade! novidade! abriu um novo restaurante japonês no centro de lisboa e já lá fomos

Chama-se Tsubaki, que significa “camélia” e abriu no início do mês no Turim Saldanha Hotel, perto da maternidade Alfredo da Costa. E a melhor notícia é que tem como consultor um dos mais conceituados chefs nacionais de gastronomia asiática, o incrível Paulo Morais (ex QB e ex-Umai). E melhor ainda: já lá fomos!

Restaurante Tsubaki 1.jpg

 

 

salada de sashimi de corvina com edamame, sementes de sésamo e algas tostadas

"Estoooooou de volta para o meu aconchego..." Estou sempre a cantarolar esta mítica música da Elba Ramalho (quem se lembra? Adorava! Que maravilha!) mas na minha eterna versão: "Estoooooou de volta para a minha dieta..." Oh, vida dura! Mas hoje estou decidida a comer um prato light que me faça feliz. E quando descobri esta receita facílima neste fantástico site, a minha boca abriu-se num sorriso gigantesco que ainda perdura. Mas primeiro vou ficar a admirar este prato durante alguns minutos, para ficar sem fome. Os meus olhos comem tanto ou mais do que a minha boca, por isso, talvez resulte.

IMG_0232.JPG

Ingredientes 

  • 200 g de corvina para sashimi
  • 130 g de edamame
  • 1 colher de sopa de sementes de sésamo
  • Algas cortadas fininhas tostadas

Para o molho de sumo de limão e de sésamo

  • 2 colheres de sopa de molho de soja light
  • 3 colheres de chá de óleo de sésamo
  • 1 colher de sopa de sumo de limão

 

Para o molho de sumo de limão e sésamo, junte todos os ingredientes numa taça, tempere e reserve. Depois, corte fatias muito fininhas da corvina (perpendiculares às fibras do peixe), e coloque-as num prato gelado. Espalhe o edamame e as sementes de sésamo, tempere com o molho, decore com as algas tostadas e sirva.

Nota: se conseguir arranjar molho yuzu, use-o em vez do sumo de limão para obter um verdadeiro e delicioso molho japonês!

Agora, vou ficar a olhar para o prato mais um minuto... Jajão (como diria o meu filho do meio!) Não vou nada! Estava a brincar! Vou mas é pegar nos pauzinhos e comer esta delícia demoradamente, para — literalmente — fazer render o peixe.

 

Uma ótima dieta para mim,

Ela

 

receita e foto: gourmettraveller

jantar do dia do pai: salmão braseado, sashimi de atum e salada de mozzarela com tomate, abacate e azeite de trufas

Cá em casa Dia do Pai é dia do pai na cozinha. Não, não me estou a lamentar, estou só a constatar um facto. Mais vale passar dez minutos à frente do fogão do que três horas enfiado num restaurante a abarrotar com famílias numerosas forçadas a comemorar a data com um jantar fora. É um dia especial? Então prepare um jantar especial. E deixe os restaurantes para o almoço ou para os dias em que os outros 9.999.999 portugueses não têm nada para comemorar.

E quem diz à frente do fogão, diz à frente do balcão, porque hoje em dia cozinhar não implica obrigatoriamente lume, óleo, panelas e milhares de calorias. Hoje juntam-se cá em casa três gerações de pais e quatro gerações de filhos. E como é preciso agradar a bocas dos 5 aos 90 anos, a ementa é saudável. 

 

Aperitivos

Bolas de wasabi torrado envolvidas em amendoins. A nossa marca preferida é a Lorenz e está à venda no Continente por dois euros e pouco a embalagem.

Requeijão de Azeitão do El Corte Inglès.

Broa de milho (não podemos dizer de onde é para não darmos demasiadas pistas sobre quem somos).

 

Entrada

Sashimi de atum. Ai, comida japonesa, isso dá uma trabalheira! Nada disso. É a coisa mais simples de fazer. Compra o lombo de atum (tem de ser numa peixaria da sua confiança, para lhe darem o peixe mais fresco) já arranjado para sashimi: sem espinhas e sem pele. Depois corta às fatias com um dedo mindinho de espessura e dois dedos de altura. Também pode cortar as fatias mais fininhas, mas aí passa a ser carpaccio e deixa de ser sashimi. Coloca o peixe numa travessa e serve com pratinhos de molho de soja e wasabi. Chamem-nos esquisitos, mas cá em casa não gostamos de gengibre – nem sequer do cheiro – por isso é coisa que não passa da porta da rua.

 

Prato principal

Lombos de salmão braseados. Na mesma peixaria onde comprou os lombos de atum, peça também uns lombos de salmão fresco para sashimi (é uma técnica falível, como todas as outras, mas eu acredito que, ao pensarem que vai comer peixe cru, se preocupam em dar-lhe o peixe mais fresco que tiverem). Depois tem duas hipóteses: ou passa com um maçarico (para leite creme, não para soldar as dobradiças da porta) à volta de todo o peixe ou, se só tiver o maçarico para soldar, coloca uma frigideira para grelhar com o lume no máximo e, quando estiver muito quente, coloca o salmão sobre um fio de óleo (o azeite queima a uma temperatura mais baixa e a ideia é que o lume esteja muito forte). Deixa 30 segundos em cada lado, só para marcar o peixe e tira. Eu ponho um pouco de flor de sal por cima, mas pode servir com molho de soja. 

Salada de mozzarela com abacate. Corta uns oito tomates, bem maduros aos cubos – se não conseguir o tomate vindo directamente da horta, aconselho o do Minipreço, que costuma ser óptimo – e junta com dois queijos mozzarela de búfala – olhe que a mozzarela de búfala é bastante melhor do que a mozzarela normal – e dois abacates bem maduros também aos cubos. Tempere tudo com azeite, vinagre balsâmico, flor de sal e um bocadinho de azeite de trufas por cima. Misture e já está.

Sobremesa

É aqui que o saudável vai para o beleléu. Desde os tempos mais remotos que sobremesa do Dia do Pai é Santini. E não é um Santini qualquer. É de avelã, meloa e framboesa, os melhores sabores – e não há discussão, porque hoje o pai é que manda! Se não houver meloa, venha o limão para a Senhora da Dieta não começar já a queixar-se.

Um bom Dia do Pai para si, onde quer que esteja (e espero que não seja num restaurante cheio de gente),

Ele

o melhor presente para o dia do pai (pelo menos para ele)

O que é que se dá a um pai que adora cozinhar e… comer? Um showcooking enquanto se come a sua comida preferida! E como Ele é um Pai Especial, vou esticar-me e vou oferecer-lhe (eu não, a nossa equipa de futsal, claro) uma experiência de luxo: o Live Sushi no Ritz Bar, agora também às quartas-feiras. Antes apenas às quintas e sextas, ao almoço e ao jantar, o Sushi Lounge do Ritz Bar recebe agora o sushiman António Muniz 3 dias por semana.

Com nove anos de carreira, o sushiman do Four Seasons Hotel Ritz Lisbon passou pelo Aya e especializou-se na fusão dos sabores ocidentais com os orientais. Por isso será sem dúvida uma felicidade suprema para Ele ver, ao vivo e a cores, António Muniz a criar, cortar e temperar sashimi de salmão, atum, pregado, robalo e aprender a fazer gunkans e urumakis, entre mil e uma outras coisas. Porque aqui quanto mais colorido mais delicioso. E o truque está na faca e na apresentação, que na cozinha japonesa é uma forma de arte.

E enquanto Ele não tira os olhos do sushiman, eu entretenho-me a roubar discretamente as peças à medida que vão ficando prontas. Ou seja, ele aprende, eu como. Será um presente envenenado? Nãaaoooo! É simplesmente delicioso!

Com a chegada da primavera, vale também a pena aproveitar o bom tempo para almoçar no terraço do hotel com vista para o parque Eduardo VII. Até há um menu com um preço fixo que, convenhamos, para os parâmetros do Ritz, nem é estupidamente caro - é só muito caro:

 

Menu Almoço Sushi 

- Temaki Saké Negi: salmão e alho francês (1 peça/cone), ou Saké Maki: rolo de salmão (6 peças)

- Selecção Sushi/Sashimi (Entre 18 a 20 peças)

- Sobremesa do dia

- 1 bebida (copo de vinho branco ou tinto, refrigerantes, imperial ou água)

- 36,50 Euros por pessoa

Bom dia do Pai para todos os pais e filhos,

Ela

ambrósio, apetece-me algo V

Hoje vou celebrar o Dia Internacional da Mulher com a minha cozinha preferida: a japonesa. Adoro tudo: sushi, sashimi, niguiris, tempura, teriyaki, tudo. Ok, tudo menos sopa miso. Essa, ninguém merece!

 

Bom Dia Internacional da Mulher para todas nós mas sobretudo para quem mais precisa dele,

Ela