Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

bolachas de sementes de linhaça com limão e alecrim: o snack à prova de qualquer dieta

Não há santo nutricionista que não adore umas sementes: chia, girassol, linhaça, abóbora, cânhamo, todas elas são quase tão idolatradas como a balança e a fita métrica no consultório de qualquer nutricionista que se preze.

Mas de facto as sementes de linhaça, constituídas por proteínas, fibras alimentares, ómega-3 e ómega-6, são quase milagrosas, porque têm inúmeras qualidades: são benéficas para os intestinos e para o coração (ajudam a baixar os níveis de colesterol), e até são importantes para prevenir alguns tipos de cancro, como mama, próstata, cólon e pulmão.

Mas onde elas são mesmo imbatíveis é na minha eterna luta para emagrecer, porque as fibras atenuam a libertação da glicose no sangue ao mesmo tempo que reduzem gorduras acumuladas.

Por isso, esta espetacular receita que descobri no blog Physical Kitchness vai ser a minha melhor amiga nesta dieta de ano novo. Só vou precisar de sementes de linhaça, água, sal rosa dos Himalaias, alecrim fresco picado e sumo de limão. Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente espreite aqui a receita original.

lemon-rosemary-flaxseed-crackers-1-2.jpg

 

torradas de batata doce?! os pequenos-almoços da família mistério vão sofrer uma revolução

É provavelmente a mais espectacular descoberta da década, o mais revolucionário avanço da civilização, a mais inacreditável conquista da Humanidade. Neste preciso momento, sinto-me o Donald Trump no momento em que descobriu a laca na sua vida. A minha querida e sempre amada Mulher Mistério enviou-me sorrateiramente este fabuloso post do incrível blog Family Food on the Table. E é, nada mais nada menos, do que uma ideia que vai mudar para sempre a vida da Família Mistério à mesa. 

Porquê fazer torradas de pão engordativo ao pequeno-almoço, quando se pode fazer torradas de batata doce? Como?!, pergunta Vossa Excelência no meio da mais profunda consternação. Usando uma torradeira, respondo eu cheio de mim. 

Sweet-potato-toast-7.jpg

 

 

sanduíche de maçã, manteiga de amendoim, pistácios e passas, o meu pequeno-almoço quase light

Hoje o meu pequeno-almoço foi (quase) de dieta. Em vez de pão, uma maçã (linda menina!) e em vez de manteiga, uma fatia de fiambre de frango? “Jajão!”, como diria a nossa equipa de futsal. Não, infelizmente, não foi uma fatia de fiambre de frango. Isso era o que a minha nutricionista me sugeriria. Tenho muito pena, mas o meu pequeno-almoço tem de ter sabor, senão não consigo enfrentar mais um longo dia de trabalho. E foi no site Jerry James Stone que descobri esta receita super-mega-fácil.

Tudo o que precisa é de maçã, manteiga de amendoim, pistácios picados e passas. Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, para duas pessoas, consulte a receita original aqui.

Apple-Peanut-Butter-Sandwich-2-790x535.jpg

 

bolo de natal saudável, vegan e sem glúten: sim, é possível!

Sem glúten, sem açúcar, sem manteiga e sem ovos? De certeza? Pois é a mais pura das verdades! Este bolo de frutos secos de Natal nem farinha tem, ou melhor, tem farinha mas é de sorgo, logo não tem glúten. E o que é mais extraordinário é que esta receita do blog Ascension Kitchen é mesmo boa. O bolo fica com uma consistência macia e húmida. Continua sem acreditar?

Então experimente: Só precisa de um quilo de mistura de frutos (sultanas, passas, alperces secos, figos, ameixas secas), tâmaras sem caroço, brandy, sherry seco ou Porto seco (como Ele gosta), macadâmias, nozes, amêndoas, raspas de um limão, raspas de uma laranja, especiarias como noz-moscada e canela, farinha de sorgo ou farinha de amêndoa, se preferir, e fermento sem glúten.

Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente espreite aqui a receita original.

Healthy-Gluten-Free-Christmas-Fruit-Cake-Vegan-2-1

 

 

pizza com base de batata doce, uma receita espetacular vegan e sem glúten

Cada vez que o jantar cá em casa é pizza tenho o fundamentalista da alimentação saudável, o meu querido e adorável Marido Mistério, a massacrar-me como se eu fosse uma assassina em série de crianças.

OK. Mea Culpa. Mas há dias tão caóticos que chego a casa e apercebo-me de que me esqueci de planear o jantar. O que é que eu posso fazer? Uma mulher não é de ferro. Só a Thatcher mas duvido que fosse ela a tratar do jantar no número 10 de Downing Street.

Só que hoje vou surpreender o meu querido Marido Mistério. Quando me perguntar o que é o jantar, vou responder-lhe com um ar triunfal:

- Pizza!

- Só podes estar a gozar!

- Vegan, sem glúten e com base de batata doce. Ias dizer alguma coisa?

- Onde estão os ingredientes? Vou já pôr o avental.

- Bem me parecia.

Os miúdos ficaram felizes da vida e foram logo para a cozinha ajudar o pai a fazer "a pizza saudável" que a mãe deles descobriu no blog Blissful Basil.

Eles só vão precisar de batata doce, descascada e cortada em pequenos cubos, sementes de chia, água, farinha de aveia sem glúten, farinha de amêndoa, azeite, vinagre de cidra, manjericão seco, orégãos secos, alho em pó, sal e uma pitada de piri-piri. Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente espreite aqui a receita original.

IMG_2493.JPG

 

 

papas de aveia no forno com avelãs, chocolate e peras, uma receita vegan e sem glúten

Não, não é para mim. Não esteja já a olhar para o computador de lado. Eu sei que esta receita do espetacular blog Top With Cinnamon não é propriamente amiga da minha eterna dieta, mas é saudável, porque não tem glúten, e é vegan, o que também é simpático. Eu não penso só em mim. Eu sou tão generosa, tão generosa, que procuro receitas para a minha querida Família Mistério sem segundas intenções. É claro que vou pedir-lhes para provar, mas só provar… uma colherzinha, ou duas, vá! E depois regresso à minha fatia de fiambre e ao meu montinho de sementes.

Só vou precisar de flocos de aveia sem glúten, quinoa, sementes de chia, água, sal, açúcar de coco ou uma tâmara esmagada sem caroço, chocolate preto partido (vegan, se for o seu caso), uma pera cortada em fatias fininhas e avelãs picadas. Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para uma pessoa (esfomeada), espreite aqui a receita original.

Baked-Pear-Hazelnut-and-Chocolate-Oatmeal-6.jpg

 

 

crumble de groselha sem glúten, uma ótima sobremesa ou um saudável pequeno-almoço

Parece uma tarte mas é muito mais saudável e fácil de fazer. Se não encontrar groselhas, faça com quaisquer outros frutos vermelhos. Não deixe é de fazer porque esta receita do blog Call Me Cupcake é uma pequena maravilha. Tenho um jantar de família esta semana e fiquei de levar a sobremesa, e vai ser precisamente esta delícia que vou levar e vou fazer um brilharete. Além disso, como não leva glúten é uma ótima receita para quem, como eu, vive invariavelmente de dieta.

Só preciso, para o crumble, de flocos de aveia sem glúten, farinha de amêndoa, açúcar mascavado, amêndoas laminadas, flor de sal, baunilha em pó e manteiga fria. Depois, vou precisar também de groselhas (ou de outros frutos vermelhos da sua preferência), sumo e raspas de meio limão, açúcar turbinado ou mascavado e amido de milho. Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente espreite aqui a receita original.

14536654570_31fa48e23a_b.jpg

 

 

o brunch mais saudável para este fim-de-semana: panquecas sem glúten feitas com iogurte grego e flocos de coco tostados

Acabou. Atingi todos os objectivos que tinha na vida: já tive um filho (na verdade, foi um pouco mais do que um), já plantei uma árvore e agora também já cozinhei uma panqueca com iogurte grego. É difícil encontrar alguma coisa melhor do que esta fabulosa combinação de iogurte grego, farinha de sorgo (é um cereal, não tem nada a ver com o sogro) e flocos de coco tostados. Ainda por cima, não leva açúcar refinado.

Esta maravilhosa invenção do blog Heartbeet Kitchen foi a estrela do nosso brunch de ontem e até teve direito à aprovação régia da guru das dietas, a minha querida e estimada Mulher Mistério. 

Tudo o que vai precisar para fazer esta maravilha é de farinha de sorgo, fermento, iogurte grego, leite, um ovo, sal, extracto de baunilha e vários toppings opcionais: kiwi, manteiga de coco (veja aqui como fazer), flocos de coco tostados e sementes de chia. Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, consulte a receita original aqui.

Fluffy-Gluten-Free-Pancakes-6-1.jpg

 

 

dois gelados de banana numa única taça, uma receita vegan, sem glúten e deliciosa

Leu bem: são dois gelados diferentes na mesma taça. A base é banana, só que um tem baunilha e tahine (sim, tahine mesmo, aquela pasta de sementes de sésamo originária do Médio Oriente), e o outro tem cacau e manteiga de amêndoa. A combinação dos dois é de enlouquecer e o melhor de tudo é que é saudável, vegan e sem glúten, ou não fosse esta uma receita do blog Eat Better Not Less.

3-1202x1800.jpg

 

chips de espinafres japoneses, provavelmente o snack mais saudável do mundo

Esta extraordinária receita que encontrei no ótimo blog Gourmande in the Kitchen é tudo de bom: saudável, sem glúten, sem farinhas, vegan e paleo. Chega a ser enervante tanta qualidade, mas não é que é uma grande ideia? A flor de sal e as sementes de sésamo dão-lhe um toque crocante e saboroso… e depois, derretem-se na boa. O pior é que não duram muito tempo na taça porque, acredite-se ou não, tornam-se viciantes.

Só precisa de sementes de sésamo, brancas e pretas, flor de sal, flocos de pimenta vermelha, folhas de espinafres e óleo de sésamo tostado. Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente espreite aqui a receita original.

Japanese-Seasoned-Spinach-Chip-Recipe-gourmandeint

 

 

 

bolinhas de cacau, passas e coco, uma receita vegan e sem culpas para começar bem a sua semana

Depois de mais um fim-de-semana de desgraça dietética, infelizmente tenho de voltar a ter uma conversa difícil com a minha balança. Mas recuso-me terminantemente a ter essa conversa sozinha. Hoje levo comigo, para me apoiar, esta receita do blog 86 Lemons, que é vegan, gluten-free e guilty-free, que é como quem diz incrivelmente saudável! E como é muito fácil de fazer e nem sequer precisa de forno ou fogão, aqui deixo a receita para o meu querido Marido Mistério começar a sua semana de avental à cintura.

1.jpg

 

prepare-se para o choque: uma finíssima e crocante pizza de queijo e ovo sem glúten para o pequeno-almoço

Comer uma pizza ao pequeno-almoço pode ser tão estranho como ver um polícia mandar alguém tirar a roupa na praia. Mas para não entrar em polémicas com burquínis, mais vale passarmos directamente para as pizzas. Esta exótica receita do blog Feed Me Phoebe é uma deliciosa tradição mexicana para começar o dia. Cá em casa, como a minha querida Mulher Mistério não aguenta colocar qualquer coisa no estômago, de manhã, antes do obrigatório leite com café, acho que vou experimentar fazer para o nosso habitual brunch antes da praia. Primeiro o galão, depois a pizza mexicana.

É claro que, quando falo de pizza, não me estou a referir a uma massa alta e calórica capaz de embuchar até duas Fat Amy. Nada disso, a base desta pizza é feita com uma finíssima, delicada e crocante tortilla de milho sem glúten. E foi isso que convenceu a minha querida Ela a autorizar o seu prezado Marido Mistério (eu mesmo!) a entrar na cozinha.

Além das tortillas de milho, vai precisar de azeite, molho marinara, queijo cheddar (eu vou usar o meu querido e amado Queijo da Ilha ralado), cebola roxa, ovos, coentros e abacate. Se gostar, também pode colocar um pimento jalapeño pequeno às fatias. Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, consulte a receita original aqui.

1B3A1759.jpg

 

waffles sem glúten e sem açúcar para a avó mistério e os nossos “piquenos”

Ontem foi dia de visita da Avó Mistério cá a casa, que é como quem diz, foi dia de massacre cá em casa. Se eu tenho "um certo" apetite é porque herdei os genes da minha querida mãezinha que come como uma equipa de rugby inteira, e não concebe um lanche sem um croissant ou dois… uma tosta mista ou duas…e mais grave de tudo, uma chamuça ou duas… Os relatos dos nossos filhos quando chegam de um lanche com a minha querida mãe são assustadores.

O meu querido Marido Mistério fica pior do que uma barata e diz que a minha mãe só os deseduca. A senhora minha mãe, como boa sogra, está-se nas tintas para as teorias de alimentação saudável do genro e quando chega cá a casa, não se cansa de repetir:

– Coitadinhos dos “piquenos”. Passam fome nesta casa. Só iogurtes, granolas e frutas… e verdes. Não há um pãozinho que se coma nesta casa?

Ontem calei-a mal entrou na cozinha. Estava a preparar estes waffles para saciar o apetite voraz da minha querida mãezinha, mas com um ligeiro twist: fiz esta receita do blog Bravo For Paleo que é sem glúten e sem açúcar. E não é que a minha mãe nem notou a diferença e adorou? (É certo que as papilas gustativas da minha querida progenitora não são muito exigentes, mas enfim...) 

waffle-happiness.jpg

 

4 alimentos que não sabia que tinham glúten (um deles não é bem um alimento)

Não é que o glúten seja propriamente o inimigo público número 1. Mas há muita gente que, de facto, não o tolera e, por isso, aqui estamos nós para ajudar a evitar muitos pesadelos porque, minhas senhoras e meu senhores, o glúten pode estar escondido em alimentos que nós nem suspeitávamos. Muitas vezes nem sequer está incluído na lista de ingredientes de alguns alimentos. Para evitar problemas, espreite esta lista onde o glúten está mais presente do que imagina.

 

1. Ovos e Omeletes de Cafés e Restaurantes

3 5 Foods to Exclude from a Gluten-Free Diet Eggs

Porque será que as omeletes dos cafés e dos restaurantes são tão fofinhas? Porque, em muitos casos, os cozinheiros juntam-lhes massa de panqueca. Sempre que pedir pratos com ovos incluídos, não se esqueça de perguntar como são preparados.

 

brownies saudáveis sem glúten, sem lactose e sem culpas!

Não sei se também vos acontece mas quando estou de dieta, tenho desejos de tudo o que não posso comer. Nunca tive desejos nas gravidezes, mas agora tem sido uma autêntica desgraça: quase todos os dias chego ao fim das minhas parcas refeições com uma vontade imensa de comer qualquer coisa doce. Até pode ser um quadrado de chocolate preto, só pelo pequeno prazer de pecar. Por isso, quando descobri estes brownies saudáveis do ótimo blog Ambitious Kitchen, as minhas hormonas começaram aos saltos e o meu cérebro fixou-se numa única obsessão: “Eu tenho de experimentar esta maravilha!”; “Eu tenho de experimentar esta maravilha!”

É sempre bom lembrar (sobretudo a mim própria para eu me convencer de que não me vou desgraçar outra vez) que esta receita tem poucos hidratos, não tem glúten nem lactose e até é permitida pela dieta paleolítica! Logo, é super saudável!

E quando eu fico obcecada, o meu querido Marido Mistério sabe que só tem uma opção: ir para a cozinha. E o que é que Ele vai precisar para fazer estes deliciosos brownies? Já tratei de tudo (sim, porque eu sou uma mulher muito prendada): óleo de coco, açúcar de coco, extrato de baunilha, um ovo, farinha de amêndoa, cacau em pó, bicarbonato de sódio, sal e framboesas. Para o molho, Ele só precisa de pepitas de chocolate (a autora recomenda vegan ou sem lactose) e óleo de coco para finalizar. Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 8 pessoas, espreite aqui a receita original.

AlmondFlourBrownies-5.jpg