Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

sugestão light para o almoço depois das emoções do jogo de ontem: salada de atum braseado com sementes de sésamo

Depois da festa de ontem, voltei à minha dieta. Pelo menos até domingo, quando for a final. Aí vou ter de fazer mais um interregno "forçado". Não vale a pena. Não consigo resistir: só aguento a emoção dos jogos da seleção a... comer. Por isso, vou fechar a boca até à final, e começo já hoje com esta saudável receita ao almoço. 

Antigamente ouvia as pessoas pedir num restaurante bife de atum e confesso que ficava ligeiramente enjoada. Ou se pede um bife ou se pede atum, agora bife de atum deve ser um horror. E nunca experimentei tal coisa até ao dia em que o meu querido Marido Mistério me mostrou que um bom bife de atum não é mais do que um bom atum braseado. E todo um mundo novo se abriu para mim!

Eu já adorava sashimi de salmão e de atum. Depois comecei a adorar atum braseado e isso, garante-me Ele, é a versão em bom de um bife de atum. Sim, porque continuo incapaz de comer aqueles bifes de atum secos, cor-de-rosa, passados demais. Agora atum braseado é outra conversa. Por isso, esta salada de atum braseado da fantástica Heather Christo é música para os meus ouvidos.

 

noodles light com frango, legumes e molho de sésamo, o almoço ideal para levar para o trabalho

Esta maravilhosa receita do não menos maravilhoso blog Pinch of Yum é fácil de fazer, tem um molho de sésamo com manteiga de amendoim de chorar por mais e é saudável. Sabe porquê? Porque tem apenas 326 calorias. Sim, leu bem. 326 calorias. Estou tão feliz que era capaz de fazer como a Teresa Guilherme e vestir-me de Ana Malhoa e “ficar toda turbinada”.

Como diria o meu filho mais velho: “Noção? Cadê você?” Por isso, como feliz ou infelizmente a noção ainda abunda por esta Mansão Mistério, em vez de me vestir de Ana Malhoa, vou mas é vestir o avental e preparar esta receita deliciosa. OK. Quem vai vestir o avental é o meu querido Marido Mistério, mas eu vou dar-lhe apoio moral e antes vou comprar-lhe os ingredientes.

Para o molho de sésamo, Ele vai precisar de óleo de sésamo, vinagre de arroz, alho, gengibre fresco, sal, manteiga de amendoim, água, sementes de sésamo e flocos de pimenta vermelha. Depois, claro, vou ter de comprar peitos de frango, noodles de trigo sarraceno (há no El Corte Inglés e são bem mais saudáveis), um pepino, cenouras e coentros. Se quiser saber as quantidades certas destes ingredientes para 4 a 6 pessoas, espreite aqui a receita original.

sesame-noodles-8.jpg

 

a mistura mais maravilhosa do mundo dos acompanhamentos: batata doce assada no forno com molho de iogurte grego

Juntar batata doce e iogurte grego na mesma receita é como juntar o Tino de Rans e a Marisa Matias no mesmo candidato presidencial – só pode ser um estrondoso sucesso. Mas, como felizmente as eleições presidenciais já passaram, o melhor é concentrarmo-nos na comida. E esta comida é digna de toda e qualquer concentração que lhe consiga dedicar.

A fabulosa receita foi publicada no jornal The New York Times e é da autoria do chef do restaurante Franny's, em Brooklyn, Nova Iorque. O segredo deste estrondoso sucesso culinário está na simplicidade do prato. Em vez de fazer um acompanhamento com uma simples e desenxabida batata assada no forno, por que não juntar-lhe um fabuloso molho frio feito com iogurte grego, azeite, cebola e alho picado? Hã? Por que não? Não há motivo, não é assim? Nem sequer a dieta, porque a receita original leva iogurte grego gordo, mas pode sempre substituí-lo por iogurte grego magro.

12eat1-articleLarge-v2.jpg

 

bolinhas de queijo de cabra com limão e dukkah, um aperitivo irresistível (mas não tão light quanto eu gostaria)

Se não gosta de queijo, então este post infelizmente não é para si. Mas quem é que não gosta de queijo, meu Deus? Eu conheço uma (única) pessoa que não gosta, mas no fundo essa pessoa não gosta de comer. Por ela, era alimentada a soro, porque acha um frete comer. Escusado será dizer que essa pessoa e eu temos muito pouco em comum... Como é que é possível?! Agora, para quem, como eu adora queijo, esta receita, da donna hay, vai fazer crescer água na boca. E agora perguntam-me as queridíssimas leitoras e os queridíssimos leitores: o que raio é "dukkah"? É uma mistura de sementes e frutos secos tostados e moídos, de origem egípcia, usada como condimento em todo o Médio Oriente. E o sabor faz toda a diferença.

dukkha_rolled_goats_cheeseballs.jpg

 

 

uma ideia com toque oriental para a minha dieta: abóbora no forno com sementes de sésamo e molho gochujang