Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

os alimentos que deve comer antes e depois de praticar exercício físico

Não é que este post seja para mim, já que gosto tanto de ginásios como do Bruno de Carvalho mas, enfim, sou magnânima e gosto de ajudar as minhas amigas e os meus amigos magros e que se esfalfam no ginásio. Por isso, meus amigos, imprimam este post e levem-no para todo o lado, porque está ao nível dos 10 Mandamentos.

E estou a falar obviamente de alimentos reais, comida propriamente dita, não são cá batidos de proteínas e ingredientes em pó, porque francamente ninguém merece.

smoothie-1427436_1280.jpg

 

 

quadrados de chocolate com frutos secos e coco, uma receita vegan, paleo e sem glúten

Não! Claro que não tem açúcar! Esta receita, do blog Bakerita, é ótima para levar para o trabalho. Os quadrados são nutritivos, deliciosos e saudáveis: são vegan, sem açúcar nem glúten e são paleo! Uau! Como é que é possível? Porque tem uma base de farinha de amêndoa e um caramelo de leite de coco caseiro. Vai ver que é incrível e surpreendente.

Só precisa, para o caramelo de coco, de leite de coco, açúcar de coco, manteiga de coco e extrato de baunilha. Para os quadrados propriamente ditos, vai precisar de farinha de amêndoa, canela, sal, manteiga de coco derretida, pepitas de chocolate pretas, nozes e amêndoas picadas e flocos de coco.

Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para fazer 16 quadrados, espreite aqui a receita original.

Paleo-Magic-Cookie-Bars-15.jpg

 

 

maçã com manteiga de amêndoa, coco e nozes pecan, um pequeno-almoço sem glúten nem açúcar

Segunda-feira é dia de recomeçar a dieta. Tem de ser e, como diz a minha querida e sábia mãezinha, esse arauto da força de vontade, “o que tem de ser tem muita força”, por isso, lá terá de ser. E vou começar a semana com um pequeno-almoço que basicamente não tem nada: além de ser vegan, não tem glúten nem açúcar, não tem lactose, enfim, é híper saudável. Esta receita do blog Spirited and Then Some demora 10 minutos a fazer, por isso, é ideal para os dias de semana.

Só vou precisar de maçãs Granny Smith, sem caroço e cortadas às fatias, sumo de limão, canela, manteiga de amêndoa, nozes pecan picadas e coco ralado.

Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 2 pessoas, espreite aqui a receita original.

Loaded-Green-Apple-Nachos-are-a-delicious-paleo-and-vegan-breakfast-recipe.jpg

 

 

crepes de ovo sem farinha nem açúcar para fazer em 4 minutos e comer sem culpas

Esta receita do blog The Lean Green Bean é um ótimo pequeno-almoço para quem está de dieta. Rico em proteínas e com poucos hidratos de carbono, pode escolher o seu recheio preferido e deliciar-se sem culpas nem remorsos.

Só precisa de ovos, claro, e do recheio que gostar mais: fatias de fiambre de peru ou de frango, abacate, queijo, húmus, fruta ou iogurte. E para temperar, pode optar também por sal, pimenta, paprica, pimenta caiena, manjericão e orégãos.

Egg-Wraps-1.jpg

 

 

pipocas light com apenas 122 calorias, a receita que me incentivou a continuar com a minha dieta

Sim, continuo de dieta mas, como diria Pedro Santana Lopes, “com grande sacrifício pessoal”. Ninguém merece. Ontem fui almoçar fora com o meu querido Marido Mistério e só me apeteceu espancá-lo: enquanto ele enchia o bandulho com um tentador bacalhau espiritual, eu devorava (sim, porque já estava morta de fome) um bifito de frango com tomate e alface. Triste sina a minha… Confesso que já estava a desanimar (que tortura, meu Deus!), quando descobri no Buzz Feed esta espetacular receita de pipocas como sugestão de um snack no plano de alimentação saudável que a equipa do Buzz Feed elaborou para os primeiros quinze dias do ano. São só 122 calorias! Dá para acreditar?

E, pronto, voltei a sorrir. Já podemos organizar uma noite de cinema digna deste nome na Mansão Mistério. Só vou precisar de azeite, milho para pipocas, sal, pimenta preta moída, cominho em pó, piripíri, raspas de uma lima, alho em pó, pimenta caiena e coentros picados.

Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente espreite aqui a receita original.

Captura de ecrã 2018-01-04, às 18.30.56.png

 

 

bolinhos de coco sem glúten, o lanche mais fácil para as suas férias de natal

Férias de Natal na escola é o mesmo que resmas de crianças em casa. Com uma mini-equipa de futsal a herdar o apelido Mistério, imagine o que é se cada um levar um amigo para casa. Ao mesmo tempo. Na mesma sala. Em cima de nós.

Foi isso que aconteceu ontem: 4 filhos x 2 = 8 crianças + 2 adultos = 10 pessoas. Onze jogadores é o que Jorge Jesus precisa para encher um campo de futebol. Agora imagine isso tudo multiplicado pela energia de adolescentes fechados em poucos metros quadrados.

A única maneira de acalmar tanta vida é com comida. Boa, deliciosa e, já agora, minimamente saudável. E foi isso que eu fiz ontem, com a receita preferida dos nossos queridos Mini-Misteriosos para um dia a correr de um lado para o outro. São uns fabulosos bolinhos de coco, do site The Kitchn, que eles podem levar para qualquer lado enquanto vão petiscando. São tostados por fora, molhadinhos por dentro e nem sequer levam farinha. 

Tudo o que precisa é de coco ralado (pode ser coco adoçado ou não, dependendo de como prefere os seus bolinhos), claras de ovo, açúcar, extracto de baunilha e flor de sal. Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, consulte a receita original aqui.

dd6fb8983690fd382cb2484dabf996cd9b077d14.jpeg

 

 

bolachas de manteiga de amêndoa: vamos animar esta segunda-feira?

Hoje é daqueles dias que tem tudo para ser uma neura: primeiro dia da semana de trabalho, o fim definitivo deste tempo maravilhoso que prolongou o verão até meio de outubro, o despertador a tocar demasiado cedo, enfim, não se anuncia nada de bom. Mas como procuro sempre ver o lado positivo das coisas (sou irritantemente otimista), acordei a pensar que o ideal para me animar esta semana era fazer esta incrível receita do blog Minimalist Baker. É ótima para aqueles pequenos-almoços a correr e para levar para o trabalho e ir comendo ao longo do dia.

Estas bolachas são fáceis de fazer, não têm nem farinhas nem açúcares refinados, são vegan e sem glúten e são uma delícia.

Só precisa de açúcar de coco, leite de amêndoa, óleo de coco, extrato de baunilha, manteiga de amêndoa natural, farinha de coco, sementes de sésamo, sementes de girassol tostadas, flocos de aveia sem glúten e uma pitada de sal.

Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 12 bolachas, espreite aqui a receita original.

EASY-Almond-Butter-No-Bake-Cookies-with-sesame-and-sunflower-seeds-Naturally-sweetened-butter-free-and-vegan-glutenfree-cookie-recipe-768x1139.jpg

 

 

brownies de batata doce e chocolate, o lanche ideal para levar para o trabalho

Quer primeiro as boas ou as más notícias? OK. Então, vou começar pelas boas: esta receita tem menos 100 calorias do que a versão tradicional. Ah, espere! Tenho outra boa notícia: afinal, não tenho más notícias! Só boas, claro! Esta receita do blog Healthy Seasonal Recipes é toda ela uma boa notícia. Cheios de chocolate e nozes tostadas, estes brownies são perfeitos para levar para o trabalho ou para as crianças levarem para a escola.

Só precisa de batatas doces descascadas e cortadas em pedaços, farinha integral, farinha, fermento, bicarbonato de sódio, sal, açúcar mascavado, manteiga sem sal, um ovo, extrato de baunilha, pepitas de chocolate, nozes tostadas e picadas.

Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, espreite aqui a receita original.

sweet-potato-blondies-068.jpg

 

 

carpaccio de maçã com chocolate e manteiga de amendoim, um snack para improvisar em 5 minutos

Nunca escondi a minha solene embirração com maçãs. Coitaditas, não fazem mal a ninguém. Antes pelo contrário, fazem muito bem à saúde. Lá diz o ditado: an apple a day keeps the doctor away. De facto, a maçã é idolatrada por muita gente, desde o Newton aos nutricionistas, há uma irritante unanimidade em relação a este fruto. Não me levem a mal. Eu até gosto, só que comparada com outras frutas, está claramente em primeiro lugar no pódio no que toca a maçadoria e falta de graça. Mais eis que tropeço nesta ótima receita do blog Trial and Eater que eleva uma simples maçã a todo um outro nível. E em cinco minutos, consigo fazer uma sobremesa deliciosa, fácil, sem glúten e deliciosamente saudável.

Apple-nachos-chocolate-peanut-butter-Trial-and-Eater-1.jpg

 

 

barras de nozes pecan com apenas 5 ingredientes, o snack que vai mudar o seu dia

Domingo é o dia ideal para planear a semana que se segue. Contra mim falo porque nunca planeio nada. Mas num mundo perfeito, eu planearia oa jantares, os lanches dos miúdos e os snacks para levar para o trabalho. O meu mundo nunca foi perfeito, mas posso contribuir para que o dos outros seja. Por exemplo, e se fizer hoje esta maravilha que descobri no blog Tutti Dolci, All Sweets? Estas barras de nozes pecan são ideais para levar para o trabalho ou para os miúdos levarem para a escola.

Só precisa de xarope de ácer, açúcar, manteiga sem sal, água, nozes pecan tostadas e picadas e flor de sal.

Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente espreite aqui a receita original.

Maple-Pecan-Brittle-1-copy.jpg

 

 

mini queques de banana, manteiga de amendoim e batata doce sem glúten com apenas 4 ingredientes

Está tudo estragado! Esta receita do blog The Lean Green Bean até que é saudável, o problema é que dos 4 ingredientes principais, 3 são também as minhas principais perdições: banana, manteiga de amendoim e batata doce.

Só um génio da culinária para juntar estas três maravilhas numa única receita que ainda, por cima, é muito fácil de fazer! Demora 5 minutos a preparar e 20 minutos no forno. Sem glúten nem açúcar, estes mini queques são ideais para o pequeno-almoço, para o lanche ou para um snack a qualquer hora do dia.

Só precisa de batata doce cozinhada e esmagada, uma banana também esmagada, manteiga de amendoim ou de amêndoa (se preferir), ovos e canela. Se quiser, pode acrescentar pepitas de chocolate preto, sementes de chia ou até fruta, se gostar.

Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 14 mini queques, espreite aqui a receita original.

sweet-potato-bites-6.jpg

 

 

o snack mais viciante da minha dieta: bolachas estaladiças de queijo e sementes sem farinha

Era o nosso Ronaldo a marcar mais um golo pela seleção e a minha barriga a começar a dar horas. Ainda pensei que fosse da emoção mas afinal era mesmo fome. O meu querido Marido Mistério já estava agarrado a uma mini e eu comecei a dar voltas à cabeça para arranjar argumentos para o convencer a ir à cozinha num instante, nem que fosse durante o intervalo do jogo, só para me fazer um petisco light. Procurei, procurei e encontrei esta fantástica receita no blog Snixy Kitchen. E sorrateiramente (uma das expressões preferidas de um dos nossos Filhos Mistério) disse ao meu querido Ele:

– Sabes o que é que ficava bem a acompanhar essa mini? Estas fantásticas bolachas.

Primeiro ignorou-me, depois lá cedeu!

Eu fui logo tratar dos ingredientes: sementes de abóbora, quinoa tricolor crua, sementes de sésamo pretas e de linhaça, azeite, queijo asiago ralado e queijo gruyère. Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 16 pessoas, espreite aqui a receita original.

Asiago-Seed-and-Cheese-Crisps-7-680x1020.jpg

 

4 snacks com menos de 150 calorias para comer depois do ginásio (ou até na praia)

Também está naquela altura difícil da sua vida em que vai todos os dias para o ginásio destilar? Ou correr debaixo destes 40 graus à sombra? Eu sei, é duro conseguir chegar à praia, ao fim-de-semana, sem uma miniatura da barriga do Fernando Mendes a afirmar-se para lá do fato-de-banho. E por isso é preciso sofrer – e saber comer.

Não basta enfiar-se no ginásio durante duas horas para depois se atirar a dois gelados porque não aguenta de fome. Tão importante como o exercício é aquilo que come antes e depois do exercício. E, por isso, o fantástico site PopSugar juntou uma lista de snacks perfeitos para comer a seguir ao ginásio. São lanches pouco calóricos, mas com uma mistura equilibrada de proteínas e hidratos de carbono para lhe retirar a fome e repor as energias.

É claro que também são óptimos para levar para a praia, porque, como a minha querida Mulher Mistério diz, praia é exercício.

Estes são os nossos 4 snacks preferidos – para depois do ginásio ou para um dia de praia:

3b5f0272_57827bc39dc85cf1_apple-snack.xxxlarge_1.j

1. Meia maçã média com uma mistura de iogurte grego, manteiga de amendoim e canela = 151 calorias

Corte a meia maçã em fatias enquanto mistura numa taça 50 g de iogurte grego com meia colher de sopa de manteiga de amendoim natural e 1/4 de colher de chá de canela. Espalhe esta mistura por cima de cada fatia de maçã e termine com duas metades de uva.

 

bolachas vegan de manteiga de amendoim, o snack ideal para animar as crianças durante as maratonas de estudo para os exames

Metade da nossa equipa de futsal já está em plena preparação para os exames nacionais. E uma boa mãe preocupa-se em proporcionar pequenos momentos de prazer para os aliviar do stress. E é precisamente esta receita do blog The Thriving Vegan que os vai animar esta semana: é ideal porque é facílima de fazer, deliciosa e bastante mais saudável do que as bolachas normais de manteiga de amendoim que incluem açúcar e manteiga.

Esta receita precisa de apenas 4 ingredientes porque os restantes são temperos e condimentos.

E estas bolachas sabem tão bem com um café expresso ou com um copo de leite de amêndoa a acompanhar! E o melhor de tudo? São crocantes por fora e macias por dentro.

Só preciso de farinha de espelta ou de aveia, manteiga de amendoim natural, xarope de ácer, leite de amêndoa, canela, extrato de baunilha, fermento e uma pitada de sal dos Himalaias.

Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 20 bolachas, espreite aqui a receita original.

Vegan-peanut-butter-cookies-21-of-27.jpg

 

crocante de húmus com tomate seco, espinafres e pesto: o snack ideal para enfrentar este mau tempo

Estou cada vez mais viciada em húmus. Desde que meti na cabeça que é saudável e que provavelmente engorda pouco (sim, porque, a mim, basta-me abrir a boca, entrar um bocadinho de ar e já engordei) que peço ao meu querido Marido Mistério para fazer húmus para termos sempre cá em casa para comermos como aperitivo ou como snack, acompanhado de palitos de cenoura crua.

Mas esta receita do blog The Roasted Root eleva o húmus a todo um outro nível. Não se pode dizer que seja muito compatível com a minha dieta porque tem pão. É naan, é certo, mas é pão. Indiano, é certo. Mas não deixa de ser pão. Mas é irresistível e facílima de fazer. Além disso, é tudo o que me apetece para enfrentar esta neura de tempo...

Só precisa de pão naan, húmus (pode comprar ou então fazer esta receita caseira), espinafres baby, tomates secos, pinhões, molho pesto e queijo feta.

Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 6 pessoas, espreite aqui a receita original.

hummus_flatbread_sun_dried_tomato_spinach_pesto.jp