Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

shiko, a tasca japonesa no porto com petiscos divinais e um peixe fresquíssimo

1463002_1561364237467702_2437105061852937915_n.jpg

Eu sei que isto pode parecer chocante nos dias que correm, mas aqui não há sushi com queijo Philadelphia. Nem com maionese. Nem com morangos. Nem com compotas. Nem com tudo aquilo que invadiu os restaurantes japoneses em Portugal nos últimos anos e que deixa qualquer japonês com o ar chocado do Warren Beatty no momento da entrega do Óscar para Melhor Filme.

É verdade: por muito estranho que isso nos possa parecer, a maionese foi inventada em Espanha no século XVIII e não à mesa de um restaurante de sushi, em Tóquio. E é por isso que, cada vez que eu encontro um restaurante japonês que serve sushi sem maionese eu faço uma festa de família. Não é que eu seja um ferveroso militante anti-sushi-de-fusão. Mas, às vezes, apetece-me simplesmente sushi. Sem fusões. Nem confusões.

Toda esta conversa para lhe apresentar condignamente o Shiko. Não se trata do diminutivo de Francisco Pinto Balsemão, é só um dos melhores restaurantes japoneses do Porto. E digo "restaurantes japoneses" e não "restaurantes de sushi" porque o Shiko tem muito mais do que sushi sem maionese. Além dessa verdadeira raridade em Portugal, o Shiko tem ainda deliciosos petiscos típicos das tascas japonesas. Tudo feito com um peixe delicioso e fresquíssimo.

 

 

chegou o sushi de kit kat e não é nada mau – mesmo!

170201120850-sushi-kitkat-32222881190-o-exlarge-16

Calma, respire fundo. O mundo já esteve melhor, eu sei. Donald Trump já foi apenas a estrela de um reality show e o sushi já foi simplesmente peixe e arroz. Mas não se exalte, porque não há motivos para isso. O título deste post é bastante mais alarmista do que o resultado final. De facto, a Kit Kat resolveu lançar um sushi de chocolate. De facto, parece uma mistura horripilante. Mas, na verdade, é bastante mais delicioso do que possa imaginar ao ler o título tabloidista aqui em cima.

Apesar de parecer um rolo de sushi, estas novas invenções que foram lançadas ontem no Japão são feitas com uma divinal base de arroz tufado envolvido em chocolate branco com um invejável toque de wasabi. Não há cá o verdadeiro arroz de sushi, há um maravilhoso e estaladiço arroz tufado que poderia estar em qualquer doce de alta pastelaria. Além disso, a cobertura de chocolate branco dá-lhe uma consistência crocante irressistível e o sabor a wasabi fica sempre bem quando combinado com um chocolatinho.

 

o melhor prato que já provámos este ano: as divinais cornucópias caramelizadas com recheio de sapateira, do rabo d'pêxe

14046158_2116138555278856_1640324658781691690_n.jp

Não há nada melhor do que começar o ano com uma surpresa destas. E quando digo "destas" estou a falar de umas divinais cornucópias de sésamo com sapateira e maionese de kimchi. Eu sei que devia guardar o melhor prato para o meio do texto e assim criar suspense, mas isto não é um filme do Hitchcock – é o novo restaurante do chef Paulo Morais. E este é um dos melhores pratos que provámos recentemente. 

Trata-se de uns cones crocantes feitos com sementes de sésamo e levemente caramelizados. A bolacha é muitíssimo leve e ligeiramente doce, o que contrasta na perfeição com o recheio: uma pasta fabulosa de miolo de sapateira que ainda leva no topo um bocadinho de maionese de kimchi. A mistura do adocicado meio caramelo dos cones com o sabor a mar da pasta de sapateira é das melhores coisas que comi este ano (eu sei que o ano só começou há 11 dias, mas eu garanto-lhe que já comi muito). E o toque exótico da maionese de kimchi deixa-lhe uma vontade imensa de repetir esta entrada.

Agora que já desabafei, aqui vai o contexto: este prato é a estrela da ementa do Rabo d'Pêxe, um restaurante que abriu no final de 2015, em Lisboa, e onde eu já fui almoçar (veja aqui), mas que, desde o Verão, tem uma nova ementa e um novo chef: Paulo Morais, ex-Penha Longa, ex-Bica do Sapato, ex-QB e ex-Umai. E uma dessas novidades são estas fabulosas cornucópias que tem mesmo de provar. Mas há mais...

 

wish, um dos novos melhores restaurantes para jantar no porto (e não, não tem só sushi)

13501745_1231881730155343_3376957023167467784_n.jp

Tenho de fazer uma confissão séria e genuína: não sei bem por onde começar. Estou aqui sentado à frente do computador, triste e nostálgico, a pensar se comece por falar do pudim abade de priscos caramelizado que vem acompanhado por uma bola de gelado de Queijo da Serra deliciosa e por uma telha de amêndoa crocante. Ou se fale dos finíssimos raviolis de pato desfiado, com molho de foie gras e uma redução de Vinho do Porto por cima. Ou se descreva o carpaccio de veado, com um molho de queijo creme e raiz de rábano e umas bolachas de queijo crocantes. Ou se refira o deslumbrante sushi com manteiga de amendoim. Ou os cogumelos com trufas. Ou o sashimi de vieiras. Ou o paté de atum. Ou...

 

como comer sushi como um verdadeiro japonês

2016-01-06-1452093473-6355660-sushimain.jpg

Más notícias: o wasabi não pode tocar no molho de soja. Péssimas notícias: o arroz também não deve ser mergulhado na soja. Terríveis notícias: o sushi não se come com pauzinhos – ou, pelo menos, algum tipo de sushi. 

Eu sei que é informação a mais para um post só, mas depois de anos e anos a ver a minha querida Mulher Mistério a entrelaçar os pauzinhos nos dedos para tentar pegar numa peça de sushi que acaba invariavelmente desfeita em centenas de bagos de arroz espalhados pela mesa, resolvi investigar o assunto: não propriamente o que provoca a descoordenação motora que faz Dela um Eduardo Mãos de Tesoura à mesa, mas antes as mais elementares regras de etiqueta nipónica que a podem ajudar a comer sushi decentemente.

Mas antes que feche os olhos e que imagine uma Paula Bobone de olhos em bico aqui deste lado do computador, deixe-me esclarecer que não se trata apenas das regras de boas maneiras à mesa – mas também da melhor forma de saborear o sushi.

Os conselhos são dados por Naomichi Yasuda, um chef japonês com um restaurante em Tóquio, neste vídeo do Munchies, e por três artigos: um do jornal online Huffington Post, outro da Matador Network e um último do site Gaijin Pot, dedicado ao Japão. Agora abra o caderno de notas e comece a apontar. Mas antes de começarmos, o melhor é lavar as mãos, porque os makis devem ser pegados com os dedos. 

 

sashimi de melancia com abacate e gengibre, a entrada mais fresca do verão (para fazer em apenas 10 minutos)

A melancia está para a minha vida assim como o telemóvel está para a vida dos meus queridos quatro mini-misteriosos. Eles idolatram o telemóvel de manhã, à tarde e à noite; eu idolatro a melancia na sangria, na limonada, na salada ou até no bolo. E agora descobri a melhor e mais criativa forma de utilizar esta fruta dos deuses: como sashimi. Como sashimi? Como, sim, senhor – e com molho de soja e tudo.

A ideia genial é do fabuloso blog Minimalist Baker. E é tão fácil de fazer que vai perder mais tempo a comer este prato do que a prepará-lo – a não ser que almoce em menos de 10 minutos... 

Tudo o que vai precisar é de melancia (de preferência, sem sementes), abacate, gengibre em pickles (eu acho que vou experimentar com gengibre fresco ralado), uma cebola roxa cortada muito fininha e sementes de sésamo. Para fazer o molho, separe óleo de sésamo, molho tamari (se não encontrar, pode usar molho de soja) e wasabi. Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, veja a receita completa aqui.

WATERMELON-SASHIMI-10-minutes-SO-fresh-and-flavoru

 

 

sushi de banana e manteiga de amendoim: a felicidade existe e mora aqui!

Cada vez que um dos nossos filhos vai para um campo de férias sinto um misto de emoções: se por um lado, penso “que alívio, menos um”, por outro, fico com o coração apertado porque morro de saudades. Ele está na maior, não está nem aí para os meus ataques de mãe-galinha. Faz parte, eu sei, mas ainda não me habituei à ideia.

E uma mãe-galinha que se preze prepara uma surpresa especial para o filho que vai voar. Esta receita do Buzz Feed é imbatível, não há criança que lhe resista. Só precisa de 3 ingredientes: wraps de trigo, bananas e manteiga de amendoim. As quantidades dependem única e exclusivamente da sua gula.

enhanced-10662-1436887081-1.jpg

 

 

quer ver como é fácil fazer um donut de sushi? é a nova febre na internet

Captura de ecrã 2016-06-22, às 20.14.34.png

Calma. Respire fundo. Tome um Valdispert se for preciso (pronto, já vem aí o Infarmed protestar...). Não só para o acalmar da nervoseira do jogo de Portugal, mas também para o tranquilizar sobre esta nova receita que está a deixar a Internet no nível de agitação da agenda de Marcelo Rebelo de Sousa. Depois dos hambúrgueres de sushi (que pode conhecer aqui) e dos burrito de sushi (para ver aqui), chegaram os donuts de sushi.

 

 

uma esplanada em cima do mar, com óptimo sushi, um fantástico prego de atum e uma televisão para ver o euro

IMG_6144 (1).jpg

Caros concidadãos, tenho um importante anúncio a fazer à Nação.

Pausa...

Silêncio...

Suspense...

Bocejo...

Ups, é melhor acabar com a expectativa senão corro o risco de chegar à sétima linha de texto com a concidadania a dormir profundamente.

 

 

novidade! novidade! o sushic já abriu no altis belém e nós fomos lá provar um niguiri de bacalhau e um ceviche alentejano

18206802_7Wu4n.jpeg

O Sushic está para o mundo dos restaurantes japoneses assim como o Cristiano Ronaldo está para a Selecção Nacional: pode já ter sido melhor do que é hoje, às vezes pode desiludir-nos, pode até deixar-nos furiosos – mas continua a ser espectacular. E então se conseguirmos teletransportar toda essa espectacularidade para uma esplanada com vista para o rio, em plena Primavera, o cenário melhora ainda mais.

Pois bem, esse teletransporte aconteceu há uns dias e o Sushic chegou directamente de Almada para a fantástica esplanada da Cafetaria Mensagem, no Hotel Altis Belém. É claro que este vosso prestável amigo não perdeu muito tempo para preparar a sua trouxa e rumar empenhadamente até lá com o único objectivo de relatar a experiência a vossas senhorias (saborear a comida não era evidentemente uma prioridade...).

 

 

isto é nas maldivas? é nas seychelles? não, é na mais espectacular esplanada do porto

12191750_985389181504344_913228105700820901_n.jpg

Eu podia fazer este artigo só com fotografias: os nossos queridos leitores livravam-se das minhas por vezes descabidas considerações e eu tinha muito mais facilidade em explicar tudo sobre o L'Kodac, na praia do Aterro, em Leça da Palmeira.

Em vez de dizer que o restaurante e a esplanada ficam literalmente em cima da praia, bastava mostrar esta imagem...

 

 

este é um dos espaços mais incríveis para almoçar em lisboa: nós já lá fomos e contamos tudo sobre o palácio chiado

LF_PALACIOCHIADOINT-97.jpg

À primeira vista, a chegada ao novo Palácio Chiado, em Lisboa, pode parecer a chegada à porta da discoteca Kremlin em 1988. Não por causa da fila à espera de entrar, mas por causa dos dois porteiros com ar de treinadores de halterofilismo que o recebem de fato preto nos ombros e cartão de consumo na mão. Ao lado, uma simpática relações públicas tenta aligeirar um pouco o ambiente Homens da Segurança que se vive aqui. Mas, depois de perceber que ninguém o vai revistar com um detector de metais à porta, pode respirar fundo. No lado de dentro, o Palácio Chiado é um dos mais criativos e surpreendentes projectos gastronómicos do país. 

 

sushi-burger, a nova tendência da comida mundial: por fora é sushi, por dentro é hambúrguer

enhanced-21036-1459372708-6.png

Porquê comer um hambúrguer com pão quando se pode comer um hambúrguer com arroz japonês? A pergunta nunca me tinha passado pela cabeça até chocar com a testa contra aquela que é a mais fresquinha tendência da gastronomia internacional: os sushi-burgers. São o cruzamento perfeito entre o melhor da cozinha japonesa e o mais viciante da cozinha americana. Por fora, há duas camadas do fantástico arroz japonês; por dentro, há tudo o que cabe num irresistível hambúrguer.

 

novidade! novidade! o sushic abre dia 15 de abril no altis belém

Sem nome7.tiff

É uma notícia tão fresquinha como um gigantesco atum acabado de pescar das profundezas do oceano: o Sushic, o famoso restaurante de sushi de Almada, vai abrir um novo restaurante em Lisboa no próximo dia 15 de Abril. O japonês vai ficar onde funciona o restaurante Mensagem, no Hotel Altis Belém, com uma esplanada com vista para o rio Tejo e uma sala cercada por vidro, o que lhe dá uma iluminação de fazer corar de inveja o dono da Gilamp.

 

 

novidade! novidade! os donos da confraria abriram uma cevicheria "japonesa" na rua com mais charme de cascais

1625791_955859167832396_266736824947051772_n.jpg

É uma pequena rua com uma bicicleta pendurada na parede de um dos edifícios e está a tornar-se o epicentro da movida de Cascais. É claro que a palavra movida tem de ser reinterpretada quando falamos de Cascais: no Verão, a rua é fechada ao trânsito, a estrada transforma-se numa enorme esplanada e até há DJs a pôr música; no Inverno, é uma sorte conseguir encontrar meia dúzia de pessoas de cachecol à volta do pescoço.

11952720_1632529820348674_1794050103370792421_o.jp

De qualquer forma, é nesta rua e na do lado que encontra a Hamburgueria do Bairro, o Moules & Gin, a carpaccio house La Contessa, o bar de tapas Dom Diniz, o restaurante japonês Sushíssimo e agora a novíssima cevicheria Waka, acabada de abrir no início deste ano. Quem diz cevicheria diz também sushi cevichado, porque este é um restaurante que mistura duas das melhores coisas que existem no mundo da gastronomia: os ingredientes e os sabores cítricos fortes típicos do Peru com os paladares exóticos da cozinha japonesa.