Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

caril de batata doce vegan com apenas 5 ingredientes, o nosso exótico jantar de hoje

A minha paixão por caril é recente. Antigamente achava que não gostava, não sei porquê, talvez porque o primeiro que provei na minha vida era demasiado forte ou picante. Não sei. Mas maldita a hora em que voltei a provar este prato pouco consensual há cerca de dois ou três anos. Passei do oito para o oitenta. Fiquei viciada. Hoje já não passo sem um bom caril. E quando descubro receitas como esta, do blog Pinch of Yum, meto-me no carro a caminho do supermercado, porque nasce logo em mim um desejo incontrolável de comer a mais famosa iguaria indiana. Ou serão as chamuças? Não faço ideia! Lá estou eu a divagar… Por isso, comprei esta lista minimalista de ingredientes para o meu querido Marido Mistério fazer esta maravilha para o jantar de hoje: tofu fime, batatas doces descascadas e cortadas em cubos, pasta de caril verde (encontra aqui), leite de coco e brócolos cortados em pequenos bouquets. Para temperar, tenha à mão azeite e flor de sal, e para decorar, coentros frescos picados e passas douradas.

Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 8 pessoas, espreite aqui a receita original.

Green-Curry-5.jpg

 

rolinhos de lasanha de ricotta vegetariana para refrescar este dia de calor

Trinta e sete graus em Outubro?! Alô, Santarém, o que é que se passa aí? Como é que vamos resistir a esta onda de calor fora de mão? Como é que vamos conseguir refrescar-nos perante esta invasão do deserto do Saara? Como é que vamos pôr algum juízo neste Outubro destrambelhado?

Pois bem, eu tenho a resposta para todas as perguntas que o atormentam hoje: com uma deliciosa lasanha de ricotta. E porquê?, pergunta Vossa Excelência muito avisadamente. Porque este é um prato frio? Porque não precisa de ligar o forno? Porque nos refresca o corpo? Não. Não. E não. Resumindo, não faço a mínima ideia porque é que esta lasanha poderia refrescar um dia de calor, mas o que sei é que a vou fazer hoje para o jantar e aviso já que pode ser perigoso contrariar um maluquinho que não diz coisa com coisa.

A receita é do fabuloso blog Gal on a Mission e é tão fácil de fazer que nem vai acreditar. Tudo o que precisa é de molho de tomate, espinafres picados, queijo ricotta, mozzarella e parmesão ralados, um ovo e massa para lasanha pronta a ir ao forno. Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, consulte a receita original aqui.

lasanha.jpg

 

 

vídeo: o almoço mais fácil e saudável para levar para o trabalho

 

quinoa.jpg

Cá em casa vivemos quatro crianças, dois adultos e uma marmita. É assim. Há já uns anos que a nossa querida Marmita Mistério se juntou à família e nos acompanha quase todos os dias para o trabalho. Só ainda não divide o quarto connosco porque não calhou, mas há-de lá chegar. 

A minha prezada Mulher Mistério não dispensa o seu almocinho saudável preparado em casa – especialmente quando está de dieta – e eu também já me habituei a esta moda – especialmente desde que percebi que posso fazer receitas deliciosas, práticas e rápidas que não custam nada a preparar.

Hoje vou levar esta fabulosa salada de quinoa com tomatinhos cherry, bolas de mozzarella e umas folhas de manjericão fresco. Para temperar, usei azeite virgem extra e um fantástico vinagre de tomate da Oliveira da Serra que realça maravilhosamente o sabor dos tomatinhos cherry e combina na perfeição com o manjericão. Eu nunca tinha experimentado este vinagre mas, depois de a Oliveira da Serra nos ter lançado este desafio para fazer uma receita com ele, já conquistou um lugar na nossa despensa ao lado da Marmita Mistério.

 

O almoço ideal para levar para o trabalho: salada de quinoa, t...

É a receita perfeita para quem quer recuperar dos excessos do Verão: uma maravilhosa quinoa soltinha com tomate cherry, mozzarela e vinagre de tomate Oliveira da Serra. Um almoço frio ideal para levar para o trabalho. Receita completa aqui: https://goo.gl/SRAC4c #quinoa #dieta #video #casalmisterio

Publicado por Casal Mistério em Terça-feira, 26 de Setembro de 2017

 

Além disso, a quinoa vermelha ficou bem solta e suculenta e enche mas não engorda, o que deixa a minha querida Mulher Mistério com um sorriso mais branco do que o Artur Albarran. 

 

como fazer queijo parmesão vegan em menos de 5 minutos

Sinto-me como se estivesse a subir lentamente aquelas intermináveis rampas para descer uma montanha-russa com dez loopings e 15 piruetas. O queijo é tão importante na minha vida como o silicone o é na vida da Pamela Anderson. E, no entanto, aqui estou eu, pronto e preparado para me atirar de cabeça nessa experiência imprevisível que é fazer um queijo sem leite. No fundo, um queijo sem queijo. E, ainda por cima, queijo parmesão para salpicar por cima de uma massa ou de uma salada.

Eu sei, é uma aventura arriscada, mas estou pronto para tudo. E por isso hoje vou testar esta tentadora receita do fantástico blog Minimalist Baker, que garante que este parmesão vegan sabe mesmo a queijo. 

Ainda por cima, é rápido e fácil de fazer. Tudo o que vou precisar é de castanhas do Brasil, pinhões, sementes de cânhamo, levedura nutricional (que pode comprar online ou, em Lisboa, na loja da Ayur), sal e alho em pó. Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, veja a receita original aqui. Se quiser, pode ver aqui como substituir as castanhas do Brasil, os pinhões e as sementes de cânhamo só por cajus.

CHEESY-Vegan-Parmesan-with-Brazil-Nuts-Hemp-Seeds-

 

 

lasanha vegetariana com batata doce e béchamel de couve-flor, a minha resposta a donald trump

Regra geral, sou amorosa, gosto de toda a gente, não tenho embirrações especiais. Mas com a idade começo a ganhar alguns ódios de estimação. O Donald Trump é claramente um deles. Consegue ser patético e perigoso ao mesmo tempo. Embirro com o homem do capachinho aos pés. Sinceramente, acho que a ideia dele é ficar para a História como o pior e mais detestado Presidente dos Estados Unidos. Frank Underwood volta que estás perdoado… Depois da polémica decisão de sair do Acordo de Paris sobre o Clima, o mundo voltou a unir-se contra Trump com o próprio Arnold Schwarzenegger a encabeçar a revolta. Claro que estou ao lado do eterno Exterminador e, só por isso, vou seguir o conselho dele, quando, há dois anos, pediu para tentarmos ser vegetarianos pelo menos duas vezes por semana, em prol do clima. De acordo com estimativas da ONU, as emissões provenientes da pecuária, da desflorestação e da pesca praticamente duplicaram nos últimos 50 anos e podem aumentar mais 30% até 2050. Segundo Schwarzenegger, a agropecuária produz cerca de 28% dos gases do efeito estufa. Por isso, o nosso jantar hoje vai ser esta espetacular lasanha vegetariana da fantástica Donna Hay. E como vou fazer? Como faço sempre: eu compro os ingredientes, o meu querido Marido Mistério põe em prática os seus dotes culinários.

Sweet_potato_eggplant_and_cauliflower_bechamel_las

 

 

lasanha vegetariana, um jantar saudável para os amigos dos nossos filhos

A nossa casa transformou-se numa autêntica biblioteca escolar. Os nossos filhos insistem que estudam melhor com amigos do que sozinhos. Claro que não é verdade, mas já que têm de passar o fim-de-semana com a cabeça mergulhada nos livros, prefiro ceder um dia e, no outro, estudam sozinhos. É claro que quando dei por mim, hoje tinha uma pequena multidão de mochila às costas à porta de casa. E o que deveria ser uma tarde de estudo termina invariavelmente com um:

- Mãe, o X, o Y e o Z podem jantar cá em casa?

- Podem…

E é assim que o meu pobre Marido Mistério acaba na cozinha num final de tarde de sábado. É senso comum que quase todas as crianças gostam de lasanha mas, desta vez, achei por bem dar-lhe um toque mais saudável e sugeri ao meu querido Ele fazer esta incrível e irresistível receita do blog Half Baked Harvest: uma lasanha vegetariana.

Ele só precisou de azeite, uma courgette cortada em pedaços, cogumelos picados, um pimento vermelho sem sementes e picado, dois dentes de alho picados, molho de tomate, leite de coco, piripiri, tomates secos, lentilhas, massa de lasanha, espinafres frescos, manjericão fresco, mozzarella fatiada, provolone e parmesão ralados, e molho pesto para servir.

Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 6 pessoas, espreite aqui a receita original.

Simple-Vegetarian-Skillet-Lasagna-1.jpg

 

 

rolinhos de massa filo com espinafres e queijo feta, uma receita vegetariana e deliciosa

Não fosse a massa filo, este prato seria praticamente aprovado por essa classe que me inferniza a vida que são os nutricionistas. Não me levem a mal mas o que é facto é que tudo parece fácil na boca deles, depois chegamos a casa e aos restaurantes e começa o martírio. “Peça um peixe cozido com legumes e não olhe para o couvert” ou “beba água em vez de vinho”… Como? Importa-se de repetir? Para mim, tudo isto é humanamente impossível, e é por estes e outros pecados que eu não emagreço. Mas voltando a esta maravilhosa receita vegetariana, do site Waitrose: é simples e deliciosa e fica lindamente em qualquer jantar com convidados de última hora. Só precisa de espinafres bem lavados, queijo feta esmagado, orégãos frescos picados, pimenta preta moída, uma embalagem de massa filo, manteiga e sementes de sésamo. Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 35 rolinhos, espreite aqui a receita original.

5d227d7dc913ad54ba3ff9240b12b3f9.jpg

 

 

pizza de queijo de cabra com cebola caramelizada, uma delícia vegetariana

Quase sempre “menos é mais”: na moda, na decoração, na cozinha, para onde quer que olhemos, esta máxima faz sentido. E esta receita do magnífico blog Minimalist Baker não é exceção. Aliás o nome do blog já diz tudo. Esta deliciosa pizza demora menos de meia hora a fazer e tem poucos mas ótimos ingredientes: massa de pizza, uma cebola branca média cortada em finas rodelas, sal e pimenta, azeite ou manteiga, queijo de cabra, leite, e manjericão ou rúcula para decorar.

Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 2 pessoas, espreite aqui a receita original.

Goat-Cheese-Caramelized-Onion-Flatbread-minimalist

 

 

salada de abóbora assada com queijo feta e mel: hoje não há sopa para ninguém!

Pronto, já estou embuída do espírito da estação. Já me mentalizei que o verão acabou, apesar deste tempo maravilhoso e… comprei uma abóbora manteiga. Não há legume mais outonal, pois não? Eu adoro! A minha ideia era fazer uma sopa mas como a minha querida e estimada equipa de futsal ia torcer o nariz, decidi surpreendê-los com uma salada muito mais apelativa. A receita é do blog Not Quite Nigella e pode ser um ótimo acompanhamento ou um prato principal vegetariano.

Só preciso de uma abóbora manteiga, azeite, sementes de sésamo, mel, vinagre balsâmico, queijo feta esmagado, flocos de pimenta vermelha, sal e pimenta. Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 2 a 3 pessoas se for fazer um acompanhamento ou para 1 a 2 pessoas se for prato principal, espreite aqui a receita original.

__roast-pumpkin-3.jpg

 

 

salada de arroz com amendoins, coco e ervas aromáticas: um almoço para levar para o trabalho que prepara em 10 minutos

Esta é daquelas receitas ideais para os dias de semana. É um ótimo jantar porque se prepara em apenas 10 minutos e uma excelente opção para um almoço para levar para o trabalho, porque é só meter num tupperware. A receita é do site 101 Cookbooks e é perfeita para aproveitar o arroz que lhe sobrou da véspera ou para quando tem quilos de ervas aromáticas a estragarem-se no frigorífico e não sabe o que lhes fazer.

Só precisa de arroz já cozinhado, coco tostado, amendoins tostados e picados, hortelã, manjericão e coentros, chalotas picadas, sumo de lima fresco, sal, um dente de alho e um iogurte natural. Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 6 pessoas, espreite aqui a receita original.

herbal-rice-salad-recipe-3.jpg

 

um almoço vegetariano delicioso e original: crostini de batata doce com lentilhas e ervilhas

Já aqui partilhei a minha obsessão por batata doce. Adoro. Amo. Venero. Além de ser ótima, porque é de facto doce, é mais saudável do que a batata normal. Passo a vida à procura de pretextos para comer batata doce. E hoje tenho um ótimo: é segunda-feira. Não chega? Para mim, é mais do que suficiente. E este prato vegetariano, do fantástico blog Modern Granola, é apetitoso e surpreendente. Inclui lentilhas, ervilhas, hortelã, espinafres, por isso, verde mais verde não há. E se é verde, é saudável.

image.jpg

 

 

quadrados de ricotta, courgette, ervilhas e pesto, um almoço improvisado para os nossos mini misteriosos

Parece um bolo mas é um prato principal. Está recheado de legumes mas os miúdos nem reparam. Tem ricotta e parmesão e toda a família rejubila. Esta incrível receita do blog donna hay é uma ótima ideia para um almoço ou um jantar improvisado a meio da semana. Saudável, deliciosa, e facílima de preparar (até eu consigo fazer!), já estou com água na boca. E, por isso, está decidido: vai ser o nosso almoço de hoje e tenho a certeza de que os miúdos vão adorar.

b2f414f7d5e4099469cf37dcc794e2b2.jpg

 

salada de batata doce, lima e mel: a receita ideal para esquecer os excessos do fim de semana

A minha relação com a minha querida Mulher Mistério é baseada em respeito: eu respeito-a a ela – e Ela respeita isso. Por isso, quando Ela aparece em casa com uma receita nova, esta nossa relação de respeito obriga-me a ir para a cozinha fazer um respeitoso prato para a refeição seguinte. Especialmente se a receita for light. E mais especialmente ainda se for uma salada deliciosa como esta – ideal para levar para o trabalho ou para a praia e feita com batata doce, um alimento maravilhoso para a dieta de Verão. A receita original é do extraordinário blog Pinch of Yum, de longe um dos meus blogs de cozinha preferidos.

Roasted-Sweet-Potato-Salad-Bite.jpeg

 

salada de noodles de arroz vegetariana e crocante, um ótimo almoço para levar para o trabalho

Confesso que só descobri os noodles com o meu querido Marido Mistério. Pronto. Admiti. Neste momento Ele está a dançar de felicidade em frente ao computador. Adora convencer-se de que foi Ele que me mostrou o mundo. E eu adoro fingir que é verdade. E, de facto, há pelo menos duas coisas (que eu me lembre, assim de repente) que provei pela primeira vez graças a Ele: lingueirão e noodles. Pronto. Disse. Não se vai calar o resto do dia...

Voltando ao que interessa: esta salada de noodles de arroz, do blog Floating Kitchen, tem tudo o que eu preciso neste momento: legumes crocantes, ervas aromáticas e um delicioso molho light.

A receita demora menos de 20 minutos a fazer e é bem mais fácil do que parece. Para o molho, vai precisar de vinagre de arroz, molho de soja, raspas e sumo de uma lima, óleo de sésamo, açúcar mascavado, um dente de alho picado e flocos de pimenta vermelha.

Para a salada, precisa de noodles de arroz, ervilhas tortas, meio pepino cortado às rodelas fininhas, cebolinho cortado também em fatias muito fininhas, amendoins tostados e picados e folhas de manjericão e de hortelã. Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, espreite aqui a receita original.

Crunchy-Noodle-Salad-2.jpg

 

3 novos restaurantes saudáveis e surpreendentes: só com comida ao vapor, vegetariana ou sem glúten nem lactose

19444290_nWOT2.jpeg

Estou de castigo. Depois de ontem ter dado aqui esta dica genial para transformar os seus ovos estrelados num jantar de sonho, com azeite, batatas fritas e outras desgraças, a minha querida Mulher Mistério obrigou-me a escrever um texto inteiro só a falar dos novos restaurantes saudáveis de Lisboa.

Não são propriamente restaurantes detox, só com saladas verdes e sumos imbebíveis, mas são restaurantes de comida saudável: sem glúten, sem lactose, vegetariana ou cozinhada ao vapor. E com uma outra vantagem: servem também comida deliciosa. Mas, como diria o grande Odorico Paraguaçu, vamos deixar os entretantos e partir para os finalmentes.