Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

sangria branca de morangos e limão (só para refrescar as ideias durante o fim de semana)

Sábado quente sem sangria é como festa de anos sem bolo. Não dá. Cá em casa já é um ritual. Está calor? Faça-se sangria! Basta fazer uma pesquisa rápida aqui no blog (experimente escrever a palavra “sangria” ao lado da lupa e vai perceber a dimensão do nosso vício). Rivaliza seriamente com a palavra “gin” (a preferida do meu querido Marido Mistério) ou “dieta” (a minha preferida).

No verão, gosto mais de sangrias brancas ou de espumante porque são mais leves e frescas. Por isso, hoje vamos fazer esta maravilha que descobri no blog Kitchen Treaty.

Só precisamos de limões cortados em fatias fininhas, uma maçã fatiada, morangos cortados em fatias, uma garrafa de vinho branco, rum e uma 7Up.

Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 6 pessoas, espreite aqui a receita original.

strawberry-lemon-white-sangria.jpg

 

 

sangria de figos, a receita mais exótica deste verão

A minha querida Mulher Mistério está a começar a entrar numa fase de profunda tristeza: não por as férias terem chegado ao fim ou por o vento em Lisboa estar ao nível do Oklahoma em dia de tornado, mas porque a época dos figos está perigosamente a aproximar-se do final. É verdade, Ela gosta tanto de figos como o Ronaldo gosta da Dona Dolores e, por isso, está a começar a sentir saudades por antecipação.

Passa os dias a ver fotografias e receitas com figos e compra todas as caixas da fruta que encontra no supermercado. O que vale é que, no meio de toda esta loucura, sempre sobra tempo para fazer óptimos pratos e bebidas com figos. Hoje, por exemplo, vou fazer esta deliciosa sangria de figos para animar a tarde Dela.

A receita é do blog Front + Main e leva uma garrafa de vinho branco, licor St. Germain, xarope de anis, sumo de limão espremido no momento, uvas congeladas, figos cortados em quartos, hortelã, gelo e 7Up. Se conseguir encontrar com facilidade umas pétalas de rosa comestíveis, também pode acrescentar. Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, consulte a receita original aqui.

06-25-Marrakesh-Sangria_04-683x1024

 

sangria de ananás e lima só com 5 ingredientes

Não há nada como uma boa e simples sangria. Se eu tiver uma garrafa de vinho branco razoável, uma garrafa de 7Up e fruta madura, sou um homem feliz. Não há necessidade de inventar demasiado: misturar xaropes, licores e muito açúcar só vai deixar a sangria doce demais.

Por isso é que hoje sou oficialmente um homem feliz: a minha querida Mulher Mistério trouxe-me um delicioso ananás do supermercado e eu encontrei esta fantástica e simples receita do blog Paper & Stitch. O ananás dá-lhe um toque exótico e a lima dá-lhe a acidez que corta o açúcar da fruta. Depois é só juntar vinho e 7Up.

Tudo o que vou precisar é de cinco simples ingredientes: vinho branco (mas com espumante também vai ficar bom), um ananás inteiro, sumo de ananás natural, três limas e 7Up. Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, consulte a receita original aqui.

pineapple-lime-sangria-spritzer-1

 

 

a bebida ideal para o jantar de hoje: sangria de vinho branco com meloa e tequilla

A minha relação com a minha querida Mulher Mistério está quase ao nível da relação entre o Jorge Jesus e o Bruno Carvalho. Apesar de eu ter o cabelo bastante menos cor-de-laranja do que o treinador do Sporting, sou tratado tiranamente pela pequena déspota desta casa. Se eu entro na sala com um discreto pratinho de queijos para enganar a fome, sou expulso ao grito; se, por outro lado, eu não tenho uma sobremesa pronta no preciso instante em que lhe deu um súbito desejo de doces, sou achincalhado durante duas horas.

É verdade, pode ter pena de mim à vontade porque eu sofro nas mãos Dela. Hoje fui repreendido ao almoço porque ousei apresentar-me à mesa sem uma sangria.

– Não fizeste sangria?!

– Não, Excelência. Disseste que estavas de dieta!

– Com este calor, não há nada para beber?

– Há água.

[Silêncio... suspense... medo...]

– Água?! QUERES QUE EU BEBA ÁGUA?! ACHAS QUE TENHO CARA DE PEIXE?!

Honeydew-Kiwi-Sangria-2.jpg

 

sangria de mojito de ananás, a descoberta que faltava para acabar este fim-de-semana em beleza

Acabou. Tenho de reconhecer. Já não há volta a dar. Quando vemos o nosso filho mais velho a beber mojitos à nossa frente, finalmente percebemos que já não vamos para novos. Tinha de acontecer um dia e a mim aconteceu-me este Verão. Agora só tenho uma saída: ser eu a preparar-lhe os mojitos e controlar a quantidade de rum ingerida. Quanto mais fraco, mais eficaz.

E foi por causa do último mojito mini-mistério que descobri esta deslumbrante receita do blog Kitchen Treaty: em vez de um simples e ultra-alcoólico mojito, é uma mais suave e surpreendente sangria de mojito. Leva o rum (mas só 10 cl para seis pessoas) e depois leva o vinho branco, as limas, a hortelã e o açúcar granulado típicos do mojito. Além disso, ainda tem ananás cortado em pedaços e em sumo fresco e 7Up. Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, veja a receita original aqui.

Pineapple-Mojito-Sangria-with-Pitcher-645x903.jpg