Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

um doce surpreendente para o dia dos namorados? os brigadeiros de amendoim da praça central das amoreiras

1555527_667145876669401_363273476_n.jpg

Estive lá no princípio desta semana e ainda me dou violentos estalos na cara a cada 12 minutos e meio. Não, ainda não fui ver as "Cinquenta Sombras Grey" nem adoptei novos hábitos privados cá em casa. Estou a falar dos brigadeiros de amendoim da Praça Central das Amoreiras. Confesso a minha ignorância de principiante: apesar de já ter ido almoçar à Praça Central, nunca tinha provado um brigadeiro de amendoim. E, desde que lá fui e essa novidade aterrou de pára-quedas na minha vida, tenho de me sovar com alguma regularidade para garantir que não é um sonho.

 

fotografia 2.JPG

Imagine um brigadeiro, tão suave e fofinho como um bom brigadeiro, mas feito com uma combinação que nos faz recordar uma manteiga de amendoim leve, em que todos os sabores estão lá mas discretamente. Depois, envolva-o numa ligeira cobertura de amendoim ralado. E, para acabar, coloque-lhe um amendoim inteiro em cima. Minha Santa Efigénia da Etiópia, isto é do melhor que o mundo já deglutiu. Então, acompanhado por um café, é o equivalente à Romaria da Nossa Senhora dos Remédios para os hipocondríacos.

É humanamente impossível comer um e fechar a boca. E eu sou a prova viva disso mesmo, depois de um simples café, à saída de um almoço nas Amoreiras, ter acabado com três brigadeiros de amendoim a repousarem no meu duodeno.

fotografia 3.JPG

Agora, locomova-se até às Amoreiras e prove esta delícia no próximo sábado para comemorar o Dia dos Namorados convenientemente. E, para não dizer que não sou atencioso, deixo-lhe duas hipóteses.

Uma mais ousada: passe por lá e leve uma caixa cheia de brigadeiros de amendoim para fazer uma sobremesa em grande num jantar romântico. Outra mais light: leve lá o seu mais-que-tudo e divida romanticamente um brigadeiro de amendoim pelos dois. É claro que esta última hipótese tem um problema: se um dos dois decide dar uma trinca maior do que o outro, o romantismo acaba em agressão.

 

Um bom Dia dos Namorados para si onde quer que os brigadeiros estejam,

Ele 

 

fotos: casal mistério e praça central

 

1 comentário

Comentar post