Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Casal Mistério

Casal Mistério

a história da pizza (e como os italianos importaram a moda de outro país)

31.03.22

Muitas vezes um simples nome conta uma história com milhares de anos. E, no caso da História da Pizza, esta quase pode ser contada exclusivamente através dos nomes. Primeiro para evitar erros. O nome pizza (do prato) nada tem a ver com Pisa (da torre). Não se sabe ao certo qual a origem do nome da cidade de Pisa, mas sabe-se que o nome pizza está relacionado com "pitta", aquele pão fininho e delicioso que já era consumido no Egipto, na Grécia Antiga ou na região sob domínio do Império Romano. Apenas um pão fininho, por vezes servido com azeite. 

Segundo o livro The Oxford Companion to Food, a primeira referência histórica ao nome "pizza" só surge no ano de 997 em Gaeta, um porto entre Nápoles e Roma. E porquê numa cidade portuária? Talvez por causa da história de outro nome: marinara, o famoso molho de tomate, azeite, alho e orégãos que serve de topping base a quase todas as pizzas.

ivan-torres-MQUqbmszGGM-unsplash.jpg

O nome marinara vem de marinai (marinheiros). Antes de partirem para longas estadias no mar, os pescadores da região de Nápoles, no sul de Itália, abasteciam-se com alimentos baratos e de fácil conservação: o pão pitta e o molho marinara. Nas refeições, juntavam os dois ingredientes: o pão por baixo e o molho por cima. Foi assim que nasceu a primeira pizza moderna, com um tradicional pão fininho e redondo na base e um molho de tomate no topo.

E foi assim que continuou durante centenas de anos, quase exclusivamente como uma refeição popular nas cidades portuárias, onde grande parte da população activa procurava comida barata, rápida e de fácil conservação. 

nik-owens-40OJLYVWeeM-unsplash.jpg

Nos séculos XVIII e início de XIX, Nápoles era um reino independente e extremamente pobre. Fora dos barcos, a população frequentemente vivia em casas muitíssimo modestas "com pouco mais do que um quarto" (Carol Helstosky, autora do livro Pizza: A Global History). Com pouco espaço e ainda menos dinheiro, a refeição mais comum era a pizza. Além do tradicional molho marinara, começou a juntar-se queijo derretido, anchovas e algumas ervas aromáticas. Foi nesta época que nasceram as primeiras pizzarias, uma das mais famosas a Da Pietro, fundada em Nápoles, em 1760. Mas o resto da península italiana desconhecia a moda.

kelvin-t-AcA8moIiD3g-unsplash.jpg

Só depois da unificação da Itália, em 1870, é que a pizza começou a ser conhecida por outras classes sociais. E também graças a um nome: Margherita. Durante uma visita a Nápoles, em 1889, o Rei Humberto I e a Rainha Margherita decidiram fazer uma operação de charme trocando a habitual alta cozinha francesa do chef da Casa Real por uma comida típica local.

Foi encomendado à Pizzaria Brandi que preparasse então uma degustação de pizzas para os reis. Uma delas levava uma combinação de rodelas de tomate encarnadas, queijo mozzarella fresco derretido e bem branco e manjericão verde. O objectivo era recriar as cores da bandeira da Itália unificada. Ao ver – e provar – a homenagem, a Rainha ficou encantada. Foi assim que nasceu a famosa Pizza Margherita.

tumblr_ptmwhqf6LP1rlm2lro1_1280.jpeg

Podia ter sido também assim que a pizza se tornava conhecida no resto do país. Mas não. Até à década de 1940, continuou praticamente ignorada fora de Nápoles. Com uma única excepção: uma cidade a 7.079 quilómetros de distância.

Para fugir à pobreza extrema em Nápoles, grande parte da população local emigrou para uma nova metrópole, em claro desenvolvimento, na outra ponta do Oceano Atlântico. Chamava-se Nova Iorque e estava lá a nascer uma das maiores comunidades de italianos fora do país. É também lá que nasce a primeira pizzaria conhecida fora de Itália. A G (de Gennaro) Lombardi's recebeu a licença para vender pizzas em 1905. Segundo o livro How Italian Food Conquered the World, a Lombardi's ainda está hoje aberta ao público e com o mesmo forno que tinha originalmente.

2a02d468abdc3a8a9b44a025c3492bdb88-19-pizza-timeli

Com a onda de migração italiana dentro dos Estados Unidos, as pizzas tornaram-se famosas em todo o território americano, ainda antes de o serem em Itália. Só com a II Guerra Mundial e a gigantesca maré de tropas americanas na Europa, em especial em Itália, é que a pizza, tal como os jeans e o rock, se popularizou no país onde nasceu. Hoje encontra algumas das melhores pizzarias do Mundo em Roma, em Palermo, em Milão ou em Florença. Mas nada disto teria acontecido se Gennaro – e todos os outros pizzaiolos – não tivessem emigrado para os Estados Unidos no início do século XX.

 

Uma óptima pizza para si onde quer que ela esteja,

Ele

 

fotos: ivan torres, nik owenskelvin t / unsplash; d.r. 

esta massa com atum no forno é muito fácil e prática para os dias de semana

31.03.22

E o melhor de tudo é que é muito mais saudável do que aparenta porque está recheada de legumes. É ideal para aqueles dias em que está sem imaginação, tem vários legumes a estragarem-se no frigorífico e quer acabar com as inúmeras latas de atum que armazenou durante a pandemia.

A receita é do blog Nourish Everyday e é um sucesso entre crianças e adultos.

Só precisa de ter em casa uma massa à sua escolha (pode ser fusili, por exemplo), atum em lata, azeite virgem extra, ervilhas, milho, brócolos, cenouras, espinafres baby, cebolo, feijão, leite à sua escolha, alho em pó, cebola em pó, mostarda Dijon, queijo cheddar ralado, sal e pimenta.

Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 6 pessoas, espreite aqui a receita original.

Creamy-Tuna-Pasta-Bake-VERT-3.jpg

 

 

bolo de chocolate e café molhadinho e sem farinha para celebrar o apuramento para o mundial

30.03.22

É das receitas de bolo de chocolate mais fáceis de sempre. E leva esse preciosíssimo ingrediente que dá pelo pomposo nome de café. Esta espectacular sobremesa é da autoria de um dos meus blogs preferidos: o Half Baked Harvest. E tem duas características que deixaram a minha querida Mulher Mistério tão feliz quanto o Fernando Santos cada vez que via a bola longe do Ronaldo: não leva farinha refinada e tem apenas 266 calorias por dose.

Para fazer esta maravilha, só vai precisar de ovos grandes, açúcar, cacau amargo em pó, café instantâneo, farinha de amêndoa, flor de sal, manteiga, licor de café, extracto de baunilha e chocolate preto cortado em pedaços. Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, consulte a receita original aqui.

Molten-Coffee-Brownie-Pudding-1.jpeg

Comece por untar uma forma de tarte funda, com cerca de 23 cm de diâmetro. Bata os ovos com o açúcar até ficarem bem ligados. Acrescente o cacau, o café, a farinha de amêndoa e a flor de sal. Continue a bater, enquanto acrescenta a manteiga derretida, o licor de café e o extracto de baunilha. Finalmente, envolva o chocolate preto partido em pedaços. Deite a massa para dentro da forma e coloque no terço de baixo do forno, previamente aquecido a 180º C, durante 25 a 30 minutos.

Quando vir que o bolo cresceu no topo mas continua cremoso por dentro, é sinal de que está pronto. Sirva com uma bola de gelado a acompanhar e comemore: afinal de contas, estamos no Mundial.

 

Um óptimo Mundial para si onde quer que o bolo de chocolate esteja,

Ele

 

receita e foto: half baked harvest

muffins de queijo e fiambre, o pequeno-almoço que pode levar para todo o lado

30.03.22

Esta receita do site Food52 é perfeita para aquelas pessoas que estão sempre a correr de um lado para o outro e não têm tempo para nada. Pode comer estes muffins a caminho do trabalho, enquanto leva os filhos à escola ou à saída do ginásio. Também é um ótimo snack para enganar a fome a meio da manhã ou da tarde sem ter de sair da frente do computador. Ainda por cima é muito fácil de fazer.

Só precisa de farinha integral, fermento, queijo cottage, queijo cheddar ralado, farinha de amêndoa ou amêndoas trituradas, fiambre cortado em cubos, ovos, água, sal e cebolinho picado.

Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 12 muffins, espreite aqui a receita original.

4a524324-708b-46ad-9013-c73f0164b880--image_MG_704

 

 

melhor do que um bolo de chocolate, só um bolo de mousse de chocolate

29.03.22

Não leva farinha, não leva leite e só leva – não comece já a barafustar! – 40 g de açúcar de confeiteiro. Se for mesmo, mesmo radical, pode substituir o açúcar por stevia ou outro adoçante natural.

O que para aqui interessa é que vai ficar com um bolo estupidamente saudável e com uma textura mais cremosa do que um soufflé de queijo. Por baixo, tem um bolo fininho e saudável; no topo, uma mousse de chocolate deslumbrante. A receita é da australiana Donna Hay e leva apenas ingredientes saudáveis. Ou quase.

Separe flocos de aveia, coco desidratado, amêndoa moída fininha, tâmaras sem caroço, manteiga derretida e cacau em pó. Para a mousse, só precisa de ter creme de coco bem fresco, mais cacau e os tais 40 míseros gramas de açúcar de confeiteiro. Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, consulte a receita original aqui.

d45b259e4e064a8f20868789553038fb.jpeg

Agora preste bem atenção à facilidade de preparação deste bolo. Para a base, triture os flocos de aveia juntamente com o coco, a amêndoa moída, as tâmaras, a manteiga e o cacau. Ao fim de três a quatro minutos, deve ter uma massa consistente. Espalhe-a pelo fundo de uma forma com 20 cm por 30 cm, previamente forrada com papel vegetal, e pressione para ficar bem consistente. Leve ao forno, pré-aquecido a 160º C, durante cerca de 20 minutos, até ficar bem firme. Deixe arrefecer.

Enquanto isso, prepare a mousse de chocolate. Coloque numa taça a parte mais firme do creme de  coco, que se acumula no topo da lata, e deite fora o líquido. Junte o cacau e o açúcar de confeiteiro e bata, durante cerca de um minuto, com a ajuda de uma batedeira eléctrica.

Quando a base do bolo estiver fria, espalhe a mousse por cima e leve ao frigorífico por uma hora.

Sirva com mais cacau polvilhado pelo topo.

 

Um óptimo bolo de chocolate onde quer que a mousse esteja,

Ele

 

receita e foto: donna hay

estes camarões com cuscuz são o jantar ideal para os dias de semana

29.03.22

Esta receita da Donna Hay é deliciosa, muito fácil e super rápida de fazer.

Em menos de 20 minutos tem esta maravilha à sua frente. Só precisa de um Marido Mistério (se não tiver jeito para cozinhar como eu), um avental espetacular da Loja do Casal Mistério e dos seguintes ingredientes: camarão descascado, uma malagueta cortada em fatias fininhas, tomilho fresco, alho fatiado, azeite virgem extra, raspas de limão raladas, sal e pimenta preta moída, cuscuz, água a ferver, tomate cherry, paprika e folhas de manjericão fresco para decorar.

Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 4 pessoas, espreite aqui a receita original.

smoky_prawns_with_israeli_couscous.jpg

 

frango no forno com tomate e alho para ajudar a digerir a noite dos óscares

28.03.22

Uma pessoa adormece a sonhar com o vestido e a figuraça da Zendaya, acorda, liga o telemóvel para tentar ver quem foram os grandes vencedores da noite dos Óscares e percebe que afinal está mesmo tudo maluco. As redes sociais estavam inundadas com o momento em que Will Smith se passa e arruína a sua própria noite de consagração. Ainda por cima ele merecia mesmo o Óscar pela brilhante interpretação no filme King Richard. Mas nem o Chris Rock merecia levar uma estalada em direto nem o mundo precisava de assistir a uma cena patética de violência. A piada teve graça? Nenhuma. Há limites para o humor? É a eterna discussão. Mas a verdade é que no fim da noite quem ficou mal na fotografia foi Will Smith, mesmo com o Óscar na mão. Por este andar, a próxima cerimónia apresentada por Ricky Gervais vai parecer a célebre cena do filme Aeroplano em que todos os passageiros fazem fila com as mais diversas armas na mão para espancar uma passageira histérica.

Enfim, toda esta polémica deu-me fome, para variar. E a vida continua. Temos de jantar hoje também, não é verdade? E aqui fica a minha sugestão para uma segunda-feira à noite: esta receita do blog Brooklyn Supper é fácil, só suja uma frigideira e é deliciosa.

Só precisa de ter em casa azeite virgem extra, sal, coxas de frango, alho esmagado e picado, pimenta preta moída, tomate cherry cortado ao meio, folhas de couve cortadas em juliana e ervas aromáticas como manjericão, tomilho e orégãos.

Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 4 pessoas, espreite aqui a receita original.

baked-chicken-with-tomatoes17.jpg

 

receita de nutricionista: muffins de amêndoa sem farinha nem açúcar

27.03.22

Captura de ecrã 2022-02-15, às 17.20.40.jpg

Levam apenas 6 ingredientes, demoram 15 minutos a preparar e são um verdadeiro hino à dieta: têm só 175 calorias, pouco mais de 1 g de gordura saturada e 8 g de hidratos de carbono. Só podia ser mais uma receita criada pela nutricionista Milene Castro Silva para um lanche saudável. Sem farinha refinada nem açúcar.

Nós já aproveitámos o nosso domingo para fazer a remessa para esta semana. Depois é só levar para o escritório para acabar com aqueles ataques de fome durante a tarde. Sem engordar, claro.

 

 

Ingredientes

Para 6 unidades

  • 3 ovos 
  • 30 g de farinha de alfarroba
  • 4 colheres de sopa de farinha de aveia 
  • 6 tâmaras em cubos pequenos 
  • Meio copo de amêndoas laminadas 
  • 1 colher de sopa de azeite 

 

Melhor ainda do que a tabela nutricional desta maravilha, é a facilidade com que se prepara. Só precisa de triturar todos os ingredientes até obter uma massa homogénea. Pode deixar as amêndoas em pedacinhos para dar uma textura crocante aos queques. 

Unte com azeite uma forma para muffins e divida a massa pelos 6 espaços para os bolos – tenha atenção para não preencher totalmente os espaços porque os queques vão crescer. 

Leve ao forno, pré-aquecido a 160° C, durante 10 minutos.

Captura de ecrã 2022-02-15, às 17.19.40.jpg

Sirva com mais umas amêndoas laminadas tostadas espalhadas por cima.

 

Uns óptimos muffins para si onde quer que o açúcar esteja,

Ele

 

receita: milene castro silva; vídeo e fotos: casal mistério

frittata com cebola caramelizada, uma receita saudável com apenas 228 calorias

27.03.22

A frittata é um prato italiano feito à base de ovos e que vai ao forno. No fundo é um cruzamento de omelete com uma quiche sem base. É mais saudável, fácil e prática de fazer, por isso, é a receita ideal para um brunch ou para um almoço durante a semana, se ainda estiver em teletrabalho. Também é um ótimo jantar para quem não quer engordar.

Esta receita do The Modern Proper é deliciosa e só precisa de 15 minutos a preparar e de 10 no forno. E, claro, dos seguintes ingredientes: ovos batidos, natas, sal, pimenta preta moída, cebolinho fresco picado, queijo feta em crumble, azeite virgem extra, cebola caramelizada e baby kale.

Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 8 pessoas, espreite aqui a receita original.

63d0105606da7012f4cfce93f47174aa.jpg

 

panquecas de ricotta com manteiga doce, o brunch ideal para este fim de semana

26.03.22

Sábado sem panquecas é como futebol sem golos, não tem graça nenhuma.

Cá em casa é sagrado: o fim de semana começa sempre com umas belas panquecas ao pequeno-almoço. É a única maneira de conseguir arrancar os nossos filhos adolescentes da cama depois de uma noite de copos. E, hoje, a receita que o meu querido Marido Mistério vai fazer é esta tentação que descobri no site da Donna Hay.

São fáceis e engordam, claro, mas é indiferente, porque a minha dieta, já se sabe, recomeça na segunda-feira.

Para fazer esta receita, precisa de ter em casa farinha com fermento, açúcar de confeiteiro, ovos, leitelho, extrato de baunilha, ricotta, canela em pó, mais açúcar de confeiteiro, xarope de ácer e rodelas de limão.

Para a manteiga de ácer, precisa de manteiga amaciada e de xarope de ácer.

Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 4 pessoas, espreite aqui a receita original.

ricotta_pancakes_maple_butter.jpg

 

 

a sobremesa mais popular do tiktok: crinkle, as rugas estaladiças de massa filo

25.03.22

Vai três vezes ao forno até ficar tão estaladiça como uma batata frita Pala Pala. E no entanto é uma das sobremesas mais fáceis de preparar. Chama-se Crinkle e é a nova febre viral do TikTok. Como diz a respeitadíssima revista gastronómica Bon Appétit, nem todas as receitas virais no TikTok são obras de arte, mas esta massa filo estaladiça, criada por Ramena Avakian na sua página de TikTok, é “boa demais para ser verdade”.

Imagine uma série de folhas fininhas de massa de croissant, todas estaladiças e previamente passadas por manteiga derretida, creme de custarda e calda de açúcar. Eu sei que parece complicado, mas é facílimo de preparar.

Tudo o que vai precisar é de 1 embalagem de massa filo, 240 ml de manteiga sem sal derretida, 240 ml de leite, 2 ovos, 200 g de açúcar e 1 colher de sopa de extracto de baunilha. Para a calda de açúcar, vai precisar de mais 200 g de açúcar, 240 ml de água e 1 colher de chá de sumo de limão espremido no momento.

e23049a04e8a7b1be7499418ddf51a0a.jpeg

O nome crinkle vem da forma enrugada da massa filo. E para conseguir isso pegue em duas folhas de massa filo de cada vez e dobre-as como se fosse um acordeão. Vá colocando as folhas dobradas em pé dentro de um pirex forrado com papel vegetal ou dentro de um tabuleiro de alumínio. Para perceber melhor a técnica, pode ver aqui o vídeo da receita gravado por Ramena. Quando o pirex estiver cheio com a massa, leve ao forno, pré-aquecido a 180º C, durante 10 minutos.

Retire a massa do forno, espalhe a manteiga derretida por cima e volte a colocar no forno durante mais 10 minutos. Enquanto isso, bata à mão o leite com os ovos, o extracto de baunilha e 200 g de açúcar até criar um creme. Espalhe este creme por cima da massa filo e volte a levar ao forno por mais 30 a 40 minutos. 

Aproveite este tempo para fazer a calda de açúcar. Ferva, em lume médio, partes iguais de água e açúcar com uma colher de chá de sumo de limão espremido no momento. Deixe ferver enquanto mexe até atingir o ponto de fio. Pode perceber que está no ponto quando, ao colocar um pouco de calda nos dedos molhados com água fria e os afastar, se formar um fio.

Assim que a massa filo estiver bem dourada e totalmente estaladiça, retire-a do forno e espalhe a calda de açúcar por cima. Tenha atenção ao ponto do açúcar porque, se ele ficar demasiado líquido, a massa tornar-se-á mole.

Deixe arrefecer antes de cortar o folhado em quadrados e servir. Com uns pistáchios picado espalhados por cima, fica ainda melhor. 

 

Uma óptima sobremesa para si onde quer que o TikTok esteja,

Ele

 

receita: ramena avakian; foto: bon appétit

soufflés de gelado de lima, uma sobremesa original para fazer este fim de semana

25.03.22

Uma das vantagens desta sobremesa é que pode e deve fazer na véspera, com tempo e sem pressas. É deliciosa, com uma consistência de soufflé e uma textura de seda, e tem um incrível sabor a lima. Mas não se preocupe: não vai descair como acontece com a maioria dos soufflés.

Para fazer esta receita do site Eatwell101 só precisa de água, açúcar, 12 claras de ovo, natas frias, raspas de lima e extrato de baunilha.

Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 2 pessoas, espreite aqui a receita original.

0b6a94d4c728a2e8bc48dc65e6f8c9da.jpg

 

 

coxas de frango tostadas com molho de lima e coentros e apenas 5 ingredientes

24.03.22

A minha querida Mulher Mistério passa três quartos do seu dia a queixar-se. Ou é porque coloquei açúcar num bolo, ou porque usei farinha numas panquecas ou até porque fiz um molho muito calórico para o frango. Como pode facilmente perceber, a minha vida é de suplício e sofrimento. Sou um verdadeiro mártir, a caminho da cruz, com uma paciência de santo.

A verdade é que acabo sempre por ceder. E por isso, para hoje, vou fazer um jantar saudável para não ouvir mais queixas. É uma das mais saudáveis e frescas combinações do mundo da gastronomia: uma delicada combinação de sumo de lima com coentros picados. A receita é do site Delish e é facílima de preparar.

Só vou precisar de cinco ingredientes: sumo de lima, coentros picados, alho picado, cominhos em pó e coxas de frango. Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, consulte a receita original aqui.

cilantro-lime-chicken-horizontal-1526869172.jpeg

Primeiro prepare o molho: junte numa taça grande o sumo de lima com os coentros picados, o alho picado, os cominhos e duas colheres de sopa de azeite virgem extra. Se gostar de piripíri, também pode colocar. Bata com uma vareta até ficar tudo bem ligado. Envolva bem as coxas de frango neste molho e deixe marinar durante 30 minutos a duas horas. Quanto mais tempo deixar, mais saboroso vai ficar.

No momento de fazer o jantar, aqueça mais duas colheres de sopa de azeite, numa frigideira que possa ir ao forno, em lume forte. Tempere as coxas de franco com sal e pimenta e coloque-as na frigideira com a pele virada para baixo. Acrescente o molho da marinada e deixe tostar a pele durante cerca de 6 minutos. Vire e cozinhe mais dois minutos.

Leve ao forno, pré-aquecido a 220º C, durante 10 a 12 minutos. Quando o frango estiver no ponto, o seu jantar está pronto. Acompanhe com um arroz basmati ensopado no molho do frango.

 

Um óptimo jantar para si onde quer que o frango esteja,

Ele

 

receita e foto: delish

massa orzo com camarão e queijo feta, uma receita de inspiração grega que fica pronta em 30 minutos

24.03.22

Quando o tomate e a massa orzo se encontram com camarões e queijo feta isso é… uma receita divinal e facílima de fazer. Só precisa de uma frigideira e de alguns ingredientes típicos da cozinha grega, como o queijo feta por exemplo, para ter esta receita do site The Kitchn à sua frente.

São 10 minutos a preparar e 20 ao lume.

Só precisa de comprar uma lata de tomate sem casca, azeite virgem extra, massa orzo, alho picado, orégãos secos, piripíri, sal, camarão descascado, pimenta preta moída, queijo feta em crumble e folhas de hortelã picadas.

Se quiser saber as quantidades certas de cada ingrediente, para 4 pessoas, espreite aqui a receita original.

k_Edit_08-20-2020-Mediterranean-Every-Day_Orzo Ski

 

 

anime-se, temos boas notícias: consumir vinho tinto e queijo diariamente combate a doença de alzheimer

23.03.22

É desta que acaba o boicote da minha querida Mulher Mistério às nossas noites de wine and cheese. Tenho de confessar que é um dos meus jantares favoritos: sentarmo-nos à frente da televisão, a ver um bom filme, acompanhados de uma tábua de queijos e de um bom vinho tinto.

anto-meneghini-r7OZ7BKOw6Q-unsplash.jpg

Pois agora já não há razões de queixa. Porque engorda... Porque faz mal à saúde... Porque tem muita gordura... Acabou! Basta! Chega! Descobri um hiper-respeitado estudo científico da Universidade Estadual do Iowa, nos Estados Unidos, publicado no Journal of Alzheimer's Disease, que conclui que o consumo diário de vinho, especialmente vinho tinto, está ligado a uma melhoria das funções cognitivas.

E, se isto já eram boas notícias, ainda aí vêm melhores: além do vinho tinto, a equipa de investigadores liderada por Auriel Willette (aqui vai a minha sentida homenagem ao Senhor Willette) concluiu que o queijo demonstrou ser, de longe, o alimento que mais protegia contra problemas cognitivos relacionados com a idade.

still-life-ge1183491e_1280.jpg

É claro que o respeitadíssimo estudo, feito junto de 1.787 adultos britânicos, ao longo de 10 anos de vida, fala sempre de consumo moderado de queijo e vinho. Mas como a moderação é um conceito relativo, eu vou continuar a apostar que uma garrafa de vinho por dia dá saúde e alegria.

 

Um óptimo queijo para si onde quer que o vinho esteja,

Ele

 

fotos: d.r.

Pág. 1/4