à atenção dos patrões portugueses: empresa australiana dá 12 semanas de licença para os empregados viajarem

    Mande esta notíca para o seu patrão, imprima-a e deixe-a discretamente em cima da secretária dele, faça-lhe um telefonema anónimo para casa, o que quiser… O método é indiferente, mas temos de tornar isto regra em Portugal!

    Doze semanas são três meses, 90 dias, 2.160 horas. Descansado. Refastelado. De papo para o ar, na sua praia favorita. A decisão foi tomada pela auditora Ernst & Young na Austrália e tem como objectivo cativar os melhores talentos para a empresa. Segundo a notícia divulgada pelo jornal britânico The Independent e pela Matador Network, a licença pode ser tirada todos os anos e os funcionários podem escolher qual o período de tempo que querem gozar, entre seis e 12 semanas.

    19_reference.jpg

     

    Durante esta licença, os trabalhadores podem desligar-se totalmente das suas funções ou manterem-se a trabalhar em part-time para receberem uma parte do salário. O objectivo da medida é que “os funcionários possam seguir interesses e paixões que tenham fora do trabalho”, explica Kate Hillman, uma das sócias da empresa.

    Segundo a mesma responsável, esta flexibilidade dirigida a toda a gente – e não apenas aos funcionários que foram pais – aumenta o empenho em cerca de 11%.

    A medida entrou em vigor ontem e recebeu o inspirador nome de “licença de vida”. Eu estou bastante entusiasmado com esta hipótese e estou seriamente a pensar adoptar esta medida já amanhã. Pelo menos, no blog onde o meu único patrão é a minha querida Mulher Mistério. E acho que Ela é capaz de alinhar nisto.

     

    Uma óptima licença para si onde quer que a sua próxima viagem esteja,

    Ele

     

    foto: matador network

    3 thoughts on “à atenção dos patrões portugueses: empresa australiana dá 12 semanas de licença para os empregados viajarem

    1. Já vem tarde! O Estado português dá 1 mês de férias para os funcionários públicos gozarem na praia ou no campo e 7h30 por dia durante 11 meses para navegarem na internet a pensar como gozar o mês de férias do próximo ano!
      assinado: trabalhador público

    Deixe um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *