a fabulosa cafetaria de santos, o meu novo spot preferido para almoçar em lisboa

    11182205_344539439090065_6222284626895301722_n.jpg

    Abriu há cerca de um mês sem falsas modéstias e tem razões para isso. Ainda bem. Gosto de projetos que arriscam, que não têm medo de se assumir e de errar. O nome já me tinha cativado e estava muito curiosa. Como tinha um almoço combinado com uma amiga não foi difícil convencê-la a experimentar a Fabulosa Cafetaria de Santos. Adoro repetir o nome, faz lembrar os cafés do início do século XX.

     

    11150740_343530785857597_1635271633952170428_n.jpg

    O ambiente 

    Quando chegámos, estava a casa praticamente cheia. Um ótimo sinal para um restaurante que acabou de abrir. Uma empregada com um sorriso rasgado veio logo ter connosco e perguntou-nos quantas pessoas éramos. Dissemos que éramos só as duas e indicou-nos uma mesa no meio da sala e perto do balcão.

    10006597_343531362524206_3137918813728150857_n.jpg

    Olhei em volta. A decoração é simples, minimalista e tem muitíssimo bom gosto. O branco das paredes contrasta com as madeiras escuras das mesas, cadeiras e do balcão da cozinha. À minha esquerda, um espelho na parede dá profundidade à sala. Na parede oposta fotografias antigas de funcionários e funcionárias do mês sobre um balcão em mármore dão graça e sentido de humor ao ambiente. 

    11210390_343531152524227_9201915113143059405_n.jpg

    No tecto, uma buzina giante de um navio faz de candeeiro. Em cima de um dos armários, pequenas ardósias têm informações úteis e poupam tempo às empregadas, como as sugestões do dia e a password do wifi (o que é sempre simpático e não nos obriga a fazer a pergunta por vezes incómoda). Na parede por detrás de mim, uma ementa XL orienta os clientes com dúvidas. Infelizmente, fiquei de frente para o balcão e para a cozinha (aberta para a sala), que é como quem diz, de frente para uma vitrina recheada de bolos, microqueijadas de Sintra, um bolo 100% cacau com um aspeto divinal, scones e croissants caseiros, tudo com um ar demasiado apetitoso para uma pobre mulher em dieta. Por isso desviei o meu olhar para a ementa, diretamente para a secção das saladas. Só que o meu cérebro ficou em pausa quando se deparou com a palavra croquetes…

    11050162_344539372423405_809376476039546002_n.jpg

    A ementa 

    Claro que não resistimos (a minha amiga gosta tanto de comer como eu) e pedimos um croquete de carne (€1) para cada uma acompanhados com mostarda. E para não nos sentirmos mal, lá mandámos vir um copinho de palitos de cenoura com iogurte de ervas e especiarias (€1,50). Claro: croquetes-1; palitos de cenoura-0. Não é que os palitos de cenoura fossem maus, antes pelo contrário, eram bons e frescos e o molho de iogurte também. Mas os croquetes… Oh, meu Deus! Que maravilha. Tãoooo mas tão bons! Nota-se que a carne é desfiada e o recheio é tão cremoso que parece quase líquido.

    21704_344539452423397_5560060783532301635_n.jpg

    Conseguimos resistir às “Fabulosas”, umas incríveis sanduíches que vêm aos pares, com pãezinhos enfarinhados, brioches ou pão rústico, com os mais diversos recheios, como rosbife ou salmão, e pedimos duas saladas. A minha amiga pediu a Salada Piu (€6,90), com alface, um peito de frango levemente panado, lascas de parmesão, fatias de abacate, molho de iogurte, maionese e sementes. Além de vir muito bem servida, era boa e saborosa. E o molho de iogurte com maionese é uma excelente ideia. Mas ela não vive em dieta como eu.

    11038790_349361345274541_2447520315975180757_n.jpg

    Por isso, optei pela Salada Nossa (€7,90), uma sugestão da empregada que nos atendeu e que tem corações de alcachofras (de lata), espargos verdes salteados, mozzarella, alface icebergue, amêndoas, sementes e molho vinagrete. Adorei. É simplemente deliciosa e surpreendente. O contraste dos ingredientes frios da salada com os espargos salteados quentes é uma excelente ideia.

    Para acompanhar pedimos o chá frio do dia (€1,50): um chá de limão com tomilho e mel. Era bom mas ligeiramente doce demais para o meu gosto.

    11329794_349406068603402_8122728142622635956_n.jpg

    Como as saladas eram grandes, foi mais fácil resistir às sobremesas, como a tartelette de amêndoa ou o bolo de chocolate, mas as microqueijadinhas de Sintra estavam a olhar para mim desde o princípio do almoço. Pedimos uma para cada uma para acompanhar o café (é o meu eterno drama: acho sempre que só uma não vai engordar). Mas se engordou, valeu a pena, porque estas microqueijadinhas eram divinais, com uma massa fina e crocante e são mesmo mesmo pequeninas.

    11137114_344539472423395_3789414400474033406_n.jpg

    O serviço 

    Simpático e super atencioso. Adoro empregadas que sorriem com prazer e têm orgulho nos pratos que servem… Mal levantávamos a cabeça, inquiriam com os olhos se precisávamos de alguma coisa. Descreviam os pratos com um prazer contagiante e, quando trouxeram a conta numa original taça, despediram-se de nós a dizer:

    – Para a próxima têm que provar as fabulosas…

    Ao que eu suspirei:

    – Depois do verão, agora estamos na luta para ficarmos nós fabulosas.

    11130300_351893968354612_5334949358921422580_n.jpg

    As crianças 

    Se tem croquetes e arroz branco, é fácil agradar a qualquer criança. Não tem menu infantil, mas é claramente um ótimo sítio para almoçar com os miúdos: bom, barato e descontraído.

    21704_344737505736925_2522460277582310647_n.jpg

    O bom 

    O espaço, o serviço e as saladas

    O mau 

    O chá frio demasiado doce 

    O ótimo

    Os croquetes e as microqueijadinhas de Sintra

     

    Uma semana fabulosa para si,

    Ela

     

    fotos: a fabulosa cafetaria de santos

     

    3 thoughts on “a fabulosa cafetaria de santos, o meu novo spot preferido para almoçar em lisboa

    1. Gosto imenso de ler estes posts, mas acho que lhes falta a punchline:

      “Esta refeição ficou por….”

      Ajudaria imenso a uma decisão quanto a ir ou não ir!

    2. Olá, João
      Muito obrigada pela sua sugestão. Nós não colocamos o preço final porque, através do valor exacto, é mais fácil identificar a factura, o dia e a hora em que estivemos no restaurante e, assim, acabar com o mistério do casal 😉
      Obrigada,
      Ela

    Deixe um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *