a melhor salada de polvo do país está na costa alentejana, à frente de um pôr-do-sol único

    20160911_151715 (1).jpg

    Se eu fosse o Luís Pereira de Sousa, diria que este é um dos segredos mais bem guardados de Portugal. Mas como não digo, já tem menos um nome na bolsa de apostas para adivinhar a identidade deste seu pequeno Amigo Mistério. Seja como for, não estamos aqui hoje para falar de apresentadores de televisão dos anos 80 nem de bigodes farfalhudos à Zé Gato; estamos aqui, solenemente sentados à frente deste modesto computador, para falar da melhor e mais deliciosa salada de polvo do país. Que, por acaso, fica numa das melhores praias do país. Onde, por acaso, se vê um dos mais deslumbrantes pores-do-sol do país.

    Agora que a expectativa está criada, posso finalmente fazer a revelação: estou a falar da salada de polvo do Bar dos Tigres, na praia Aberta Nova, em Melides, na costa alentejana. Mas o que é que pode tornar uma simples salada de polvo num fenómeno gastronómico tão relevante para a nação, pergunta muito avisadamente V. Exa.? O tomate descascado, respondo eu. Mas antes vamos a um breve intróito.

     

    11390160_1114886601860910_3900156516559928676_n (1

    O ambiente

    O Bar dos Tigres está muito longe de ser um restaurante de praia habitual. Este é um sítio para ir apenas petiscar, ainda com o fato-de-banho molhado e os pés cheios de areia. Ou então simplesmente para beber uma caipirinha ou uma imperial muitíssimo gelada entre dois mergulhos no mar.

    Não espere nenhuma mordomia de restaurante: as mesas são corridas, os bancos não têm encosto, os copos são de plástico e o ambiente é totalmente descontraído. Mas é isso que dá encanto ao lugar. Isso e a magnífica vista para o mar. Do lado da praia, a parede é totalmente em vidro: tudo o que vê é um areal quilométrico (que está deserto nesta altura do ano), o mar interminável (às vezes agitado demais) e um sol gigante que só existe na costa alentejana.

    13537754_1384689964880571_2787072700402489418_n (1

    Entre a passerelle da Comporta e a confusão de Sines, a praia Aberta Nova é um paraíso de tranquilidade. Tem uma zona de toldos (aqui não há cá chapéus de sol), tem nadadores salvadores, mas se andar 50 a 100 metros para a direita ou para a esquerda não encontra ninguém. Para chegar à Aberta Nova, tem de passar por uma longa e desconfortável estrada de terra batida. Depois pode estacionar o carro no topo da falésia e olhar para a vista à sua frente: areia, mar, sol e…

    20160909_173152_Richtone(HDR) (1).jpg

    A ementa

    …e é aí que encontra este recanto castiço com uma ementa mínima à base de tostas, sanduíches, caracóis (na época deles) e duas saladinhas: uma de polvo e outra de atum.

    Antes de qualquer coisa, peça o maravilhoso queijo seco de ovelha que vem cortado em finíssimas e salgadas lâminas tipicamente alentejanas. Para acompanhar, não se esqueça do cesto de pão (alentejano também) que vai ser essencial para rapar o molho do prato da salada de polvo.

    20160911_152240_Richtone(HDR) (1).jpg

    E eis que chegamos a ela, a salada. Além de vir com o polvo tenrinho e bem cortado, esta maravilha do fim da tarde traz essa grande invenção que é o tomate descascado. Ao retirar a pele do tomate, está a deitar fora grande parte da acidez da fruta – fica apenas aquele sabor doce, suave e viciante do tomate maduro e fresco. Cortado em cubos pequeninos, o tomate mistura-se com o polvo e dá um toque adocicado e único à salada. Finalmente, leva ainda pimentos assados picados em cubinhos, em vez dos pimentos crus que se tornam rijos e desagradáveis de trincar. Nesta salada, tudo é macio, ao ponto de quase se desfazer na boca.

    A salada só fica pronta com dois dentes de alho picados tão fininhos que mal se notam, uma cebola picada, salsa e orégãos. Para temperar, azeite e vinagre suaves. O resultado é qualquer coisa de sobrenatural. Então, depois de um dia de praia, com uma cerveja bem gelada ao lado e um pôr-do-sol gigantesco à sua frente, é um verdadeiro sonho.

    20160911_174913 (1).jpg

    O serviço

    Em Agosto, é mais confuso – mas nunca demora mais do que uns minutos. Em Setembro, tem o bar quase só para si. Quem serve ao balcão são os donos que se dividem entre os clientes de fora e uns amigos que passam por ali só para beber uma cerveja. Aviso fundamental: mal chegar à praia, tente guardar uma dose de salada de polvo, porque muitas vezes acaba – e a salada de atum já é de outro campeonato.

    Agora é despachar-se – senão salada de polvo só para o ano.

     

    O bom

    O ambiente, a praia e a vista deslumbrante para o pôr-do-sol

    O mau

    Se não for cedo, a salada pode acabar

    O óptimo

    A salada de polvo com tomate descascado e pimentos assados

     

    Uma óptima salada para si onde quer que o polvo esteja,

    Ele

     

    fotos: casal mistério; bar dos tigres

     

    Nota: Todas as despesas das visitas efetuadas pelo Casal Mistério a restaurantes, bares e hotéis são 100% suportadas pelo próprio Casal Mistério. Só assim é possível fazer uma crítica absolutamente isenta e imparcial.

    ________________________

    Bar dos Tigres

    Praia Aberta Nova, Melides

    Segunda a domingo, das 9h às 21h

    919892816

    Fecha no fim da época balnear

    7 thoughts on “a melhor salada de polvo do país está na costa alentejana, à frente de um pôr-do-sol único

    1. :o)

      não sou “gastrónomo”, mas sendo esta “a minha praia” desde há cerca de 15 anos, posso assegurar que o relato é mesmo veridicto!!!

      É mesmo a melhor salada de polvo…!!!

      😉

    2. Até que costumos seguir o vosso blog, ideias giras, sempre actuais nas tendências, mas esta do bar dos tigres da Aberta Nova só pode ter sido do excesso de sol! Uma salada de polvo (do congelado e pequenino), onde no maximo só 20% da salada é do dito, sim o resto é esse “amazing” tomate descascado, cebola e pickles de marca branca. Sim a vista é maravilhosa… ainda no fds la estive e ia beber um café, mas bati com o nariz na porta. Dia lindo de praia e os tigres andavam a lavar as telhas do café da mãe! E ja agora sabe que as saladas viajam desse café nuns “tupperwares” que nem numa arca refrigerada vão? Procure de onde vem a alimentação electrica do bar e encontrarão muito que vos pode arrepiar!

    Deixe um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *