Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

ainda estou em choque: a receita de pastéis de nata "portugueses" do jamie oliver leva...

portuguese-custard-tart-758547_960_720.jpg

...Peço desculpa pela pausa dramática, mas ainda me estou a tentar recompor do baque: crème fraîche?! Eu repito: crème fraîche?! Os nossos queridos pastéis de nata?! Como é que uma receita típica portuguesa, criada algures no século XVIII, pode levar um ingrediente com um acento circunflexo em cima do "i". Um ingrediente que nem sequer se digna a ter uma tradução para português?! O que é que terá passado pela cabeça do Jamie Oliver?

Estava eu ontem tranquilamente a fazer o desmame de mais uma dieta da minha querida Mulher Mistério (tradução: estava eu ontem, às escondidas, à procura de uma boa receita de pastéis de nata para fazer sorrateiramente em casa) e eis que esbarro com a receita que Jamie Oliver publicou no seu livro 30 Minute Meals. Com direito a vídeo e tudo, tal é o descaramento!

94162-blog2b-2bjamie2boliver2b302bminute2bmeals2bb

Primeiro ponto: o crème fraîche. Desde quando é que uma embalagem de crème fraîche passou do hall de entrada dos Pastéis de Belém? Ou da Manteigaria? Ou da Aloma? O crème fraîche é o Bombarralense do campeonato dos alimentos. É a equipa B das natas frescas. É aquilo que usamos quando não temos mais nada para colocar e precisamos de uma solução desesperada.

Segundo ponto: os pastéis de nata "portugueses" do Jamie Oliver ainda levam uma cobertura de caramelo de laranja! Ora, eu sei que aquele queimadinho por cima dos pastéis de nata intrigou o Jamie. Também me fascina a mim. Mas um pastel de nata não é um leite creme. E também não é uma laranjada. Por isso, onde é que o nosso Jamie foi buscar o caramelo com sumo de laranja espalhado por cima?

Eu compreendo que não queira ver mais nada sobre este tema, eu próprio estou indisposto. Mas se insistir, tem aí em baixo a receita completa dos pastéis de nata "portugueses" segundo o Jamie Oliver. Vade retro!

 

x.jpg

Ingredientes

Para 6 pastéis de nata

  • 1 folha de massa folhada com cerca de 400 g
  • Canela em pó
  • 120 g de crème fraîche
  • 1 ovo grande
  • 1 colher de chá de pasta de baunilha
  • 5 colheres de sopa de açúcar
  • 1 laranja

 

Resistiu até aqui? Não percebo como... eu já teria fugido a correr para afogar as mágoas na Manteigaria. Mas enfim, se quer continuar, vamos a isso.

Comece por abrir a folha de massa folhada por cima do balcão de cozinha, polvilhado com um pouco de farinha. A massa folhada deve ser um quadrado com aproximadamente 20 centímetros. Polvilhe o topo da massa com bastante canela e esfregue esta com a mão de forma a cobrir a massa toda.

Agora enrole a massa folhada, deixando a canela por fora do rolo. Corte o rolo ao meio e cada metade em três pequenos rolinhos. Coloque os rolinhos em pé e espalme-os ligeiramente com os dedos. Pegue numa forma para muffins e espalhe os seis pedaços de massa folhada por seis divisões, deixando-os mais lisos no fundo e mais gordos nos lados. Leve ao forno, pré-aquecido a 200º C, durante oito a dez minutos, até a massa começar a ficar dourada.

jamie.jpg

(Pausa. Até aqui, nada de muito grave para lá do facto de a massa folhada ficar grossa demais em cima, originando uns pastéis de nata que mais parecem umas empadas de nata. Mas se todos os males fossem esses, viveríamos bem. O problema mais grave começa agora com a preparação do creme de nata ou, na versão de Jamie Oliver, o creme de crème fraîche e laranja.)

Numa taça, junte o ovo com o crème fraîche, uma colher de sopa de açúcar refinado, as raspas de uma laranja e – nova surpresa capaz de fazer corar a estátua do Marquês de Pombal – uma colher de chá de pasta de baunilha. Misture bem com um garfo até ligar todos os ingredientes. E assim se faz o recheio dos pastéis de nata portugueses segundo Jamie Oliver.

Retire a massa folhada do forno, use uma colher de chá para criar mais espaço no meio, juntando a massa aos lados, e divida o creme pelos seis pastéis de nata. Volte a colocar no forno durante mais cerca de oito minutos até o creme enrijecer.

Está chocado? Então vamos à cobertura de caramelo de laranja.

1s6at1otSQy6CfW3wNV0_Screen Shot 2016-02-08 at 3.5

Coloque, numa panela quente, quatro colheres de sopa de açúcar e o sumo espremido de uma laranja. Mexa e deixe o açúcar derreter, em lume médio-alto, durante cerca de um minuto, até o caramelo começar a ficar castanho.

Retire os pastéis de nata (se é que lhes podemos chamar isso...) do forno e espalhe o caramelo por cima deles. Depois de arrefecerem, tem os seus pastéis a la Jamie Oliver.

23622241_10155476525819807_3127831441058579726_n.j

Sabe o que é mais chocante no meio disto tudo? É que Jamie Oliver republicou o vídeo desta receita, que já é antigo, na sua página de Facebook, no sábado passado, e já teve cerca de dois milhões de visualizações, quase 10 mil gostos e 3 mil partilhas. Ou seja, as pessoas gostaram! E, pior, acham que isto é que são pastéis de nata! Os monges do Mosteiro dos Jerónimos devem estar a esmurrar os túmulos.

 

Uns óptimos pastéis de nata para si onde quer que a sua indignação esteja (a minha está ao rubro!),

Ele

 

receita: jamie oliver; fotos: jamie oliver e d.r.

 

P.S: Caso reste qualquer dúvida, convém esclarecer: a primeira foto é a de um pastel de nata português, a segunda é da obra-prima do Jamie Oliver.

 

27 comentários

Comentar post

Pág. 1/3