bruschetta de favinhas com hortelã e queijo pecorino, um jantar fácil e rápido para um dia de semana

    Se tudo o que sabe sobre favas é que o Hannibal Lecter as adorava com um bom Chianti a acompanhar, está na altura de fazer um upgrade à sua cultura culinária. As favas são um antepassado da família das ervilhas com um ligeiro sabor a nozes e uma textura amanteigada (oh, meu Deus, já pareço o meu querido Marido Mistério a perorar sobre a História da fava).

    Resumindo, são uma delícia. Dão algum trabalho – as favinhas têm de ser descascadas, cozidas em água a ferver e ainda têm uma segunda pele que também deve ser tirada – mas pode fazer tudo isso de véspera e depois guardar ou congelar as favas arranjadas. Veja aqui o vídeo que o site da Martha Stewart fez para ensinar a melhor forma de descascar favinhas.

    Agora que já aprendemos o mais difícil, vamos passar ao mais fácil: como fazer esta deliciosa bruschetta inventada pela única Martha Stewart?

     

    É muito rápido. Só vai precisar de favinhas já cozinhadas, azeite extra-virgem, sumo de limão acabado de espremer, folhas de hortelã picadas, flor de sal e pimenta, fatias de pão torrado (de preferência alentejano) e queijo pecorino. As quantidades são a gosto e dependem de quantas bruschettas vai querer fazer.

    Junte as favinhas já cozinhadas com o azeite extra-virgem, o sumo de limão fresco e as folhas de hortelã picadas. Tempere com a flor de sal e a pimenta (se gostar, também pode pôr um pouco de malagueta). Espalhe a mistura pelas fatias de pão torrado com a ajuda de uma colher. Por cima, coloque as fatias fininhas de queijo pecorino.

     

    É ou não um jantar fácil de fazer?

     


    Uma boa favinhada para si,

    Ela

     


    receita de foto: martha stewart

    2 comentários em “bruschetta de favinhas com hortelã e queijo pecorino, um jantar fácil e rápido para um dia de semana

    Deixe um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *