como fazer um pastel de nata gigante para o seu natal

    Desde que tenho memória do Natal que me lembro, em primeiro lugar, de um bolo enorme cercado de massa folhada pronta a estalar ao primeiro contacto com os dentes. Era um pastel de nata gigante que a minha avó fazia sempre em homenagem aos netos.

    Os pastéis de nata sempre foram os bolos preferidos da secção juvenil da família. Irmãos e primos rumávamos invariavelmente até aos pastéis de Belém de cada vez que nos aproximávamos do rio Tejo. E, quando chegava o Natal, a minha avó fazia sempre a mesma surpresa: um pastel de nata gigante que nos deixava com os olhos tão arregalados como o Lobo Mau de cada vez que via o Capuchinho Vermelho. 

    Depois de a minha avó morrer e de nós crescermos, o pastel de nata gigante desapareceu da mesa de Natal. E, para tristeza minha, não fiquei com aquela receita divinal que nos deixava babados de creme até às orelhas. Agora decidi recriar esssa maravilha para o Natal. E, por incrível que pareça, a melhor receita que encontrei vem da Austrália, a exactas 10 horas de diferença horária de Lisboa.

    A homenagem foi feita pelo sempre útil site Taste que consegue fazer um pastel de nata para seis pessoas que leva sete ingredientes: uma folha de massa folhada, ovos (sete gemas e uma clara levemente batida), leite, um pau de canela, casca de limão, farinha e açúcar. Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, consulte a receita original aqui.

     

    giant-portuguese-tart-137238-1.jpeg

     

    Comece por aparar a massa folhada num círculo com cerca de 28 cm. Forre com a folha de massa uma forma para tartes de 20 cm de diâmetro e 4 cm de profundidade, cobrindo o fundo e os lados. Leve ao congelador durante 15 minutos.

    Cubra a massa com papel vegetal e espalhe arroz cru pelo fundo. Leve ao forno, pré-aquecido a 180º C, durante 15 minutos. Retire o papel vegetal e o arroz e volte a colocar no forno durante mais oito minutos, até ficar bem estaladiça. Pincele a massa com uma clara de ovo levemente batida e coloque no forno durante mais dois minutos. Deixe arrefecer.

    Enquanto isso, aqueça, em lume médio, sem parar de mexer, 250 ml de leite juntamente com o pau de canela e a casca de limão. Quando levantar fervura, desligue o lume, tape a panela e deixe infusionar durante 20 minutos.

    Coloque a farinha numa taça e vá adicionando lentamente o resto do leite que não usou, enquanto bate com uma vareta. Junte as gemas de ovo e bata mais um pouco.

    Derreta o açúcar com 80 ml de água, noutra panela em lume brando, mexendo sempre. Assim que o açúcar derreter, aumente ligeiramente o lume e deixe ferver, sem mexer durante três minutos, até engrossar.

    Por esta altura, já o leite deve estar infusionado. Deite fora o pau de canela e a casca de limão e volte a aquecer o leite. Misture-o quente na taça do creme de ovos enquanto bate tudo com a vareta. Adicione o xarope de açúcar, sem parar de bater, e leve ao frigorífico durante 20 minutos, para arrefecer, mas não deixe ficar frio.

    Coloque o creme por cima da massa folhada, através de um passador, e volte a levar ao forno durante mais 30 minutos. Se gostar do pastel de nata mais queimado, passe com um maçarico por cima do recheio até ficar ao seu gosto.

     

    Um óptimo pastel de nata para si onde quer que o seu Natal seja,

    Ele

     

    receita e foto: taste

    Deixe um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *