Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Casal Mistério

Casal Mistério

como nasceu a tradição das 12 passas à meia-noite de ano novo

27.12.21

Em 1880, a Câmara de Madrid teve a triste ideia de criar uma taxa municipal para quem celebrasse o Dia de Reis nas ruas da cidade. O imposto levou uma multidão de protestantes para a Puerta del Sol, na noite de Ano Novo, e assim nasceu a tradição das 12 uvas-passas que ainda hoje atormenta todos os portugueses de bom gosto.

Mas vamos ao início de tudo. O costume de comer uvas frescas acompanhadas de champanhe nasceu anos antes entre a aristocracia parisiense. Na segunda metade do século XIX, já a tradição havia sido importada pelas classes altas madrilenas ansiosas por atingirem o estatuto social francês. E é assim que chegamos à polémica taxa da década de 1880.

PNZI6T7P2VFDNCESOX3RTMA7TY.jpeg

Ao saberem da proibição que vigoraria na tradicional Noite de Reis, os madrilenos de classe média-baixa decidiram sair à rua antes de começar a vigorar a proibição. Na noite de Ano Novo, pegaram numa mão cheia de uvas e juntaram-se na Puerta del Sol para ridicularizar a alta sociedade madrilena, repetindo o hábito importado com uvas demasiado maduras e com pior aspecto.

O hábito foi ganhando adeptos, mas só explodiu em 1909 quando um excedente de produção dos agricultores de Alicante levou a elevadas sobras de uvas Aledo, um tipo de uva que é colhido entre Outubro e Novembro. Para escoarem o excedente, lançaram uma campanha de venda massificada a preços baixos, vendendo pacotes de 12 uvas como "as uvas da sorte".

7054393_3691_resultado-960x640_c.jpeg

O costume estendeu-se a todo o país e mais tarde a Portugal e a alguns países da América Latina. Só falta explicar como é que o costume de comer uvas frescas e saborosas deu lugar ao tenebroso hábito de devorar passas intragáveis, enjoativas e carregadas de açúcar.

Um historiador espanhol explica ao diário ABC que dificilmente, na transição dos séculos XIX para XX, as uvas pudessem chegar facilmente frescas ao fim de Dezembro. Mesmo as uvas Aledo que têm um tempo de colheita mais tardio deveriam chegar ao fim do ano excessivamente maduras. E, em Portugal, onde essas uvas não eram populares, menos ainda. Já as uvas-passas sofrem um processo de conserva e podem ser degustadas em qualquer época do ano.

É esse o motivo por que Portugal tem a tradição das passas na noite de Ano Novo, enquanto Espanha mantém a das uvas frescas. Sorte a deles...

 

Um óptimo Ano Novo para si onde quer que as passas estejam,

Ele

 

fotos: d.r.