Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Casal Mistério

Casal Mistério

como salvar um prato com sal a mais

14.09.19

Quem nunca sofreu com esta pequena tragédia culinária? Aquele momento em que a sua mão ganha uma vida própria e exagera no sal colocado na comida... Pior: quando nos apercebemos da catástrofe e só faltam dez minutos para os convidados chegarem a casa.

Felizmente há duas soluções para este problema: uma é encomendar Uber Eats; outra é dar ouvidos a este pobre casal de almas misteriosas.

Ao contrário do que possa pensar, nem tudo está perdido. Uma boa receita é aquela que consegue um equilíbrio perfeito entre os cinco sabores identificados pela ciência: doce, salgado, amargo, ácido e umami. É claro que pode e deve haver um ou mais em destaque. Mas tem de ser sempre um destaque equilibrado. Se um destes sabores se destaca de forma excessiva, é o fim de um prato.

O caso do excesso de sabor salgado não é assim tão raro. E quando isso acontece, a solução é voltar a equilibrar os sabores, aumentando os outros.

beef-1239187_960_720.jpg

 

O que resulta 

Limão, lima, vinagre – Dependendo de que tipo de prato está a cozinhar, pode acrescentar-lhe uma espremidela de limão, de lima, de vinagre ou até de laranja. A acidez é dos sabores identificados pelo seu corpo. Ao acrescentar mais acidez, vai disfarcar o toque salgado. Isto resulta bem por exemplo, numa amêijoas à Bolhão Pato, num peixe grelhado ou noutro prato onde o sabor salgado e ácido se destaquem.

Açúcar, mel ou adoçante – Em sopas, molhos, guisados ou vinagretes, o açúcar, o mel ou os xaropes doces podem ser uma boa solução. Como estas receitas têm normalmente um toque doce, a melhor maneira de equilibrar o excesso de sal pode ser acrescentando açúcar. 

Natas, azeite ou manteiga – A gordura é uma óptima forma de reduzir a intensidade do sal sem aumentar nenhum sabor. O problema de acrescentar os ingredientes de cima, está na forma como vai carregar nos sabores doce e ácido. Pelo contrário, a gordura consegue absorver o sal de uma forma mais discreta. Tanto o iogurte como as natas azeda reduzem a intensidade do sal, dando-lhe um toque amargo discreto. Mais subtil ainda são as natas, o azeite ou a manteiga (sem sal, claro). Diluem a presença do sal, absorvem o seu sabor e ainda enaltecem um sabor mais neutral. Isto resulta bem em sopas, purés, mousses, molhos, caris, etc. Além de tudo, ainda dão à receita um toque extra-cremoso.

Aumentar o volume da sua receita – Se for possível, pode acrescentar partes iguais de todos os outros ingredientes para diluir o sal. Se se tratar de uma sopa ou de um guisado, pode bastar acrescentar um pouco de água, de caldo sem tempero ou até de leite. Numa salada, pode aumentar a quantidade de verdes ou de tomate; num prato no forno, pode multiplicar as batatas ou os legumes.

salt-1914130_960_720.jpg

O que não resulta  

O mito da batata – Uma das técnicas que eu mais ouvi ao longo da minha vida ao fogão é a técnica da batata. Quando se exagera no sal, a cozinhar uma sopa ou um molho, mergulha-se uma batata crua para que esta absorva o sal. De facto, a batata absorve o sal, mas também absorve uma quantidade idêntica de líquido, mantendo o prato salgado. A única forma de fazer esta técnica resultar é deixar que a batata aborva tudo e depois acrescentar mais líquido sem sal para diluir o sabor.

 

Um óptimo jantar para si onde quer que o sal esteja,

Ele

 

fotos: pixabay