Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

escreva o que lhe digo: esta tarte de limão e iogurte grego é a sobremesa que vai arrasar neste natal

Fácil, fresca e formosa. Podia ser um poema de Camões, mas não. É só a minha maneira arcaica de descrever esta maravilha que consegue juntar, no mesmo prato, dois dos meus ingredientes favoritos: limão e iogurte grego. Além disso, são perfeitos para desenjoar dos excessos do Natal. E frescos. E facílimos de preparar: nem precisa de cozinhar esta beleza.

A receita é do fantástico site The Kitchn e consegue ser fresca, leve e ligeiramente ácida para cortar as quantidades astronómicas de gordura que ingerimos na consoada.

Para fazer a base desta tarte de limão, só vai precisar de bolachas Digestive, flor de sal e manteiga sem sal derretida. A receita original também acrescenta açúcar à base mas eu acho que acaba por ficar demasiado doce. Para o recheio, precisa de gelatina em pó sem sabor, açúcar, sumo e raspas de três a quatro limões, água, iogurte grego natural e natas para bater. Para saber as quantidades certas de cada ingrediente, consulte a receita original aqui.

25565b96355df856c1892c6217d4b4cb926e6c74.jpeg

 

Para fazer a base desta tarte, já sabe o que tem a fazer, não sabe? É triturar as bolachas e misturá-las com a flor de sal e a manteiga derretida até ficar com um crumble húmido. Depois, espalhe este crumble pelo fundo de um tabuleiro com 33 por 45 centímetros e leve ao frigorífico durante cerca de uma hora. Fácil, não é?

Agora o recheio. Coloque a gelatina em pó com o açúcar numa taça que aguente o calor. Junte o sumo de limão com a água a ferver e vá adicionando à gelatina em pó enquanto mistura. Mexa bem até dissolver o açúcar e deixe a arrefecer, dentro da taça, durante cerca de meia hora.

Enquanto isso, bata as natas até ficarem com a textura de chantilly. Misture metade das natas batidas com o iogurte grego e as raspas de limão e, quando a gelatina estiver à temperatura ambiente, junte-a gradualmente às natas sem parar de mexer. Espalhe esta mousse por cima da base da tarte e leve ao frigorífico, sem tapar, durante mais cerca de uma hora. Guarde também o que sobrou das natas batidas dentro do frigorífico, mas numa taça tapada.

No momento de servir, espalhe o resto das natas batidas por cima da tarte e termine com mais umas raspas de limão. Divida em quadrados e vai ver se sobra algum para contar a história.

 

Um óptimo Natal para si onde quer que a tarte de limão esteja,

Ele

 

receita e foto: the kitchn