Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

casal mistério

Ele cozinha, ela viaja. Quando estão fora, testam e avaliam restaurantes, bares e hotéis. Quando se juntam em casa, escrevem sobre o que viram: o bom, o mau e o péssimo.

estudo diz que ser mãe equivale a ter 2,5 empregos a tempo inteiro

Sempre que se aproxima o Dia da Mãe, eu lembro-me deste arrepiante estudo publicado em 2017, nos Estados Unidos, e da minha querida Mulher e Mãe Mistério.

Depois de analisar o dia-a-dia de 2 mil mães de crianças entre os 5 e os 12 anos, o estudo concluiu que a média passa 98 horas semanais a tratar dos filhos, da família ou a fazer trabalho relacionado com o seu emprego. Isso equivale a quase duas vezes e meia o número de horas de trabalho semanais previstas na lei.

Segundo este inquérito, a mãe média começa a trabalhar às 6h23 da manhã e só pára às 20h31. Ao longo de todo este período, está a trabalhar no emprego ou a tratar dos filhos, das refeições, das compras de supermercado e de todas as outras tarefas essenciais para gerir uma casa de família. A partir das 20h31, as mães conseguem finalmente encontrar uma média de uma hora e sete minutos – eu repito: 67 minutos! – de tempo livre para si próprias. O resto é para dormir. Isto se não forem acordadas a meio da noite porque o filho está a chorar e o marido ao lado a ressonar.

1.jpg

 

Pior ainda do que a assustadora carga horária, é o facto de as mães não terem descanso. De acordo com o mesmo estudo, as mães confessam não ter férias ou folgas. Trabalham uma média de 14 horas diárias, sete dias por semana. Ou seja, quando descansam do emprego, trabalham para a família (ouviram, maridos?).

Quarenta por cento das mães inquiridas diz mesmo sentir que a sua vida é absolutamente dominada por uma lista infindável de afazeres, dos quais fazem parte as compras de supermercado, levar e trazer os filhos da escola, dar banhos, fazer pequenos-almoços, almoços, lanches e jantares, levá-los para actividades extra-curriculares, ajudar nos estudos e ainda lembrar-se das datas mais importantes. 

É muita coisa, não é? E isto é só uma amostra da enorme lista de tarefas diárias que uma mãe segue. Segundo outro estudo, de 2013, as mães têm, em média, uma lista mental ou escrita com 26 tarefas para cumprirem todos os dias.

Eu não quero com isto dizer que os homens não fazem nada ou não ajudam em casa – até porque felizmente há cada vez mais maridos a ajudar. O problema é que ajudar não é dividir. E as mulheres só deixarão de ter esta carga louca de trabalho quando os homens fizerem exactamente o mesmo em casa. Dividido. Partilhado. De igual forma. Num mundo igual.

 

Um óptimo Dia da Mãe para todas as mães onde quer que elas estejam,

Ele

 

foto: yahoo

 

4 comentários

Comentar post